Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 

 Para onde vai o nosso dinheiro

 

Imagem de aqui 

 

Chama-se Victoria Grant, é canadiana e tem 12 anos. No passado dia 27 de Abril em Filadélfia, Estados Unidos , ela proferiu um discurso numa conferência sobre o sistema bancário na América, onde explicou à audiência a razão pela qual os bancos não estão a funcionar bem. .. ouçam com atenção:

 

 

Na barra inferior há um botão que tem CC, carregando lá activamos as legendas em espanhol.

 

Todo o discurso é sobre o sistema bancário do Canadá, mas no mundo global em que vivemos é válido para qualquer outro país ocidental, basta alterar algumas datas e o nome do país e aplica-se directamente a Portugal, ou à Grécia, ou à Espanha, ou a Itália.. ou à Alemanha,.. ou a  ... escolha o país que quiser.

 

“Já se interrogaram sobre o porquê de o Canadá estar tão endividado? Já se interrogaram sobre o porquê de os banqueiros dos maiores bancos privados estarem cada vez mais ricos e nós não?” 

Como é que on sistema bancário nos está a  roubar? ela explica “Eu explico-vos por que é que os bancos privados não estão a funcionar”,  segundo a Victoria, o governo financia-se junto dos bancos privados e depois continua a aumentar os impostos, para pagar os juros e a divida.

“Cada vez que os bancos concedem um empréstimo, é criado um novo cartão de crédito, há novos depósitos e dinheiro novo. Generalizando, todo o novo dinheiro que vem do banco assume a forma de empréstimo. Como os empréstimos são dívida, então no actual sistema todo o dinheiro é dívida”.

“Os bancos privados estão a defraudar e a roubar o povo canadiano e têm de ser travados. (…) Parecem os vendilhões do templo, pois manipulam a moeda para roubarem dinheiro ao povo”

Segunda ela, a solução terá que passar porque os bancos passem a pedir dinheiro directamente aos bancos centrais em lugar de à banca privada. “As pessoas pagariam então impostos justos para reembolsar o Banco do Canadá. Esse dinheiro dos impostos seria por sua vez reinjectado na nossa infra-estrutura económica. Os canadianos poderiam prosperar de novo, com dinheiro real como fundação da estrutura económica e não com dinheiro de dívida”.

“O que é evidente para mim, e só tenho 12 anos, é que estamos a ser defraudados e roubados pelo sistema bancário e um governo cúmplice”. E isso é doloroso, disse ela.

 

Esclarecidos?

 

Jorge Soares

publicado às 21:30


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Spawn a 28.05.2012 às 23:57

Sou sensível ao teor do discurso, mas à qualquer coisa que me inquieta quando vejo crianças a fazerem estes discursos. Precisamente porque não devem ser crianças.
Sei que soarei demasiado céptico, mas o discurso não me parece genuíno.
Creio que as crianças nos ensinam coisas maravilhosas, sobretudo quando nos conseguimos lembrar o que foi ser criança, e isso é extraordinário.
Isto são crianças a serem adultos, e não é a aprenderem a ser adultos, é mesmo a passarem por adultos... e isso é estranho.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.05.2012 às 23:57

Eu coloquei o vídeo pela clareza da explicação.. duvido muito que uma criança de 12 anos tenha a lucidez suficiente para chegar a estas conclusões por ela mesma... mas é uma excelente forma de explicar as coisas... até eu entendi :-)

Jorge
Sem imagem de perfil

De Susana Carvalho a 29.05.2012 às 09:24

É assim tão mal ver uma miúda fazer um discurso? Quando põem os filhos a fazer castings para os "Morangos com açúcar" já ninguém diz nada. Aqui o que importa é que a criança parece estar mais informada que muitos e que os adultos se calhar deveriam estar mais dentro deste assunto sobre banca, dívidas e afins, porque o facto é que a maior parte das pessoas não sabe porque é que há dívidas generalizadas dos países pelo mundo fora. Se somos mais informados, também podemos fazer algo melhor em relação a isso... não é reclamar, só porque sim, é reclamar precisamente porque se entende a gravidade da situação. E é bem grave.
Desenganem-se as pessoas que acham que são só os países do PIGS que têm dívidas... OS EUA tem, o Reino Unido tem, a França tem... até o Canadá tem.
Já há algum tempo tinha pensado neste assunto, porque por cá o dinheiro vem do BCE, mas os intermediários são os bancos portugueses e daí os juros altos que se pagam aos bancos por cá. Lucra o BCE e os chulos dos bancos portugueses. Isto é uma máfia legal, é o que é.
Sem imagem de perfil

De Spawn a 29.05.2012 às 18:25

Não escrevi que era mau, apenas que me perturbava a sua utilização. Não defendo os morangos com açucar, mas neste caso é transmitida a ideia de que o discurso é criação da menina de 12 anos, e esta é uma imagem deliberada. Fosse um adulto, de qualquer quadrante profissional, e não tinha metade do impacto. Pessoalmente, não acredito em coincidências.
O domínio que apresenta de conceitos de economia que são terrivelmente abstractos para a maioria dos adultos é, no mínimo, extraordinária.
No fundo, o que quero dizer é que estranho que uma menina de 12 anos tenha definido como preocupações/interesses centrais na sua vida, a dívida nacional, o sistema bancário, o produto interno bruto,etc... Faz citações, mostrando uma admirável capacidade de pesquisa e esquematização da informação... E num repente, temos aqui a explicação do nosso mundo, pela "mão" de uma menina de 12 anos. Tenho muita dificuldade em aceitar estas "coincidências"... Soa-me demasiado a messianismo...
Mas se calhar sou eu que sou muito conservador...
Sem imagem de perfil

De Susana Carvalho a 30.05.2012 às 00:47

Sim, parece-me um pouco óbvio que aquilo está tudo muito decorado e ensaiado, etc... é uma maneira de chamar a atenção das pessoas, suponho. Se no meio disto tudo, a rapariga conseguiu entender alguma coisa do que ali disse, já sabe mais do que a maioria das pessoas.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 31.05.2012 às 00:01

A forma como ela explica as coisas é acessível a todo o mundo, acho que é aí que radica a importância do vídeo, se foi ela que o escreveu ou não, já é outra história.. que para mim não vem ao caso.

Jorge
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.05.2012 às 23:59

Olá

Concordo, aqui o que importa mesmo é o discurso e a forma clara e simples como ela coloca as coisas.. quando ao resto, também concordo contigo, o país com a maior divida é os Estados Unidos... não existe economia sem dívidas.

Jorge
Imagem de perfil

De Kok a 29.05.2012 às 11:14

Muito bem dito!
Certamente nada de novo para um entendido em economia, o que não é o meu caso.
E também não será novidade para banqueiros de todo o mundo; não fora este sistema e os lucros que os bancos apresentam no final de cada ano não seriam tão chorudos!
E digo-te, nem me atrevo a fazer uma comparação com os bancos de cá nem do sistema que por cá está implantado.
Tenho receio de colapsar antes de chegar a uma conclusão!

1 abraço!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 31.05.2012 às 00:01

Não precisas de comparar nada.. basta trocar os nomes e baixar um pouco as quantidades ...

Jorge
Sem imagem de perfil

De António Manuel Dias a 30.05.2012 às 11:23

Muito melhor explicado do que a minha pobre tentativa, naquela noite alentejana. E a miúda tem mais credibilidade do que eu :)
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 31.05.2012 às 00:04

Tu és uma das pessoas com mais credibilidade que eu conheço... apesar de por vezes olhar para algumas coisas desde um ponto de vista diferente, é difícil não se concordar contigo...

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D