Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Parque-de-Campismo-de-Pedrogão-Grande-300x178.jpg

 

Imagem de aqui

 

Este ano acertamos na Mouche, depois de um fim de semana de calor africano e de uma semana bem quentinha, escolhemos para ir conhecer o Pedrógão Grande e arredores precisamente no fim de semana em que  O São Pedro decidiu regar a serra... e pelo menos no Domingo, choveu a potes.

 

O Parque de campismo de Pedrógão Grande é bastante simpático, pequeno, com as infra-estruturas modernas funcionais e pelo que me pareceu, bem dimensionadas para o seu tamanho. O edifico das casas de banho é novo, tem um pequeno café com esplanada onde vendem alguns produtos de mercearia. 

 

Eu gosto de parques divididos em parcelas, não gosto de aglomerações nem de ter as tendas do vizinho em cima da minha. Não é o caso do de Pedrógão, a zona de acampada tem sombras suficientes como para que ninguém tenha que ficar ao sol, mas não há parcelas e não me pareceu haver muitas restrições à ocupação do espaço ou organização.

 

A Piscina é a da fotografia, tem um excelente aspecto, pena que o tempo não ajudou.

 

Fica ao lado da barragem do Cabril a uns cinco ou seis kms do centro de Pedrógão Grande e sensivelmente à mesma distância de Pedrógão Pequeno, tem umas vistas fantásticas para o lago e para a natureza, conta com um restaurante mesmo ao lado.

 

O parque conta com Bungalows de vários tamanhos, são relativamente baratos, mas não esperem encontrar muito espaço, nós ficamos nuns que supostamente eram para quatro pessoas, talvez se as pessoas não forem muito grandes e não sofrerem de claustrofobia...

 

São razoáveis para dois adultos e duas crianças.. isto se estiver bom tempo e conseguirem colocar a mesa cá fora para as refeições...  Ninguém se atreveu a usar o duche.. 

 

Este é um parque de natureza e na natureza, o ideal para quem gosta de fazer caminhadas e/ou desfrutar das praias fluviais, no raio de algumas dezenas de kms há muito por onde escolher.. .

 

Também serve para quem gosta de pesca, há uma zona de pesca desportiva na barragem, ainda que o N., o pescador cá de casa, diga que não há peixes ... ele pelo menos não conseguiu ver nenhum apesar da quantidade de isco que gastou 

 

Concluindo, é agradável e funcional, ainda que não tenhamos ficado muito impressionados com a organização.

 

Para não variar, o site da internet do parque é miserável como é habitual.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:45

Parque de campismo da Quarteira

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Devo ser das poucas pessoas neste país que nunca tinha estado na Quarteira e fiquei agradavelmente surpreendido, é agradável chegar ao Algarve e  para variar encontrar um lugar arrumado, com construção organizada, com uma avenida de praia convertida em calçadão e que pelo menos nesta altura não está invadida por esplanadas e vendedores. 

 

Gostei, da cidade, dos jardins junto à praia, da praia, dos apoios de praia, até do mercado do peixe.., os preços não eram lá muito convidativos, mas o peixe tinha um aspecto fresco que até apetecia comprar.

 

O parque de campismo é gerido pela Orbitur, o que à partida garante que os preços não são lá muito acessíveis, mas também garante limpeza, organização e pouca confusão.

 

Já o ano passado me tinha acontecido encontrar em pleno Verão Algarvio um parque de campismo, o de Sagres de que falei aqui, praticamente vazio. O da Quarteira não estava vazio, mas estava muito longe de estar cheio. Não sei como será lá mais para o meio do verão, mas nesta altura parece ser frequentado principalmente por campistas estrangeiros e principalmente com autocaravanas. Conta também com mais de 100 bungalows, ainda que de novo os preços não sejam lá muito convidativos.

 

O parque que é enorme, tem excelentes condições e fica  a uns 10 minutos a pé da praia, mas a sua principal atracão é sem dúvida a piscina que podemos ver ali na fotografia, enorme, rodeada de um excelente relvado e diz quem lá entrou que a água está a uma excelente temperatura... eu confesso que aproveitei mais o  relvado que tem a toda a volta, para colocar a leitura em dia.

 

Para além da piscina o parque conta com um restaurante razoável, bar, supermercado, parque infantil e até uma discoteca ao ar livre.

 

Em resumo, gostei muito da cidade, a maior parte do resto das cidades algarvias deveria pôr os olhos na Quarteira para perceber como deveria ser todo o Algarve. E gostei do parque de campismo, é de certeza uma excelente opção para quem gosta de acampar e do Algarve, eu vou de certeza voltar, na Primavera ou no Outono.

 

Já agora, se alguém da Orbitur por aqui passar, que tal darem uma volta ao vosso Site? Eu sei que que o vosso negócio não é a informática ou a internet, mas tal como nós cá em casa, já há muita gente a planear as suas férias pela internet e  um site apelativo, fácil de entender e utilizar ajuda muito a conquistar clientes... o vosso é de fugir.

