Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Libertem os animais!!

por Jorge Soares, em 22.12.14

orangutango.jpg

 

Imagem de aqui

 

 

Num caso inédito, a Justiça da Argentina concedeu um habeas corpus a uma fêmea de orangotango que vive no jardim zoológico de Buenos Aires para que esta  seja libertado e levada para um santuário, onde poderá viver em semiliberdade. O tribunal  reconheceu que Sandra, é este o nome do animal, possui direitos básicos como um "sujeito não humano" e está privada ilegalmente de sua liberdade.

 

O pedido de habeas corpus foi foi colocado por um grupo de activistas de defesa dos direitos dos animais, com o fim de pedir a liberdade da fêmea de orangotango de 28 anos que se encontra há duas décadas presa no jardim zoológico de Buenos Aires. Esta decisão que evidentemente é passível de recurso, poderá abrir  um precedente que no futuro poderá ser utilizado em favor da liberdade de muitos outros animais.

 

Eu não gosto de Jardins zoológicos, posso até entender  que sirvam o propósito de acercar os animais a pessoas que de outra forma dificilmente teriam alguma hipótese de os ver ao vivo, mas para mim não deixa de ser uma forma de ter animais aprisionados, contra a sua natureza de animais selvagens, na maior parte dos casos em condições degradante e que nada tem a ver com o seu habitat natural

 

Também não acredito naquelas teorias que dizem que os zoológicos servem para preservar espécies que estão em risco na natureza, se o objectivo é preservar a espécie, então isto deve ser feito em condições o mais aproximadas possível do habitat natural e nunca com os animais encerrados em jaulas e em contacto com milhares de pessoas diariamente.

 

Na realidade a procriação de animais em jardins zoológicos para pouco mais serve que para alimentar a industria dos animais em cativeiro e dificilmente um animal que nasce num zoológico  irá alguma vez parar ao seu habitat natural.

 

Espero que esta iniciativa dos activistas argentinas tenha sucesso e que no futuro sirva de exemplo para libertar muitos outros animais que pelo mundo fora se encontram  em zoos, em circos ou noutro tipo de cativeiro.

 

Digam lá que este não foi um excelente presente de natal para a Orangotango Sandra?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:19

Mais uma jornada, mais racismo no futebol

por Jorge Soares, em 11.05.14

Racismo

 

Imagem do Público 

 

O episódio de que falei neste post, que envolveu Dani Alves, uma banana e adeptos do Villareal de Espanha, saldou-se com uma multa de 7000 Euros ao Villareal e tudo continuou como se nada tivesse acontecido. de tal forma que na semana a seguir registou-se um novo caso de racismo envolvendo Pape Diop, jogador do levante e adeptos do Atlético de Madrid que imitavam macacos cada quando o jogado Senegalês do Levante.

 

Sei que há quem ache que tudo isto não passa de actos isolados praticados por dois ou três adeptos e que os clubes não devem ser punidos, concordo que isto é obra de alguns anormais, mas não concordo que os clubes não sejam responsabilizados, porque acho que estes não fazem o suficiente para evitar que os episódios se repitam.

 

E também não é com multas de 7000 Euros que estes vão reagir, o valor é ridiculo e a mensagem que passa é que não há uma vontade real para se resolver o problema e a prova é que esta semana em Itália o episódio da banana voltou a repetir-se uma vez mais. Esta vez foram os adeptos do Atalanta em Itália que atiraram duas bananas na direcção do guineense Kévin Constant e do holandês Nigel de Jong, ambos do Milan.

 

O futebol é um desporto de milhões e só existe porque existem futbolistas, sem eles não há clubes e não há adeptos, 7000 Euros de multa é um insulto da federação espanhola a Dani Alves, e um convite aos anormais que insultam jogadores só porque eles tem cor de pele diferente.

 

A verdade é que enquanto a Fifa , a Uefa e as federações fingem que se preocupam, estas coisas repetem-se quase todas as semanas e não vale a pena que se inunde a internet e as redes sociais com gente a comer bananas, não é assim que se vai resolver o problema, o problema só se vai resolver quando todo o mundo, para além de quem sofre na pele os insultos em cada jogo, tenha uma vontade real e tome acções reais para o resolver.

 

Digamos todos não ao racismo em qualquer situação.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:09

Midway - ou as marcas que deixamos na natureza

por Jorge Soares, em 17.06.12

midway5.jpg

 

Imagem de aqui 

 

Midway  fica é uma ilha em pleno oceano Pacífico, que fica a 2.000 km de qualquer costa continental. Esta ilha é desabitada, os seus únicos habitantes são aves marinhas, no entanto... Vejam o que se passa por lá!

 

 

Por vezes não temos a noção das marcas que deixamos na natureza, o que se vê no vídeo, o sofrimento destas aves, o sofrimento e morte de muitas outras aves e de muitos outros animais, só acontece porque nós existimos, são as nossas acções, a nossa incúria, o nosso pouco cuidado com o mundo que nos rodeia quem mata cada dia milhares e milhares de animais e plantas.

 

Todos nós somos culpados pela morte de cada um destes animais, é urgente que interiorizemos isto e que mudemos a nossa forma de estar no mundo ou um destes dias não vai restar nada.

 

Midway Project blog, team details, production diary videos:
http://www.MidwayJourney.com

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:31

cão vivo que aguarda ser queimado juntamente com os restantes cadáveres de animais mortos

Imagem retirada do Suspeitas

 

 

Aquilo que nos separa dos animais é a racionalidade, a mesma racionalidade que nos converte em selvagens quando decidimos enfrentar um touro com cavalos, ferros e espadas numa tourada, ou utilizar um chicote para domar um animal selvagem e colocá-lo ao nosso serviço num circo, ou para utilizar uma arma e caçar um animal no seu habitat natural pelo único prazer de matar.. ou simplesmente achar que podemos dispor da vida de qualquer animal para primeiro o acolhermos e depois o abandonarmos só porque ele cresceu, ou porque nos cansamos de brincar com ele.

 

Os animais não são coisas, são seres vivos e é como seres vivos que os devemos tratar, não como obejctos ou coisas das que podemos dispor ao nosso prazer.

 

Por uma nova lei de protecção dos animais, pelo fim das touradas, pelo fim dos animais nos circos, pelo fim da caça por prazer, pelo fim do abandono dos animais vamos dar "Um Passo em Frente" - Campanha ANIMAL "Nova Lei de Protecção dos Animais".

 

Vídeo de Lançamento da 2.ª Fase da Campanha "Por uma Nova Lei de Protecção dos Animais em Portugal"

"Um Passo em Frente".

 

 

Eu apoio esta campanha por uma nova lei de protecção dos animais em Portugal

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:13


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D