Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um governo chumbado

por Jorge Soares, em 19.12.13

Tribunal constitucional

 

Imagem de Precários inflexíveis

 

A noticia foi-nos servida à hora do Jantar, mas desde o meio da tarde que se sabia, uma vez mais este governo foi chumbado, o Tribunal constitucional chumbou por unanimidade  o corte de 10% nas pensões.

 

Já perdi a conta às medidas deste governo que foram chumbadas pelo Tribunal constitucional, e custa-me a entender que isto aconteça, das duas uma: ou não há no governo quem seja capaz de ler e interpretar correctamente a constituição, ou só tentam fazer passar leis que se sabe à partida são ilegais, para calar a Troika e os credores... não sei qual das duas opções será pior, mas nenhuma delas mostra competência e/ou seriedade.

 

Louve-se o valor e a isenção de quem julga e faz cumprir a constituição, desde há muito que o governo, os partidos da maioria, a Troika, os credores e mais meio mundo, se empenharam em empurrar para cima dos juizes todas as desgraças actuais e futuras que irão resultar destes chumbos. 

 

Era bom que o governo em lugar de fazer pressão e deitar a culpa para os outros, se empenhasse em fazer o trabalho de casa convenientemente de modo a não ter que passar por estes vexames, a constituição existe para defesa de todos nós, não para ser utilizada quando dá jeito e ao sabor das conveniências de quem governa.

 

O governo pode ou não estar de acordo com as normas constitucionais, mas foi esta constituição que Passos Coelho e Paulo Portas juraram quando tomaram posse, foram estas leis que eles juraram cumprir e neste momento só tem duas opções, ou governam de acordo com o que lá está escrito ou metem o rabinho entre as pernas e demitem-se, não podem é estar o tempo todo a jogar ao gato e ao rato com as leis e a tentar influenciar com ameaças e cataclismos quem tem que julgar a validade das leis.

 

Podemos todos achar que esta constituição é melhor ou pior, os mecanismos para a sua mudança estão previstos na lei e são claras as regras necessárias para que isso aconteça, mas enquanto não  mudar, é por estas leis que todos nos temos que reger.

 

Não me parece que Passos Coelho não estivesse preparado para isto, eles são incompetentes mas não assim tanto, não demorará muito a aparecer o plano B, que vai de certeza doer tanto ou mais que o que acaba de ser chumbado, esperemos que pelo menos seja legal.

 

Jorge Soares

publicado às 20:44


4 comentários

Imagem de perfil

De Castrol a 20.12.2013 às 13:35

Assim não dá!!
Quem nunca vai receber pensões de reforma, tem de continuar a pagar as reformas de luxo de funcionários públicos, políticos e juízes do TC, reformados ao fim de 10 anos de serviço...
Sem imagem de perfil

De José C. M. Velho a 20.12.2013 às 14:59

Não dá não Castrol. Mas a culpa é sua. Sabe porquê? Porque ao longo dos seus quase 30 anos como eleitor, só tem votado sempre nos mesmos que, ora de uma maneira, ora de outra, sempre estragam tudo, isto é, só as moscas é que têm mudado. É muito fácil: se as coisas não estão bem assim mudem-se as coisas. Por exemplo: a Constituição não está bem poque não deixa, etc. pois mude-se a Constituição para que deixe. Anulem-se todas as leis do país até para que se possa agir de qualquer forma. Eu gosto de beber uns copos e depois estou lixado porque não me deixam conduzir assim, é tramado existirem leis, de facto é, tal como a Constituição e tal como o sítio que está definido como sendo aquele que deve interpretar a Constituição. Está mal? Muito bem, mude-se, que passe a constar que quem interpreta a Constituição é só o Governo e acabe-se com aquele Tribunal, ou melhor ainda, defina-se que quem interpreta a Constituição são os comentadores de televisão, economistas de preferência. O Castrol acha que não vai receber pensão, por isso acha injusto estar agora a pagar a dos outros e isso é tão injusto como já não estar a frequentyar a escola e ter que pagar a porcaria da escola a todos os putos deste país, ou ainda não estar doente e ter que pagar para que haja hospitais ou melhor exemplo ainda: não ter carta de condução nem carro e os seus descontos irem parar à Estradas de Portugal. O Castrol não sabe viver em sociedade e deveria ir viver, por exemplo, para a Guiné, onde aí sim, não teria que suportar a vida em sociedade. No que se refere às reformas de "luxo", deixe que lhe diga que as reformas não são de luxo as outras é que são de miséria e não é pelo facto de haver quem receba pouco que todos devem receber pouco, tal como não é pelo facto de haver quem durma na rua que todos deveriam dormir na rua. Percebe? Há coisas que parecem inexplicáveis e numa abordagem descerebrada não se alcançam mas é preciso pensar um pouco. O cérebro não está na ponta dos dedos, está na cabeça e os dedos que batem no teclado devem obedecer ao cérebro. Por fim, dizer-lhe ainda que como o Castrol há imensos castróis por aí e que se não estão satisfeitos - e bem, porque eu também não estou nada satisfeito - então devem deixar de votar como o fazem desde sempre e desde sempre nos mesmos. Os castróis deste país, primeiro votam neles e depois a culpa é dos outros. Mudem pá, mudem. Têm todo o direito à indignação mas a uma indignação refletida e não a uma mera manifestação vazia. O país não é um clube de futebol nem uma federação de clubes. O país é nosso, de todos e não só de alguns, por isso deve haver um esforço comum, de todos, para que se mude o que está mal e não só mudar as moscas a cada 4 anos. Gosto, por exemplo, da experiência da Islândia. Não gosto, por exemplo também, do exemplo de Portugal.
Imagem de perfil

De Castrol a 20.12.2013 às 15:32

Nossa! Quanta violência e presunção! será por ter Velho no nome ou na Alma?!
Tivesse eu tempo como vossemecê e respondia ao seu arrazoado que roça a má educação.
Mas não posso... Tenho de trabalhar, porque para além de sustentar a família ainda tenho de sustentar os reformados e indigentes deste País... E cheira-me que vem aí novo aumento de impostos...
Sem imagem de perfil

De José C. M. velho a 21.12.2013 às 01:26

Castrol, vá viver para outro país, por exemplo para a Guiné ou para a China, sei lá, aqui, com o seu trabalho, tem mesmo que sustentar a família, tem que sustentar os reformados, os desempregados, as crianas das escolas, os automobilistas, os doentes, a Assembleia da República e até o Presidente da República. Se acha isto tão mal, vá para a Arábia Saudita mas saia daqui pois aqui estão a chupá-lo, desde os putos pequenos aos bandidos dos velhos.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D