Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Glória Araújo é deputada desde 2005, eleita pelo círculo do Porto

Imagem do Público

 

Glória Araújo, deputada do Partido Socialista (PS), foi detida na passada sexta-feira em Lisboa, por conduzir com excesso de álcool no sangue (2,41 gramas por litro), bem acima do limite a partir do qual esta infracção é qualificada como crime (1,2 g/l).


Isto deve ser para seguirmos na tónica do post de ontem e dos bons exemplos... resta saber se esta senhora também tem um blog e uma miríade de gente a aplaudir o facto de ela ter conseguido pegar no carro apesar da enorme quantidade que tinha bebido.

 

Bom, mas pelo menos ficamos a saber que não é verdade que todos os deputados tenham carro do estado e chofer... ainda que neste caso teria sido uma boa solução para quando se quer ir festejar o aniversário à grande.

 

É claro que não é por se beber uns copos demais de vez em quando que alguém é melhor ou pior deputado, mas pegar num carro depois de se ter bebido tanto é sinal de uma enorme irresponsabilidade... e é muito triste que a primeira vez que ouvimos o nome de um deputado seja por uma situação destas e não pela sua participação activa na assembleia..e ela já é deputada desde 2005.

 

Enfim, como dizia no outro dia o João Gobern, são estas as elites que temos... e que se calhar merecemos.

 

Jorge Soares

publicado às 21:46


5 comentários

Sem imagem de perfil

De lagoa_azul a 08.01.2013 às 22:52

Olá Jorge,

A julgar pela foto da senhora ninguem diria que consegue absorver assim tanto

É por essas e por outras irresponsabilidades que depois admiramo-nos com a alta taxa de sinistralidade e mortalidade nas nossas estradas.

Nós cá por casa, ao menos um obrigatóriamente fica sem beber, quando há veiculo para conduzir!
Regra geral a minha cara metade.

Mas como sabes, as nossa elites, de elite têm pouco ou nada.

Beijinho

PS: (nada de confusão com o partido)
estes cantinhos são mais reconfortantes que a pasmaceira do outro lado.
Sem imagem de perfil

De Cristina a 09.01.2013 às 10:06

Nesta matéria, o grau de responsabilidade é igual para todos. O exemplo vem de todo o lado e muito mais importante é o exemplo daqueles que vemos ao nosso lado, daqueles com que convivemos, daqueles que vemos à mesa nos restaurantes, daqueles com que nos cruzamos na estrada.

Um jovem pode até nem vir a saber nada do caso da deputada, mas sem dúvida que vê os familiares à mesa a beber e depois a conduzir.
Cristina M.
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 09.01.2013 às 11:33

"pegar num carro depois de se ter bebido tanto é sinal de uma enorme irresponsabilidade..."

ACHAS?

Quem "enfrasca" esta quantidade de alcool, parece-me que o seus "tico e o teco" devem ficar disponíveis para pouco mais que uma dança de ventre.
Nenhum bêbado (depois de bem bebido) tem capacidade para decidir o que quer que seja com responsabilidade - digo eu, que nem sou entendida na arte da copofonia.
Mas...
A senhora também só é notícia por ser deputada.

Exemplos devem ser tomados em casa e com litros de chá.
Imagem de perfil

De sentaqui a 09.01.2013 às 12:49

Depois de ler este exemplo degradante fiquei a pensar qual terá sido a punição, se é que a houve. Terá ficado sem carta? bom se ficou deduzo que haverá logo um chauffer disponível para transportar a senhora.
Esta enfrascou-se com álcool, mas olha que pela actuação dos seus parceiros, nossos desgovernantes, penso que em vez de líquidos com grau, andam a fumar umas coisas bem mais potentes
Imagem de perfil

De Kok a 09.01.2013 às 18:45

Não concordo com essa ideia de "é o que merecemos".
Não concordo que esta seja notícia "só" porque é deputada.
Não concordo (também) com a tese da fuga às facturas -os teus 2 posts anteriores- só por fugir ao pagamento do IVA.
Continuando inversamente:
3-sentíssemos todos nós que os impostos eram aplicados correcta e eficazmente e talvez não houvesse tanta economia paralela, sendo que "aqueles" (políticos no activo ou não) que mais fogem são os que maior responsabilidades têm/tinham, para o não fazer.
2-Precisamente por ser deputada e integrar a Comissão de Ética é que a notícia é (ainda) mais relevante. Ou então isto é (ainda mais) uma rep. da bananas.
1-Não merecemos estes medíocres, incompetentes e irresponsáveis que nos governam. Não merecemos só termos possibilidades de "os castigar" de 4 em 4 anos. Com tantas instituições democráticas existentes:
Presidente da República,
Tribunal Constitucional,
Assembleia da República,
Procuradoria G. da República,
não são suficientes?
Se não são deveriam ser para que os imbecis fossem travados. E não, não sou adepto (nem de longe) de quaisquer tipo de ditaduras sobretudo quando camufladas de uma democracia gerida por incompetentes e medíocres.

1 abraço, pah!

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D