 

Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:41

Parque campismo da Praia Fluvial da Aldeia Ruiva

Imagem Minha do Momentos e Olhares 

 

Tome nota, ao contrário do que o nome parece indicar, a Praia Fluvial da Aldeia Ruíva, não fica na Aldeia Ruíva, fica na Isna de São Carlos, uma pequena aldeia mesmo junto ao IP8 entre a Sertã e Proença a Nova. Acredite ou não, este é um dado importante, não vá ser que lhe aconteça como ao Paulo e a Maria João que colocaram Aldeia Ruiva no GPS e foram parar a uma Rotunda a uns 40 kms a Norte... que é onde fica a dita aldeia. 

 

Pouco a pouco e à medida que vou conhecendo novos parques e lugares, vou mudando a minha ideia sobre a qualidade média dos parques de campismo em Portugal, sendo que este, tal como já me tinha acontecido o ano passado com O Moinho em Castanheira de Pêra, foi uma agradável surpresa.

 

É um parque pequeno, mas no fim de semana em que lá estivemos a meio de Julho, havia 3 ou 4 tendas, sendo um parque sem residentes permanentes, é limpo e muito organizado e tem imensas sombras. Não tem muitos serviços, mas a Praia a que está encostado tem um café  com Snack Bar e um bar, do outro lado do rio há um bar Gourmet com uma quinta pedagógica, animais e até actividades radicais.

 

Paredes meias com o campismo, há uma zona com churrasqueiras comunitárias, e no rio de águas límpidas e repletas de peixes há uma zona de banhos para crianças e outra para os mais afoitos. Além disso, há uma zona com relva e outra com areia para se estender as toalhas.

 

A praia, que tem nadador salvador, encontra-se classificada como praia acessível , tendo recebido o galardão de “Praia Acessível, Praia para Todos”, pelo Instituto da Água.

 

Éramos seis adultos e 9 crianças, divididos por 2 bungalows e uma tenda. Os bungalows devem ser os maiores e mais funcionais em que já estivemos e acreditem, passamos um fim de semana 5 estrelas.

 

A pouco mais de 200 Kms a norte de Lisboa, é o lugar ideal para se passar um fim de semana descansado, longe de qualquer bulício ou confusão, ideal para quem quer ir visitar as aldeias de Xisto e a sua rede de praias Fluviais ou ou simplesmente descansar.

 

Para quem gosta de boa comida Portuguesa, não deixem de  provar a excelente gastronomia beirã especialmente o bucho e os maranhos.

 

Prometo que quando lá voltar esclareço o estranho enigma do nome da praia que fica a 40 Kms da Aldeia Ruíva.

 

As fotografias vão estar no Picasa, aqui 

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:13

Acampar no Algarve, Parque de campismo de Sagres

por Jorge Soares, em 09.07.12

Praia do Martinhal, Sagres, Portugal

 

Imagem Minha do Momentos e Olhares 

 

Quando a minha meia laranja me falou deste fim de semana no Parque de campismo de Sagres tive as minhas dúvidas, parques de campismo de praia no Verão em Portugal é coisa que não costumo recomendar a ninguém, ora, parque de campismo em Julho no Algarve é coisa para me deixar não de um mas de dois pés atrás.

 

Lembro-me sempre de um fim e semana que passei há uns anos em Junho na Galé, ou do pessoal lá de Oliveira de Azeméis que no inicio de Junho ia montar as tendas para o parque de campismo da Praia da Torreira para marcar lugar para o Mês de Agosto... das histórias que eles depois contavam em Setembro é melhor nem me lembrar.

 

Quando no Sábado chegamos e me deparei com um parque de campismo quase às moscas nem queria acreditar. É verdade que Sagres já tem mais a ver com a Costa Vicentina que com o Algarve em si, mas não deixa de ser Algarve. 

 

O parque tem boas condições, é um parque de pinhal, como todos os parques da Orbitur não tem residentes permanentes nem o aspecto de bairro de lata que infelizmente caracteriza a maior parte dos parques de campismo de praia deste país. Tem imensas sombras e espaço para montar a tenda sem incomodar ou ser incomodado pelos vizinhos mais próximos é o que não falta.

 

As infra-estruturas não são das mais modernas mas são funcionais , as casas de banho são espaçosas e sempre impecavelmente limpas, tem bar restaurante e supermercado.

 

Como pontos negativos, destaco a falta de uma piscina e o mau estado do que eles chamam o parque infantil, um lugar com areia e onde restam vestígios ferrugentos do que já terão sido baloiços e outros divertimentos para crianças.

 

De resto, Sagres tem algumas das mais bonitas praias em que já estive no Algarve, é claro que o vento constante não ajuda, mas em que outro lugar do Algarve se podem encontrar em Julho praias onde estacionar não é problema já seja para o carro ou para a toalha?.. Quanto à temperatura da água nesta altura... pois, também não vi muita gente a tomar banho... mas não se pode ter tudo!

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:35


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D