Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Nada como a vida para percebermos o mundo!

por Jorge Soares, em 22.10.08

Manos

 

Por vezes dou por mim a ser realista, o post da ultima segunda feira descambou, eu tinha pensado falar sobre a escolha de crianças e o racismo, mas não era naquele post, estava à espera de comentários, mas não exactamente aqueles...

 

A realidade é que a grande maioria das pessoas que pensa em adoptar quer uma criança branca,  já discuti mais que uma vez este assunto com grupos de pessoas que são ou foram candidatos à adopção, já ouvi as motivações de muita gente, e estando de acordo ou não, a verdade é que cada um sabe de si..... mas se não é racismo é hipocrisia!

 

Há pouco ouvi uma história que me deixou chocado, na realidade é mais uma, porque já ouvi muitas, mas esta deixou-me mesmo chocado. Não sei muitos detalhes, mas atendendo a que já ando nisto há muito tempo, acho que seria capaz de escrever a historia... que reza mais ou menos assim:

 

Aquele casal era como muitos outros, sonhavam ter um filho, como a natureza não ajudou, decidiram seguir o longo caminho da adopção, como tantos outros tiveram que preencher papeis e fazer escolhas, a escolha deles ia para um bebe, o mais novo possível e claro, branco, como eles. Esperaram muito tempo, talvez anos, mas eles queriam um bebé. Um dia o telefone tocou, o bebe que eles queriam tinha aparecido, estava algures num centro de acolhimento. Imagino que ficaram felizes, o tempo de espera compensava, mas o bebe deles, estava lá.

 

Imagino a assistente social a apresentar o caso, sim, era um bebe de meses, e sim, era branco, eles aceitaram prontamente e foram lá, para o ir buscar. Chegados ao sitio a conversa terá sido assim:

 

-O vosso menino é este, é lindo não é?

- ......

- Ele é um menino querido e é muito lindo!

-Eu não o quero - diz a senhora!

-Não o quer?, mas tínhamos falado e vocês aceitaram!

-Não, eu não o quero.

-Mas porquê?

-Olhe para o nariz dele!

-O que é que tem?

-Tem traços de raça negra, eu não o quero!

-Mas, o miúdo é branco, e é um bebe lindo!

-Não, de certeza que ele tem antepassados negros, olhe para o nariz!

 

Acreditem ou não, esta é uma história real!

 

Agora digam-me,  o que chamariam a esta senhora?

 

Jorge

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40


36 comentários

Imagem de perfil

De Sofia a 22.10.2008 às 23:35

Eu bem sei os nomes que lhe chamava...não fica é bem escrever aqui palavras obscenas, mas que as estou a pensar estou...uma infinita lista delas!!!

Que estupidez racista!!!

Beijinho*
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 23.10.2008 às 21:30

Olá

Nem mais, uma estupidez racista.

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De António Manuel Dias a 22.10.2008 às 23:42

Acho que sabes o que chamaria a essa senhora, mas isso não é importante. Agora que alguém a deveria chamar à realidade, isso devia. Não posso saber de que cor eram todos os meus antepassados, mas de uma coisa penso que já não haverá dúvidas: todos temos antepassados africanos, basta recuar suficientemente no tempo.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 23.10.2008 às 21:33

Olá António

Há pessoas que vivem noutro mundo, um mundo em que se enganam a si mesmas..... tens razão, alguém os deveria chamar à realidade

Abraço
Jorge


Sem imagem de perfil

De Ribatejana a 23.10.2008 às 08:17

Esta senhora definitivamente não merece ser mãe de uma criança com "traços africanos" e acho que a criança está bem melhor numa instituição do que com uma "mãe" assim. Mas acredito que muitos casais apenas se queiram iludir um pouco ao adoptarem uma criança que seja o mais possível "parecida" com eles e que passe o menos possível por adoptada. Em muitos casos talvez não seja racismo, mas não é uma situação justa para a criança. Nem para as que ficam lá à espera e nem para a que é adoptada. Acho um fardo muito pesado para uma criança carregar o facto de ser adoptada com base numa "lista" de atributos, quando o principal motivo se devia chamar amor. Mas continuo a ser solidária com quem não pode ter filhos. No entanto a minha grande admiração vai para quem simplesmente quer amar e cuidar de uma criança independentemente do seu aspecto.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.10.2008 às 16:27

Mais que iludir-se, eu acho que a maioria dos casais tem a intenção de tentar esconder o facto, o problema é que a maioria dos casais chega à adopção como ultima opção para ter a criança dos seus sonhos e não por convicção, de aí o tentar escolher, e de aí haverem crianças mais velhas que nunca são adoptadas porque não fazem os ideais de ninguém.

Seja racismo, xenofobia ou simples egoísmo, é algo injusto que não deveria acontecer.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Ribatejana a 24.10.2008 às 21:03

Sim, tens razão. Há muita gente que não aceita a ideia de ser infértil e mais do que isso, carrega isso como um estigma pela vida fora. Às vezes a ideia da infertilidade é mais dolorosa do que a ausência de um filho. Se calhar algumas dessas pessoas se fossem férteis até optariam por não ter filhos, mas sou levada a crer que muitas vezes adoptam mais para provarem ao mundo a sua fertilidade do que pelo chamamento da maternidade/paternidade. É cá uma ideia minha, porque só isso pode explicar a forma calculista com que algumas pessoas "escolhem" e adoptam uma criança.
Sem imagem de perfil

