Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O José quer uma família

 

Imagem da Internet (não é o José!)

 

Mais um menino para o qual se procura pais e a instituição onde se encontra, nos solicitou que divulguemos esta informação.... 

“O José (nome fictício) é um menino que deseja muito ter uma nova família, tem actualmente 9 anos de idade.

Encontra-se institucionalizado desde 2007, ou seja, há cinco anos, tendo chegado com 4 anos. 

Tem uma história familiar muito perturbadora, fruto da sua vivência , o José chegou à instituição com um atraso grave de desenvolvimento e a nível da vinculação muito desorganizado. Ele não dava afecto, não aceitava recebê-lo, agredia os adultos, não pedia, nem se queixava de nada, etc. 

O José foi evoluindo muito favoravelmente, conseguiu desenvolver um vínculo afectivo a uma das nossas Irmãs, e já é capaz de receber afecto (gosta muito), de pedir ajuda, de dizer quando está doente, etc. Também já é capaz de procurar afecto, por vezes, espontaneamente. 

Finalmente (e infelizmente tão tarde), foi decretada a adopção em Março de 2011, quando já tinha oito anos. Ele foi fazendo o luto da família biológica e atualmente deseja muito ter uma nova família. Quando uma criança sai para adopção ele sofre imenso.

Na escola, o José tem algumas dificuldades, contudo, tem evoluído muito, porque tem muita motivação (apesar das dificuldades ele quer aprender e esforça-se) e adora a professora com quem estabeleceu uma relação afectiva muito positiva. Nunca apresentou problemas de comportamento relacionados com as outras crianças na escola. 

O José é jogador federado de hóquei em patins. É o goleador da equipa e joga muito bem. Gosta muito de jogar de computador e de trabalhos manuais. Quando está inspirado faz desenhos muito bonitos. 

O José é muito meigo com os bebés, ajuda muito os mais pequeninos e reage muito bem quando sai com famílias amigas. Todas referem como ele se porta bem quando está fora da instituição e num ambiente familiar. 

Para mais informações sobre o José deverá contactar para geral@bemmequeres.org

 

Retirado do Facebook da Bem me queres

 

Jorge Soares

publicado às 21:35


7 comentários

Imagem de perfil

De naterradosplatanos a 07.05.2012 às 20:21

Como desejo que ele encontre alguém que o DESEJE e AME!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.05.2012 às 22:41

Encontrará de certeza... mas infelizmente muitos como ele não tem a sorte de alguém ter o valor de fazer assim apelos públicos...

Jorge
Imagem de perfil

De golimix a 08.05.2012 às 17:13

Bonita descrição.
Parabéns pala iniciativa.

Fica-se com vontade de conhecer o José. Espero que alguém o ame e dê valor à sua vida.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.05.2012 às 22:42

Ficamos todos com vontade...e há tantos outros como ele nas instituições deste país... pena que as outras instituições não tenham valor para fazer estes apelos públicos
Sem imagem de perfil

De Rosalino a 08.05.2012 às 19:52

Boas tardes.
Como revejo um pouco dessa historia...
O problema continua a ser em alguns casos o tempo que passam entre a institucionalização até sair para adopção.
Ás vezes querer salvaguardar a possibilidade de um retorno á família biológica, mediante ajudas e concertação de esforços de todos, nem sempre resulta.
E depois o que acontece são casos como este...
Temos pena de não poder e de não ter capacidades financeiras e praticas, que possam acalentar o sonho de poder adoptar esta criança.
Ao ler o texto que transcreves, foi como em parte rever um pouco de todo o nosso processo.

Iria te pedir o favor de podermos fazer o apelo pelo nosso blogue e pelo FB que temos.
Transcrever textualmente o que aqui deixaste e reencaminhar tb para o Bem me queres.
Será possivel?

Rosalino

Bem hajas

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.05.2012 às 19:59

Olá

É claro que podes e deves transcrever, estas coisas nem se perguntam.

É pena que estas coisas aconteçam, principalmente porque eu até conheço candidatos que nas características que colocaram aceitam crianças como esta... porque é que a segurança social diz que eles não existem?

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De Rosalino a 08.05.2012 às 20:08

Fazes uma pergunta para a qual nós a fizemos durante todo o tempo que o nosso processo levou.
As condicionantes e as disparidades de tratamento no processo desta criança, fazem-nos relembrar uam parte muito similar pelo nosso lado.

São muitas as pergunta que fizemos, se fazem e ás quais as respostas muitas vezes não são minimamente validas.
Se é que têm respostas...

Obrigado pela partilha. No nosso FB já está como pagina e agora irei transcrever para o blogue

Rosalino

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D