Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Podemos confiar nos construtores de automóveis?

por Jorge Soares, em 28.09.15

teste.jpeg

 

Imagem de aqui 

 

O escândalo começou pela Volkswagen e pelas suas várias marcas, mas este agitar de águas já começou a salpicar outros construtores, hoje já se fala da BMW, Opel, Mercedes, Peugeot...  e já há quem diga que não vai haver inocentes.

 

Todos ficamos escandalizados com este caso das emissões dos gases de escape, mas se nos pusermos a pensar, o que é que isto tem de novo? Antes de comprar um carro, para além do preço uma das coisas à que a maioria está atenta é aos consumos, pensem lá, alguma vez conseguiram fazer as médias que vem escritas nos folhetos publicitários? Eu não, mesmo sendo eu um daqueles condutores que raramente excede os limites de velocidade... 

 

Em todos os carros que já tive, e já foram alguns de pelo menos 4 marcas, as médias andam sempre pelo menos um litro acima do que era anunciado. Se nos pusermos a pensar isto é claramente publicidade enganosa, mas alguma vez alguém se queixou? No melhor dos casos diziam logo que a culpa era do pé pesado do consutor, não era de certeza das condições ideiais em que eles testam os consumos.

 

Há uns anos o meu irmão comprou um carro novo, por acaso era Volkswagen, com menos de 3000 kms os pneus da frente estavam gastos por dentro, o carro vinha com a direcção desalinhada, eles alinharam e aceitaram que o carro tinha vindo assim da fábrica, mas negavam-se a trocar os pneus... segundo eles era material de desgaste, e não trocam material de desgaste, mesmo que a culpa seja deles.. depois de muita discussão e de ameaças, lá aceitaram pagar... metade do valor dos pneus.

 

Porque é que a Volkswagen inventou este software para aldrabar o mundo? Porque os dispositivos anti-poluição tem efeitos na potência e nos consumos do carro, e a malta gosta de carros potentes e que gastem o menos possível, ou seja, se não aldrabam nos níveis de poluição, aldrabam na potência e nos consumos.... mas aldrabam sempre.

 

Jorge Soares

publicado às 22:50

É um político português com certeza

por Jorge Soares, em 19.09.13

Limitação de mandatos

 

Imagem de aqui

 

Não vou discutir sobre se a lei de limitação de mandatos faz ou não sentido, há meses que andamos a falar do assunto e imagino que já todos devem ter a sua opinião sobre a mesma, sobre o seu espírito e sobre a forma como ela é interpretada ao sabor dos interesses de cada um.

 

Também acho que mesmo para aqueles que agora se beneficiaram das suas falhas, não restam dúvidas que esta é uma lei que nasceu torta e parece que infelizmente não há vontade de a endireitar. Terá sido uma falha do legislador, um erro de quem a transcreveu, uma forma de deixar pontas soltas, o certo é que a cada dia que passa se descobre que há mais uma forma de lhe dar a volta...

 

É claro que desenrascados como somos, há sempre alguém que se aproveita de uma forma ou outra de qualquer buraquinho para se  tentar perpetuar no poder... mesmo que se esteja a falar de uma junta de freguesia... um lugar que mais que outra coisa qualquer, costuma dar muito trabalho e pouco proveito.

 

Hoje foi noticia que em Sátão, distrito de Viseu, na Freguesia de Ferreira de Aves, o actual presidente da junta decidiu que como ele não se pode candidatar, candidata-se a sua mulher. Ele é o número dois da lista, no caso da senhora ganhar as eleições, demite-se de imediato, passando o poder para ele.

 

A senhora é candidata pelo PSD e segundo o telejornal da RTP, nem sequer aparece em nenhum dos cartazes, quem aparece é ele.

 

Isto é o chico-espertismo elevado ao seu mais alto nível, e custa-me a entender que o PSD, afinal o partido que neste momento está a governar o país, aceite estratagemas como este para se perpetuar no poder... mesmo que seja numa pequena aldeia perdida no interior do país... É que de uma forma ou outra, o que transparece de tudo isto é uma enorme falta de seriedade.

 

Resta saber se este será caso único ou se há mais chicos espertos destes e se os partidos pelos que estão a concorrer às eleições dão cobertura a tais aldrabices.

 

Jorge Soares

publicado às 21:34


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D