Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Por vezes os genes não explicam tudo

por Jorge Soares, em 29.06.12

Bebe loiro e de olhos azuis nasce de pais negros

 

Imagem de Terra 

 

Acreditem ou não, a fotografia acima é a de uma família feliz, a bébe do centro, branca e de olhos azuis, chama-se British Nmachi Ihegboro é o rebento mais novo do casal Angela e Benjamin Ihegboro e irmã das duas outras crianças.

 

Apesar de ter pais negros oriundos da Nigéria e sem ascendentes brancos, Nmachi, que significa "beleza de deus", nasceu no Sul de Londres, loira e de olhos azuis. A mãe considera este nascimento um milagre de deus e o pai, que confia plenamente na sua mulher, diz sem margem para dúvidas que a criança é sua filha.

 

Já o  professor Bryan Sykes, director de Genética Humana da Universidade de Oxford, chamou o nascimento de "extraordinário", já que este tipo de situações costuma acontecer nos casos em que os pais tem algum tipo de ascendência genética branca, o que não é o caso destes pais oriundos da Nigéria.

 

Toda esta história fez-me lembrar uma anedota que li há muito tempo atrás, acontecia numa aldeia africana e tinha como protagonistas um padre, o único branco da aldeia, um bebé branco e um rebanho de ovelhas brancas com umas crias negras. Terminava assim:

 

- Está bem padre, eu não falo a ninguém dos seus encontros com a minha mulher e o senhor não fala a ninguém dos meus encontros com as ovelhas.

 

Confesso, tive algumas duvidas na forma de encarar este assunto, não me conseguia decidir se devia valorizar a confiança cega do pai na mãe da criança ou o facto de em casos como estes os genes não explicarem tudo... a menos claro que alguém peça uma análise de ADN.

 

Uma coisa é certa, duvido que neste caso alguém tenha tido alguma duvida sobre se o rebento era mais parecido com o pai ou com a mãe... é que basta olhar para a fotografia para se perceber logo que ela é igualzinha aos irmãos.... ou não!

 

Update: A maioria das pessoas tem o mesmo pensamento que eu tive, a criança é albina, no entanto, em várias das noticias que referem o caso pode ler-se o seguinte: Segundo os especialistas do Hospital Queen Mary, a menina não é albina

 

Jorge Soares


publicado às 22:23


44 comentários

Sem imagem de perfil

De lagoa_azul a 29.06.2012 às 23:26

Olá Jorge,

Realmente comigo seria mais ver para crer no resultado do ADN.

Essa anedota é gira, a mim fez-me lembrar uma música de baile maliciosa que anda a passar nas rádios locais, só que na canção é ao contrário o pai e a mãe são brancos e o filho saiu escuro.

Mas pronto se ele afirma que é o pai, não há volta a dar é dele e ele não tem que duvidar da mulher. E aceitar, mesmo que isso nos provoque um sorriso nos lábios e vontade de debitar umas piadas sobre o assunto.

Bom fim de semana.

Sem imagem de perfil

De kING a 30.06.2012 às 00:16

Não contáste a historia toda: forma feitos testes de ADN e a criança é mesmo filha deles dois.
Ou achas que o professor Bryan Sykes ia dizer que era extraordinario senão tivessem sido feitos testes??
Sem imagem de perfil

De maria rodrigues a 30.06.2012 às 11:11

????? testes de ADN, já ouviu falar? É cada um.....
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.06.2012 às 12:13

E ironia?, já ouviu falar?

Realmente há cada um!

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.06.2012 às 12:46

À primeira vista, pela foto, aquilo que se observa, parece-me, é a existência de albinismo. Uma coisa é albinismo (um problema de pigmentação) e outra é o ser, geneticamente, de raça caucasiana (branca). O albinismo ocorre com bastante frequência. Creio que quem fez os estudos (o professor de genética) deve debruçar-se mais sobre esta particularidade: o albinismo.
Imagem de perfil

De Fátima a 30.06.2012 às 13:20

Eu também diria que era albinismo, não fossem os olhos azuis e o cabelo não encarapinhado. No entanto não posso discordar mais do título "Por vezes os genes não explicam tudo". É que os genes explicam tudo, sim. Se fizerem uma análise genótipo-fenótipo a esta criança encontrarão, com toda a certeza, a explicação. O autor do título deve considerar que os genes e os seus arranjos são constantes e imutáveis. Já ouviu falar em mutações?
Talvez o título " Por vezes a hereditariedade não explcia tudo" fosse mais adequado.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.06.2012 às 13:55

Entendo o seu comentário, no entanto, tenha por favor em conta que eu escrevi um post em que pretendia ser irónico.

Em momento algum pretendi dar uma explicação para o sucedido, tentei simplesmente pegar num assunto que tem muito pano para mangas, especialmente para as pessoas da área e com base numa noticia brincar um pouco com a situação.

