Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Para que servem mesmo os debates?

por Jorge Soares, em 10.09.15

debate.jpg

 

Imagem de aqui

Debate:

Discussão em que os discutidores procuram trazer os assistentes à sua opinião.

in Dicionário Priberam

 

Confesso, não vi o debate, não foi desinteresse, foram mesmo valores mais altos que se levantaram...Não vi, mas 24 horas depois parece-me que não perdi grande coisa, primeiro porque já ouvi mil e uma opiniões e é como se tivesse visto, segundo, porque me parece que na verdade, para além da fixação pelo Sócrates, pelos vistos pouco ou nada se esclareceu na hora e meia em que os senhores estiveram a falar.

 

Segundo as noticias entre os três canais, quase 4 milhões de portugueses seguiram o debate, era de esperar que com tal audiência os senhores candidatos a primeiro ministro aproveitassem para tentar esclarecer o país sobre as suas ideias e programas de governo... trazer os assistentes para a sua opinião...  A julgar por tudo o que li e ouvi e pelos comentários das pessoas com quem falei, segundo parece passou-se  completamente ao lado deste objectivo.

 

Ontem a seguir ao debate vinha a conduzir de volta a casa e para ser sincero fiquei na dúvida se os comentários na rádio eram sobre um debate político ou sobre um jogo de futebol, pelos vistos o que mais interessava não era mesmo o que se tinha debatido e sim, quem tinha vencido... Pelos vistos foi um empate, segundo alguns senhores Passos Coelho marcou golos na primeira parte e Costa na segunda.. .e ouvi dizer que na semana que vem vai jogar-se o prolongamento.

 

Os debates deviam servir para esclarecer os portugueses, para ajudar os muitos indecisos a escolher em quem votar, não se trata de um jogo de futebol e não deveria interessar nada quem ganhou ou quem perdeu e sim quem tem as melhores ideias para governar.

 

A mim não me interessa nada quantas vezes se falou do Sócrates ou se o Passos Coelho anda a aprender palavras novas. O que me interessa é saber quais são as ideias para a saúde, a educação, a justiça, como se vai combater o desemprego... O resto só serve para distrair e para ser sincero, farto de distracção ando eu há muito tempo.

 

Senhores políticos, mais trabalho e menos circo, pode ser?

 

Jorge Soares

publicado às 22:22


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anonimo a 12.09.2015 às 16:40

Costumava-se dizer que a democracia reside no povo e tem a sua grande arma no voto, sera verdade actualmente quando os candidatos nao tem soberania plena sobre o seu proprio pais e nao podem tomar decisoes soberanas sem supervisao exterior, de que vale saber quem ganhou ou quem mente mais? perante uma crise internacional ou para tornar a economia mais competitiva os nossos eleitos nao podem tomar decisoes como desvalorizar moeda, mexer nas taxas de juro, taxas alfandegarias etc, qualquer crise internacional, os nossos eleitos nao podem fazer nada, tem de aguardar decisoes superiores a eles, portanto que interessa se nos debates propoe medidas que escapam a sua "decisao" a nossa democracia ou ou as actuais democracias sao limitadas, por isso aquilo que os candidatos prometem poder ou nao poder ser cumpridos quando estejam em funçoes executivas, ou seja estas condicionantes enterram a democracia como a encaravamos e votemos em quem votemos não quer dizer que aquilo em que votamos vai ter consequências politicas. Nos temos o poder nominal o poder de eleger de votar, mas o poder de facto repousa noutras maos. Os politicos vendem e compram a opiniao publica e dominam ou procuram dominar os eleitores, os politicos por sua vez sao dominados por forças superiores a eles. Ai a pergunta as promessas dos politicos, ou o voto do povo ainda pode mudar alguma coisa? mesmo que a resposta seja negativa continuo a apostar na democracia pelo menos de quatro em quatro anos ou cinco em cinco arejamos o armario e temos muitas outras garantias que so um regime democratico nos permite.

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D