Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O cerco.... ou o ridículo?

por Jorge Soares, em 28.12.08

Escola do cerco e as armas

 

Há coisas que não consigo perceber, a noticia com mais tempo de antena durante este natal foi sem duvida a "brincadeira" de uns alunos da escola secundária do Cerco, no Porto. Mas o que mais me chamou a atenção não foi o facto em si, o que realmente me chamou a atenção foi a maneira como a professora, a directora do conselho directivo e a associação de pais tentaram branquear o assunto.

 

É verdade que já lá vão uns longos anos desde que  eu passei pelo ensino secundário, e nem fiz o secundário em Portugal, mas daquilo que eu me lembro, os professores eram umas pessoas que estavam nas salas para nos transmitirem conhecimentos, e eram merecedores de todo o respeito por parte dos alunos.  É claro que há professores e professores e há alunos e alunos, mas há alturas para tudo e de certeza que há alturas para as brincadeiras...fora da sala de aula.

 

Eu sei que é altura de natal, mas há coisas que não se podem deixar passar em branco, achei completamente ridícula a tentativa de branquear o caso feita pela directora da escola, pela associação de pais e por muito mais gente. Curiosamente não ouvi a  opinião da professora brincalhona, e também não percebi porque é que ela estava chateada ao ponto de ameaçar marcar falta a todos.... se afinal, era só uma brincadeira.

 

Já agora, e se amanhã em vez de uma arma de brincar, alguém decidir fazer a brincadeira com uma arma a sério e esta se disparar por acidente?.... vai ser uma brincadeira triste não é?

 

Já agora, será que esta professora brincalhona quer ser avaliada? e a presidenta do conselho directivo que acha isto uma brincadeira, quer ser avaliada?

 

Ridículo!

 

Jorge

PS:Imagem retirada de aqui:RTP

publicado às 22:02


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D