Mesmo assim tive o cuidado de antes de escrever o post ler 3 ou 4 noticias diferentes sobre o assunto, nomeadamente para tentar perceber se tinham ou não sido feitos testes de ADN para verificar quem era realmente o pai da criança.. em vão, porque no que li isso não era esclarecido.

Concordo que o titulo que sugere seria talvez mais adequado.

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.07.2012 às 14:14

Os olhos claros também são sintoma de albinismo. E o facto de não ter o cabelo em carapinha também não diz nada. Na raça negroide existem situações de cabelo liso. Já agora, o albinismo também existe na raça caucasiana, e os olhos claros são a prova disso.
Sem imagem de perfil

De Carla a 30.06.2012 às 00:20

Acreditem, a raça negra tem destas coisas. É absolutamente extraordinária!
Sem imagem de perfil

De carla 2 a 30.06.2012 às 00:28

será que a criança não foi trocada à nascença???
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 30.06.2012 às 00:30

Se a criança é mesmo filha do casal (eu cá, não dúvido) posso arranjar uma teoria.
Deixaram a menina cair do balde da lixívia da empregada de limpeza que ía a passar mesmo no momento do nascimento.

Com tempo e sol, tudo volta à cor familiar. E se não voltar, basta deixarem a menina cair num tacho de chocolate (morno) se quiserem que não se note a descoloração.
Mistério desvendado.
E brincadeiras à parte a menina vestida de chocolate é parecida com a mãe. Já com o pai?....
Sem imagem de perfil

De chimoiinha a 30.06.2012 às 01:18

Boa noite
será que alguém não pensou que a criança poderá ser albina? Os chamados negros-brancos, que , infelizmente e geralmente são discriminados e sofrem de terríveis preconceitos pelo proprio ser humano??
Não posso afirmar, mas antes de criticar, porque não ler um pouco sobre o Albinismo?
Sem imagem de perfil

De FJ a 30.06.2012 às 01:27

Loira e de olhos azuis: não se trata de albinismo. E ao contrário do que a notícia possa querer transmitir, casos destes não são, de todo, novos... e são explicados pelos genes, claro está. Aliás, isso é que torna a história interessante.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.06.2012 às 01:47

Li 3 ou 4 noticias sobre isto, em duas delas diziam que isso foi verificado e que a criança não é Albina.

Jorge
Sem imagem de perfil

De João Avelar a 30.06.2012 às 02:04

Santa ignorância!!!
Isto é extremamente comum em algumas regiões de África. A criança pura e simplesmente é albina. Basta ver que tem os lábios grossos e o nariz ligeiramente plano, tipicamente africanos, mas tem o cabelo loiro.
Sem imagem de perfil

De João Perdigão a 30.06.2012 às 02:07

Santa ignorância!!!
Isto é extremamente comum em algumas regiões de África. A criança pura e simplesmente é albina. Basta ver que tem os lábios grossos e o nariz ligeiramente plano, tipicamente africanos, mas tem o cabelo loiro.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 30.06.2012 às 02:44

Vá ler as noticias sobre o assunto, há pelo menos duas em que se diz claramente que os médicos dizem que ela não é Albina.

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De DH a 30.06.2012 às 07:04

Olá Jorge.

Li os outros comentários e percebi que não é albina. A verdade é que os filhos que nasceram negros são muito giros. Bela combinação genética a desses pais.

Talvez tenha havido um Padre branco há uns anos no local da Nigéria de onde são os ascendentes deles ;)

Bom fim-de-semana.
Beijinho
Dulce
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.06.2012 às 07:20

Cá para mim não há nenhum prof.Bryan metido nisto e trata-se de pura especulação; provavelmente, até, com a conivência dos pais.

Pelas feições da criança, que correspondem, nitidamente, às da raça negra, tratar-se-á de um caso de albinismo.

Crystofe
Sem imagem de perfil

De tubias a 30.06.2012 às 08:52

Não é preciso ir a Nigéria..
Basta ir a casa pia que padres não faltam
Sem imagem de perfil

De Pedro da Roça a 30.06.2012 às 08:48

Afinal de conta somos filho de Deus....Se os primeiros homens na terra foram Adão e Eva,os pais neste caso não tem algum tipo de ascendência genética branca, só pode puxar a eles..Agora resta saber se Adão e Eva foram da raça branca
Sem imagem de perfil

De CC a 30.06.2012 às 10:52

Os primeiros homens a habitar o planeta eram negros pois a humanidade "nasceu no continente Africano". Para a natureza nada é impossivel, e uma "brincadeira" dos nosso genes podem criar coisas incriveis ou aberrações. Este caso não me choca nada, muito pelo contrário, fico até agradada desta familia não ter ficado incomodada com a situação.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.06.2012 às 09:21

Já ouviu falar em negro albino? Fiquei enojada com os comentários!

Comentar post


Pág. 1/3



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D