Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mãos

 

O N. é uma criança que tem um feitio complicado, é teimoso, tenta sempre esticar a corda ao máximo, levar a água ao seu moinho, tem é algum azar, porque tem pais mais teimosos que ele, e que não desistem de tentar manter alguma ordem.

 

Ontem foi dia de ele se sair com uma das suas reflexões..... a conversa foi com a mãe, eu não assisti, mas vou tentar transmitir.

 

Ele tem um coleguinha que é levado da breca, um daqueles miúdos mimados e terríveis, inquieto, brincalhão e reguila... tão inquieto que no Sábado ele esteve na festinha de aniversário do N. que foi no ATL. No fim o pai da criancinha foi ter com as responsáveis a ver da possibilidade de ele ir para lá...elas ficaram em pânico.... disseram-nos que até tinham medo que isso acontecesse, porque realmente ele é terrível.

 

Ontem o N. chegou a casa a contar que esse menino tem uns pais óptimos, porque ele faz as asneiras todas e nunca lhe batem ou dão castigos a sério, ao contrario dele, que passa a vida de castigo e de vez em quando, lá apanha umas palmadas...... a mãe lá lhe explicou que ele tem os pais que tem e que cá em casa há castigos para quem não se porta bem.  A conversa passou.... mas pelos vistos ele ficou a matutar no assunto.

 

Depois, de jantar voltou à carga, mas agora o assunto era mais sério, perguntou  porque é que o  marido da senhora , donde ele tinha nascido não tinha ficado a cuidar dele, já que ela não podia, porque estava doente.

 

A mãe lá lhe deu a explicação, de que não sabíamos isso, nem donde estava o marido da senhora..

Não satisfeito, voltou a perguntar se ele não tinha ficado com  aquela senhora por ela estar doente. A mãe disse-lhe que achava que esse  tinha sido o principal motivo, mas que havia variadíssimos motivos  porque as crianças iam para a adopção, ...maus tratos, prisão...e doenças várias tais como o alcoolismo e a toxicodependência. ...

Depois lá  disse ..."pois se a senhora não tiver ainda morrido, deve todos os dias chorar muito e pensar em mim e sentir-se muito  triste por não saber de mim."

 

O dialogo continuou com mais explicações...... ser pai é ser pai, não importa se o filho é adoptivo ou não, mas há coisas na adopção que não são fáceis, mesmo quando o tema adopção é recorrente cá em casa e nós tentamos que seja um assunto normal e claro para todos.

 

Evidentemente a P. ficou preocupada, eu nem tanto, o N. acha que tem uns pais rígidos, que o tentam meter na ordem o melhor que sabem.... e achou que os pais do coleguinha que deixam a criancinha fazer o que quer, são melhores que os dele.....e ficou a pensar como seriam aqueles outros pais....que ele sabe que algures existiram..... algo para o que temos que estar preparados, com calma e sem dramas.

 

Jorge

PS:imagem retirada da internet

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:11


12 comentários

Sem imagem de perfil

De xana a 05.06.2008 às 23:18

Bem amigo, é complicado! Os miúdos tentam esticar a corda, é óbvio, mas quando começam com algumas perguntas, por mais reais que possam ser as respostas, eles nem sempre ficam satisfeitos. E se calhar não é só porque ele acha que tem uns pais rígidos, se calhar até poderá ter alguma coisa a ver com as conversas entre miúdos. Os garotos são cruéis, e os outros miúdos até o podem chatear dizendo que os "outros" pais se calhar seriam melhores, que não o castigavam, entre outras coisas. Os pequenos são como esponjas, absorvem tudo, inclusivé as conversas dos pais. Acabo de ouvira a "pirata" de serviço dizer à mãe que um colega diz que a mãe( a minha irmã) dá pena... e não sabe explicar porque é que o outro menino disse isto. Quer-me parecer que foi algo que ouviu em casa entre os pais, ou entre a mãe e a ama. Porque a minha irmã é mãe solteira, trabalha até tarde e vai buscar a pequena sempre depois das 7 horas, e por vezes sou eu que vou porque ela chega depois das oito... E sabes que para as outras pessoas ser mãe solteira é sinónimo de coitadinha... daí que as conversas sobre a D. por vezes possam ter este tipo de comentário. O pequeno, se calhar também não sabe o que disse, mas que deve ter ouvido alguma coisa, é mais que certo. A minha sobrinha veio preocupada dizer à mãe, e que acha que ela não dá nada pena... é a inocência de 5 anos a falar.
Mas muito mais que eu sabes tu em relação a miúdos, e muito melhor sabes o filhote que te tens, e saberás responder ás questões que forem surgindo, uma vez que a curiosidade dele sobre o tema não se esgota tão cedo.
beijinho
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 06.06.2008 às 23:25

Os miudos por norma são o reflexo daquilo que veem em casa....e infelizmente há muitos pais que deviam ir apara a escoila na vez dos filhos.

Ser pai não é fácil...tentamos fazer o melhor que podemos....

Beijinho Xana
Jorge
Imagem de perfil

De C.M. a 05.06.2008 às 23:38

Agora percebo algumas coisas que escreves sobre a adopção. Adoptar não é para qualquer um...porque é difícil lidar com essas perguntas todas. Mas olha que eles acharem que os pais dos outros é que são fixes é o que mais há por aí e com filhos biológicos! Portanto, continua a fazer o que achas que é o melhor para ele , que daqui a uns anos ele agradecer-te-á. Entretanto, força, paciência e muito amor para ele. Quem dera que os pais percebessem como criam pequenos monstros ao fazer-lhes as vontades todas! E, mais tarde, perfeitos idiotas!
Bj
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 06.06.2008 às 23:31

Olá

É mesmo isso, fazer o melhor possivel.....

