Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Há petróleo no Alvalade XXI

por Jorge Soares, em 03.06.15

jesus.jpg

 

Imagem do Público

 

Andamos há dois anos a ouvir Bruno de Carvalho falar de contenção, ainda há uns dias dizia que nesta altura não faz sequer ideia de qual será o orçamento do Sporting para a próxima época, com o fim do patrocínio da PT e do BES é difícil saber de onde virá o dinheiro.. e de repente a noticia é que Jorge Jesus será o próximo treinador e com um salário que poderá chegar aos seis milhões por época.... será que alguém descobriu que aqueles problemas todos com o relvado do Alvalade XXI se devem à  existência de petróleo debaixo do estádio?

 

As noticias falam de que o milionário salário de Jesus será pago por empresários africanos, mas será que esses milhões todos não seriam mais úteis para garantir a permanência e contratação de jogadores de qualidade?

 

Depois de pagar a um treinador um salário que está ao nível dos clubes ricos europeus, com que moral poderá Bruno de Carvalho pedir aos seus melhores jogadores que continuem a ter salários ao nível dos clubes mais pobres? Com que argumentos irá evitar que todos tenham aspirações a ganhar mais já seja no Sporting ou noutro clube qualquer que esteja disposto a contratar?

 

O Sporting vai despedir o treinador que passados sete anos levou o clube a ganhar um troféu, um treinador que tinha mais dois anos de contrato e que dadas as condições e tudo o que aconteceu ao longo da época, fez um trabalho brilhante. Será que com as mesmas condições e os mesmos jogadores Jorge Jesus será capaz de fazer melhor? Eu tenho sérias dúvidas...

 

Está visto que ao contrário do que parecia, ainda não foi desta que chegou o realismo a Alvalade e ao futebol português.

 

Jorge Soares

publicado às 23:18

Como é que se diz começar de novo em Vasco?

por Jorge Soares, em 17.05.15

lopetegui.jpg

 

Imagem do Público 

 

Em primeiro lugar parabéns ao Benfica, ninguém é bicampeão sem mérito, podia vir para aqui falar de colinhos e coisas dessas, mas a verdade é que o Porto não é campeão porque falhou em alguns momentos decisivos e o Benfica soube aproveitar muito bem.

 

O Porto falhou estrondosamente contra o Nacional quando já sabia que o Benfica tinha perdido e contra o Belenenses, quando o Benfica não estava a conseguir ganhar ... a verdade é que com duas vitórias nesses jogos, neste momento não havia festa no marquês e outro galo cantaria no lugar da águia.

 

O Porto apostou tudo nesta época, quanto a mim, apostou demais. Não é a primeira vez que Pinto da Costa escolhe um treinador sem experiência, mas apostar num treinador sem experiência ao nível dos seniores e que não conhece o campeonato nem o futebol português, terá sido levar a aposta longe demais.

 

Dizer que o Vasco é um mau treinador seria injusto. O Porto vai ficar em segundo lugar no campeonato, e chegou aos quartos de final da Champions, é verdade que com alguma sorte nos sorteios, mas  a sorte e o azar não explicam tudo.

 

Quanto a mim os principais problemas de Lopetegui foram a demora em descer do pedestal em que se achava, a dificuldade em perceber que o campeonato português não é o espanhol e que no Porto não há lugar a experimentos, no Porto joga-se para ganhar do primeiro ao último minuto de todos os jogos, os experimentos fazem-se nos treinos, nos jogos é mesmo para ganhar.

 

Quando percebeu algumas destas coisas, ele e a equipa encarrilaram e até se viu bom futebol. Depois havia outro problema, a equipa mais jovem das últimas décadas, recheada de muitos e bons jogadores, mas sem a experiência e a matreirice que convertem bons  em grandes jogadores. 

 

Com tantos jogadores jovens muitas vezes faltava em campo voz de comando e a serenidade necessárias ao controlo do jogo.

 

Não sei se para o ano haverá Lopetegui e confesso que não consigo ter opinião sobre o assunto, não haverá de certeza o dinheiro que houve no verão passado.

 

Com as saídas certas de Danilo, Jackson Martinez, Adrian Lopez, Tello e Casimiro  e as prováveis de Alex Sandro e Brahimi, tudo terá que ser começado de novo, já seja com este Vasco ou com outro treinador qualquer... e dificilmente alguém voltará a ter um plantel como o de este ano..

