Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vá lá senhoras, digam da vossa justiça....

por Jorge Soares, em 06.10.08

Homem na cozinha

 

Este post da Cigana deixou-me a pensar, pelo que é contado no post e pelos comentários. Quem me lê sabe que cá em casa o dono das panelas e dos tachos sou eu, sou eu que cozinho, sou eu que vou às compras, nem sempre sou eu que escolho o que se vai cozinhar..de aí o nome do blog... é que nem sempre é fácil decidir, ainda que a maior parte das vezes se utilize uma técnica relativamente simples, abre-se o frigorifico, olha-se lá para dentro e decide-se o que e o como.... que eu cozinho.

 

Partindo do post e indo aos comentários, tirando o comentário machista e sem sentido, conclui-se que a maioria dos maridos deste país é de uma completa inépcia quando se fala de cozinha, a começar pelo protagonista do post, cozer esparguete consegue ter alguma ciência, agora batatas..... e a terminar pelos maridos e conhecidos de quem comentou. 

 

Queria deixar uma pergunta às senhoras que me visitam, é assim tão estranho um homem que partilhe as tarefas na cozinha?.... e no caso de ser estranho, o que é que os vossos maridos e namorados fazem quando chegam a casa?, aquele estereótipo do homem que chega a casa e se senta a ver televisão enquanto a sua abnegada esposa trata dos miúdos, da casa e da cozinha existe mesmo?.... devo pedir o divorcio e tratar de arranjar uma meia laranja que me permita tal estilo de vida?... ou isso é um mito da sociedade e eu não sou assim tão estranho?

 

Vá lá senhoras, digam da vossa justiça.... 

 

Jorge

 PS:Imagem retirada da internet...adorei esse filme

PS2:Elas gostam mesmo dos homens que cozinham

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:14


58 comentários

Imagem de perfil

De Guitinha a 06.10.2008 às 22:19

Posso dizer q o meu ex-namorado o mais elaborado q me cozinhou foram ovos mexidos. A especialidade era: microondas!!! lol
Pudera c quase 30 anos a mãe qdo vai p o alentejo deixa-lhe a comida em caixinhas p o menino n ter trabalho... Em contrapartida é o homem mais arrumado q conheço. N é picuinhas, pelo contrário, mas o quarto dele está sempre arrumado. Aquele homem qdo se despia dobrava a roupa... Em qq situação... N preciso de fazer 1 desenho pois n???? lol
Qdo brincavamos ás casinhas normalmente era sempre eu q cozinhava pq me apetecía, o resto (por a mesa, lavar a louça) já era c ele...
Vivo c 2 amigos homens... Cada 1 cozinha p si, mas tb fazemos jantares em grupo e enquanto 1 é 1 chef de 1ª q faz maravilhas c pouca coisa o outro é 1 nulidade (sim pq na minha terra os douradinhos fritam-se em oleo e n em margarina!!!!) Cada 1 limpa o seu quarto e confesso q a casa-de-banho prefiro ser eu. Além de saber q fica bem limpa, podes n acreditar mas alivia-me o stress...
E podia continuar mas já ninguem tem tempo p ler grandes testamentos.... lol
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 11:57

Olá

Tu achas que a culpa é das mães?...... não sei, eu quando estava em casa da minha mãe também nunca fazia nada, e sai de lá para a universidade e era sempre cantina ao almoço e jantar...e já vês, será que a culpa é mesmo das mães?

Mas gostei do teu comentário.. nem sempre a necessidade aguça o engenho.. e nem sempre a mesma experiência serve igual a duas pessoas... caso contrario os teus amigos eram ambos bons cozinheiros.

Beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De Guitinha a 07.10.2008 às 19:55

Naquele caso acho q a culpa da comidita é da mamã... Apesar dele ir mtas vezes comer fora... lol
No caso de ser arrumado... Abençoada Sra pq é mais arrumado q eu... lol
Imagem de perfil

De cigana a 06.10.2008 às 22:44

Embora o meu marido julgasse que eu estava a brincar quando contei cá em casa a história (o que significa que ele domina a arte de cozer batatas e de cozinhar bastante bem quase tudo), a verdade é que continua a haver muitos homens que sentem que a cozinha é território exclusivamente feminino, nem que seja à custa de empregadas.
Isso não implica que não colaborem noutras tarefas, como ajudar nos TPC dos filhos ou dar-lhes banho, estender a roupa, ou pôr o lixo na rua e ir passear o cão...
Mas cozinhar no duro, sem micro-ondas nem ovos, diria que nem metade dos homens se safam...

Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 12:14

Na verdade eu não estava a falar só de cozinha, era mais sobre partilha de tarefas, ou a falta de partilha... porque na realidade a maioria dos homens que não cozinha, também pouco ajuda... ou estarei enganado?

beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De cigana a 07.10.2008 às 18:04

Bem, eu estava a dizer o contrário, há quem não cozinhe mas participe com outras parcerias!
E penso que eles próprios preferem assim, é mais fácil pôr a roupa a secar ou dar banho aos filhos do que cozinhar algo de jeito...
O pior é se não fazem mesmo nadinha e as mulheres fazem como as mamãs e concordam com o descanso do guerreiro!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 18:31

Por acaso, tratar da roupa é o único que não faço, quer dizer, tirar da máquina e estender.. também faço....mas cozinhar é mesmo o mais fácil...

Se elas concordam... é caso para dizer que cada um tem aquilo que merece
Imagem de perfil

De C.M. a 06.10.2008 às 22:49

As estatísticas confirmam-se: cá em casa o P. não cozinha. Serve-lhe a desculpa ( e é verdade) de que chega sempre já para lá das horas normais de jantar, pelo que me cabe a mim a tarefa. Quando lá fica sozinho, a pizza e o forno servem-lhe de companheiros.
Embora não seja o caso dele, o mal vai das mães de outrora, que habituaram os filhonhos homens a papinha feita e deixaram isso prolongar-se à idade adulta. O irmão do P, por exemplo, com 26 anos ainda leva ao fim de semana as caixinhas com a comidinha da mãe para casa. É um facto que a comidinha delas sabe sempre melhor que a nossa (contra mim falo), mas há que impor limites. E tipos assim deviam ter vergonha na cara! Já para não falar daquela vez em que ela fez 150 quilometros para limpar a casa de banho ao menino porque ele não sabe... Mas isso são outras conversas.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 15:29

Olá

Eu falei da cozinha porque era o que estava à mão... mas é evidente que quando falamos de cozinha, falamos de partilha, cozinhar, arrumar, dar banho aos miúdos, tirar e por coisas nas máquinas, há muito a partilhar numa casa......

Tu achas mesmo que a culpa é das mães?.... olha que eu não tenho tanta certeza.... acho que isto vai dar para mais uns posts...

Beijinhos
Jorge
Imagem de perfil

De Guitinha a 07.10.2008 às 19:59

Voces acho estranho mas qdo me mudei p esta casa eram 3 Homens e eu. Agora sao so 2...
1 deles o V. todo o santo fds vinha carregado de caixinhas c comidinha da mamã ou da avó... Isto qdo nao punha a namorada a cozinhar de forma industrial p ele n ter trabalho.... lol
Verdade seja dita o rapaz punha batatas a cozer q eram p fritar e nao as cortava... Resultado: ao fim de 1 hr ainda tavam cruas... lol
Imagem de perfil

De maria mendonça a 06.10.2008 às 23:18

A questão do post é uma questão antiga...Reconheço que nos velhos tempos talvez os homens chegassem a casa e ficassem no sofá a ler o jornal , na época em que as senhoras ficavam em casa. Mas hoje em dia e falo no meu caso, como trabalhamos os dois fora, o jantar está por conta de quem chegar mais cedo. Se for o meu marido e tiver que fazer um estufado, cozinha tudo como eu. Também reconheço que tem muito haver comigo, desde o inicio sempre lhe ensinei a fazer tudo, ao fim de semana, na maioria das vezes é ele que coloca a roupa na máquina e a estende para secar. Quanto às limpezas também são repartidas. Não é justo um estar a aspirar e o outro a ver televisão...
Mas sei que também tive muita sorte na pessoa que me saiu na rifa!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 15:34

Olá

acho que partilhamos o mesmo ponto de vista, mas tocaste num ponto sensível... tem muito a ver contigo... mas disso falarei outro dia.

Ma solha que se calhar não é um conceito assim tão do passado.... pelo menos por algumas conversas que vou ouvindo.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Pela vida dentro a 06.10.2008 às 23:47

Jorge,
O meu avô, nos anos 50, era um hábil cozinheiro (gene que infelizmente não herdei) e na altura isso era comentado por toda a terra ao ponto da minha avó sentir-se ofendida e proibi-lo certas ocasiões de chegar perto da cozinha por uma questão de honra. Hoje em dia, o facto de cada vez mais homens viverem sós e muito bem, torna-se bastante mais natural serem bons ou melhores cozinheiros do que as respectivas. Aqui em casa, nenhum de nós tem verdadeiramente jeito para a cozinha, pelo que em vez de viver, sobrevivemos :-)) hehe . Mas quanto ao resto das tarefas, é tudo dividido irmãmente!
Hoje em dia creio que o mais normal já seja a divisão de tarefas, pelo menos nos meios minimamente evoluídos em que a mulher também trabalha fora...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 15:39

Olá

Bom... é caso para dizer que há muita gentinha neste país que ainda vive nos anos 50 :-)

O conceito é mesmo partilha.... sobretudo porque vivemos num mundo em que as mulheres, e muito bem, trabalham lado a lado com os homens....

