Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Manifestação de polícias na assembleia da República

Imagem do Público

 

Há coisas que simplesmente me transcendem, há pouco ouvia no telejornal o Primeiro ministro a dizer "O que se passou ontem não é um bom indicador da própria autoridade das forças de segurança" aparentemente o primeiro ministro e o governo preferiam que tudo tivesse terminado numa batalha campal.

 

Não demorou muito a que rolaram cabeças, hoje de manhã Paulo Valente Gomes, até agora director da PSP, apresentou (?) a sua demissão que evidentemente foi aceite pelo ministro da tutela. 

 

Independentemente de tudo aquilo ter sido concertado ou não, e eu não acho que tenha sido, não podemos esquecer que ontem havia polícias dos dois lados da barricada, e quem estava de serviço não podia deixar de pensar que os problemas pelos que se estava a gritar do outro lado afectam todos os policias e se calhar, se não estivessem ali, eles estariam lá a gritar as mesmas consignas e a empurrar as vedações... como se pode a exigir a alguém que está nesta posição que reprima os seus próprios colegas que até defendem os seus direitos?

 

Sou dos que criticam a forma como terminam a maioria das manifestações em frente ao parlamento, nunca percebi porque é que há gente que após o fim das manifestações  insiste em insultar os polícias, atirar pedras, forçar o confronto... Ontem não ouvimos esses insultos, ninguém atirou pedras e apesar da emoção que os jornalistas tentavam dar ao directo, ninguém viu confrontos, bem pelo contrário, vimos uma das mais pacificas manifestações dos últimos tempos, era mesmo necessário forçar a violência?

 

O que todos pudemos ver em directo é que a violência não interessava nem aos manifestantes nem a quem dirigia os polícias de serviço,  a quem interessava? Ao governo? À Troika? a alguém deveria interessar, caso contrário hoje não teríamos todo este circo montado.

 

Jorge Soares

publicado às 20:49


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Bento Norte a 23.11.2013 às 09:36

O que se passou não pode ter constituído um ensaio geral para a violência que Mário Soares e os que ajoelham a seus pés tanto reclamam? Passos Coelho é chamado a pagar intenções desordeiras que borbulham á vista na cabeça e boca de outros? Curiosamente enquanto o antigo presidente da república dava a sua missa na Aula Magna apontando o perigo de uma nova ditadura, alguns canais de TV davam grandes planos de figurantes que apoiam e mesmo ajudaram a criar e sustentar regimes totalitários.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.11.2013 às 23:17

Acho que são duas coisas completamente diferentes... acho que Mário Soares manifestou um desejo, o desejo que o povo se farte mesmo, porque está à vista que por si só este governo não se vai embora.

O que se passou na manifestação foi uma mostra de respeito e de controlo, acho que quem "defendia" o parlamento tinha consciência de que do outro lado estavam pessoas como eles, pessoas que lutavam pelos direitos deles... ao mesmo tempo saiam que aquela invasão não levaria a mais nada que uns gritos no cimo das escadas.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Bento Norte a 25.11.2013 às 00:55


Peço desculpa mas eu li isto e deixo aqui se estiver de acordo:

por João Ferreira do Amaral, em 21.11.13
É óbvio que o problema de Mário Soares nada tem a ver com o foro geriátrico. Longe disso. Parece estar mais lúcido do que nunca.
A questão tem apenas a ver com o afastamento do poder. Refiro-me ao poder do clientelismo, da influência e do amiguismo.
Esteve na ribalta da política praticamente desde 1974. Durante os dez anos de governação cavaquista mantinha a forte influência como Presidente da República. Com Guterres, Durão, Santana e Sócrates os seus caprichos nunca eram postos em causa porque no governo ou na presidência havia sempre correligionários seus disponíveis para o ouvir e satisfazer-lhe as vontades.
Agora isso não acontece. O governo e a presidência são ocupados por pessoas que não lhe passam cartão. Soares sente a sua influência de sempre ser reduzida a nada e tenta lutar contra o ostracismo com todas as armas que tem. Mas é tarde. Os amigos de outrora que tanto ajudou já não contam com ele para coisa alguma.

