Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Como se reduzem salários de miséria?

por Jorge Soares, em 05.06.12

A troika e os salários baixos

Imagem do Henricartoon

 

 

Somos o país com os salários mais baixos da zona Euro, mesmo na Grécia, após não sei quantos planos de austeridade, o salário mínimo continua acima dos 600 Euros. Além disso, em Portugal desde o reinado de Manuela Ferreira Leite no ministério das finanças, que os salários reais tem vindo a diminuir constantemente devido a anos seguidos em que a função pública teve aumentos zero ou quando os teve, estes foram abaixo da inflação.

 

Durante a semana passada foi notícia que ao abrigo de um dos programas de incentivo ao emprego, os centros de emprego estão a oferecer empregos para licenciados em diversas áreas com salários entre os quinhentos e os setecentos Euros.

 

Hoje, foi noticia que em Coimbra O Centro de Medicina de Reabilitação Rovisco Pais está a contratar enfermeiros a recibos verdes pagando 5,63 Euros à hora... valor bruto ao que haverá depois que retirar os descontos para a segurança social e o IRS.... calculando-se que o valor final após os impostos seja de cerca 3,5 Euros hora. Estamos a falar de enfermeiros.

 

Não tenho a certeza, mas acho que a senhora que vem cá a casa ajudar nas limpezas e no tratamento da roupa, recebe mais que 5,63 á hora... limpos, e com direito a férias, a décimo terceiro e décimo quarto mês.

 

Ou seja, vivemos num país em que as empregadas da limpeza ganham mais que os enfermeiros que tem um curso superior, especializações e até mestrados.

 

O mais incrível é que mesmo ante este cenário, há dias no intervalo das noticias sobre o futebol e a selecção, foi possível ouvir um senhor dizer que "a diminuição de salários não é uma política, é uma urgência, uma emergência".  Gostava de perguntar ao António Borges, como é que se consegue reduzir ainda mais os salários?.. será que ele acha que justo mesmo era estes enfermeiros trabalharem à borla?

 

Haveria que perguntar ao António Borges, ao governo e aos senhores da Troika, como se reduzem salários de miséria?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:45


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D