Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




entubado.jpg

Imagem da Net

Um destes dias em conversa alguém me dizia que a imagem que temos do Trump é a que os meios de comunicação nos querem mostrar, ele na realidade não é nada daquilo, é tudo um exagero, é só a forma como a esquerda o quer ver e mostrar.

Quando se trata de ideologias, as pessoas acreditam no que querem ouvir, é verdade, mas quando falamos de Trump, não há como escapar ao que ele diz e faz, afinal todos o ouvimos sugerir o consumo de detergente para limpar os pulmões e eliminar o vírus.... houve até quem o ouvisse e fosse mesmo beber derivados de lixívia. Todos o ouvimos dizer que a Páscoa ia ser festejada normalmente, que íamos ter uma vacina antes de Novembro, que vai haver uma cura até ao fim do ano, etc.

Esta semana ouvimos algo como: "Foi uma sorte ter apanhado o vírus" ou ”Vou garantir que o tratamento que me foi dado vai existir para todos os americanos e vai ser gratuito"

Nos estados Unidos foram contabilizados até hoje 214 184 mortos, desde que Trump foi hospitalizado na outra sexta-feira, morreram mais de 5000 pessoas, será que as famílias dessas 5000 pessoas também acham que foi uma sorte os seus familiares terem apanhado o vírus?

Por aquilo que eu li, Trump foi tratado com um cocktail de medicamentos, entre eles está um medicamento experimental feito com células de fetos que nem sequer está aprovado. Está também o Remdesivir, um antiviral que é utilizado nos doentes que estão nos cuidados intensivos e que ajuda a acelerar a recuperação. 

Nenhum dos medicamentos é a cura para o vírus, são tratamentos extremamente caros e não há hipótesse nenhuma de poderem ser fabricados em quantidade suficiente para ser administrados nem sequer aos actuais infectados nos Estados Unidos, muito menos a todos os  americanos.

No momento em que estou a escrever este post estão contabilizados 1 073 780 de mortos por Covid  em todo o mundo, mais de 214 000 só nos Estados Unidos. Desde o início da pandemia Trump tem feito um esforço enorme por desvalorizar estes números. Cada vez que o ouço fico sempre com a sensação de que isso dos mortos não interessa nada, desde que ele possa continuar no poder e não seja ele a morrer.

Há quem ache que as medidas não servem para nada, a questão é: Sem elas quantas pessoas mais teriam morrido no mundo? E em Portugal? É verdade que todos os dias morrem milhares de pessoas de outras doenças, mas convenhamos, na maior parte dos casos não há como fugir a essas doenças, neste caso há. 

Hoje tivemos noticias em Portugal de pelos menos dois hospitais saturados e sem mais capacidade para internamentos nos cuidados intensivos, isto apesar dos reforços que foram feitos desde Março até agora. Quantas vezes isso aconteceu neste país nos últimos cem anos? Há gripes todos os anos, todos ouvimos falar de muitas horas de espera nas urgências, mas quando tínhamos ouvido falar de cuidados intensivos sem capacidade para receber mais doentes? Dá que pensar, se calhar isto não é mesmo uma gripezinha.

Fiquem bem 

Jorge Soares

publicado às 21:20


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.10.2020 às 18:16

"Desde o início da pandemia Trump tem feito um esforço enorme por desvalorizar estes números". Nao faria estas afirmações, porque confiava na medicação que lhe deram, embora seja inacessível ao comum dos cidadãos?

Efectivamente pode fazê-las. Também eu, "Cada vez que o ouço fico sempre com a sensação de que isso dos mortos não interessa nada, desde que ele possa continuar no poder e não seja ele a morrer.

Comentar post



Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D