Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Rui Drumond

 Imagem de aqui

 

O Rui foi um dos participantes do único destes concursos a que assisti  desde o inicio até ao fim, a Operação Triunfo, desde o inicio que se destacou pela voz e pela enorme versatilidade, sempre achei que se havia entre todos aqueles concorrentes alguém com voz e talento para singrar no panorama musical português, seria ele. 

 

Infelizmente estava errado, que eu saiba nenhum dos outros concorrentes, daquele ou de todas as outras versões dos mais variados programas que se lhes seguiram, conseguiu chegar mais longe que aqueles cinco minutos de fama, há quem tenha conseguido gravar discos é verdade, mas nenhum conseguiu aproveitar o embalo para cimentar uma carreira musical.

 

Ontem o Rui foi um dos concorrentes no The Voice Portugal, e como seria de esperar para alguém que apesar de ser mais ou menos na sombra, anda nisto há anos, passou com distinção à fase seguinte. Foi evidente o enorme contraste entre a sua actuação e a dos restantes participantes que na sua maioria eram jovens entre os 16 e os 18 anos.

 

Há uns dias a propósito da participação do Carlos Costa no mesmo programa e fazendo a Ponte com o caso de Berg que venceu o Factor X, Paulo Pinto Ribeiro questionava no Facebook (não encontrei o link) se seria justa a presença de artistas profissionais nestes programas a competir com completos amadores.

 

A questão não deixa de ser válida, Carlos Costa aparte, tanto Berg como Rui Drumond estão num patamar muito diferente dos restantes concorrentes, Berg ganhou com inteira justiça o Factor X e não é muito difícil perspectivar que o Rui é o principal candidato a ganhar esta versão do The Voice ... e tenho até sérias duvidas se ele terá assim tanto a aprender com qualquer um dos mentores.

 

É claro que nos podemos questionar se não lhes deveria ser vedado o acesso a participar, afinal a ideia com que ficamos é que o programa é para amadores... o problema é que se impedíssemos o Rui de participar só ontem teríamos que ter impedido pelo menos mais três concorrentes, todos eles já músicos, incluindo uma miúda de 18 anos que tem uma banda há anos e que até já cantou na Galiza.....

 

Não é dificil entender porque pessoas como o Berg e o Rui Drumond se sujeitam a participar e até a serem exluídos à primeira, o Carlos Costa foi por muito pouco, em Portugal só um pequeno grupo de artistas consagrados conseguem viver da música e construir uma carreira sólida, o resto, e o resto são centenas de músicos, grupos e bandas, e basta dar uma olhada neste blog para ver que é verdade, ou tem outra fonte de rendimentos e a música é pouco mais que um hoby, ou simplesmente desiste, não há como viver da música neste país.

 

O problema é que o talento não é suficiente, o Rui tem 34 anos, a sua primeira participação foi há mais de 10 anos, continua à procura de algo que dê um impulso à sua carreira e faça dele um músico consagrado... tenho dúvidas que esse algo esteja num destes programas, mas acho lícito que ele acredite e portanto se sujeite a ser escrutinado.

 

Há algo de muito errado com a cultura portuguesa, quando pensamos que os Azeitonas só ficaram mesmo conhecidos quando um miúdo foi cantar uma das suas músicas nos Ídolos, ou que a maioria dos portugueses só ficou a saber que existe um grupo chamado Dead Combo quando um americano qualquer veio fazer um programa de culinária a Lisboa, só podemos concluir que há algo de muito errado com a forma como tratamos a nossa cultura.

 

A actuação do Rui:

 

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:06


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Eu, o meu pipi e as reticências... a 22.04.2014 às 00:34

Não podia concordar mais.....
Imagem de perfil

De golimix a 22.04.2014 às 08:55

Por acaso também me lembro do Rui da Operação Triunfo (que não vi todo), e sei que apareceu a cantar e outras bandas em diversos programas e sempre me chamou a atenção.

Também gostei da participação da Sandy Soares http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=8OtMxAzGH5Y
Ou não gostasse eu desse tipo de música.

Quanto à participação neste tipo de programas. Também gostava de saber o que lhes vai na cabeça... mas uma coisa é certa, eles estarem lá só enriquece o The Voice. E lembro-me que foi o "Chuva de Estrelas", também apresentado pela Catarina Furtado, que nos trouxe a maravilhosa Sara Tavares!


PS- Jorge fica difícil ouvir os vídeos que aqui colocas com o barulho de fundo da música que tens no Blogue, dá para parar quando for assim?

Bjs
Sem imagem de perfil

De Cris a 22.04.2014 às 22:53

Bom, eu só discordo de ti numa coisa: quem deveria ter ganhado o Factor X era a Mariana, um verdadeiro talento em bruto, com um ouvido musical a 100%. O Berg é bom , sim senhor, mas a Mariana é melhor. E agora que já libertei a bílis, tenho a opinar que Portugal não reconhece verdadeiramente os seus artistas, senão vejamos: por onde anda a Sara Tavares, a Dulce Pontes? (só para mencionar dois artistas) Pois claro, lá fora, onde são reconhecidas e onde conseguem projectos dignos do seu talento...
Imagem de perfil

De Kok a 28.04.2014 às 16:23

Seremos um país tão pobre que não é capaz de reconhecer talentos, e dar-lhes oportunidades de se mostrarem?
Acho que não é por aí.
Acho que é mais pela "colonização" instituída/estabelecida nas rádios e tv's, que são capazes de durante horas seguidas mostrarem Miley Syrus (só como exemplo), repetindo inclusivé a mesma canção, enquanto dos cantores e músicos portugueses nem sobra, nem som!
Não assisto a este concurso voice, embora já por lá tenha passado e de cada vez que o faço logo me arrependo.
A razão principal é o juri! Sem pretender duvidar das suas capacidades nem dos seus conhecimentos (mas já duvidando), parece-me que os 4 estão ali mais preocupados com a sua própria imagem de "entendidos" no acerto da descoberta de um génio, do que de facto na correcta apreciação dos concorrentes.
Mas isto são ideias minhas, que nada entendo de músicas

1 abraço !

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D