Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Deus não existe, ponto final!

por Jorge Soares, em 11.12.08

deus é Solidão

 

A propósito do post sobre o natal que escrevi há dois dias, recebi o seguinte comentário por email:

 

 "Espertinho o menino!...  "como é o vosso natal, falem-me do vosso natal..." ;-)) Ora nega lá que o que esperas mesmo é ver aí a malta  a dissertar sobre o primeiro parágrafo..."

 

O primeiro parágrafo falava sobre o facto de eu ser ateu e de "deus não existe, ponto final". A minha amiga Linda achou que o resto do post era para encher e que o verdadeiro motivo era este... pois não, a minha ideia era tentar perceber os sentimentos das pessoas sobre o natal... aquele parágrafo era só para explicar o contexto do meu sentimento sobre o natal.

 

Mas ela dizia mais, dizia o seguinte:

 

"Sabes que eu acho um nadinha pretensioso esse teu jeito de afirmar; "sou ateu, Deus não existe e ponto final"

Na minha modesta opinião, alguém que como tu, perentóriamente, se afirme assim, tem de provar que Deus não existe."

 

Qualquer tentativa de demonstração da existência ou não de deus é tempo perdido, porque algures vai esbarrar no "É uma questão de fé"... e isso é algo que não tem discussão. Sou sincero, eu não consigo perceber qualquer argumento que comece ou termine em, "é uma questão de fé", e portanto resta-me um só caminho, deus não existe, ponto final.

 

Fui batizado e educado na religião católica, catequese e comunhão solene incluida. Um dia dei por mim a pensar que aquilo não fazia sentido, primeiro deixou de fazer sentido tudo o que dizia respeito à igreja, a católica ou qualquer outra, aquele deus capaz de perdoar e de castigar, Jesus, a virgem, os santos, a criação, o pecado, nada fazia sentido. Com o tempo o próprio conceito de deus deixou de fazer sentido.

 

Dei por mim a pensar que as pessoas precisam de um deus porque se sentem sós, porque não conseguem encontrar carinho e apoio em quem os rodeia. O conceito de deus existe porque falhamos como seres humanos, porque não somos capazes de ajudar e apoiar as pessoas que estão à nossa volta. Muita gente se escuda na fé, vão à igreja, rezam, acreditam, mas não são capazes de dar um bocadinho de si para tornar mais leve e mais feliz a vida de quem os rodeia. Deus é tantas vezes a ultima esperança, porque já batemos a muitas portas e elas não se abriram, porque já apelamos a muitos sentimentos e só recebemos o vazio como resposta, ou porque já batemos tantas vezes com a cabeça na parede e não fomos capazes de aceitar a ajuda que se nos oferecia, que já não há quem seja capaz de nos ajudar.... nessa altura, deus é a resposta. Quando todas as pessoas à nossa volta nos falharam ou quando nós próprios falhamos, resta-nos a fé.

 

Devemos ter fé sim, mas é em nós, nas nossas capacidades e nas das pessoas de quem gostamos e devemos ter a humildade de suficiente para aceitar que somos simplesmente humanos e que por vezes precisamos de ajuda. A vida é dar e receber, mas é dar e receber de seres humanos como nós, não de um qualquer deus. Os primeiros humanos chamavam deus a tudo o que não conseguiam explicar, com o tempo tudo se foi explicando, agora, chamamos deus à nossa solidão.

 

Pronto, e agora podem dissertar à vontade.... sobre, deus não existe, ponto final!

 

Update

 

 

           NATAL
"Leio o teu nome
Na página da noite:
Menino Deus...
E fico a meditar
No milagre dobrado
De ser Deus e ser menino.
Em Deus não acredito.
Mas de ti como posso duvidar?
Todos dias nascem
Meninos pobres em currais de gado.
Crianças que são ânsias alargadas
De horizontes pequenos.
Humanas alvoradas...
A divindade é o menos."
 
Miguel Torga 
(Obrigado Linda)

 

Jorge

PS:Imagem retirada da internet

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:56


78 comentários

Imagem de perfil

De Estupefacta a 11.12.2008 às 22:06

Bem, não vou voltar a repetir a célebre frase
Não sei como provar a Sua existência, tal como não sei (nem sabes) provar a sua inexistência.
Cada um acredita no que quiser, é o que é.
EU ACREDITO
Beijinho
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.12.2008 às 19:43

Olá

Sempre respeitei e sempre respeitarei as ideias das outras pessoas, o blog serve principalmente para mostrar a minha opinião, é evidente que é impossível provar a existência... do que não existe :-)....

Beijinho e continuação de bom fim de semana
Jorge


Sem imagem de perfil

De sininho a 11.12.2008 às 23:30

Eu acredito ...não sou 100 % crente ..mas acho importante acreditar em algo...mas as vezes quem mais nega é quem mais acredita..bj
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.12.2008 às 19:45

Olá

Explica lá, como é que não se é 100% crente?, quando falamos de deus, só há duas hipóteses, ou acreditamos, ou não, a religião é outra coisa, agora deus... ou sim, ou não, o meio termo não faz sentido... pelo menos é o que eu acho.

