Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



No parto:Sozinha ou acompanhada

por Jorge Soares, em 09.03.09

Nasceu!

 

Este fim de semana uma conversa com a minha meia laranja deixou-me a pensar, hoje enquanto ouvia o A viagem da Cegonha (por certo... a miúda já nasceu, parabéns aos pais e á Sónia pelo excelente Programa) lembrei-me da conversa e de um dia, vai fazer quase 10 anos ... um dia muito especial.

 

A R. nasceu quase com 41 semanas, A P. estava óptima, não parecia nada estar no fim do tempo, até que o médico decidiu dar um prazo, se não nascer até ao dia x... nós fazemos com que nasça. Na noite anterior fomos ao cinema...vimos Noiva em Fuga, lembro-me de passar o filme às gargalhadas, eu e o resto das pessoas..mas nem assim a miúda quis vir cá para fora... no dia a seguir lá estávamos no hospital às 9 da manhã... feitos os preparativos... lá foi passando o tempo, almoço, lanche, jantar....  foi um dia muito longo, que passamos  ambos numa sala de partos gelada. Por volta das 9 da noite, quando o médico decidiu ir jantar e nós já estávamos a ver que a coisa não era naquele dia... lá a miúda se decidiu a nascer. Evidentemente eu estive ali o tempo todo, antes, durante e depois do nascimento.. que ainda foram umas duas horas mais.

 

Lembro-me de me terem vindo as lágrimas aos olhos quando olhei para aquela coisa rosada e pequenina que foi rapidamente levada para não sei onde...  e de não sair dali... de ao lado da P. ... nem me passa pela cabeça que pudesse ser de outra forma.

 

Mas eu ia falar da conversa do fim de semana, dizia a P. que tem um colega que tem terror a agulhas e a sangue...e é evidente que nem pensar em acompanhar a mulher nos partos. Por acaso é uma conversa que já ouvi várias vezes, homens que não querem lá estar, mulheres que não querem os homens lá, mulheres que preferem ter lá a mãe, mulheres que não querem lá ninguém... uma vez ouvi  uma mulher que dizia que não queria lá o marido porque os homens depois de verem um filho nascer deixam de ter interesse sexual pela mulher....  há de tudo.

 

Eu vi a minha filha nascer, e para mim é um momento marcante, um momento que estará comigo para sempre.... além de que motivo nenhum do mundo faria com que eu deixasse a P. sozinha naquele momento...

 

E vocês?, o que acham?, as mulheres preferiam lá ter a mãe que o marido?..ou não ter lá ninguém naquele momento?...e os homens?, trocavam aquele momento por alguma outra coisa?

 

Jorge

PS:Imagem retirada de aqui:http://papoilas.do.sapo.pt/cegonha3.gif

publicado às 21:29

A viagem da cegonha e a licença parental

por Jorge Soares, em 03.02.09

A viagem da cegonhaA viagem da cegonha é um programa que passa na Antena 1 e em que é descrito o dia a dia da Ana e do Hugo, sendo que a Ana está grávida. Todo o programa gira em volta da gravidez e da criança que está por nascer. Costuma passar um pouco antes das 18 horas na altura em que estou a regressar a casa e  costumo ouvir.

 

Esta semana o tema tem andado à volta da licença parental. Dizia a Ana que ela nunca percebeu porque é que tem que ser as mulheres a ficar o tempo todo em casa com as crianças, acha que é muito injusto e não percebe porque é que deveria ficar 5 meses em casa e o pai ir trabalhar. É claro que todas as grávidas que  conheceu durante este tempo estavam exultantes porque iam poder ficar 5 meses em casa sem terem que trabalhar... coisa que ela definitivamente não entendia.

 

No caso deles, a Ana vai gozar 3 meses e o Hugo um mês, o ultimo mês. Casualmente hoje a Zaka falava do assunto neste post, no caso deles foi o pai que gozou toda a licença, e pelo que vou percebendo dos emails que recebo do grupo nos adoptamos, nos casos de adopção é muito comum os casais dividirem o periodo, sendo que há até casais que tiram periodos intercalares, um mês um, um mês o outro.... as pessoas que adoptam são mesmo especiais.

 

Eu trabalho numa empresa em que há muita gente nova, o tempo todo há mulheres grávidas ou colegas meus que acabam de ser pais. Nunca existiu um caso em que o pai partilhasse a licença.... e há bem pouco tempo um dos meus colegas referia que o chefe o tinha tentado convencer a não tirar os 15 dias de lei. Um destes dias deverá terminar a minha espera. De vez em quando a P. brinca com o assunto, é algo que nunca pensamos sériamente,  mas é algo que está aí.

 

Conheço a empresa onde trabalho e o meu chefe, sei que será algo que terá custos monetários e não só, mas o que é mais importante que os nossos filhos? Eles só são crianças uma vez, e nós trabalhamos a vida inteira....

 

Como dizia e muito bem a Ana, está na hora de mudarmos algumas mentalidades, até porque se os pais partilharem a licença começará a cair por terra aquela ideia de que as empresas preferem não contratar mulheres porque estas engravidam e ficam meses em casa.... 

 

E vocês, o que acham?

 

Podem ouvir os programas aqui:A viagem da cegonha

Jorge

PS:Imagem retirada de aqui:http://ww1.rtp.pt/multimedia/index.php?prog=3331

publicado às 21:35


Ó pra mim!

foto do autor


Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D