Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




São gatunos, mas continuamos a votar neles!

por Jorge Soares, em 21.09.12

21 de Setembro em belém

Imagem do Público 

 

Saí de Lisboa por volta das 18, na rádio as noticias  vinham principalmente de Belém, enquanto a jornalista da Antena 1 tentava explicar o que por lá se passava, como pano de fundo por entre o barulho dos petardos, ouvia-se o povo a gritar:

 

-Gatunos

 

Rezam as crónicas que estariam em Belém perto de dez mil pessoas, 10 mil pessoas que enquanto atiravam petardos, pedras ou cravos brancos, gritavam impropérios e tildavam de gatunos a Cavaco, passos Coelho e conselheiros de Estado.. gatunos.

 

Durante o dia Cavaco Silva que finalmente terminou a sua larga hibernação de verão, garantia que a crise política estava afastada e que de novo reinava a paz entre Portas e Passos Coelho.

 

Ao fim do dia, o povo, que eu já não sei se fica triste ou contente com as zangas entre Passos e Portas, juntou-se à porta do Palácio de Belém para, tal como já o havia feito no passado sábado,  gritar a todo pulmão e para quem quiser ouvir que somos governados por gatunos.... e para mostrar que a sua guerra é outra, ima guerra pela sua sobrevivência.

 

Há aqui qualquer coisa que não bate certo, se eles são gatunos porque os continuamos a querer no governo

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:04


21 comentários

Imagem de perfil

De poetazarolho a 21.09.2012 às 23:38

“Vamos a caminho”

Caro vamos a caminho
Dum país sem pão
Ao menos um bocadinho
Escuta a manifestação

O conselho d’estado
Desta desgraçada nação
Não houve o petardo
Da nossa indignação

Afunda a nação heróica
Refém deste desgoverno
Num quadro deprimente

Que se lixe a troika
Que se lixe o governo
Que se lixe o presidente.
Imagem de perfil

De golimix a 22.09.2012 às 09:50

Depois dos comentários de Cavaco Silva ao longo do dia já estava concluída a reunião mesmo antes de começada! Não sei o que estiveram a fazer lá tantas horas! Talvez a ver a saga do "Senhor dos Anéis"... Bem, para mim o tal trabalho de bastidores, como muitos apelidam, do nosso PR não foi nada mais que aceitar o que já se previa mesmo antes da tal reunião, a queda da TSU, estava lógico que não iam insistir.

Mas a minha dúvida junta-se à tua. Afinal parece que o povo gosta deles! Tira um mete outro, tira o outro mete um.... e por aí fora.

Não percebo... juro que não!

Bom fim de semana
Sem imagem de perfil

De Marcia Ferreira a 22.09.2012 às 11:30

Infelizmente é a mais pura verdade, eles estão no poder porque o povo votou neles,,pelo menos a maioria..tem sido sucessivo é vira o disco e toca o mesmo....
Será que os portugueses não estão atentos ás noticias,,,são as fundações que recebem milhões de euros do estado,, as regalias que os governantes e directores de empresas que auferem, além de ordenados cartões crédito escandalosas,etc,etc ...isto é apenas uma gota de água,,,porque ainda há muito mais para dar a conhecer ao povo.
Se estiveram atentos viram os carros com os seus motoristas.....todos muito discretos!!!
Começar a austeridade sim, mas nas empresas fantasmas, nos desvios das off-shores,nos salários milionários , bem como acumulação de pensões auferidas pelas altas patentes deste País!!!!
E dizem que não há alternativas, ouçam o Povo que eles darão muitas opções,,!!
Imagem de perfil

De golimix a 23.09.2012 às 11:46

As alternativas não interessam. Vê as alternativas de hoje feitas por uma central sindical, a CGTP, por acaso ando um bocado às avessas com os sindicatos (pelo menos com o meu) mas dá uma olhadela no público as alternativas que eles apresentam e lê depois alguns comentários.

Todos sabem quais as alternativas mas não há coragem para as implementar e sobretudo para fazê-las implementar. E sobretudo há muitos interesses... muitos Boys...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.09.2012 às 23:06

Amiga, alternativas há muitas, mas para isso era preciso primeiro que o Governo soubesse olhar para elas e segundo, que o governo tivesse medo do povo.. a verdade é que eles sabem que façam o que façam, a seguir já seja como governo ou como principal oposição, eles tem o seu lugar garantido.... logo, não querem saber.

