Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Enfermeiras trabalham por casa, comida e roupa lavada

 

Imagem do Público

 

Há uns dias numa conversa noite dentro numa pequena aldeia Alentejana discutíamos alternativas ao sistema económico em que vivemos, de um lado quem achava que mal por mal o sistema actual ainda é aquele que melhor garante que quem se esforça é recompensado, do outro quem achava que o sistema ideal é aquele em que não há a cultura do prémio e a produtividade é assegurada pelo interesse comunitário em que todos os indivíduos vejam satisfeitos os seus desejos e necessidades.

 

A coisa terminou em impasse quando o Paulo disse que o seu desejo era ter um Ferrari, que tinha direito a ter esse desejo e a trabalhar para ele... e do outro lado não nos conseguiram convencer de que a comunidade ia fazer o esforço para satisfazer o desejo do Paulo sem criar desigualdades.

 

Hoje lembrei-me dessa conversa quando li no Público que já há em Portugal quem se aventure país adentro a trabalhar a troco de casa, comida e roupa lavada.

 

É preciso ler a noticia para percebermos que na verdade as coisas não são bem assim, as duas enfermeiras idearam durante três meses um projecto de voluntariado que aproveita o abandono a que foi votado o o interior de um país que cada vez mais aposta no litoral,  para numa pequena aldeia de Miranda do Douro mostrar os seus serviços com a esperança de no fim serem recompensadas com um contrato que lhes garanta o tão desejado emprego.

 

Não sei se era a isto que se referia Passos Coelho quando falava nas oportunidades do desemprego, mas é de facto uma forma original de enfrentar a situação. Resta saber se as medidas a colocar em prática pela junta de freguesia de Atenor, assim se chama o lugar onde as duas senhoras decidiram assentar arraiais, serão suficientes para cobrir os salários das duas enfermeiras.... 

 

Acho a iniciativa de louvar, mas tenho sérias duvidas que ela sirva de exemplo para muita mais gente,.. é que com uma população cada vez mais envelhecida, médicos e enfermeiros terão sempre trabalho, mas duvido que isso seja válido para o resto dos milhares de jovens profissionais desempregados... 

 

Jorge Soares

 

PS: Gosta de boa Música?, experimente a First Class Radio ali na banda lateral do Blog

publicado às 21:59


10 comentários

Imagem de perfil

De energia-a-mais a 28.05.2012 às 11:11

Olá Jorge
Por acaso vi esta notícia num telejornal. Também considero que isto nunca poderá ser uma batuta para se criarem postos de trabalho, ou seja, isto nunca poderá resolver a situação de milhares de desempregados. No entanto poderá dar a ideia a muitos patrões por esse portugal fora - agora com o desespero de ter um emprego, muitos desempregados poderão estar tentados a suprimir pelo menos as necessidades mais básicas (comida e cama) prescindindo do valor real em salário, pelo seu trabalho.

Teresa
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.05.2012 às 23:34

Olá

Haverá quem tenha ideias dessas, felizmente a lei não o permite....

Jorge
Imagem de perfil

De Kok a 28.05.2012 às 12:01

De tanto que poderia dizer, vou tentar que sejam suficientes meia dúzia de palavras:
Essas duas enfermeiras vivem (e sabem que vivem) em Portugal, hoje!
Os políticos que compõem o governo (e sem distinções refiro-me a este e a todos os outros) não sabem onde vivem, mas tenho a certeza que -hoje como ontem- não vivem em Portugal.

1 abraço!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.05.2012 às 23:51

Infelizmente para elas e para nós.. isto é mesmo Portugal... pena que quem manda não consiga tirar as palas e ver o que vai à sua volta.

Abraço
Jorge
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.05.2012 às 14:14

É só para informar que Atenor é uma aldeia do concelho de Miranda do Douro e não Miranda do Corvo como vem na noticia.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 28.05.2012 às 14:16

Agradeço o esclarecimento, já fiz a devida correcção.

Jorge Soares
Imagem de perfil

De golimix a 28.05.2012 às 16:01

Ao que parece desde o inicio do ano já saíram mais de 200 enfermeiros de Portugal, li essa notícia algures, já nem sei onde...
Médicos e enfermeiros terão sempre trabalho, terão? O que sei é que já não é assim tão fácil arranjar trabalho mesmo sendo profissional de saúde cá em Portugal.
Uma iniciativa de louvar, oxalá dê os frutos que ambas precisam. Sim! O sacrifício não deveria ter sido pouco.

Boa semana
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.05.2012 às 23:53

Já saíram milhares de enfermeiros do País, porque infelizmente não há trabalho para todos... e as faculdades continuam cheias e todos os anos se forma mais umas dezenas largas... mas olha que eles ainda tem sorte, porque conseguem emigrar e ir fazer o que gostam... mas há tanta gente que nem na emigração encontra saída.

Sinais dos tempos e neste caso nem acho que a culpa seja da crise.

Jorge
Imagem de perfil

De sentaqui a 28.05.2012 às 23:03

Infelizmente esta é uma realidade que se vai agudizando e não acredito que hajam compensações monetárias para este trabalho que é de louvar.
Se calhar estamos a caminhar a passos largos para o nascimento de aldeias comunitárias, a exemplo do que já acontece lá fora.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.05.2012 às 23:55

Dificilmente haverá muitas juntas de freguesia e até câmaras municipais a ter a abertura e a disponibilidade financeira para iniciativas deste tipo, esta será sem dúvida a excepção...

Mas olha que também não estou a ver que o conceito de aldeias comunitárias possa ter futuro... é que haverá sempre alguém a sonhar com um Ferrari

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D