Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Telma Monteiro

Imagem do JN 

 

- Então a Telma Monteiro já foi eliminada?

- Já, perdeu logo no primeiro combate.. e o Pina também.

- Que vergonha, para isso mais valía terem ficado em casa, vão para lá fazer figuras tristes para quê?

 

A conversa não era comigo e confesso que tive que morder a lingua e contar até dez para não me meter, mas fiquei triste, não pelo resultado dos atletas, mas sim pela memória curta e até ignorância que tantas vezes nos levam a fazer avaliações e a tecer comentários deste tipo sobre quem melhor ou pior mostra valor para representar o país seja no desporto ou noutra coisa qualquer.

 

A Telma Monteiro é bicampeã Europeia e vice campeão mundial, é uma atleta que sempre que representa o país o faz com uma enorme dignidade,  que sabe que ganhar e perder fazem parte do desporto e mesmo quando nos jogos olímpicos, tal como esta vez, as coisas não lhe correm bem, mostra uma enorme atitude não se desculpando nas condições, nos árbitros ou no que quer que seja.

 

Somos um país pequeno em que o desporto não é nem nunca foi uma das prioridades, os nossos atletas treinam e muitas vezes competem em condições que estão a anos luz do que seria digno e desejável e , ao contrário do que acontece pelo mundo fora onde os grandes atletas vivem da e para a competição, por cá quem se dedica ao desporto tem muitas vezes que escolher entre competir ou arranjar uma forma de garantir dia a dia e o futuro.

 

Para além de não termos população suficiente, basta pensar que por exemplos no Judo há muitos países que tem mais cintos negros e mestres do que nós temos em Portugal atletas a competir, não temos infra-estruturas nem forma de dar aos nossos jovens condições para se tornarem atletas de verdadeiro sucesso na alta competição.

 

Dito isto, tirando aqueles casos em que aparece alguém com uma capacidade natural acima da média, o normal não será termos muitos campeões e medalhas em jogos Olímpicos, campeonatos Europeus ou Mundiais, o normal será mesmo termos cada vez menos, porque a verdade é que cada vez se investe menos... e é bom que interiorizemos isto e mostremos um pouco de respeito a quem mesmo apesar de tudo isto se esforça e trabalha árduamente para conseguir classificar-se e representar o país o melhor possivel.

 

E com isto este blog entra em modo de férias, desejo umas boas férias a quem está ou vai estar de férias e um bom trabalho a quem estará a trabalhar.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:27


5 comentários

Imagem de perfil

De Existe um Olhar a 03.08.2012 às 00:19

Infelizemnete há muito a mania de criticar sem se quer se darem ao trabalho de analisar os porquês de derrotas e vitórias, como tu tão bem fizeste aqui.

Desejo-te umas óptimas férias amigo
Beijos
Manu
Imagem de perfil

De energia-a-mais a 03.08.2012 às 00:52

Concordo contigo Jorge. Temos de saber exigir e temos de reconhecer quando não o podemos fazer. Estes atletas não têm as condições de vários de outros países, onde o esforço é recompensado e onde se investe no talento. No nosso país esse não é o caso...infelizmente acho que tens razão quando dizes que ainda irá ser pior!

Teresa
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 03.08.2012 às 01:47

Eu sou do tempo de treinar sem condições, sem apoio, em estradas públicas, sem material desportivo apropriado, sem apoio de técnicos, sem médico, sem exames e o pouco que tínhamos saía do bolso dos nossos pais.
Nos treinos de rua escutávamos: vão trabalhar, não têm que fazer em casa? Estavam bem era a lavar roupa e a arrumar em casa...
Mesmo representando um clube, esse clube ser da terra e levarmos estampado nas nossas costas o seu nome por onde passávamos. Até o padre se metia ao barulho, porque faltávamos à missa...

Mas melhorou um pouquinho. Hoje já não se fala assim. Mas continua a cobrar-se imenso, pouco importando os motivos para a falta de medalhas. Esquecemos que somos poucos. Esquecemos que não há desporto escolar vocacionado para a competição e que muitas vezes já começamos tarde (adultos) a investir numa carreira. E o sucesso não dá "louros", vai-se sobrevivendo como dizes - trabalhando, porque os apoios não chegam.
Por cá, apenas funcionam as palmadinhas nas costas se alguém tem a sorte de brilhar e somos uma cambada de ingratos de memória curta.
O que falta ao nosso povo?
Solidariedade (nos bons e também nos momentos menos felizes).
Poucos são os que conseguem chegar ATÉ LÁ. Mesmo assim: Exigimos dos outros o que nem nos passou pela cabeça um dia tentar.

Abraço e boas férias.
Sem imagem de perfil

De lagoa_azul a 03.08.2012 às 09:28

Pois é Jorge esta entranhada numa grande parte das pessoas a crítica fácil. A ligeireza dessa mesma crítica é exasperante quando quem fala mal nem sequer se dá ao trabalho de refletir no que diz.

Votos de boas férias e que no regresso nos continues a presentear com as boas fotografias e pertinentes posts a que já nos habituaste.

Imagem de perfil

De Kok a 03.08.2012 às 11:24

BOAS FÉRIAS pá!
Que não te faltem nem sol, nem praia, nem bons locais por onde passear!

É verdade que a memória é curta? É!
E é para quase tudo (não só no desporto) e para quase todos.
Terás lido que critiquei (e mantenho) a forma como estiveram em Pequim onde foi dito (e não desmentido) que não se esforçaram seriamente durante a sua estadia.
Venha agora 2016.

1 abraço!

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D