Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fake News

por Jorge Soares, em 24.10.18

Imagem retirada de aqui

A imagem acima anda a circular há umas semanas nas redes sociais, lembro-me que me apareceu no Facebook um ou dois dias depois da primeira volta das eleições no Brasil. Na altura estava inserida numa noticia que dizia que apoiantes de Bolsonaro tinham agredido uma jovem lésbica e a tinham marcado desta forma. Estive quase a voltar ao blog nesse dia para falar do assunto, não foi na altura, é hoje. 

 

Hoje a noticia do Globo diz que a jovem se auto-mutilou e inventou toda a história.  Tenho o Globo como um jornal sério, mas para ser sincero, já não sei no que acreditar. Há outras noticias (Ver aqui) sobre o nazismo e o aparecimento de suásticas no Brasil, mas será que serão reais ou só mais um produto da gigantesca fábrica de noticias falsas em que degenerou o país nos últimos tempos? 

 

E será que tudo aquilo que lemos e ouvimos sobre o Bolsonaro é verdade? E o que se diz sobre Lula e o PT? Podemos acreditar em quê? 

 

Vivemos numa época em que a maioria das pessoas usa as redes sociais para se manter informado, já vi passar pelo Facebook desde a maior das barbaridades, até noticias com 4 ou 5 anos que são apresentadas e comentadas  por quem as partilha, como sendo a maior das actualidades.

 

Naquela semana de Agosto em que Portugal chegou aos 45 Graus, alguém foi buscar uma noticia de Abril em que se dizia que na semana a seguir ia nevar, era uma noticia que tinha sido real em Abril, ninguém via a data mas todo o mundo comentava como se aquilo fosse mesmo acontecer em Agosto.

 

As pessoas acreditam simplesmente no que lhes aparece à frente, na maior parte dos casos só lêem o cabeçalho e nunca entram na noticia, mas todo o mundo comenta como se fosse um especialista e claro, não podem deixar de partilhar.

 

Há muito que deixei de acreditar em sondagens, desde a vez em que participei numa e que percebi como é que se leva as pessoas a escolher o candidato que interessa a quem a pediu. Mas quando nos perguntamos como é que o Bolsonaro pode ter quase 60% das intenções de votos, talvez uma parte da resposta esteja neste tipo de comportamentos. ... Uma parte, do resto falo noutro dia.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05


6 comentários

Imagem de perfil

De cigana a 24.10.2018 às 23:09

Também quero ouvir a outra parte, já agora.
Mas o que escreveste é verdade. A internet, que podia ser uma fonte de informação, tornou-se num canal de escoamento (ou até mesmo de esgoto) onde tudo vai parar, onde tudo é difundido e misturado, o falso e o verdadeiro, o criado e o fabricado. Os media também não ajudam a encontrar a verdade. Vivemos num mundo onde não sabemos de todo em quem acreditar, o que é triste.
Sem imagem de perfil

De CMN a 24.10.2018 às 23:48

E é mesmo, hoje em dia as fake news aparecem como cogumelos, e alimentadas por por leitores iletrados. Desde que a internet se vulgarizou junto dos utilizadores que menos percebiam/acediam assiste-se ao tal fenómeno de consegues descrever tão bem no teu texto.
Sem imagem de perfil

De Rebeubeu a 25.10.2018 às 01:15

No outro dia, ouvi um relato de alguém que viveu o incêndio de Pedrogao na primeira pessoa. Essa pessoa contou que enquanto esperava para perceber o quanto o fogo se aproximava da sua casa ou se os seus estavam bem, ia-se informando no Facebook. Fiquei a pensar nisso. Essa era, para aquela senhora, a fonte segura de informação. Ou talvez a única de que se lembrava num momento como aquele.
Acho que isto diz muito...
Imagem de perfil

De Pedro Neves a 25.10.2018 às 11:31

Caro Jorge,
O incidente X ou Y podem muito bem ter sido inventados e sabemos como uma mentira é sempre depois raramente, ou muito envergonhadamente, desmentida ou retractada pelos média. Há muito jogo sujo na política, e nas eleições parece que cada vez mais tudo vale. Dito isto, eu vi e ouvi os vídeos em que o político Bolsonaro sugere que pessoas de outra orientação sexual ou cor da pele são menos dignas de respeito que aqueles que são parecidos com ele. Por muita ofuscação e jogo sujo que existam, no final do dia, as suas palavras estão lá para ser ouvidas por quem queira e tenha o coração no sítio certo. Não tenho dúvidas que a sua eleição será uma má notícia para o Brasil e para quem acredita na tolerância. Isso é mais importante que qualquer fake news.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.10.2018 às 13:50

O meu comentário é apenas para parabenizar o regresso às publicações. Como sempre um texto lúcido que faz sobretudo pensar, independentemente de se concordar ou não com a análise/opinião expressa.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.10.2018 às 01:05

Voltaste?
Gosto de te saber por aqui.

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D