Ser pai é ser pai, a adopção lança alguns desafios extras.... mas no fundo, é ser pai.

Obrigado pelo teu simpático comentario.
Beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 05.06.2008 às 23:55

Claro que o "teu menino" deve ser curioso, como qualquer criança o é!...
Ele tem direito a obter respostas para a sua curiosidade. No entanto acredito que as respostas nunca o satisfaçam, porque embora sendo respostas... fica no ar algo que o petiz ainda não conseguiu agarrar por ser tão jovem e porque as crianças precisam de respostas concretas com exemplos bem reais para as entender.
O sonho cresce connosco meu amigo!..
Quando somos pequenos sonhamos em crescer rápido, ser ricos, ter um carro, viajar de avião, mandar nos outros, ser fortes...
Acredito que o teu filho ao ouvir os outros meninos sonhe mais rápido e com muito mais força, porque conhece as suas origens mas ainda não entendeu os porquês???
Esses malditos que tanto atrapalham graúdos e miúdos!!!
Desejo felicidades a “vocês” pais e envio um abraço cheio de paciência para a impaciência de uma criança que tem direito a correr em busca do que ainda não conseguiu compreender.
Beijinho
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.06.2008 às 10:54

Olá

Nós tentamos que o tema adopção seja recorrente, não seja um tabu, que seja o mais normal possivel, curiosamente, durante muito tempo era ele quem fugia a esse tema.

O ser humano é curioso por natureza, e eu sei que mais tarde ou mais cedo ele irá querer saber, conhecer... na altura cá estarei e espero fazer o melhor posivel para o ajudar.

A tua reflexão é muito válida, mas acho que nesta altura foi só uma maneira de exteriorizar o seu desagrado pela comparação.....

Beijinhos Flor...e obrigado pela reflexão.
Jorge

Sem imagem de perfil

De Inês a 06.06.2008 às 02:03

Acho que vais ter de lidar muitas vezes com isso, principalmente na adolescência.. Vai dizer coisas cruéis, vai testar-vos, vai tirar-vos do sério...
Mas tenho a certeza que, informados como vocês são, isso não passarão de dores de cabeça que com o tempo vão desaparecer.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.06.2008 às 10:57

Olá Inês

Tens razão, vamos ter que lidar com isso.... sempre tivemos, um dos dramas da adopção é a necessidade que a criança tem de se saber amada... e o N. coloca muitas vezes esse amor à prova..... de muitas formas. Mas no fundo, todas as crianças e adolscentes o fazem....

Beijinho Inês.
Jorge
Imagem de perfil

De Teresa a 06.06.2008 às 11:12

Realmente deve ser complicado e, como sabes nao tenho filhos, mas ao imaginar a situaçao percebo a insegurança da tua mulher, acho que deve ser tao angustiante para uma mae ouvir isso (nao desfazendo do que o pai tambem sente claro)...felizmente tem-te a ti para a apoiar, a tua serenidade, bom senso e o amor dos dois vai-vos levar a bom porto com o vosso pequenote, no fundo ele está a fazer o que muitos miudos fazem, só que tem mais um argumento com que acha que pode ganhar a "batalha" :P Mas um dia quando for mais crescido vai ver que nao poderia ter melhores pais do que os que tem :)

Um beijinho grande para ti e também para a tua mulher e muita força***
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.06.2008 às 11:04

Olá

Tens razão, há coisas muito complicadas, quando ele tinha 4 ou 5 anos teve uma fase em que dizia que se ia embora, que ia para a outra casa dele... ou para a outra mãe... que ele nunca conheceu, foi abandonado no dia em que nasceu... mas ele saia-se com essa, .... e acredita que não é fácil lidar com a situação... mas passou... agora anda nesta fase.... amanhã serão outras.

Sabes, quando eu escrevo aqui sobre adopção, é com a esperança que outras pessoas na nossa situação me leiam e colham daqui ensinamentos, que tirem algo util da minha experiência,.. porque sempre tivemos que enfretar as coisas sozinhos......

Beijinho....e muito obrigado pelas tuas simpaticas palavras e todo esse carinho...
Jorge
Imagem de perfil

De duas ideias a 06.06.2008 às 15:32

Julgava eu que era a única a ouvir coisas "cruéis" da boca da minha filha, pelos vistos o mal é geral... Coisas do tipo " a Y tem aquilo e eu também tenho que ter" ou "os pais da X são muita fixes - levam-na sempre aos hamburguers e eu nunca vou" , isto dói ouvir da boca de um filho sobretudo quando nós sabemos que o que fazemos é o certo. Eu pessoalmente não suporto crianças mimadas e mal educadas cujos paizinhos fazem todas as vontades só para os calarem, já vi crianças no hospital muito mal, cheias de febre e diarreia e os paizinhos a dar-lhe apiritivos para não chorarem. Vais ver que o amor que tu e a tua mulher dão a essas crianças será superior a todos os outros pseudo pais que possam existir. Os teus filhos um dia vão saber reconhecer a sorte que tiveram por ter uns pais como voçês, não, sem passar por alguma ondulação primeiro.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.06.2008 às 11:07

Olá

Como diziam nos outros comentários, crianças são crianças, e ele é uma criança,... que além dos argumentos de arremesso que as outras crianças tem, tem mais um....

Tens razão, estamos numa fase em que a maioria dos pais não está para ter o trabalho de contrariar as criancinhas e cria reizinhos, pequenos imperadores que são o centro da atenção e que tem tudo.. porque é mais fácil dizer que sim do que não.

Felizmente ainda restam pais como tu e como eu...

Beijinho
Jorge

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D