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De Branca a 11.12.2008 às 23:49

Todos nós acreditamos em alguma coisa na vida, quanto mais não seja porque acreditar ajuda o nosso imaginário.
Provar ou não a existência de Deus ...acredita-se ou não e basta , e basta porque a liberdade de cada um é isso mesmo a liberdade de se acreditar ou não nisto ou naquilo, mas essa liberdade também o respeito pelas crenças ou descrenças dos outros.
eu acredito mas nem por isso deixo de lado quem não acredita por esse simples facto.
Resto de boa semana
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.12.2008 às 20:56

Olá

Evidentemente eu não tento convencer ninguém de nada, neste post, como em todos os outros, limitei-me a deixar registo da minha opinião e da minha visão sobre o que eu acho que significa deus para as pessoas.

Estou de acordo, em primeiro lugar deve estar o respeito pelas ideias de cada um, e eu acredito que há pessoas para quem acreditar seja positivo.

Bom resto de fim de semana.
Jorge
Sem imagem de perfil

De rosana a 11.12.2008 às 23:56

Não sei se Deus existe mas acredito Nele.
Tenho Fé Nele e em mim...
Estas questões são muito pessoais.Às vezes nem sabemos explicar bem porque acreditamos ou não.
Mas não sou fundamentalista nestas questões de Fé. Cada qual tem as suas convicções ou não...
Rosana
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.12.2008 às 20:59

Olá

A vida é feita de convicções, e tens razão, cada um com as suas, .... mas isso não implica que não se possa falar delas.

Jorge
Sem imagem de perfil

De smootha a 11.12.2008 às 23:59

"Dei por mim a pensar que as pessoas precisam de um deus porque se sentem sós, porque não conseguem encontrar carinho e apoio em quem os rodeia. "
Não poderia estar mais de acordo...
Não me recordo se cheguei a responder ao referido post, mas correndo o risco de me repetir: nem cristã sou... Não acredito nesse deus em específico (reparem na ausência do D maiúsculo...), acredito realmente que é a fraqueza (e não me interpretem mal...) das pessoas que as leva a acreditar em algo que apoiam numa fé, que a certas perguntas obtemos a resposta: "os designios de deus são insondaveis" ou "são os mistérios do Senhor".
Ora, para mim mistério é o Triangulo das Bermudas e o Chupa-Cabra...
Fé tenho, mas consigo justificá-la. Porque tenho fé em mim, que consigo trepar os meus muros, que consigo livrar-me dos meus problemas e fugir de tudo quanto me aflige. Não concebo a ideia de que exista esse tal deus, castigador/castrador. Se existisse já me teria fulminado. 100% "pecadora" e sabe-me tão bem.
Acho que todos têm o seu deus privado. Sou o meu deus. Deusa...
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.12.2008 às 21:38

Olá

Nem mais, temos é que acreditar em nós, e lutar por nós e pelas nossas ideias..

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De António Manuel Dias a 12.12.2008 às 00:27

Jorge, não te consigo compreender. Por vezes pareces conseguir ver bem os motivos dentro das acções das pessoas, mas outras vezes deixas-te levar pelo romantismo e passas completamente ao lado.

As pessoas não são religiosas por se sentirem sozinhas ou precisarem de ajuda para resolver os seus problemas. São-no porque foram educadas assim. Eu sei, tu também foste educado na religião e conseguiste sair. Eu também. O que prova mais uma vez que não somos todos iguais -- neste caso, uns usam constantemente a razão para tudo pôr em causa e tudo tentar perceber; outros sentem-se felizes em seguir o que lhes ensinaram sem perguntar porquê.

Faz-me sempre rir alguém que diz que é quem não acredita que tem de provar que não existem deuses. É como pedir a um alguém que prove a sua inocência quando não existe qualquer prova que o ligue a um crime. Mas nisto acho que tens razão: Qualquer tentativa de demostração da existência ou não de deus é tempo perdido, porque algures vai esbarrar no "É uma questão de fé". Não vale a pena usar argumentos racionais ao discutir com pessoas religiosas: se esse tipo de argumentos resultasse, não haveria pessoas religiosas :) No entanto, já penso que a conclusão que retiras dessa frase, que isso não se pode discutir, é errada. Pode e deve discutir-se religião, porque muito do mal que existe actualmente no mundo deriva precisamente do pensamento religioso. Aliás, recomendo aqui uma leitura esclarecedora sobre o assunto: "A Desilusão de Deus" de Richard Dawkins (http://tinyurl.com/5nqttv).
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.12.2008 às 20:00

Por acaso, acho que quem se julga "autorizado" a afirmar Deus não existe, realmente, assiste-lhe, uma certa obrigação de provar... Convenhamos que; não porque não, soa sempre oco
e também me dá vontade de rir.
Continuo a achar que dizer; "não acredito" não é a mesma coisa que afirmar que Deus não existe.
Eu acredito numa ordem superior das coisas, no amor, e aos meus filhos ensino exactamente isso; nunca lhes disse se existe ou não existe, é o que menos importa. Muitas vezes apelo à consciência dos "valores" e eles percebem quando lhes digo por exemplo; "Que o mundo fique melhor, porque vocês viveram nele".
Pra terminar, e já me alonguei, parece-me que muitos dos que se dizem ateus, provávelmente são agnósticos. Digo eu.
Desculpe responder-lhe por aqui, Mas sou a amiga do anfitrão.
Cumprimentos,
Linda
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.12.2008 às 21:48

Desculpa Linda

Mas não porque não soa tão oco como sim porque sim, ou sim porque eu tenho fé e isso basta.