 

Gostava de saber o que pensam Pinto da Costa  e os membros da SAD de tudo isto, este ano só houve uma voz no Porto, infelizmente essa voz falava sempre em Castelhano e muitas vezes, para além de que foi longe demais principalmente nas desculpas, sentia-se a solidão nas palavras,

 

Para o ano há mais.

 

Jorge Soares

publicado às 22:56

De volta à terra

por Jorge Soares, em 21.04.15

lopetegui.jpg

 

Imagem do Público

 

Era necessário voltar à terra, a semana passada tudo o que podia correr bem correu e deu a muita gente a hipótese de sonhar, de acreditar que podia ser possível, hoje voltamos todos à terra. A verdade é que nem havia tanto Porto nem tão pouco Bayern como tinha parecido no jogo do Dragão.

 

Este Bayern de Guardiola,  os seus inúmeros campeões mundiais e europeus e os seus muitos milhões de Euros, está de certeza entre as quatro ou cinco melhores equipas do mundo. O Porto, com a equipa mais jovem dos últimos anos e um treinador com evidentes capacidades mas ao que ainda falta a tarimba e a rodagem que só o tempo pode dar, não tem, e dificilmente poderia ter nesta altura, a bagagem suficiente para poder competir de igual para igual com as grandes equipas como o Bayern.

 

Apesar de que considero que nem o resultado da semana passada nem o de hoje reflectem a real diferença entre as equipas, não tenho duvidas que  o resultado final da eliminatória é o espelho fiel da diferença entre o futebol alemão e o português. De um lado temos equipas com dinheiro e capacidade para irem buscar os melhores jogadores do mundo, do outro temos um futebol que cada vez mais terá que recorrer aos jogadores jovens e apostar na formação se quer sobreviver.

 

O Porto fez uma enorme aposta nestes jogadores e independentemente do que aconteça no próximo domingo e no resto da temporada, pode-se dizer que foi uma aposta se não ganha, pelo menos feliz. É  verdade que corre o risco de não ganhar nada, mas ganhou uma equipa  e conseguiu tornar em certezas alguns jogadores.

 

Curiosamente a primeira consequência desse (quase) sucesso é que uma boa parte dos jogadores que terminou de formar, para o ano estarão algures noutras equipas de outros campeonatos, não a contribuir para o sucesso do Porto e sim para aumentar a diferença entre o nosso campeonato e o dos países onde há dinheiro.

 

Quanto ao Porto, encontrará de certeza outros jovens que irá formar e terá de novo uma boa equipa para lutar pelo campeonato português, até poderá incomodar uma ou outra vez os grandes senhores do futebol europeu, mas ganhar a champions e lutar de igual para igual com os Bayerns deste mundo, isso dificilmente voltará a acontecer, pelo menos nos próximos anos.

 

É isso, hoje voltamos à terra, O Bayern voltou a ser gigante, Guardiola voltou a ser o melhor treinador do mundo e vai continuar muito tempo em Munique e Lopetegui terá que esquecer o sonho de ir para o Real Madrid por mais uns tempos.

 

Jorge Soares

publicado às 22:02

A Selecção viu-se grega, mas Ronaldo resolveu

por Jorge Soares, em 14.10.14

ronaldo.jpg

 

Imagem do Sapo 

 

A seguir à derrota com a Albânia disse aqui que sem Ronaldo a selecção portuguesa é pouco mais que uma boa equipa.. houve quem não gostasse e o mostrasse nos comentários.

 

Entretanto saiu a fava a Paulo Bento e algumas coisas mudaram, Fernando Santos é o novo treinador e entre os convocados estão alguns jogadores que já por opção própria, caso de Tiago, ou por decisão de Paulo Bento, casos de Ricardo Carvalho e Danny, estavam afastados há algum tempo... 

 

Apesar da mudança de treinador e dos regressos, hoje a selecção viu-se grega para controlar os dinamarqueses que já não são tão toscos. Tirando alguns momentos do jogo do fim de semana contra a França, a verdade é que mudaram os artistas e o maestro, mas a música não mudou assim tanto.

 

Hoje, contra uma selecção com bem menos estrelas e qualidade individual que a portuguesa, voltaram-se a fazer sentir alguns dos problemas que já vinham de antes. Fernando Santos sabe colocar as pedras em campo, as suas equipas são sólidas, não sofrem muitos golos, mas a verdade é que também costumam ter dificuldade em marcar e hoje viu-se isso tudo.