De zézinho a 22.11.2013 às 04:09
Esta fantochada soaresca nem sequer teria ocorrido se o livro do Rui Mateus estivesse à venda e os portugueses pudessem ler ou relembrar as aventuras deste delinquente contumaz, mas o livrinho foi posto no Index pela censura democrática... Antigamente, a censura dava a cara, agora é o que se (não) vê.
Por menos do que o Mateus conta, o camarada italiano Craxi morreu no exílio, fugido à Justiça, que o condenara a pena de prisão. Este sinverguenza , tem carta de alforria para tudo o que lhe der na real gana, insulta toda a gente, vive como um nababo, enriqueceu à custa da política ( ele próprio confessa que o pai padre- e a mãe -empregada do padre- não lhe deixaram nada que se visse além do C.Moderno em fase incipiente), é incapaz de dar um exemplo de solidariedade nestes tempos de crise, abdicando de uma qualquer das suas muitas prebendas e sinecuras, continua a não dispensar a guarda, dia e noite, todo o ano,das suas várias casinhas, por forças policiais que custam dinheiro ao Estado e fazem falta em serviços em prol do povo. Mas talvez mereçamos o escárnio que este fariseu anda a fazer de nós. É que não vejo ninguém, em particular da chamada comunicação social , confrontá-lo com estas realidades. Só contumélias e reverências para sua excelência . Dá vontade de vomitar.

E mais isto que se segue e que eu próprio escrevi em 22 de Novembro de 2013 às 09:00

Uma curiosidade. Acabo de ver no jornal da 1 de uma televisão a missa desse tal Soares na Aula Magna, e macacos me mordam mas eu vi que enquanto ele falava no perigo de uma nova ditadura aparecerem grandes planos de notáveis figurantes que são seguidores de regimes totalitários. Raios me partam!

E dizer ainda que li algures que Soares todo acagaçado só foi para a fonte luminosa aos empurrões de Salgado Zenha.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 25.11.2013 às 23:01

Há muita gente que não gosta de Mário Soares, consigo entender isso, eu também não gosto do Cavaco mas tenho que levar com ele.

As palavras de Mário Soares não são evidentemente para levar à letra, quanto a mim foram uma chamada de atenção ao governo, um alerta como o foi a manifestação de polícias... o país está farto de austeridade e o governo deve pensar bem no que faz, ou corre o riso de a situação lhe sair das mãos... foi assim que entendi.. evidentemente quem não gosta dele e do que ele significa, entende de outra forma... felizmente, graças a pessoas como Mário Soares, vivemos em democracia e todos temos direito a uma opinião...

Não sei se corremos ou não o risco de alguma vez deslizarmos para um regime menos democrático, mas de algo estou certo, se esse perigo existe virá mais rápido de quem está neste momento no governo do que de quem estava na plateia para ouvir Soares e quem mais por lá passou. Afinal, quem se empenha em fazer tábua raza da legislação, da constituição e governar ao sabor dos seus interesses são estes senhores que nos governam e não a esquerda que está na oposição...

É claro que esta é a minha opinião..e vale tanto como qualquer outra

Jorge Soares
Sem imagem de perfil

De Bento Norte a 25.11.2013 às 23:30

Opiniões respeitáveis as suas tanto mais de enaltecer quando aceita dar espaço e debater com outras não coincidentes. Pelo menos numa coisa posso acompanha-lo sem grandes reservas. Também não gosto de Cavaco.
Imagem de perfil

De golimix a 23.11.2013 às 18:46

Mas tens a noção da dá próxima vez os manifestantes vão querer subir a escadaria e se existir o mínimo de travão vai haver "molhada"?

Também acho triste acabarem as coisas a mal e achei a manifestação e a forma como ela acabou genial. Mas que isto de passar a barreira vai dar estrilho para a próxima também me parece que vai... há sempre gente interessada em ver o circo pegar fogo.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.11.2013 às 23:24

Talvez... mas acho que não é difícil perceber que esta manifestação era diferente..e que todo o mundo sabia que não ia acontecer nada no cimo das escadas...

Boa semana

Jorge
Imagem de perfil

De golimix a 25.11.2013 às 08:40

Todo o "mundo", não Jorge. Pessoas com bom senso que sabem ver que do lado de lá estão colegas que queriam estar a subir as escadas também. Mas bem sabes que o pessoal tem certa dificuldade em enxergar....

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D