Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O fio pouco aprumado de Helena Sacadura Cabral

por Jorge Soares, em 07.01.13

Pagar impostos é um sinal da cultura civica

Imagem de aqui

 

"Se não chegar, arranjo um ou dois explicandos, cuja receita é integralmente para mim. Voltarei, deste modo, aos anos sessenta, quando tinha o primeiro emprego. Só que não tenho a mesma idade. Mas, em compensação, sou muito mais sabida..." Helena Sacadura Cabral no seu Blog Fio de Prumo

 

Alguém me explique qual a diferença entre dar explicações e embolsar toda a receita sem declarar os rendimentos ao fisco e fazer obras sem passar factura para não se pagar o IVA, ou dar consultas e ter um preço para quem quer recibo e outro para quem não quer, ou ter um restaurante e ir à caixa registadora apagar a conta após a saída dos clientes que não pedem factura, ou ter um café e para uma conta de 4 ou 5 Euros registar os 60 cêntimos de um café?

 

Qual a diferença entre os feirantes da reportagem de ontem na feira do Relógio e quem dá explicações embolsando todo o lucro?.. para mim não há nenhuma, tudo isto faz parte da economia paralela que contribui em boa parte para o estado do país.

 

Mas é claro que há uma diferença entre a cigana que vende meias na feira e Helena Sacadura Cabral que até é mãe de um dos ministros do governo actual. A primeira não é exemplo para ninguém, a segunda é uma figura pública que até é economista de formação e que deveria saber que defendendo-se ou não a política deste governo, não é com exemplos destes que o país vai sair do atoleiro em que nos colocaram  os políticos que nos tem governado e as pessoas que acham que a economia informal é a solução ou a forma de combater uma má política económica.

 

O país somos todos nós e enquanto continuarmos a achar que as obrigações são só dos outros, não há Governo ou Troika que nos tire do buraco em que estamos. Pagar os impostos devidos é um sinal de civismo, pactuar com a economia paralela é um sinal de quê?


Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:09


19 comentários

Imagem de perfil

De energia-a-mais a 07.01.2013 às 23:24

Como dizes é uma questão de civismo, uma questão de mentalidade que nenhuma lei vai mudar - talvez e só uma educação para a cidadania faça as gerações futuras pensarem como os noruegueses, por exemplo...isto se os governos se preocupassem em investir na educação dos cidadãos...

Teresa
Sem imagem de perfil

De susana aguiar a 08.01.2013 às 09:00

A Helena não disse que não ia passar fatura recibo das explicações. Mesmo porque certamente quem usufrui destas quererá usufruir também do seu beneficio fiscal.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.01.2013 às 09:10

Não disse?, explique-me lá então qual o significado de: "cuja receita é integralmente para mim"

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De susana aguiar a 08.01.2013 às 09:15

Pelo art. 9º, n.º 11 do CIVA esta operação está isenta de IVA.
Em relação ao IRS, deve incluir o rendimento na declaração, mas podem perfeitamente estar isentos pelo valor.

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.01.2013 às 09:19

Pois, mas eu falei em declarar rendimentos, de todos modos, todos aqui entendemos o alcance da expressão da senhora.. e basta ver as respostas dela no comentário e o post que ela escreveu ontem para se perceber o que ela queria mesmo dizer.

Jorge Soares
Imagem de perfil

De Maria Alfacinha a 08.01.2013 às 09:49

Depois de ouvir um Presidente da República dizer que alguns milhares de euros de pensão não lhe chegam para as despesas, uma responsável por uma instituição que distribui alimentos por quem não tem como comer dizer que não há miséria em Portugal, um político dizer que não pode andar de Clio, um banqueiro dizer que o povo aguenta muito mais sacrifícios, um primeiro ministro dizer que o desemprego é uma oportunidade e tanta mas tanta gente com grandes responsabilidades neste país (passado e presente) tratar-nos como se fôssemos atrasados mentais (e ficava aqui o resto do dia a enumerar exemplos) ouvir alguém dizer que se precisar de dinheiro para chegar ao fim do mês vai fugir dos impostos passa-me completamente ao lado.

Tenho que dizer que se pudesse faria o mesmo. Claro que a minha realidade é diferente: não sei o que é cabeleireira, mulher-a-dias, férias, cinema, teatro, etc. Pedir factura, ou passar factura, pode ser a diferença entre ter ou não dinheiro para comer todos os dias ou ficar sem água ou luz. Não é uma questão de civismo; é uma questão de sobrevivência :-)
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.01.2013 às 09:58

Entendo isso perfeitamente... mas por por isso é que eu fiz a distinção entre a cigana que vende meias na feira e ela...

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De P a 08.01.2013 às 20:04

Helena Sanches Osório no programa Parabéns de Herman José sugeriu, salvo erro, uma medalha para quem fugia aos impostos. Na altura fiquei escandalizado. Hoje serei o primeiro a fugir aos impostos e a ajudar quem o queria fazer. Para alimentar os sonhos megalómanos e as vaidades das elites portuguesas não estou disponível.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.01.2013 às 20:22

Então deixamos todos de pagar impostos, mas continuamos a ter os nossos filhos na escola pública, e continuamos a ir aos hospitais públicos, e continuamos a utilizar as infraestruturas ... ora, sem o dinheiro dos impostos, como é que o governo mantém estas coisas?