Jorge
Sem imagem de perfil

De xana a 06.10.2008 às 23:50

Olá Jorge, lembraste do post em que indagavas se serias um ET? Pois, se calhar és mesmo... lol.
Não posso falar com grande conhecimento de causa, porque eu não vivo a dois, mas aqui já se viveram as duas situações... já lá vão os tempos em que o meu pai ajudava e cozinhava... agora estamos no tempo em que eu limpo, ele suja, eu cozinho ele come...
O facto de a maioria dos homens se sentar no sofá, esperando que as coisas lhe apareçam feitas tem tudo a ver com a educação e a emancipação das mulheres. Como? Simples, as mulheres ao emanciparem-se não se ajudaram a si próprias, antes se complicaram, porque à vida doméstica e à educação dos filhos, juntaram a vida profissional, num acumular de funções. Os homens limitaram-se a ficar a observar, deixando-as sobrecarregadas, porque tudo aparecia feito e pronto, e ainda havia mais uma fonte de rendimento em casa. Com tanto acumular de funções, e educação dos filhos não passava por ensinar a partilhar tarefas domésticas, mas por incentivar a que estudassem, pois enquanto os filhos estão entretidos com os estudos ou a ver televisão, as mães vão cuidando da casa e do jantar e o pai limita-se a ficar de bancada a ver jogos de futebol, afinal o jantar aparece pronto, venha de onde vier, a roupa aparece engomada, a casa limpa e arrumada. Felizmente no meio de tudo isto ainda apareceram algumas super-mulheres que ensinaram aos filhos a partilha de tarefas, talvez porque soubessem que se estes aprendessem alguma coisa, também se poderiam safar sozinhos, e porque sofrendo na pele a apatia dos maridos, desejaram que os filhos fossem homens diferentes.
Outra razão, tem a ver com a cultura ainda muito antiga dos tugas, que homem que ajuda em casa, ou que se mete na cozinha, não é macho, porque embora não pareça, ainda há muito machismo neste país.
Bem hajam, os homens que partilham as tarefas domésticas e que ajudam em casa, porque esses é que são espertos... de certeza que para esses nunca há desculpas de dores de cabeça, ou de cansaço... Bem hajam as mães que fizeram deles homens, capazes de viverem e partilharem uma vida familiar feliz, ou mesmo de conseguirem viver sozinhos e não acordarem um dia debaixo de um monte de roupa suja, e de pratos cheios de bolor no lava-louças da cozinha.
Não sei se "disse" grande coisa, mas que acho que nós mulheres podemos ajudar a mudar isso, educando os nossos filhos, e reeducando os nossos homens, isso, podemos.
E não, não deves pedir o divórcio coisa nenhuma, porque a tua meia-laranja, é uma meia laranja cheia de sorte, e porque a partilha de tarefas não faz mal a ninguém, além de que mracas pela diferença.
E agora pergunto eu, serias mais feliz se não partilhasses a educação dos teus filhos e as tarefas domésticas e te sentasses no sofá à espera que aparecesse tudo feito? Tenho dúvidas que fosses.
Achas que a tua meia-laranja não seria ela a tomar a iniciativa de pedir o divórcio, se o fizesses?
beijinho
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 15:45

Olá Xana

Gosto dos teus comentários... podíamos pegar nele e fazer um post...e estava lá quase tudo dito.

Machismo, emancipação, subserviência,..... tudo isso.....

Bom, eu estou há um mês quase sem fazer nada...e na verdade não é fácil... nem para mim nem para o resto da família...e o primeiro que voltei a fazer foi mesmo cozinhar.... já todo o mundo estava com saudades dos meus cozinhados.... :-)

É ideia minha ou o que tu dizes é que a culpa é mesmo das mulheres?