Jorge
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.12.2008 às 21:45

Olá António.

É evidente que a educação é uma peça muito importante neste assunto, as pessoas são educadas na moral e na fé católica, mas se repararmos bem, o declínio da igreja começa quando as pessoas começam a ter mais conforto e condições, à medida que vão tendo mais coisas as pessoas lembram-se menos vezes de deus e dos santos. Não consigo ver o romantismo nas minhas palavras, mas de que tu és muito mais pragmático que eu, disso não há duvida nenhuma.

O meu é um ponto de vista que tenta explicar o porquê as pessoas acham que precisam de ter fé, mesmo quando o racional lhes diz que nada daquilo faz sentido, há gente que simplesmente tem medo de sentir-se sozinha nas suas ideias e depois encosta-se na fé e na necessidade da existência de algo... que muitas vezes já nem chamam deus.

Abraço
Jorge
Sem imagem de perfil

De P. a 14.12.2008 às 22:30

E o mais estranho é conseguires estares casado com alguem que diz que é tudo uma questão de fé! ;)...E esse facto não ser motivo de discórdia ou discussão...

P.
Imagem de perfil

De mimi a 12.12.2008 às 09:40

Eu até á bem pouco tempo, acreditava que Deus realmente existiu.
Hoje, já não sei. É um assunto que ainda não tenho completamente definido.
Mas, penso, que é importante as pessoas acreditarem em algo, a que se possam agarrar em momentos de aflição e desespero.

Bjs
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.12.2008 às 21:50

Olá

"Mas, penso, que é importante as pessoas acreditarem em algo, a que se possam agarrar em momentos de aflição e desespero."

Ora, é precisamente isto que eu digo, se nesses momentos tivesses calor humanos e carinho à tua volta, porque haverias de necessitar de te agarrar a algo?

Beijinho
Jorge

Sem imagem de perfil

De marta a 12.12.2008 às 10:28

Eu tenho fé. Talvez porque me ensinaram a tê-la, mas o que importa é que a tenho. Eu acredito na existência de uma entidade superior, talvez porque explique o muito que eu não entendo, mas o que importa é que acredito. Eu NÃO sigo uma religião, porque em nenhuma encontro esse Deus em que acredito. O meu Deus não é castigador, não é discriminador, não é extremista, não é uma série de coisas que acho absurdas nas igrejas.
Mas acredito em Deus. Se chama Deus ou se é simplesmente uma super marta que vive em mim, não importa. Importa que a minha conduta seja de respeito. Não ambiciono ser boazinha, nem ser uma santinha, nem nada que se pareça, ambiciono o respeito do meu semelhante, em troca dou-lhe o mesmo.

Beijinho.
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.12.2008 às 21:55

Olá

Pois, fé, mas gostei da parte da super Marta. e tens razão, o respeito por nós e por quem nos rodeia é o mais importante.

Beijinho
Jorge
Sem imagem de perfil

De CS a 12.12.2008 às 11:03

É, Jorge... tanto podia ser dito... "Natal é aquilo que o Homem quer", como dizem por aí.
Nunca é... é impossível ser... até a companhia ou os propósitos de cada um, etc,etc. Gostei desse lado "ateu", confesso, identifiquei-me. Será que por isso se anda sem norte?
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.12.2008 às 22:07

Olá

É verdade, o natal é aquilo que quisermos... ou que quisermos fazer dele.

Andamos sem norte quando andamos à procura do nosso caminho, mas se acreditarmos em nós e em quem nos rodeia, mas tarde ou mais cedo acertamos as agulhas com o norte e a vida segue.

Obrigado pela visita e pelo comentário
Jorge
Imagem de perfil

De cigana a 12.12.2008 às 11:37

"agora, chamamos deus à nossa solidão"...
Este teu post tocou-me muito, Jorge. Já ouvi imensa gente perguntar "Mas se não nos agarrarmos à fé em Deus, agarramo-nos a quê?" É um consolo, um remédio, um bálsamo, o último recurso antes do desespero, do vazio absoluto. E basta essa fé para preencher a alma de muita gente e dar significado à vida.
Um post muito bem fundamentado, muito verdadeiro, parabéns!
Imagem de perfil

De Jorge Soares a 13.12.2008 às 22:10

Olá

Comentário simpático o teu :-)

Tens muita razão, por vezes não resta mais nada e as pessoas aferram-se à sua fé, o problema é que na maior parte dos casos, isso não resolve nada e as pessoas ficam por ali, à espera de um milagre.... mas os milagres estão caros hoje em dia..e as pessoas ficam.

Beijinho
Jorge

Comentar post


Pág. 1/4



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D