 

É verdade que graças a Ronaldo e Quaresma a vitória terminou por cair do céu quando já ninguém acreditava, mas o jogo em si foi pobre, lento, em algumas fazes aborrecido,... faltou alguma da atitude que se tinha visto em Paris apesar da derrota.

 

Uma equipa que conta com Cristiano Ronaldo e Quaresma pode sempre esperar um passe de magia que resolva um jogo, mas não podemos contar que essa magia apareça sempre e o que hoje se sentiu é que faltam soluções e sobretudo, falta quem para além de Cristiano Ronaldo, consiga resolver.

 

Ricardo Carvalho terá sido o melhor em campo, mas isso não me impede de manter o que disse no que é o post com mais comentários do Blog, um jogador que tem o comportamento e a falta de humildade que ele teve naquele dia, não pode voltar a ser convocado para a selecção, tal como não o deveria ser Danny se é verdade o que se diz que aconteceu.

 

Fernando Santos é um treinador competente, não sei é se haverá neste momento matéria prima suficiente para fazer deste grupo de jogadores uma selecção acima da média.. não há de certeza para fazer uma selecção campeã da Europa, não nos iludamos.

 

Jorge Soares

 

publicado às 21:48

Somos campeões da Europa

por Jorge Soares, em 28.09.14

Ténis de Mesa

 

Imagem do Público

 

Somos campeões da Europa, e ganhamos à Alemanha que era só a Hexa Campeã, não é um desporto de milhões nem será de certeza de grandes audiências, por isso não será de certeza noticia de abertura de telejornais nem tirará o futebol das capas do jornais desportivos, pena, porque mesmo com tostões em lugar dos milhões, não deixam de representar o país com a mesma honra e dignidade e com muito mais sucesso do que a maioria dos que ganham milhões.

 

Bem haja ao Marcos Freitas, a estrela maior, e a toda a selecção nacional de ténis de mesa, que se acaba de sagrar campeã da Europa.

 

Vídeo do momento em que termina o último jogo:

 

 

 

Jorge Soares

publicado às 22:48

Paulo Bento

 

Fim da linha para Paulo Bento, sinceramente não entendo o porquê desta decisão agora, se era para trocar de treinador devia ter sido logo após o mundial. Assim o que parece é que os dirigentes federativos que tinha prolongado o contrato ao seleccionador, não tiveram valor para o despedir logo após o fracasso do mundial e estavam à espera do primeiro tropeção para o empurrar.

 

Foi Paulo Bento que conseguiu classificar a selecção para o Euro 2012 quando já poucos acreditavam que seria possível, foi Paulo Bento que levou a selecção ao terceiro Lugar nesse Europeu e que só foi eliminado nos penalties pela selecção que era campeã do Mundo e da Europa, foi Paulo Bento que levou a selecção ao mundial.... não me parece que um jogo menos conseguido seja motivo para despedir um treinador que já mostrou mais que uma vez que é competente e que consegue bons resultados.

 

Como já disse aqui, não me parece que o problema da selecção esteja no treinador, parece-me sim que o problema está nas expectativas demasiado elevadas dos portugueses e principalmente na falta de um leque de jogadores com a qualidade suficiente para levar a que a selecção Portuguesa seja mais que uma boa equipa.

 

Com um Cristiano Ronaldo em forma a selecção portuguesa é capaz de atingir patamares de qualidade acima da média, sem o melhor do mundo não passa de uma boa equipa mas que dificilmente será capaz de grandes feitos, é essa a realidade e dado o estado das coisas nos clubes portugueses, dificilmente isso irá mudar nos próximos tempos.

 

Como era de esperar, já começou a dança dos nomes, Fernando Santos, Jesualdo Ferreira, Victor Pereira, de quem sou um admirador confesso... aposto que nos próximos dias irão parecer muitos mais, ... para mim qualquer destes três seria um bom treinador, mas se me perguntassem eu apontaria Rui Vitória, especialista em fazer em Guimarães grandes equipas só com jogadores jovens e a prata da casa.

 

Jorge Soares

publicado às 22:00

Paulo Bento

 

Imagem de A Bola 

 

É verdade que a derrota contra a Albânia foi um balde de água fria para muita gente, quem vinha criticando a selecção, Paulo Bento e a federação desde a eliminação precoce do mundial,  ganhou agora motivos para deitar cá para fora tudo o que lhe vai na alma e pelos vistos há muita gente com muita coisa para dizer.