Beijinho e amiga.... tu escreve, não te inibas...
Jorge


Sem imagem de perfil

De carochinha a 07.10.2008 às 01:13

acho muito bem que os homens partilhem as tarefas domésticas! se a casa é dos dois, se os dois sujam, se os dois comem, se os dois precisam de roupa limpa, porque é que não trabalham os dois para isso? não estranho nada que cozinhes! pelo contrário, tens o meu aplauso! é certo que nem sempre homens e mulheres têm jeito para a ciência da lavagem dos pratos, mas quem estiver disposto a aprender não pode ser criticado por isso. e se há maridos e namorados que nada fazem numa casa, unamo-nos mulheres, e acabemos com o machismo numa geração! cá em casa o meu mano tem apenas nove anos, e já ajuda em casa como uma pessoa grande, e assim há-de continuar até saber fazer um pouco de tudo em casa. é que além de ser injusto para as mulheres que os homens não trabalhem em casa, é também um perigo para eles nao saberem fazer nada em casa - se um dia viverem sozinhos, que farão da vida deles? têm de se amanhar, né? por isso mais vale aprender a fazer umas coisinhas, não se pede uma fada do lar, mas que ao menos tenha a decencia de querer ajudar! desculpa lá o testamento, mas este tema sempre me exasperou um pouco. e então quando numa qualquer conversa alguém desencanta o argumento de que "ah, é homem e os homens não trabalham em casa"... AAARRGGGGHHHHHH!!!! vou ao tecto e volto em menos de três segundos! xD beijinhos
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 15:56

Olá

"e se há maridos e namorados que nada fazem numa casa, unamo-nos mulheres, e acabemos com o machismo numa geração!"

Gostei..... gostei mesmo,mas vou deixar-te uma frase que alguém deixou noutro comentário:

"Namorei muito tempo um homem que me fascinava proque cozinhava muito bem mas apaixonei-me de verdade por um que nem cozer batatas sabe."

O amor está mais além disto tudo, a questão estará em saber o que aceitamos ou não por amor?

Tu és nova, o que achas?

beijinho e continua com esse espírito.
Jorge


Sem imagem de perfil

De carochinha a 07.10.2008 às 21:43

bem, é claro que gostar mesmo de alguém implica que aceitemos pequenos defeitos que nos irritam e que naquela pessoa até soam de forma diferente. é claro que há um limite! falando-te objectivamente, digo-te que detesto rapazes que fumam e que falam muito, mas sei lá se um dia quando me apaixonar não vou até passar a ver com outros olhos esses defeitos que agora se me afiguram terríveis? há coisas que podemos aceitar, outras que simplesmente são intoleráveis, como falta de respeito - ninguém, absolutamente ninguém merece ser maltratada pelos que ama. mas também se é verdade que os pais podem ser educados pelos filhos, acho que o mesmo pode acontecer entre namorados, e se há coisas com as quais provavelmente nos deixaremos de importar, outras há em que poderemos fazer intervir a nossa vontade. e aqui entram as tarefas domésticas! é certo que limpar o pó não faz de ninguém um companheiro de sonho, mas se as mães e as namoradas/mulheres se unirem para ensinar a igualdade doméstica, porque não?
enfim, farto-me de divagar... e tudo isto começou porque disseste que sabes cozinhar!
beijinhos
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 22:03

Não, tudo isto começou... porque alguém perguntou num supermercado do Porto...como é que se cozem batatas

Mas, como sempre, gostei dos teus comentários...

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De carochinha a 08.10.2008 às 16:11

aaahh, foi isso! é bom ser útil. beijinhos!
Sem imagem de perfil

De Ribatejana a 07.10.2008 às 01:23

Acho que os tempos actuais já não se compadecem com homens criados por mães machistas. É por isso que acho o feminismo um embuste!! Tanta mania da igualdade e depois criam-se os filhos desta forma!

Eu considero que pilotar o fogão não é uma obrigação feminina. Mas nem por isso vejo um homem como um deus se por acaso ele se desenrasca na cozinha. Acho de louvar que assim seja e devia ser natural, mas como já disse por uma questão de educação (a culpa não é deles muitas vezes), infelizmente não é assim. Isto leva-me ao teu PS2. Sim, gostamos de homens que cozinham. Mas MODESTOS (Já reparei que fazes parte dos modestos). A coisa que mais odeio é aqueles manientos que só porque cozinham já acham que pertencem a uma "raça" à parte e passam a vida a pavonearem-se e a exibirem os dotes culinários (que às vezes nem são grande coisa). Há alguns homens deste tipo que acham que são verdadeiros deuses e que as mulheres têm todas que se arrastar aos seus pés só porque fazem umas coisas na cozinha.

beijos!!! (ai o testamento... )
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 16:09

Olá

Na verdade eu utilizei a cozinha porque era o que estava à mão, mas na realidade estamos a falar de algo que vai mais além, é de partilha....

