Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Cavaco Silva perdeu a Vergonha

Cavaco alerta para aumento das taxas de juro com segunda volta

Está visto que definitivamente Cavaco Silva perdeu a vergonha, uma afirmação deste tipo só pode ser brincadeira, ou isso ou foi um lapso, o que ele queria dizer é que no caso de o elegermos de novo, não há quem ponha a mão ao país.. será?

 

Vejamos, primeiro era mais sério que todos nós juntos, a seguir não se lembrava a quem vendeu as acções,  não se lembra  com quem trocou o terreno da casinha de férias, a seguir foi a "promessa" de criar uma crise politica,  o incentivo ao protesto contra a lei da educação que ele promulgou à primeira, a seguir foi o "eu não gosto de utilizar a bomba atómica".. agora isto.... sou só eu que acho que o homem está a ficar senil?... ou isso, ou acha que os portugueses somos todos idiotas.

 

Jorge Soares

publicado às 20:20

Para além de burros .. temos memória curta!

por Jorge Soares, em 19.01.11

Um país de burros com memória curta

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Ora, se apenas 6% de dos portugueses confia na classe politica e se 50% acha que se vive pior agora que antes do 25 de Abril, isto só pode significar que por um lado somos burros, pois continuamos a votar sempre nos mesmos, a eleger sempre os mesmos. Por outro lado, temos a memória curta.... ainda que também há hipótese de terem feito o inquérito  a pessoas com menos de 40 anos, que evidentemente não sabem do que estão a falar..... o que nos levaria de novo ao inicio, só um burro fala de aquilo que não sabe!

 

Jorge Soares

PS: Para quem ainda não sabe se vai ou não votar ... leiam o post de ontem

publicado às 13:33

Vote, por qualquer um, mas vote!

 

"As generalizações são perigosas .... Nem todos os Alentejanos são preguiçosos, nem todas as mulheres portuguesas têm bigode, nem todos os políticos são iguais. Se nos referirmos aos políticos que têm governado o país vai para 36 anos, são de facto todos iguais (e tens razão para não acreditar neles), porque são, efectivamente, os mesmos.

 

Desde 1975 que quem tem governado o País e as nossas vidas tem sido ora o PS ora o PSD ora o CDS. Sempre. 36 anos!!! Quase tantos como a minha vida. Se estás descontente, muda! Não acredito que sejas alguém que tema a mudança!

 

São estes os responsáveis pela situação do país. São também estes os responsáveis pelo descrédito legítimo da população neles. Mas são estes que lá vão continuar se não fizermos nada. Se cruzarmos os braços e arranjarmos sempre desculpas para não agir. "Não gosto de política", "Não me interessa", "É uma perda de tempo". São frases feitas que parecem banais mas são pesadas e perigosas.

 

Quem não se interessa por política, não se interessa pela própria vida. Porque a política, quer queiramos quer não, é intrínseca à vida. A idade a que podes casar, se podes abortar ou não, as bebidas e os filmes e as marcas que tens ou não disponíveis no teu país, os cursos que podes tirar, as escolas que podes frequentar ou não, os cuidados de saúde a que podes aceder, a liberdade de expressão que possas ou não ter, o poderes ou não casar com quem quiseres e bem entenderes. Tudo, tudo isto é política. Descartar a política, é descartar a vida. É descartar, principalmente o pouco que ainda nos resta de comandarmos a nossa própria vida.

 

Se as pessoas julgam que são mais livres afastando-se da política e não participando, enganam-se. A liberdade vem da possibilidade de escolha. E quem não escolhe, quem cruza os braços, deixa que os outros decidam e escolham por si. A sua vida e a dos seus filhos. O seu futuro. Eu não aceito que escolham por mim. Nunca! E até podes supor e mesmo acreditar que os políticos são todos iguais. Mas o facto de acreditar não faz disso um facto. Os que lá estiveram (durante estes 36 anos!!) já podes avaliar se são iguais ou não. Os outros, só podes adivinhar. Não podes dizer que não gostas da sopa antes de a teres provado. Isso é coisa dos putos."

 

Sandra Cunha

 

 

O texto acima foi retirado do Facebook, foi uma resposta da Sandra para alguém que dizia que já não acreditava nos políticos, mais palavras para quê?  Tivéssemos todos a consciência politica, a garra e a força de vontade da Sandra e este país seria outra coisa... vão por mim.

 

Jorge Soares

publicado às 22:05

Neste país é complicado ser votante!

por Jorge Soares, em 07.01.11

Cavaco Não, vote noutro qualquer

 

É por demais evidente que eu não gosto do Cavaco, não é de agora, acho que por trás de toda aquela arrogância e aqueles ares de superioridade moral, há um politico medíocre, um governante trapalhão e depois de toda esta trapalhada das acções compradas a preço da uva mijona e vendidas a preço de ouro, nem a suposta seriedade escapa. A forma como ele decide que está acima de todos nós e por isso não tem que dar cavaco a ninguém sobre as suas acções não é de alguém sério, é sim a fuga para a frente.... E acho incrível como apesar de tudo isto, da trapalhada das escutas a Belém, das explicações idiotas sobre a lei do casamento homossexual e de tudo o resto, as pessoas continuam a olhar para ele como se de uma vaca sagrada se tratasse.

 

O Fernando Nobre é um pára-quedista que acha que para se ser governante basta ter-se um passado de bom samaritano, se dúvidas havia sobre a sua capacidade politica e a sua suposta diferença, basta ver o que aconteceu comigo e com a minha fotografia, para se perceber que de diferente nada, pura arrogância, para a politica fazem falta pessoas com bagagem politica, pára-quedistas já basta os que vieram do futebol.

 

Sobre Francisco Lopes não tenho muito a dizer, não o conhecia e para ser sincero, o que se viu até agora foi muito pouco, de Defensor Moura, idem idem, aspas aspas.

 

Depois há aquele senhor da Madeira e uns quantos mais de que pouco se houve falar... e há Manuel Alegre, um homem de esquerda, um homem com um passado politico, mas será um homem de estado? Com todo o respeito pelo senhor e pelo seu passado de luta contra a ditadura, eu não acho, e também não gostei lá muito de como se desenvencilhou da história da publicidade do BPP. Para ser sincero, eu acredito que ele tenha sido enganado por quem lhe pediu o texto, mas a forma como primeiro disse que devolveu o cheque, que depois afinal foi recebido e depositado e devolvido com outro que não se sabe bem se foi levantado ou não... foi mau, muito mau.  Talvez de todos seja o menos mau... mas que raio de país é este em que para eleger um Presidente da República temos que votar no menos mau?

 

Faltam 15 dias para as eleições, até agora de campanha politica zero, só ataques e contra-ataques, de ideias para o país, de formas de tornar o país mais governável, de formas de ajudar o governo a sair desta crise, zero. Esperemos que até ao dia 23 as coisas melhorem porque como estão as coisas, votar no menos mau ou só para que como diz a imagem, votar para que vá para lá outro qualquer... é mau, muito mau.

 

Jorge Soares

publicado às 22:23

A minha papoila

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Lembram-se deste post?, eu não vi o debate de ontem entre Fernando Nobre e Francisco Lopes,  há pouco estava a ouvir na Antena 1 um programa sobre o assunto e as opiniões de todos os participantes foram unânimes, Fernando Nobre é de uma arrogância extrema.

 

Jorge Soares

publicado às 14:59


Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D