Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O ministro Relvas e o curso superior expresso

por Jorge Soares, em 03.07.12

Miguel Relvas concluiu 36 cadeiras da licenciatura num ano.

Imagem do Público

 

 

Diz o Público que Miguel Relvas demorou um ano para fazer uma licenciatura que normalmente demora três, segundo explicações dadas pelo seu assessor pessoal, tal se deve ao facto de a Lusófona ter analisado o “currículo profissional” do actual governante, bem como o facto de ele ter frequentado “os cursos de Direito e de História”.

 

Entenda-se por experiência profissional os muitos anos como politico e deputado, quanto à sua passagem pelos cursos de direito e história, não me parece que pelo menos para o comum mortal a simples inscrição sem nunca lá por os pés, no conjunto dos dois cursos o senhor fez uma cadeira com 10 valores,  sirva de equivalência para o que quer que seja...mas é claro que politico não é comum mortal.

 

Eu sei que a implementação do processo Bolonha deu azo a muitas coisas estranhas, eu também conheço pessoas que só tiveram que apresentar o currículo para terminar licenciaturas e até mestrados, mas todas tinham frequentado a maior parte do curso e eram pessoas com currículos profissionais exemplares.....

 

Depois da licenciatura expresso do Sócrates com exame final ao Domingo de manhã, temos agora a licenciatura expresso do Relvas a cavalo de Bolonha. É claro que a universidade não fornece os dados das equivalências ou cadeiras frequentadas ou não a ninguém, mas o senhor ministro só por uma questão de transparência e decência deveria facultar esses dados ao mundo.... a menos claro que existam lá coisas que não se possam ver.

 

Agora se me dão licença, vou ali imprimir o meu curriculo como informático e bloguer, de certeza que alguma destas universidade me dá o doutoramente só com olhar para ele..... não?... pois é, eu não sou politico!

 

Update:  Miguel Relvas terá tido equivalências a 32 das 36 cadeiras que faziam parte do plano curricular da licenciatura de três anos em Ciência Política e Relações Internacionais. Isso significa que fez quatro cadeiras por exame.

 

Jorge Soares

publicado às 19:10


14 comentários

Imagem de perfil

De golimix a 03.07.2012 às 20:10

Tens um currículo como bloguer?

Eu diria que este cavalo expresso bolonha é bom para as apostas nas corridas. Será que me oferecerão um cursito a mim? Dava um certo jeito acumular dois cursos, apostar em ser multifacetada. Se tenho partido político? Não...
Pois... já sabia não vai dar, né? Tenho mesmo que frequentar para ter direito a diploma, e tem mesmo que ser os três anos!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 04.07.2012 às 23:59

Claro, a partir do momento que fazemos o primeiro post, temos logo um currículo... ora eu nos já nem sei quantos blogs em que já participei,.... tenho um longo currículo.. de certeza que é para um doutoramento em comunicação... no mínimo.

Pois,.. não somos políticos, o melhor mesmo é estudarmos. :-)

Jorge
Imagem de perfil

De golimix a 05.07.2012 às 16:21

Ora, nem tinha pensado no doutorando em comunicação

É... mas se calhar teremos que estudar e fazer o trabalho de investigação da praxe e tudo.

Sem imagem de perfil

De Cris a 03.07.2012 às 20:25

Num ano quantas cadeiras é que ele terá feito? Tenho quase a certeza que fiz mais do que ele, mas, infelizmente não acabei. Será que me fazem o mesmo esquema para ter o diploma? Devo contactar o sr. Relvas para perguntar a quem me devo dirigir???? Ai, tantas perguntas sem resposta...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 05.07.2012 às 00:00

Mas estiveste inscrita?... olha que em alguns casos isso basta.

