Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A morte de Beatriz será em nome de que deus?

por Jorge Soares, em 02.06.13

Beatriz

 

Imagem do Público

 

No Jornal diz "Tribunal protege a vida de Beatriz e do seu filho" Beatriz é uma jovem mulher de El Salvador, está grávida de 24 semanas, tem uma doença auto-imune chamada lúpus que lhe está a causar graves problemas renais e que põe a sua vida em risco. Tem também pré-eclampsia, uma doença que pode surgir durante a gravidez ou logo após o parto e que se caracteriza por hipertensão, retenção de líquidos e ainda um excesso de proteínas eliminadas pela urina.

 

Afectado pela doença de Beatriz, o feto desenvolveu-se sem uma parte do cérebro e portanto na melhor das hipóteses sobrevirá umas horas após o nascimento, isto se Beatriz cujo estado de saúde se deteriora dia após dia, conseguir sobreviver até ao momento do nascimento.

 

No El Salvador o aborto é completamente proibido, mesmo o aborto terapêutico nos casos em que está em perigo a vida da mulher.

 

Levado o caso até ao tribunal supremo, este proibiu o aborto, o que na prática não é mais que uma condenação de Beatriz à morte, dada a pouca probabilidade que com o seu debilitado estado de saúde ela consiga sobreviver até ao momento do parto.

 

É nestas alturas e perante casos como este que me pergunto que sentido faz tudo isto?  Percebo que exista quem em nome princípios morais e/ou religiosos seja contra o aborto e contra o livre arbítrio das mulheres sobre o que devem ou não fazer com o seu corpo, não partilho desses princípios mas tento entender e respeitar... mas que sentido faz colocar em causa a vida de uma jovem de 22 anos quando não há a menor hipótese de salvar o filho que ela leva no ventre? Para que sacrificar duas vidas quando se pode salvar uma?

 

Qual é o preceito moral ou religioso que explica que Beatriz tenha que morrer só porque algumas pessoas não abdicam dos seus princípios?

 

A maioria das pessoas que é contra o aborto fala de salvar vidas, qual é a vida que se salva neste caso? 

 

As últimas noticias falam de uma esperança para Beatriz, uma ministra salvadorenha encontrou um artifício que permitirá fazer um aborto com outro nome, mas no caso que ela venha a morrer entretanto, alguém acredita que a sua morte seja em nome de deus? A sério alguém acredita que existe um deus que prefere que morram dois seres em lugar de salvar um? Qual deus?

 

Jorge Soares

publicado às 21:35


11 comentários

Imagem de perfil

De golimix a 01.06.2013 às 10:41

Deus é uma desculpa para que os Homens culpem outrem que não eles próprios por decisões que podem ser infames, vergonhosas e outras que justifiquem os seus actos.

Foi esse o Deus que o Homem criou. Algo que o justifique, algo que lhe cubra as costas.

Se Deus existisse mesmo teria vergonha.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.06.2013 às 22:33

Olá

Pois, se deus existisse mesmo teria vergonha, pena que quem pretensamente utiliza a sua palavra não a tenha também e não evite estas coisas.

Beijinho e boa semana
Jorge
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 02.06.2013 às 14:57

Não. Não há!
Há teimosos, que levam a sua teimosia até à cova.

Ou então: antes que quebrar que ceder...

Haja impaciência. E revolta também. Já que de palavras e escritos não leva a bom porto a casmurrice.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.06.2013 às 22:36

É impressionante como ainda há países onde o aborto é completamente proibido, mesmo que seja para salvar a vida da mulher... isto em pleno século XXI ... como podemos viver numa sociedade que permite estas coisas?

Jorge
Sem imagem de perfil

De Mathilda a 02.06.2013 às 21:33

Não existe nenhum deus que penitencie uma mulher desta forma. Existe sim uma sociedade hipócrita, recheada de mentiras e que não respeita os direitos de uma mãe ao sentenciar a morte da mesma, como se não bastasse a sua doença ( LES - Lupus Erimatoso Sistémico).

A Amnistia Internacional apelou igualmente ao governo de El Salvador e este fingiu uma irritante surdez, desrespeitando a Beatriz.

Pergunto : Existe respeito pela vida?

O deus que determina a sentença é o deus da arrogância !!!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.06.2013 às 22:37

"Existe sim uma sociedade hipócrita, recheada de mentiras e que não respeita os direitos de uma mãe ao sentenciar a morte da mesma, como se não bastasse a sua doença"

Ora nem mais...

Jorge
Imagem de perfil

De energia-a-mais a 02.06.2013 às 22:11

Deus nenhum Jorge. É a lei dos homens apenas. A imputação a Deus serve apenas para esconder mais uma das faces da humanidade - a cobardia.
Este é um exemplo, infelizmente existem muitos mais...

Teresa
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.06.2013 às 22:37

Olá Teresa... pois, deus nenhum mesmo,

Jorge
Sem imagem de perfil

De Chico a 03.06.2013 às 11:50

Para que fique claro nao defendo nem condeno o aborto . E algo para o qual nao consigo ter opiniao. Essa historia de que o corpo e da mulher parece-me incontestavel, mas a questao e que ha um segundo corpo - dentro da mulher - e isso parece-me fazer bastante diferenca.

Relativamente a este caso em particular. Creio que e um problema de lei e dos homens nao um problema religioso. Nao percebo sequer como e que, um governo que arranja uma solucao alternativa agora nao legisla no sentido de resolver o problema de uma vez por todas.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 03.06.2013 às 22:39

E não será este problema da lei dos homens causado por uma visão do mundo e da moral baseado numa religião atrasada e conservadora?

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De Chico a 04.06.2013 às 09:40

Talvez sim, talvez nao...
Neste caso em concreto diria que sim. Mas nos, como civilizacao, nao temos grande problemas em arranjar problemas sem precisarmos da intervencao divina.
Note caro Jorge, que sou agnostico, mas custa-me por vezes ver, que imputamos tantos problemas a' religiao - como se fosse a raiz de todos os nossos atrasos - e nos esquecemos de que tambem trouxe muitas coisas positivas.
Infelizmente onde ha poder ha interesses e as religioes nao espapam a essas teias.

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D