Jorge
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.09.2012 às 23:04

Márcia, aconselho-a a ler o post anterior a este e o debate que por lá surgiu... talvez fique esclarecida sobre o que leva os Portugueses a votar nos mesmos... mesmo quando são roubados e enganados... é triste, mas é mesmo assim.


Leia aqui: http://oqueeojantar.blogs.sapo.pt/423864.html

Jorge Soares
Imagem de perfil

De Marta M a 22.09.2012 às 11:02

Não continuamos Jorge, muitos já perceberam que este rotativismo nos está a enterrar.
No entanto, como dizia Pessoa: "custa-nos deixar de usar as velhas camisolas"
Nesse particular somos lentos...Mas não deprovidos de senso comum.
Estes, de certeza, já estão a prazo.
Um abraço de Bom fim de semana
Marta M
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.09.2012 às 23:07

Olá Marta

Resta saber se quando o povo terminar de aprender, reste algo que se possa utilizar para se vestir...

Jorge
Sem imagem de perfil

De Marão a 22.09.2012 às 14:47

As multidões são mesmo assim. Em todo o caso pode extrair-se uma conclusão a propósito destas movimentações. O que estará fundamentalmente em causa não parece que seja este 1º Ministro, mas todos os governantes que ao longo dos anos se vão sucedendo sucessivamente sem cessar. É de crer que o edifício da nossa organização política esteja a cair de podre, pelo que os redutos partidárias que aí se movimentam em rodízio deviam tomar a iniciativa, ponderar e accionar por dentro uma arejadora reforma. A não ser assim, para não ser exaustivo perguntaria quando é que a sociedade civil se organiza para terminar com o exclusivo ditatorial dos partidos na nossa participação e representação política? Uma nova lei eleitoral que deixe de reduzir a democracia a um casulo de compadrios entre elites banhadas em naftalina. Sem contemplações!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.09.2012 às 23:09

Caro Marão.

A resposta à sua pergunta está nos comentários ao post anterior a este... a julgar pelas sondagens e pelo que vou lendo, o povo quer continuar a fazer parte dos alicerces da casa.. mesmo que ela esteja podre e a cair...

E quando o povo é cego, surdo e mudo, não há volta a dar.

Jorge
Sem imagem de perfil

De JotaB a 22.09.2012 às 15:13

RECEBIDO POR MAIL:

Qualquer semelhança com este Caixote do Lixo à beira-mar plantado...

Resumo do que fez François Hollande (não palavras, mas actos) em 56 dias de governo e no cargo de Presidente. Tais factos têm sido escondidos pela imprensa portuguesa, por orientação do ministro da propaganda, J. Relvas, e com a cumplicidade do próprio P. Passos, que a tudo isto, não faz qualquer referência.
Assim, evita que os portugueses façam comparações entre o que foi prometido pelos socialistas franceses, e aquilo que efectivamente estão a fazer.
Nada, absolutamente nada parecido com o que este regime passista não faz, apesar da exaustiva promessa eleitoral em que iria abater as "gorduras", entre outras mentiras.

Os dados que aqui constam são oficiais, e foram traduzidos do Le Monde :
1 - Suprimiu 100% dos carros oficiais e mandou que fossem leiloados; os rendimentos destinam-se ao Fundo da Previdência e a ser distribuídos pelas regiões com maior número de centros urbanos, e com os subúrbios mais ruinosos.
2 - Enviou um documento (apenas doze linhas) para todos os órgãos estatais que dependem do governo central, comunicando a abolição do "carro da empresa" provocativa e desafiadora, quase insultando os altos funcionários, com frases como "se um executivo que ganha 650.000€/ano, não se pode dar ao luxo de comprar um bom carro com o seu rendimento do trabalho, significa que é muito ambicioso, é estúpido, ou desonesto. A nação não precisa de nenhuma dessas três figuras ". Fora os Peugeot e os Citröen, 345 milhões de euros foram salvos imediatamente, e transferidos para criar em 15 ago 2012, 175 institutos de pesquisa científica avançada de alta tecnologia, tirando do desemprego, 2560 desempregados jovens cientistas "para aumentar a competitividade e produtividade da nação."
3 - Aboliu o conceito de paraíso fiscal (definido "socialmente imoral") e emitiu um decreto presidencial que cria uma taxa de emergência de aumento de 75% em impostos para todas as famílias que ganhem mais de 5 milhões de euros/ano líquidos. Com esse dinheiro, e mantendo assim o pacto fiscal, sem afetar um euro do orçamento, contratou 59.870 diplomados desempregados, dos quais 6.900 a partir de 1 de julho de 2012, e depois outros 12.500 em 01 de setembro, como professores na educação pública.
4 - Privou a Igreja de subsídios estatais no valor de 2,3 milhões de euros que financiavam escolas privadas exclusivas e com esse dinheiro, pôs em marcha um plano para a construção de 4.500 creches e 3.700 escolas primárias, a partir dum plano de recuperação para o investimento em infra-estruturas nacional.
Sem imagem de perfil

