Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Violência despida de preconceitos

por Jorge Soares, em 16.10.12

 

Imagem retirada de aqui 

 

Faz-me alguma confusão que ao contrário das manifestações que se realizam noutros pontos de Lisboa ou do país, todas as que se realizam frente ao parlamento terminem em violência. Haverá quem alegue a culpa é da polícia que está lá só para provocar, mas fico sempre na dúvida, se eles não estivessem lá o que fariam aqueles manifestantes mais ousados que teimam em deitar as grades abaixo?

 

A sério, qual é o objectivo?, subir as escadas e chegar até á porta? E depois? Entram pelo parlamento adentro? E a meio da noite vão lá reclamar com quem?

 

Eu acho que todos nos devemos manifestar, a situação chegou a um ponto em que ou mostramos o nosso desagrado com o que se passa ou será o fim da macacada, mas é mesmo necessário aquele exagero todo? Não será mesmo contraproducente?

 

Esta noite tivemos uma originalidade, a senhora da fotografia decidiu despir-se de preconceitos e manifestar-se da forma que podemos ver... será que andava por ali o mesmo policia que se deixou abraçar pela menina da outra vez? E será que esta também vai fazer uma produção fotográfica para uma revista cor de rosa qualquer?... Por certo, a da outra vez apesar de estar mais vestida, era bem mais gira.

 

Agora a sério, qual é que era mesmo o objectivo dela?

 

Jorge Soares

publicado às 01:07


22 comentários

Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 16.10.2012 às 13:54

A maior parte das pessoas que lá estava e que está nas outras manifestações ou concentrações em frente ao Parlamento vão com uma postura pacífica, exercendo unicamente o direito a manifestarem-se. Mas estas manifs que são convocadas para a AR, são na sua maioria, convocadas por pequenos grupos cujo objectivo é mesmo esse: arranjar confusão.

Não é isso que nos deve impedir de participar, evidentemente. Aliás, neste momento e como as coisas estão, vou a todas (desde claro que não sejam convocadas por grupos nazis ou outros do género!).

O derrube das grades, a tentativa de subida das escadarias é apenas um jogo. Um medir forças sem objectivos concretos definidos. Neste momento basta um pequeno grupo atear o rastilho e logo outros vão atrás. é claro que se chegassem lá acima não aconteceria nada. para já não conseguiriam entrar no Parlamento. E depois esse também não é o objectivo. É só um medir de forças, que com a adrenalina do protesto e o real desespero de muitos cai, por vezes, nestes exageros.

Em relação aos polícias infiltrados, acontecerá numas vezes, noutras não...tenho sentido que nestas últimas manifestações se estão a conter mais. Terão provavelmente ordens para apenas vigiar e controlar caso ocorra algum problema mas não para iniciar seja o que for. Ou então os sindicatos das forças de segurança têm estado realmente a fazer um bom trabalho de consciencialização!

Quando cheguei ontem, passei aliás por três que de mãos nos bolsos ou de braços cruzados estavam junto à parede de pernas abertas, mesmo à polícia e sem disfarçar absolutamente nada. Estive quase para parar e dizer-lhes que assim não enganavam ninguém :)

Tenho também notado nestas últimas manifestações muitos cartazes de apoio e defesa dos polícias. Eu própria já levei um que dizia: 'Os polícias não são o alvo!'

Estas coisas são normais e fazem parte...Estas manifestações congregam muita gente diferente, com diferentes posições sociais, com diferentes ideias políticas, sem qualquer ideia política também, enfim, acho que não é de empolar ou dar grande importância...

E não foi só uma rapariga a despir-se. Foram duas e mais alguns imitaram-nas de seguida. O objectivo? Pois, não faço a mínima ideia!! Eu acho que o corpo de uma mulher é sempre bonito e gosto de ver. Acho agradável. Agora, com o frio que estava ontem, acho que ou estavam já muito pedradas e não sabiam o que faziam ou queriam aparecer nos jornais e na TV. Ponto. Acho que o objectivo não ia além disso :)

Bjs
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 16.10.2012 às 23:16

Sandra, talvez tenhas razão e tudo não passe de um jogo, mas é um jogo muito parvo...e apesar de tudo, continuo com dúvidas, o que aconteceria se um dia não estivessem lá os polícias?...

É claro que os polícias não tem culpa, e acredito que muitos deles estejam lá contra vontade... mas o que pensaríamos nós se eles simplesmente baixassem os braços e deixassem a turba seguir o seu curso até ao interior do parlamento?

Há que recordar que o parlamento é a casa do povo e nem todos os que lá estão são ladrões, quero acreditar que há lá gente que quer mesmo o bem do país.. é isso que me faz ir votar em todas as eleições..e garanto que não acharia graça nenhum a que alguém destruísse o que quer que fosse lá dentro... até porque no fim são os meus impostos que vão pagar os estragos dos jogos dos idiotas

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D