 

A selecção portuguesa vale mais do que aquilo que se viu ontem, tem jogadores e qualidade para bater esta Albânia e atrevo-me a dizer que em dez jogos ganharia sempre sete ou oito, mas também é verdade que não tem o valor que tem conseguido mostrar nos últimos 15 anos, do meu ponto de vista o anormal não é acontecerem estas derrotas, o anormal é uma selecção com a base de recrutamento que há em Portugal e com um campeonato em que fim de semana sim, fim de semana também, 80% dos clubes tem mais estrangeiros que portugueses a jogar, possa ter chegado por várias vezes a estar entre as cinco primeiras do mundo.

 

A verdade nua e crua é que para além dos 25 ou 30 que tem sido chamados por Paulo Bento não há mais por onde escolher e apesar de haver quase sempre nas selecções mais jovens jogadores que prometem ter um futuro risonho, na altura em que deveriam chegar às equipas principais,  há sempre um brasileiro, um uruguaio, um argentino, um croata, um sérvio, um colombiano...., que apesar de ter a mesma idade e muitas vezes ter provado bem menos que o português,  é o estrangeiro  o escolhido e a jovem promessa que até tem largas dezenas de internacionalizações pelas selecções jovens portuguesas, termina emprestado a um clube grego ou turco qualquer, onde deixa de ser acompanhado e formado  e raramente se volta a ouvir falar dele.

 

Há muito que clame por uma renovação, quem peça a entrada de jogadores novos, mas eu pergunto, quais jogadores novos? onde jogam? Podem despedir o Paulo Bento e colocar lá quem quiserem mas a verdade é que no futebol como na vida não se fazem omeletas sem ovos nem equipas competitivas sem jogadores com tarimba.

 

Eu sei que é impossível porque existe uma coisa chamada união europeia e tratados internacionais com o Brasil e com meio mundo, mas Portugal só voltará a ter uma equipa competitiva quando limitarem no clubes portugueses, os grandes e os pequenos, o número de estrangeiros permitidos nas suas equipas desde a formação até aos seniores, até lá vamos voltar a ser uma selecção que de vez em quando até faz uns brilharetes, mas que irá perder algumas vezes com a Albânia ou com Malta e muitas vezes com as equipas de topo da Europa.

 

Estamos mal habituados é o que é.

 

Jorge Soares

publicado às 23:00

É o futebol cara!

por Jorge Soares, em 08.07.14

Brasil

 

Ainda não falei aqui da prestação de Portugal no Mundial, fi-lo propositadamente, li tantas coisas, tantas opiniões, tanta gente que sabe tudo, que decidi deixar o assunto para depois do mundial... hoje o Brasil, ou a Alemanha, já nem sei, deram uma explicação mais que cabal de aquilo que nos aconteceu naquele primeiro e fatídico jogo dos 4-0.

 

Hoje o jogo terminou 7-1, tal como contra Portugal, ficamos com a nítida sensação de que não fosse os Alemães terem desacelerado, podiam ter sido 9, ou 10, ou 14, tal parecia a superioridade teutónica ante uma selecção Brasileira completamente esfrangalhada e que não conseguia sequer manter a bola.

 

Não há duvidas nenhumas que hoje a Alemanha foi muito superior, mas acho que também não restam dúvidas de que o Brasil do resto do mundial não é este e apesar de eu achar que sim, a Alemanha é melhor equipa que o Brasil de Scolari, a diferença não é a que se viu hoje, nem a Alemanha vale assim tanto, nem o Brasil vale assim tão pouco, só que o futebol é assim.

 

Hoje aconteceu futebol, tudo parecia sair bem a uma equipa, parecia que bastava chutar para a frente para que a bola fosse directa ao fundo da baliza, e tudo saiu mal à outra, que não conseguia sequer respirar sem sofrer um golo.

 

O futebol é isto, o povo brasileiro teve uma vez mais uma enorme desilusão, não é fácil jogar um mundial em casa no país do futebol, e esta selecção já tinha dado mostras antes que não teria a força psicológica suficiente para aguentar a pressão de mais de 200 milhões de almas a sofrer por si. Nos penalties contra a Costa Rica todos tínhamos visto como são frágeis alguns dos jovens jogadores desta selecção, hoje tudo correu mal... muito mal, mas não deixa de ser futebol.

