Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



MIMA House

 

Imagem do Publico 

 

Não tem sido fácil manter a promessa de ter pelo menos um post positivo por semana, primeiro porque nem sempre é fácil encontrar o assunto certo, segundo porque ao tentar manter o hábito de só escrever um post por dia, há sempre muitas coisas de que falar... bom, hoje é dia.

 

No público encontrei o seguinte:

 

Em poucos meses, o projecto da premiada MIMA House, de dois jovens arquitectos de Viana do Castelo, passou da fase experimental para a de comercialização. 

 

Uma das coisas que costumo dizer é que ao contrário do que muita gente insiste em pensar, a solução para o futuro do nosso país não pode nem deve passar por tentar que o tempo volte para trás. Raramente tivemos, não temos e dificilmente teremos capacidade de competir com países com muitos mais recursos e com muita mais mão de obra que o nosso.  E isto é válido para a industria, para a agricultura e para muitas outras áreas.

 

A solução terá sempre que passar por olhar em volta, ver quais as nossas capacidades e recursos e tentar tirar o melhor proveito deles, ver em que podemos ser tão bons ou melhores que os outros e apostar nisso. 

 

É claro que quando falo de recursos, estou a incluir as pessoas. Estes dois jovens de Viana do Castelo conseguiram transformar uma ideia num projecto de sucesso e mostraram ao mundo que no nosso país existem ideias e pessoas com a capacidade de produzir coisas úteis. É claro que terem sido premiados com o Building of the Year do site de arquitectura ArchDaily ajudou, mas sem ideias e sem trabalho não há prémios.

 

Quem diz que não há futuro para o nosso país?, o futuro somos nós que o construímos.

 

Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:04

Há coisas positivas em Portugal.

por Jorge Soares, em 03.03.11

O Bar das caixas de plástico e leds do Diogo Aguiar

 

Este é um post que estava perdido na minha memória, um daqueles que foi ficando para trás.. porque ou falta a inspiração ou há sempre uma desgraça qualquer, um novo caso de que falar... há pouco na busca de inspiração dei uma volta pelos blogs que costumo ler e pelos jornais..e sabem uma coisa..  começa a ser deprimente.... a crise, a geração à rasca, os juros, a desgraça da justiça e dos políticos que temos.. é deprimente.. e talvez sea, porque não nos cansamos de olhar para o lado mau...e há tantas coisa boas neste país, tantas coisas para as que podemos olhar.

 

A noticia já tem 15 dias mas não deixa de ser notável,  Diogo Aguiar e Teresa Otto pegaram em 420 caixas de plástico compradas a dois Euros cada uma no Ikea, juntaram uns milhares de leds de cores diferentes e com isto criaram um bar desmontável para a queima das fitas do Porto de 2008. O efeito dos cubos de plástico que mudavam de cor foi arrasador, um autêntico sucesso. No fim da queima o bar que custou uns poucos milhares de Euros foi desmontado... mas não foi esquecido, a candidatura foi feita "na sequência de uma brincadeira de amigos, que divulgaram o projecto num blogue. Daí para a frente funcionou o efeito viral das redes sociais na Internet até chegar à lista dos finalistas do Arch Daily. .... Venceram numa categoria em que havia resorts luxuosos e grandes nomes da arquitectura mundial em competição "

 

Somos um país pobre, disso não há dúvida, mas pobreza monetária não tem porque significar pobreza de ideias,são exemplos como os do Diogo e da Teresa que nos fazem acreditar que não é preciso muito para se fazerem coisas notáveis, coisas que apesar de por vezes serem pequenas, podem ser grandiosas... mesmo.

 

Acredito que haverá muitos exemplos como este no nosso país, coisas positivas para as que podemos olhar e sentir orgulho de nós e da capacidade dos nossos jovens.... e sim, nem tudo é à rasca nesta geração..  há quem saiba olhar para a vida e fazer por ela.

 

 

Resta dizer que para além deste prémio o nosso país..e a cidade do Porto, arrecadaram também o prémio para a Arquitectura Institucional com o Edifício da Vodafone, que custou 50 Milhões de Euros,  e o prémio para O Melhor Design de Interiores com uma casa 44 metros quadrados baseada no conceito da domótica e aproveitamento do espaço.

 

Jorge Soares

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:09


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D