Tu achas mesmo que a culpa é das mães? eu acho que é mesmo do machismo dominante...e das mulheres que são tão machistas como os maridos... a minha educação foi tão machista como qualquer outra e nunca fiz nada em casa....

Beijinhos... e eu gosto de testamentos inteligentes.
Jorge
Imagem de perfil

De AngKorVat a 07.10.2008 às 17:09

Oi...
Concordo em absoluto consigo... a sociedade vive um machismo camuflado.
Penso que a culpa não será das mães, não senhor... (outra desculpa:)), mas do comodismo. Alguém que não fez nada na vida pode ser um excelente cozinheiro por gosto, vocação ou por necessidade. E penso que quando se forma uma família a responsabilidade de alimentar e cuidar dos filhos deve ser repartida. Quem não o faz, não dê a desculpa da mãe. Porque nunca é tarde para aprender.

Mariana

ps-que excelente tema de debate.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 18:39

Olá Mariana

Tu não deixas margem para duvidas.... é isso mesmo, só não aprende e partilha tarefas quem não quer, o resto são desculpas de mau pagador.

beijinho
Jorge
Imagem de perfil

De Cláudia Oliveira a 07.10.2008 às 10:23

Txi tanta opinião.
Fico-me só uma frasezita.
Namorei muito tempo um homem que me fascinava proque cozinhava muito bem mas apaixonei-me de verdade por um que nem cozer batatas sabe.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 16:14

Olá

Agora fiquei na dúvida, o amor sobrepõe-se à partilha? ou esse teu amor não cozinha mas faz o resto das tarefas? Por amor sujeitavas-te a ter alguém que chegava a casa e ia ver televisão ou jogar computador?...

Bom, essa tua frasezita ... tem muito por onde pegar :-)

Jorge


Sem imagem de perfil

De Sandra Cunha a 07.10.2008 às 10:24

Olá,

Cá em casa, na maior parte das vezes a cozinha também é dele. É claro que isso não significa que quando eu chego a casa me sento no sofá a ver televisão, tal como espero que não aconteça quando é a mulher que está na cozinha. Há sempre outras coisas a fazer.

Segundo diversos estudos às atitudes e práticas dos Europeus e no que se refere, especificamente, à partilha das tarefas domésticas, devo dizer que Portugal se classificou muito bem. Todos (inclusive os homens) acham que as tarefas devem ser partilhadas! Claro que isto é na parte das atitudes, porque na das práticas a conversa já é outra.

De qualquer modo e apesar das gerações mais novas já começarem a demonstrar outra postura, penso que ainda vai demorar muito tempo até a partilha ser realmente paritária. Pelo menos, os discursos da maior parte das mulheres que dizem: "Ele até ajuda bastante lá em casa" ou "Mesmo assim, tive muita sorte em encontrá-lo porque há outros que não fazem nada!" ou ainda "Ele até se ajeita bastante e faz muita coisa: deita o lixo fora, põe a mesa, estende a roupa...."

Desculpem, mas este tipo de discurso faz com que todos os pelinhos do meu corpo se ponham de pé e a palavra "ajuda" tira-me do sério. Não é ajuda que se quer da parte deles. É partilha em igual proporção. Ele "não tem nada que ajudar muito lá em casa", tem é que fazer de igual modo e decidir de igual modo à mulher. Deitar o lixo fora, estender a roupa ou coisas do género, são o tipo de recados que os miúdos podem fazer e não se trata de partilha nenhuma. Este tipo de discurso, nunca se ouve em relação às mulheres e enquanto as pessoas não se consciencializarem que "encontrar um homem que partilhe" não é sorte nenhuma, é simplesmente normal e nem deveria ser objecto digno de referência, as coisas dificilmente vão encontrar um equilíbrio efectivo. As mentalidades, mesmo as das mulheres, ainda estão muito lá atrás....

Sandra Cunha
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 07.10.2008 às 16:19

Sandra.... tu disseste tudo.... mentalidades, mas principalmente as das mulheres... digo eu.

Jorge
Sem imagem de perfil

De P. a 08.10.2008 às 22:53

Sandra, obrigada pelo teu comentário . Que eu já estava para aqui a ferver, como mulher do autor do Post .
Não, não tenho sorte nenhuma. Isto da partilha num casal, não é uma questão de sorte, é uma questão de mérito de ambas as partes. A partilha diária...conquista-se e alimenta-se desde sempre. Tal como se partilham os beijos, os passeios, também se partilham as tarefas e as decisões.
P.

Comentar post


Pág. 1/3



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D