Jorge
Imagem de perfil

De poetazarolho a 03.07.2012 às 23:20

“Peixe podre”

Temos os sobredotados
Insuspeitos do costume
E por eles governados
Sem queixa ou azedume

Vamos sendo humilhados
E vai ficando o perfume
Espalhado pelos mercados
A peixe podre, em cardume

Nas lotas abandonados
Cheios de moscas, retalhados
E em lotes arrematados

Cada caixa a meio tostão
E para gáudio dum milhão
Governo cumpre a missão.
Sem imagem de perfil

De Compadre Alentejano a 04.07.2012 às 09:31

Não sabia que a Lusófona dava cursos de Novas Oportunidades... pois é isso que o sr.Relvas tem!...Um curso de Novas Oportunidades a exemplo do seu amigo Sócrates...
Compadre Alentejano
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 05.07.2012 às 00:01

Pois.. parece que agora dão... será que o Passos Coelho sabe?...

Jorge
Sem imagem de perfil

De Marão a 04.07.2012 às 10:29

Carta aberta ao Estado da Nação do PS e ao estado de todos os partidos (1)

-Sociedade Portuguesa hoje
Analfabetismo funcional; in(cultura)/ignorância; apatia cívica/irresponsabilidade; ilusão/aparato/ostentação; irracionalidade/inversão de valores; indigência mental/anestesia colectiva; ensino postiço e inconsequente; autoridade tolhida e envergonhada; justiça sinuosa e selectiva; responsabilidades diluídas e baralhadas; mediocridades perfiladas e promovidas; capacidades trituradas e proscritas; sofisma institucionalizado.

-Quês e porquês
Maleita atávica e condicionamento manipulado pelos poderes instalados; negligência paralisante no dever de participação; vício embriagante na desculpa cómoda do dedo acusador sempre em riste. Culpar D. Sebastião, o padeiro da esquina ou dirigentes de ocasião é nossa mestria e sina nossa. Culpados somos todos nós, acomodados na obsessão estéril de celestiais direitos. Também é com a nossa apatia pelos valores de intervenção e cidadania, que somos conduzidos repetidamente para o conhecido pantanal. Os nossos governantes são o reflexo e extensão da gente que somos, mas valha a verdade em escala cujo grau de refinamento, incapacidade e subversão de interesses colectivos ultrapassa os limites da decência. Que qualquer governante em vez de esbracejar governe e em vez de iludir assente, invertendo essa carga em desequilíbrio e remetendo para as calendas a política de feirola de contrafeitos.

-Receituário extraviado
Cabe cultivar que ao cidadão comum não deve competir apenas votar ciclicamente em deputados acorrentados pela disciplina partidária. Na sociedade como nos bancos da escola, acautelar conceitos/aulas de civismo e cidadania, o que é liberdade, democracia, educação e compostura. A televisão pública como veículo que molda, não pode servir só para futebol, novelas e propaganda oficial. Não basta compor a rama, é preciso cavar a terra e aconchegar os tomates. Por hora o circo ameaça continuar, mas que o tempo (grande mestre) se encarregue de nos despertar enquanto é tempo. A nós, suporte colectivo de tragédias e façanhas, competirá sobretudo intervir responsável e interessadamente no que a todos diz respeito, não concedendo carta branca ao desbarato para o traçado do caminho, ao círculo restrito de políticos abengalados.

Nota: Este escrito já tem uns anitos.
Sem imagem de perfil

De Já foste... a 04.07.2012 às 15:31

Pois então, deveria ver e ouvir o que está neste link...

http://www.youtube.com/watch?v=VFJsicKGho0

Não perca...
Sem imagem de perfil

De Marão a 04.07.2012 às 10:36


A parte 2 está aqui:

Ter
26 Jun
2012

Ricardo Rodrigues, é agora que se demite?
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 05.07.2012 às 00:03

Triste país este não é?.. é a estes políticos que estamos entregues, pena que não há quem escute pessoas como o Marão, pessoas que tem ideias e não interesses.

Obrigado pelos seus sempre acertados e acertivos comentários

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De João Pedro a 04.07.2012 às 10:46

O mesmo governo que ataca a validação dos adquiridos experenciais (vulgo RVCC) tem um superministro que termina os estudos pelo reconhecimento de competência?!... E mais não digo
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 05.07.2012 às 00:04

Não fosse a tristeza a que isto nos leva e até tinha a sua piada.

Jorge Soares

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D