Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Crianças

 

Não vou escrever o que me apetece, estive quase a seleccionar uma serie de frases que li hoje e colocar aqui, não o vou fazer,só vou dizer que o racismo e a descriminação são uma coisa muito feia e que me choca completamente.....e acreditem ou não, choca-me mais quando as pessoas se escudam em desculpas esfarrapadas para se justificarem.

 

Todos nós temos o direito a ter opinião, todos nós temos direito a ser e a acreditarmos no que queremos, agora, podemos enganar o mundo, mas não nos podemos enganar a nós próprios.

 

 

Encontrei uma preta
que estava a chorar,
pedi-lhe uma lágrima
para analisar.

 

Recolhi a lágrima
com todo o cuidado
num tubo de ensaio
bem esterilizado.

 

Olhei-a de um lado,
do outro e de frente:
tinha um ar de gota
muito transparente.

 

Mandei vir os ácidos,
as bases e os sais,
as drogas usadas
em casos que tais.

 

Ensaiei a frio,
experimentei ao lume,
de todas as vezes
deu-me o que é costume:

nem sinais de negro
nem vestígios de ódio.


Água (quase tudo)
e cloreto de sódio.

 

António Gedeão

 

Jorge

PS:imagem retirada da internet

 

 

 

 

publicado às 22:47


27 comentários

Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 14.05.2008 às 00:39

Adorei o poema que não conhecia.
Amigo tento não o ser mas... Será que consigo? Será? Não sei!
Era giro e fácil dizer-te que sou contra o racismo para te deixar feliz. Mas não o farei!
Apenas te digo que tento não o ser e que se o sou é sem maldade, porque não me sinto superior a ninguém nem na cor, nem em coisissima nenhuma.
Há ainda muita maldade e desigualdade e isso deixa-nos revoltados.
Admiro a tua coragem e gostaria de a ter (tido)para levar a bom porto uma adopção que apenas ficou em pensamento.
Queria que quem viesse viver comigo(nosco) tivesse as mesmas condições que dei ao meu filho. Hoje sinto que já não sou capaz porque a idade avançou e a vida já não é a mesma. Tenho a certeza que amor esse nunca iria faltar mas ... não chega amigo. E se o meu filho teve uma vida até hoje com qualidade não seria capaz de cuidar de outra criança a quem não pudesse dar as mesmas oportunidades. Tenho pena! Imensa pena mesmo de não ter criado o meu filho e outro filho que seria também meu de todo o coração.
Jorge não pretendia este desabafo. Nunca falei sobre este assunto.
Um beijo

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 14.05.2008 às 23:36

Olá

Gostei muito deste teu comentário, gosto de sinceridade, e tu foste sincera.. gostei mesmo

Para adoptar é necessaria exactamente a mesma coragem que é necessaria para ter um filho biológico...simplesmente os nove meses são diferentes... pelo menos é o que eu sinto.

Obrigado pelo comentário, pela sinceridade e pela visita.... e se precisares de desabafar.....

Beijinho
Jorge


Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D