Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A igreja católica e a utilidade das mulheres

por Jorge Soares, em 17.02.12

Mulher em casa

Imagem de aqui

 

O trabalho da mulher a tempo completo, creio que não é útil ao país. Trabalhar em casa sim,... 

 

Manuel Monteiro de Castro tem 73 anos e acaba de ser nomeado cardeal da igreja católica de Roma, o colégio de cardeais é o órgão máximo de governo da igreja, para além de votar para a nomeação do papa, são estes senhores que ditam as leis no Vaticano, leis que servem para governar a igreja católica em todo o mundo.

 

Não faço ideia sobre qual será a média de idades dos cardeais, mas imagino que não andará longe dos 70 anos... e tal vez isso explique algumas coisas. Que em pleno século XXI alguém diga que o lugar das mulheres é em casa a tratar dos filhos e dos tachos é até difícil de acreditar, mas pelos vistos há pessoas que apesar dos tempos continuam a viver noutro século, noutro tempo e noutra realidade. O mundo evoluiu, as mulheres ocuparam com toda a justiça o seu lugar na sociedade, há muito fazem parte do tecido produtivo e dirigente do país, mas para estes senhores, nada disso deveria existir.

 

É evidente que com pessoas como estas a igreja nunca poderá evoluir. há muito que o papel do homem e da mulher, já seja no seio da família ou da sociedade, deixou de ser diferente, a época em que o homem ia trabalhar e chegava a casa e se sentava à espera de ter o jantar pronto , felizmente já acabou há muito. Vivemos numa época em que as tarefas são partilhadas, todas as tarefas e em que ao contrario do que diz este senhor, agora as pessoas tem mais tempo para conversar, porque enquanto tratamos da cozinha e dos filhos, ambos tratamos, podemos conversar, partilhar experiências e vivências....

 

É mais que evidente que a igreja precisa urgentemente de uma renovação, de ideias, de pessoas, de métodos... ou se renova ou daqui a muito pouco tempo, só restarão as paredes dos templos.... porque o mundo evolui e muito apesar deles, as pessoas também.

 

Jorge Soares

publicado às 21:44


2 comentários

Imagem de perfil

De energia-a-mais a 18.02.2012 às 15:08

Bom uma coisa é certa - a Igreja Católica não tem evoluido ao longo dos anos e por isso estes senhores, muitas vezes confinados ao «seu» mundo de imponência do Vaticano, abrem a boca e só dizem preciosidades destas...mas há que reconhecer que a mentalidade das gerações de mulheres que têm vindo a integrar o mundo de trabalho, também não evoluiu tanto assim desde há umas décadas para cá. Na verdade muitas mulheres trabalham porque não podem ficar em casa - apenas porque financeiramente não é sustentável para a família - calculas a quantidade de mulheres (na casa dos trintas) que dizem preferir ficar em casa se lhe dessem essa opção? e imaginas que muitas continuam a achar que o marido deve «ajudar» (não partilhar mas ajudar) nas tarefas domésticas ou na educação das crianças?
Outra coisa importante que o homem até mencionou - o tempo de trabalho dos pais e mães é demasiado extenso, o horário escolar e extra curricular dos miúdos ocupa grande parte do dia - o que resta é pouco e muitas vezes esse tempo é ocupado com rotinas diárias que não promovem o envolvimento familiar. Portanto há que mudar muita coisa. Não defendo que a mulher deva ficar em casa mas não acredito que ao colocar uma criança de 4 meses (ou mais nova) numa ama ou infantário, esta venha a ter o mesmo tipo de laços e o mesmo tipo de cuidados emocionais de que se tivesse pai ou mãe mais tempo, sobretudo na primeira infância. E se vires o exemplo dos países nórdicos é muito comum, mulheres de carreira e bem integradas na sociedade produtiva, optarem por ficar em casa nos 3 primeiros anos de vida dos filhos.
Concluo dizendo que antes de mais são precisos avanços na legislação que olhem o futuro numa perspectiva de igualdade de oportunidades para mulheres e homens mas que se entenda que apenas leis não bastam para mudar o rumo - é preciso revolucionar as mentalidades!

Teresa
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 23.02.2012 às 22:55

Teresa, o machismo não é uma exclusividade feminina começa muitas vezes nas mulheres..e na maior parte dos casos são até elas que o fomentam na educação dos seus filhos.

Se reparares bem no que escreveste, tu falas da mulher ficar em casa, não falas de um dos pais ficar em casa, eu fiquei em casa dois meses quando veio a D., adorei esse tempo com ela, e acho que todos os pais deveriam ficar metade do tempo em casa... mas a maioria das mulheres que conheço não quer nem ouvir falar disso, o filho é delas e elas é que ficam, não é o marido, porquê?, não é siso machismo?, não é isso fomentar a discriminação?

Sim, é preciso mudar mentalidades... mesmo.

Jorge

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D