O que é que o país ganha se todos deixarmos de pagar impostos?, qual é a lógica?

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De P a 09.01.2013 às 13:16

A lógica seria pagar apenas aqueles impostos a que não conseguimos fugir e com aquele que conseguimos não pagar, encontrar alternativas. Mas claro que o ideal seria que isto assim não fosse mas como as elites portuguesas acham sempre que " a dignidade das funções do Estado" é a prioridade das prioridades ou seja que os recurso se destinam SEMPRE em primeiro lugar a manter trens de vida norte europeus para "famílias benzocas", nós a ralé temos que nos safar como pudermos. "O que está em cima é igual ao que está em baixo", diz aforismo chinês, ora se o topo apenas tem olhos para o seu umbigo a base, e muito bem, marimbar-se-á em tudo o resto. Se é cada um por si pois bem, seja - só se paga aquilo a que não se consegue fugir. É a vida!
Imagem de perfil

De naterradosplatanos a 08.01.2013 às 21:06

Jorge, temos que dar-nos por vencidos! O povo tem o que merece, o pior é que nós estamos dentro desse "povão" e o nosso esbracejar não resulta em nada! Uma tristeza!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 08.01.2013 às 21:24

Eu nunca me dou por vencido.. é por isso que este blog tem 5 anos e continua vivo, cada vez que escrevo um post ou deixo um comentário é porque acredito que alguém vai ler e pode não ficar convencido, mas pelo menos fica a pensar.

Eu não tenho pretensões de mudar a forma de pensar de alguém como Helena Sacadura Cabral, mas sei que a partir de agora ela vai pensar mais vezes antes de escrever o que quer que seja.. porque agora ela sabe que para além dos que dizem ámen, pode aparecer alguém que pensa diferente e não tem medo do o dizer.

De resto, há pouco e em modo de comentário final, deixei um comentário em que não estive com tantos paninhos quentes.. vamos ver se ela o pública.

Jorge Soares
Imagem de perfil

De golimix a 09.01.2013 às 21:25

E segundo a sua resposta vais ficar com a tua consciência e ela com a dela...

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 10.01.2013 às 22:46

O meu comentário final não foi publicado.. pelo que presumo que além de mais... ela deve ter ficado irritada... azar o dela.

Jorge
Imagem de perfil

De golimix a 08.01.2013 às 22:10

Parece-me que o problema é começar... agora já está muito a arder!!!

Um faz aqui, outro acolá porque fulano também fez, e não se quer ficar atrás, ser taxado de Burro porque não fui chico esperto... e a bola de neve fica ENORME. E estamos num País pequeno com ENORMES problemas. E a falar-se assim...

Sem imagem de perfil

De P a 09.01.2013 às 13:25

No blog 31 da Armada uma senhora de nome Sophia Bucholz, esperneava espuma contra o cheque dentista para os mais pobres, dizia ela indignada não aceitar que os seus impostos sejam destinados a tais. Pois para mim é isto uma declaração de guerra. Se a gentinha de origem aristocrática, com posições de favorecimento na sociedade acha que a saúde oral é apenas para quem a possa pagar porque raio terei eu, pobretana desclassificado, de ser solidário com um país que tais elites gera? Tenho é que me safar e aos meus. O resto que se troike.
Imagem de perfil

De golimix a 09.01.2013 às 18:31

E que é essa menina princesa?
Pois se ela visse como algumas crianças andam, em que estado elas estão e se pensasse que poderiam ser os filhos dela, se calhar não inchava tanto! Fico satisfeita ao saber que os meus impostos são bem usados em cheques dentista. Felizmente que já estamos no tempo de se pensar na saúde oral das crianças!
Mas é que há gente petulante e aristocrática aqui no nosso jardinzinho à beira mar plantado!
Então ela deve achar que os nossos impostos têm melhor uso no parque automóvel topo de gama dos nossos Ministros e nas imensas regalias da elite Portuguesa! Aí sim estão bem empregues. Agora quem ficou a espumar de raiva fui eu!!!

Lina
Sem imagem de perfil

De P a 11.01.2013 às 17:24

http://fotos.sapo.pt/sergiolavos/fotos/?uid=iaKTZLgqm4fMLL97MIr1#grande
Imagem de perfil

De golimix a 12.01.2013 às 10:41

O engraçado é que isto é público, mas isto? Acham normal! Isto aceitam! isto continua! Porquê?


Realmente, cada um tem o que merece. E talvez o povo Português mereça os políticos que tem. Vê alguém a fazer alguma coisa?
Vê o povo unido contra as trapaças que têm sido feitas?
Vê o povo a não aceitar ser "engolido" pelo escândalo BPN e afins?

Eu só vejo é podridão. Muita! E nada nem ninguém para impedi-la de proliferar e criar lugar.
E mais. Acredito piamente que ainda serão tomados como heróis! Heróis à custa dos sacrifícios de muitos que nada fizeram para isto se torna-se neste enorme poço. A ver vamos.

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D