Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Manifestar-se

 

Ontem dei de caras com o texto acima publicado no Facebook pela minha filha mais velha, ainda não lhe perguntei mas imagino que terá sido algum dos colegas mais velhos a escrever e ela partilhou, mas o simples facto de ela o ter partilhado já me deixa feliz...

 

Curiosamente isto aconteceu numa altura em que no prazo de duas semanas a psicóloga do centro de estudos onde eles passam o tempo livre da escola, nos chamou duas vezes a atenção para o reivindicativos que são os nossos filhos.

 

Primeiro a propósito do comportamento do N. e depois sobre o da R.. Segundo a senhora, nós temos que ser menos reivindicativos cá em casa, falar menos do governo, reclamar menos nos restaurantes, na estrada... pelo menos em frente deles.

 

Quando a minha meia laranja me contou eu não pude deixar de sorrir, evidentemente a senhora não me disse isto a mim, ainda bem, porque acho que não ia gostar de ouvir a resposta.

 

Numa altura em que cada vez mais a juventude deste país se afasta da política e das decisões sobre o que os rodeia mais além do seu pequeno mundo, talvez atitudes como a desta senhora ajudem a explicar o porquê destes comportamentos.

 

Educar também é pelo exemplo e eu espero sinceramente que no futuro os meus filhos tenham consciência cívica e se possível politica, não é com jovens acéfalos e apolíticos que se constrói o futuro do país. Do que de mim dependa eles vão ter opinião e personalidade suficiente para poderem reivindicar e reclamar as vezes que for necessário... é claro que também é importante que percebam que há uma enorme diferença entre reivindicação e falta de respeito e educação... mas como é a mesma senhora que nos dá os parabéns porque para uma criança com hiperactividade e défice de atenção as coisas com o N. estão a correr muito bem... acho que estou a ir no bom caminho.

 

Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:44


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Antonio Ribeiro a 24.10.2012 às 23:16

Foi você que pediu o livro “amarelo”?
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 27.10.2012 às 12:02

Já pedi muitas vezes sim... mas isto foi fora da escola... mas a senhora não perde pela demora, porque haverá de certeza mais oportunidades
Imagem de perfil

De sentaqui a 24.10.2012 às 23:30

Lembro-me bem que um dos objectivos da educação era desenvolver espírito crítico nas crianças, será que isso mudou agora?
Parabéns pelos filhos reinvidicativos que tens e para vocês pais que lhes incutem o direito de lutar pelo que não é justo.
Imagem de perfil

De golimix a 25.10.2012 às 19:13

Mudou Manu! Não dá jeito nenhum ter crianças com espírito crítico em turmas de 27- 30 alunos!!!

Não sei o que se passa, mas parece que o que está a dar é ter jovens especados, a olhar impávidos, serenos e de preferência que não façam muitas ondas.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 27.10.2012 às 12:05

Lembras?

Manu, para ser sincero, tenho algumas dificuldades em perceber qual é neste momento o objectivo da educação..

As crianças já nem são obrigadas a saberem ler e escrever, há um post algures em que a directora de um agrupamento diz que o que importa é a integração da criança, não que ela saiba ler ou fazer contas.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Susana Carvalho a 25.10.2012 às 00:34

Dá mais jeito aos professores que os pais criem múmias para que não os incomodem e dêem menos trabalho? Deve ser... Na prática, é o que acontece na maioria dos casos... está mal! Há que reivindicar e não ceder ao comodismo.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 27.10.2012 às 12:06

Claro que dá, e já agora que os pais também sejam múmias, porque quando questionamos as coisas nas reuniões de turma é sempre um problema.

Jorge
Imagem de perfil

De Inês Barril a 25.10.2012 às 10:14

Ter filhos reivindicativos demonstra que estão contra as injustiças e preocupados com o futuro do país e isso é claro parte da educação e conversas que têm em casa. Devia haver mais famílias que exponham esses problemas aos filhos e devia haver mais psicólogos que deviam fazer bem o seu trabalho, porque ser reivindicativo não é um problema, é parte de uma solução. Parabéns aos seus filhos :)
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 27.10.2012 às 12:08

Olá Inês.

É verdade devia haver mais quem ensinasse aos filhos a ter consciência cívica, infelizmente o que cada vez mais acontece é o contrário.. e por isso somos cada vez mais uma sociedade amorfa e que aceita tudo o que se passa à sua volta.

Jorge
Imagem de perfil

De energia-a-mais a 25.10.2012 às 23:05

Olá Jorge
Como dizes, deve ser com exemplos que educamos. E educar para a cidadania é pô-los desde cedo a participar, a reivindicar os seus direitos, para que tenham consciência de que nem tudo está bem e que temos de ser nós como cidadãos a contribuir para a mudança. Por cá também se fala de tudo e também se tenta motivar os miúdos a olhar para o que se passa no país. A minha luta para que o Rafa se interesse pelos problemas sociais é grande porque no caso dele, existem muitas caraterísticas de Asperger e as relações sociais são muito limitadas. No caso do Quico já noto uma maior envolvência nos assuntos e ultimamente pergunta-me muitas vezes «então mãe, o Passos Coelho já está no inferno?»

Teresa
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 27.10.2012 às 12:10

Olá Teresa

E tu não lhe respondes que sim, que ele já está no inferno? só que o inferno é o dele e por isso ele é o Diabo e todos nós os penitentes!

Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D