Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Honestidade


A honestidade, do termo latim honestĭtas, é a qualidade do que é honesto. Portanto, a palavra faz referência àquele que é decente, íntegro, recatado, reservado, razoável, justo, probo, recto ou honrado

Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora.




Nos últimos dias tenho-me sentido mais ou menos extraterrestre, deve haver neste país umas três pessoas que acham que pedir facturas é positivo para o país, bom, eu sou uma delas. O resto do mundo já seja porque:


-tem raiva ao governo,

-não tem valor para enfrentar os comerciantes,

-acha que não lhe traz beneficio nenhum,

-acha que os impostos ficam melhor no bolso dos comerciantes que no Estado

-acha que com as facturas o governo vai invadir a sua privacidade

- etc...


Cada um inventa a desculpa que lhe dá mais jeito e há para todos os gostos.


Hoje à hora do almoço discutiu-se o assunto e no fim todos estávamos de acordo em que é tudo uma questão de honestidade, o problema é que o meu conceito de honestidade é ligeiramente diferente do do resto do mundo.


Para mim o facto de o governo não ser honesto não serve para me limpar a consciência, parece que para a maioria das pessoas isto não é tão claro. Parece que como o governo não sabe ou não quer aplicar o dinheiro da forma mais correcta, isto serve de desculpa para que o resto do mundo deixe de ser honesto. 

 

Para mim é muito simples, eu fui educado com regras, aprendi que as leis são para se cumprir, os impostos são para se pagar e o que é dos outros não é para se roubar.

 

Para mim quem não paga os seus impostos, quem vive de biscates sem nunca declarar nada ao estado, quem coloca o dinheiro na caixa sem o registar, quem é cúmplice e não pede facturas, está a roubar o estado... ou seja, está-me a roubar a mim e definitivamente, não está a ser honesto... mas isso é para mim, para os outros eu não sou honesto, sou parvo... é que como o governo não é honesto, ninguém tem que o ser.

 

Éramos uns seis à mesa e no fim fiquei com a sensação de que era o único ali que pensava assim.... ora, assim de repente percebi porque é que o país está assim...  e porque é que achando que os políticos não são honestos, a maioria continua a votar neles... a malta vota nos seus.

 

Como não consigo deixar de ser honesto, o melhor mesmo é pensar em mudar-me para outro sitio qualquer onde a maioria pense como eu.. e não em roubar ao estado.

 

Jorge Soares

 

PS: e não, cantar o Grândola Vila morena não nos torna melhores, na maior parte dos casos só nos torna mais hipócritas, porque na realidade não acreditamos naquilo que o Zeca dizia.

publicado às 22:35


7 comentários

Imagem de perfil

De Maria Alfacinha a 18.02.2013 às 23:30

Ai Jorge... não vais chegar à minha idade :-)
Concordo em absoluto contigo neste post. É uma questão de honestidade pagarem-se impostos e não há desculpa para não o fazer muito menos quando não deixam de cobrar o IVA que depois não vão pagar. Nesse caso são duplamente desonestos por enganarem o fisco e o consumidor.
A minha questão prende-se apenas com as tais das multas
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 19.02.2013 às 22:39

Humm... ninguém com o meu mau feitio vive muiito tempo.. eu sei.

Jorge
Imagem de perfil

De poetazarolho a 19.02.2013 às 07:21

“A tragédia”

Falta um bocadinho assim
Diz Seguro com propriedade
Mas não se encostem a mim
Estou fora dessa realidade

Que a política é ilusão
Para esconder a amargura
Consegue iludir a situação
Enquanto essa ilusão dura

Mas agora que terminou
O tempo de prosperidade
Vive-se um perigoso caldo

O sistema descarrilou
Sente-se a instabilidade
Já há políticos em saldo.
Sem imagem de perfil

De Ines a 19.02.2013 às 12:53

Olá Jorge...sim tens toda a razão...e eu acho que o país está assim não porque os politicos são ladrões mas porque todos nós temos um bocadinho de ladrões dentro de nós...nós refiro-me aos portugueses onde também me incluo...e claro que provavelmente não roubamos mais porque nem todos temos a oportunidade de roubar como os "grandes"têm...

Sou freelencer na área da saúde...faço domicilios onde tenho de me deslocar...se cobro muito (ou o justo) não tenho trabalho, se cobro pouco e passo recibos não me rende ir trabalhar porque vai tudo para a gasolina, desgaste do carro e impostos...por isso muitas vezes não passo recibos...qual é a solução? não trabalhar?trabalhar só para não estar parada?...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 19.02.2013 às 22:43

Olá Inês.

É evidente que corro sempre o risco de estar a ser injusto com alguém... eu percebo a tua situação.

Mas será que se todos cumpríssemos seria necessário haver pessoas como tu que não podem receber o que é justo pelo seu trabalho?

A solução é voltarmos a ser um país honesto e cumpridor, só assim voltará a haver oportunidades para todos.

Obrigado pelo teu comentário

Jorge
Imagem de perfil

De naterradosplatanos a 19.02.2013 às 16:16

Jorge, como imaginas estou do teu lado! Nem imaginas os comentários que por esses blogs fiz sobre a minha experiência italiana. Provavelmente já comentei convosco que por mais de uma vez a menina da caixa do supermercado correu a trás de nós para nos dar o "scontrino" palavra italiana para recibo. É que lá pagam mesmo multa as duas partes.
Acho que os portugueses (em geral) não percebem que se pagarem todos pagaremos menos!
Na padaria onde vou, ontem ainda não tinham máquina e pedindo eu o recibo da velha disseram-me que não funcionava!! Portanto vai para 2 messes que andam a meter mais 6% ao bolso! Quem fará entender isto aos portugueses?
Sem imagem de perfil

De Jorge Bernardes a 02.03.2013 às 23:47

Boa noite Jorge Soares,

Já venho um pouco fora de tempo fazer este meu comentário, ou talvez não, mas revejo-me totalmente nas suas palavras... Também sou Parvo. Mas enquanto desta parvoíce sofrer (é um problema para a vida!) não haverá comerciante que não me passe factura, em alguns sectores obrigatóriamente com número de contribuinte.
Há quem se satisfaça simplesmente com facto de visualizar que o comerciante emite factura, contudo desconhece que muitos são os Espertos que recorrem à reimpressão de documentos para imprimir uma factura já registada num momento anterior, simulando assim o registo de uma venda e garantindo uma venda por fora, entre outras criatividades... mesmo com software certificado!
A mudança de Portugal tem que ocorrer na atitude de cada cidação, pela Cidadania, mas infelizmente quem age de forma responsável e exigente, para consigo e para com os outros, ainda é visto como alguém Chato, que incomoda...
Muitos portugueses parecem aqueles dependentes de nicotina que têm sempre um bom motivo para não deixar de fumar...
Quer-me parecer que muitos ainda não perceberam que todos temos que assumir o bom e o mau do nosso país e que não se pode exigir mudança quando não se está disponivel para mudar. E que mudar é fundamental, pelos mais jovens, pelas crianças, por aqueles que ainda hão-de vir, e também pela nossa própria dignidade na velhice.

A acção que cada um pode assumir de imediato com efeitos positivos inequívocos no futuro de curto e de médio/longo prazos, é EXIGIR SEMPRE FACTURA, de preferência com NIF.

Cumprimentos.

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D