 

O mundial ainda não terminou, ainda faltam 3 jogos, para mim este está a ser de longe o melhor mundial de 1982 para cá, o melhor dos que já assisti, e não é esta derrota do Brasil que vai mudar isso ou apagar a imensa festa a que temos assistido, mas de certeza que amanhã voltam as manifestações e os problemas ao Brasil.

 

Eu também fiquei triste, queria muito que ganhasse o Brasil, mas é o futebol cara!

 

Jorge Soares

publicado às 22:55

David Luiz marcou o golo decisivo

 

 

 

A imagem do dia é sem dúvida o fantástico golo de David Luiz, um golo só ao alcance de quem trabalha muito, não desiste e mesmo em jogos desta importância, não tem medo de assumir o risco, desde aquela distância não há muita gente com valor suficiente para tentar o remate directo e muito menos com a capacidade de colocar a bola com o efeito, a velocidade e a direcção certa para que ela entre ali, no canto,  fora do alcance de qualquer guarda redes.

 

Hoje finalmente e ao contrário do que tínhamos visto nos jogos anteriores, tivemos um Brasil sem medo de pegar e assumir o jogo, um Brasil que chegou ao jogo com a lição muito bem estudada, pegou no jogo desde o primeiro minuto e com a agressividade suficiente como para impedir que a Colômbia dispusesse de espaço para chamar ao jogo a magia de James Rodrigues.

 

Sem espaço e sem que a bola chegasse ao número 10 da Colômbia em condições de que este conseguisse pensar e distribuir o jogo, hoje os cafeteros não conseguiram mostrar o excelente futebol com que tinham encantado o mundo nos jogos anteriores.

 

Até hoje não tínhamos visto um Brasil com capacidade de ser campeão mundial, há muita gente, brasileiros incluídos, que dizem que se o mundial não fosse no Brasil, a canarinha já teria sido eliminada, a jogar da forma determinada e dominadora em que o fizeram hoje, talvez tenham ganho uma nova vida para o que resta do mundial

 

Não gostei do árbitro do jogo, não que tenham havido erros evidentes, mas achei que o espanhol teve uma atitude muito prepotente na forma como se dirigiu aos jogadores, principalmente com os jogadores da Colômbia... vai de aí e o choradinho do Scolari já teve algum efeito.

 

No outro jogo do dia, cumpriram-se os prognósticos, a Alemanha não teve a vida facilitada mas com maior ou menor dificuldade desenvencilhou-se de uma França que quanto a mim só chegou até esta fase porque nunca enfrentou adversários de valia real

 

Segue-se um Brasil Alemanha, que assim de repente e dado o pouco que tem mostrado a Argentina, soa a final antecipada.

 

Jorge Soares

publicado às 23:18

Guarda Redes da Argélia

 

 

Foi um grande jogo de futebol, a Argélia vendeu muito cara a derrota que só aconteceu no prolongamento, durante toda a primeira parte puseram em sentido a defesa e o meio campo alemães e com um pouco mais de calma e discernimento podiam ter resolvido o jogo.

 

A Alemanha claramente não estava à espera de uma Argélia tão atrevida e teve muita dificuldade em controlar o meio campo, a jogar com 3 defesas deixava muitas vezes espaços por onde Slimani e companhia entravam com muita facilidade, por várias vezes teve que ser o guarda redes Neur a substituir os ausentes defesas centrais e a vir cortar bolas bem para fora da sua grande área. Neur que diga-se de passagem foi mesmo um dos homens do jogo.

 

No prolongamento, já com as duas equipas em claras dificuldades físicas, sobressaiu a classe das estrelas alemãs, mas a Argélia vendeu cara a derrota e nunca deixou de acreditar e de atacar. A equipa norte-africana pela forma como se apresentou ao jogo e por tudo o que fez, merecia melhor sorte.

 

No outro jogo do dia, a França foi sem surpresa muito superior à Nigéria e venceu por dois zero naquele que terá sido até agora o jogo mais desnivelado destes oitavos de final

 

Segue-se um interessante França - Alemanha nos quartos de final, o jogo de hoje com a Argélia  foi intenso e teve prolongamento, para o fim do jogo era visível que vários jogadores teutónicos se arrastavam pelo campo, a França teve hoje e nos jogos anteriores a vida bem mais facilitada que a Alemanha, a Alemanha, apesar de me parecer melhor equipa que a França,  vai chegar ao duelo com os franceses bastante mais desgastada.

 

 

Jorge Soares

publicado às 23:35


Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D