De JotaB a 22.09.2012 às 15:14

continuação...

5 - Estabeleceu um "bónus-cultura" presidencial, mecanismo que permite a qualquer pessoa, pagar zero impostos se se estabelecer como uma cooperativa e abrir uma livraria independente, contratando pelo menos, dois licenciados desempregados a partir da lista de desempregados, a fim de economizar dinheiro dos gastos públicos e contribuir para uma contribuição mínima para o emprego e o relançamento de novas posições sociais.
6 - Aboliu todo e qualquer subsídio do governo para revistas, fundações e editoras, substituindo-os por comissões de "empreendedores estatais" que financiam acções de actividades culturais com base na apresentação de planos de negócios relativos a estratégias de marketing avançados.
7 - Lançou um processo muito complexo que dá aos bancos uma escolha (sem impostos): Quem proporcione empréstimos bonificados às empresas francesas que produzem bens, recebe benefícios fiscais, e quem oferece instrumentos financeiros, paga uma taxa adicional: é pegar ou largar.
8 - Reduziu em 25%, o salário de todos os funcionários do governo, 32% de todos os deputados e 40% de todos os altos funcionários públicos que ganham mais de 800.000€ por ano. Com esse montante (cerca de 4 mil milhões) criou um fundo que dá garantias de bem-estar para "mães solteiras" em difíceis condições financeiras, e que garantam um salário mensal por um período de cinco anos, até que a criança vá à escola primária, e três anos se a criança é mais velha. Tudo isso sem alterar o equilíbrio do orçamento.

Resultado: SURPRESA... !!!
1 - O spread com títulos alemães caiu, por magia.
2 - A inflação não aumentou.
3 - A competitividade da produtividade nacional aumentou no mês de junho, pela primeira vez nos últimos três anos.

Em síntese:
- As promessas eleitorais estão a ser cumpridas na íntegra, passo a passo. E é assim que tem de ser, mas só possível com gente de carácter e que honra a sua palavra dada aos eleitores (o povo), antes do dia das eleições.

Nem vou dar-me ao trabalho de comparar os 56 DIAS de François Hollande, com o que têm feito em UM ANO os escroques da coligação, P. Coelho e P. Portas, com a colaboração do A. C. Silva.

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.09.2012 às 23:11

Interessante, por acaso não arranja um link para um jornal francês com uma noticia que suporte o que está escrito no mail?

Jorge
Sem imagem de perfil

De Isabel T. a 22.09.2012 às 21:03

De facto é uma utopia em Portugal,mas sabe o que ainda me deixa mais amargurada? é que no fim disto tudo vão vir outros politicos e vão continuar a roubar este pais e não vamos sair deste ciclo vicioso,poder politico comprado poder capital.

Isabel
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.09.2012 às 23:12

Isabel..

O que virá a seguir depende de nós, os que vamos votar para eleger o governo seguinte... a julgar pelo que se vai vendo e lendo, o povo gosta de ser roubado e enganado...e a seguir vem o PS... para mais do mesmo.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Isabel T. a 25.09.2012 às 08:05


Ai é que está,para min venha quem vier é mais do mesmo com este sistema politico.
As pessooas não confiam nos partidos em geral,mas sim em pessoas.
Temos de os responsabiliuzar pelos actos,acabar com as negociatas entre poder poitico e poder capital.
Sem imagem de perfil

De Agostinho gabriel a 06.12.2013 às 19:20

Est dinheiro q estão a cossumir é d povo angola, chega d gatunicie
Sem imagem de perfil

De Agostinho gabriel a 06.12.2013 às 19:22

Est dinheiro q estão a cossumir é d povo angola, chega d gatunicie

Comentar post


Pág. 1/2



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D