De Maria Eugénia Pinto a 23.10.2008 às 10:49

Meu Deus, como é possível! O ser humano não pára de me surpreender, seja para o bem como para o mal. Na minha prespectiva o problema está na forma como a maioria dos candidatos encara a adopção, ou seja, para eles adoptar é "darem-lhe" o filho que infelizmente eles não conseguiram ter. Daí a lista imensa das características que a criança deverá ter! Daí a estranheza da assistente social que acompanhou o nosso processo quando lhe dissemos as caracteristicas da criança que queriamos adoptar: Menina e ser mais nova que o nosso filho biológico. O que me choca nestas situações é que, por exemplo, conheço pessoas candidatas à adopção que não fazem imposições desta natureza, mas pelo simples facto de serem solteiros são preteridos, por exemplo, relativamente a esse casal!
Num outro comentário que fiz anteriormente referi que os profissionais que trabalham nessa área e que fazem as selecções deveriam ser muito mais sensíveis a esses aspectos. E, se como dizem as estatísticas, há mais candidatos do que que crianças, não há motivos para expôr uma criança, mesmo que bébé a esses tipo de comentários. Essa senhora deveria ser das tais, que se tivesse a infelicidade de ter um filho biológico com deficiência o mandáva para uma instituição para ser criado. Tinha defeito!!!!!!!
Sem imagem de perfil

De Perfume a 23.10.2008 às 17:23

Olá Eugénia, venho dizer-lhe que escrevi o post. Aguardo a sua visita e comentário. Bjo
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.10.2008 às 16:29

Olá

Já aqui falei dos candidatos singulares e das injustiças que se fazem.....

De resto, estou de acordo com tudo o que dizes.

Jorge


Sem imagem de perfil

De Miepeee a 23.10.2008 às 19:09

Ola Jorge, peco desculpa porque o comentario que deixei no post de segunda-feira esta esquesito, deu uns erros estranhos, no entanto acho que vai achar interessante le-lo.
Quanto ao dialogo que esta no post de hoje so posso chamar um nome a essa senhora que nao quis a crianca....uma CAVALGADURA!
Um beijinho.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.10.2008 às 16:30

Olá

Eu chamaria racista com todas as letras a esta senhora.

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De Miepeee a 23.10.2008 às 19:12

Afinal nao precisa de ir ate la....aqui tem o que escrevi:

Olá , cheguei ate aqui via outro blog: os livros que ninguém quis dar a ler.
Uma coisa são ouvir opiniões outra e fazer o que nos e dito. Isso só mostra falta de personalidade, penso ate que e um acto de cobardia, pois não há nada mais fácil que culpar os outros se algo corre mal. Acho que estas 200% coberto de razão . Não há que fazer distinção alguma sobre raça , sexo ou idade das crianças que estão a espera de ser adoptadas. Caramba estamos a falar de crianças e não a escolher a cor do próximo automóvel , ai sim podemos ate seguir a moda, mas não com crianças que apenas esperam o que lhes e devido e não foi dado por uma razão que desconhecemos ou não , que e AMOR!
Nao há nada melhor na vida que ver o sorriso de uma criança , elas não riem de forma diferente só porque são de outra raça . E melhor ainda do que ver uma criança sorri e contribuir para esse sorriso.
Jorge vai em frente, segue o teu instinto e serás recompensado com o amor que essa criança também terá por ti.
Como se costuma dizer...parir e dor, criar e amor! Desculpa este texto tão extenso, mas este tema mexe muito comigo uma vez que também eu fui adoptada, sei bem do que falo.
Quando tiver todas as condicoes reunidas tambem eu vou adoptar uma crianca, quero que um dia quando ele/ela crescer possa dizer o mesmo que eu: A Sorte grande saiu-me no dia em que fui adoptado/a.
Um beijinho.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.10.2008 às 16:32

É um enorme prazer ter-te por cá, de resto, estamos completamente de acordo...e fico feliz por te conhecer.

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De Miepeee a 24.10.2008 às 18:52

Obrigada pela tua visita. Se nao te importas vou adicionar-te a lista de enderecos.
Beijinho
Sem imagem de perfil

De Cristina a 23.10.2008 às 19:53

Olá,

E eu pergunto: Entregaram a essa senhora alguma criança? É que a vontade que dá é retira-la da lista, pura e simplesmte.

Cristina
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.10.2008 às 16:33

Olá

Não sei, mas espero sinceramente que não.....

Jorge
Imagem de perfil

De DyDa/Flordeliz a 23.10.2008 às 23:28

Olá Jorge!
O meu "R" nasceu com umas manchas na zona das costas, brancas e enormes.
Fiquei preocupada e perguntei ao pediatra se era alguma doença grave?
Ele sorriu calmamente, enquanto eu esperava expectante o veredicto.
- Minha senhora o seu filho descende de mongólicos, uma raça de pele bem escura que andou pela nossa terra e o seu filho será bem escurinho. Não se preocupe essas manchinhas desaparecem até aos dois anos.
E desapareceu, mas a pele é bem douradinha!Coisinha mais linda da mamã, meu chocolatinho, até podia ser descendente de macaco desde que… seja feliz!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.10.2008 às 16:36

Olá

Ora nem mais, uma criança é uma criança, independentemente de raça, origem ou nacionalidade, e quem não vê isso... não merece respeito.

Beijinho e bom fim de semana
Jorge
Sem imagem de perfil

De marta a 24.10.2008 às 09:28

O nome técnico é BESTA!
Chama-se uma besta e para mim devia continuar sem filho, porque não há criança que mereça ter uma "mãe" dessas!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.10.2008 às 16:37

Olá Marta

Infelizmente existe muita gente assim, e tens razão, as crianças merecem muito mais que isso.

Jorge
Sem imagem de perfil

De Sofia S a 24.10.2008 às 09:38

A verdadeira besta quadrada???
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 24.10.2008 às 16:38

Olá Sofia.

Pois, nem mais!

beijinho
Jorge

Comentar post


Pág. 1/2



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D