Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Não há quem defenda as crianças institucionalizadas

 

 

Hoje à hora do almoço o assunto do post de ontem era tema de conversa no refeitório, pelos visto muita gente viu a reportagem e havia quem estivesse preocupado, mas não era com as crianças e com o facto de terem sido sujeitas ao estudo, não, ninguém falou uma única vez das crianças ou da casa Pia, as pessoas estavam preocupadas porque maioria tem os dentes com chumbo e queriam saber se realmente aquilo faz mal ou não e se deviam ou não ir trocar as amálgamas.

 

Fiquei triste, no fundo a Rita Marrafa de Carvalho,  que é uma excelente jornalista, soube passar a mensagem, o mercúrio que uma grande parte da população tem nos dentes é prejudicial para a saúde.... mas o que para mim era a parte mais importante da reportagem, não há quem proteja as crianças institucionalizadas contra este tipo de coisas, não passou.... as pessoas olharam todas para o seu umbigo e esqueceram que há mais de uma centena de crianças que foram utilizadas de uma forma inconcebível. 

 

Alguém autorizou que dezenas de crianças institucionalizadas fossem objecto de um estudo médico, e desculpem lá mas não me parece que isso seja nem lógico nem admissível.


Não li evidentemente o resultado do estudo, porque não me interessa, há quem tenha lido e concluído que afinal o mercúrio não faz mal à saúde, eu estranho tal conclusão, mas acredito que seja isso o que está lá escrito. Mas  o que teria acontecido se as conclusões tivessem sido que o mercúrio era prejudicial para a saúde, que a longo prazo pode ser causa de cancro e de outras doenças, será que aquele senhor que foi responsável pelo estudo  e que na reportagem fez tudo para minimizar a questão, falaria da mesma forma? Se calhar não, mas a verdade é que o estudo já teria sido feito e as crianças sujeitas ao mercúrio.


Já agora, será que alguém se pergunta quantos outros estudos terão sido feitos na Casa Pia e nas centenas de instituições que há no país? Sim, porque se autorizaram este quem sabe a troco de quê, quem nos diz que não autorizaram outros?

E não, a desculpa de que as crianças não tinham tratamento dentário e assim ficaram a ter não pega, porque se não tinham era porque a Casa Pia não cumpria com a sua obrigação de o facultar... assim como não cumpria a sua obrigação de as proteger de estudos médicos e dos abusos por parte de funcionários e estranhos.

 

Foi por coisas como estas que há uns três anos atrás um grupo de pessoas decidimos criar a Missão Criança e é pela inércia e falta de interesse que a associação deverá morrer neste ou num dos próximos fins de semana, não porque não seja necessária, mas sim porque é muito complicado mudar a inércia das pessoas que só pensam em si, e os que nos propusemos fazer isso mudar, ou não tínhamos a vontade ou não tínhamos a capacidade... é triste, porque casos como este mostram que cada vez mais é necessário quem defenda e proteja as crianças deste país.

 

Jorge Soares

publicado às 22:42


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D