Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



E tu?, O que fazias com 90 mil euros por mês?

por Jorge Soares, em 05.11.15

ricardo-salgado.jpg

 

Imagem de aqui

 

Ricardo Salgado recebe actualmente 29 mil euros por mês do fundo de pensões do BES, mas, se se cumprir o parecer do Instituto de Seguros de Portugal, que regula os fundos de pensões e que afirma não existirem "razões para diferir o pagamento aos ex-membros da comissão executiva", virá a receber 90 mil euros

 

Não consegui encontrar o valor da pensão média em Portugal, li algures que em 2010, antes dos cortes da Troika, andava abaixo dos 400 Euros. A pensão social actual é de 201,53 Euros.

 

Sim, eu sei, um fundo de pensões não é uma reforma, mas convém recordar que este senhor, que era o dono disto tudo, é o principal responsável pela fraude gigantesca em que se converteu o BES e que é do bolso de todos nós que mais tarde ou mais cedo irá sair o dinheiro para salvar o que ele afundou... dinheiro que não fosse o buraco que ele e os amigos dele escavaram no banco, bem que podia  ir para aumentar as pensões de quem realmente precisa.

 

E tu?, O que fazias com 90 mil euros por mês?

 

Jorge Soares

publicado às 21:34

Cavaco Silva falou ao País

Imagem do Público

 

"O Banco de Portugal tem sido peremptório e categórico a afirmar que os portugueses podem confiar no Banco Espírito Santo dado que as folgas de capital são mais que suficientes para cumprir a exposição que o banco tem à parte não financeira, mesmo na situação mais adversa"

 

Cavaco Silva à TSF no dia 21 de Julho de 2014

 

A noticia da TSF inclui a gravação das palavras de Cavaco Silva, o Banco de Portugal pelos vistos não era capaz de cumprir o seu papel de vigilância e ignorava tudo o que se passava, mas hoje sabemos que Cavaco Silva, Passos Coelho e o governo sabiam que havia no GES um buraco de mais de sete mil milhões de Euros.

 

Nem Cavaco, nem Passos Coelho, nem ninguém do governo, negou as informações contidas na carta de Ricardo Salgado à comissão de inquérito, ou seja, ainda que tacitamente, todos admitem que tinham conhecimento da verdadeira situação do grupo Espírito Santo.

 

Agora podem vir brincar com as palavras e dizer que se basearam nas informações do Banco de Portugal, mas a verdade é que não há como negar nem o que está nas carta de Salgado nem o que se pode ouvir nas gravações de então e o que se ouve é o Presidente da República a dizer que os portugueses podem confiar no BES.... hoje o BES é o banco mau e está à vista no que os portugueses podem confiar... uma coisa é certa, a julgar por este caso, não será de certeza em Cavaco e no governo que podemos confiar....

 

Todos nós ouvimos estes senhores e alguns outros com responsabilidades já seja no governo ou no Banco de Portugal dizer que o BES tinha fundos mais que suficientes para cobrir o buraco, também os ouvimos dizer que havia interessados com dinheiro para investir no banco, depois foi o que se viu e quem sabe quanto irá tudo isto custar ao país.

 

Não percebo porque é que quem naquela altura falava tanto e com tanta certeza bem do BES, agora se nega a esclarecer as duvidas de quem está mandatado pela assembleia da república e pelos portugueses para investigar o que se passou. O presidente da república e o primeiro ministro não estão acima da lei e tem o dever de esclarecer os portugueses

 

Como português eu exijo que estes senhores vão à comissão e expliquem porque é que não avisaram o país e o Banco de Portugal o que se estava a passar, ou as reuniões de que fala o Salgado eram só reuniões de amigos? Salgado era um amigo de Passos Coelho que pedia uma ajuda de sete mil milhões à Caixa Geral de depósitos? O Facto do GES necessitar de tanto dinheiro não seria um sinal de alarme para o que aí vinha?

 

Jorge Soares

Update, entretanto alguém colocou online o vídeo onde se pode ver o presidente da república dizer que está tudo bem com o BES... cada um que tire as suas conclusões

 

publicado às 22:44

Para que serve o Banco de Portugal?

por Jorge Soares, em 04.08.14

Henricartoon

 

Imagem do HenriCartoon

 

Na sexta feira passada eu perguntava "Quanto tempo dura o BES?", ainda nem tive tempo de responder aos comentários do post, mas a resposta não demorou, tal como eu previa no fim do post, o BES já era!

 

Ontem era dia de encerramento da Feira de Santiago em Setúbal, e encerrou em grande com um concerto de Pedro Abrunhosa que terminou madrugada dentro, não ouvi a declaração de Carlos Costa nem os diversos comentários dos economistas, sei que há neste momento opiniões para todos os gostos, há quem aplauda a solução e quem ache que simplesmente se deveria ter deixado o banco falir.

 

Depois de tudo o que já ouvi e li, continuo na minha, deixar falir o segundo maior banco do país seria o mesmo que convidar a Troika a vir cá passar o natal, as consequências para o estado e para a economia seriam de tal ordem que o melhor era arranjar casa para os senhores da Troika se mudarem para cá por muito tempo.

 

Não sei se a solução encontrada será a melhor ou não, mas não tenho dúvidas que será de certeza muito melhor que deixar milhares e milhares de pessoas com contas e créditos penduradas num banco falido.

 

quem ache que se deveria deixar falir e usar a fortuna da família Espírito Santo para pagar, esquecem-se que essa fortuna estava na sua maior parte nos 20% que eles tinham no BES, 20% que há três meses equivaliam a quase 2 mil milhões de Euros e que agora valem 0. É claro que eles tem mais bens, mas a verdade é que esses outros bens valem migalhas em comparação com o dinheiro e os créditos que existem no BES.

 

Encontrada a solução, resta agora apurar responsabilidades, não só as responsabilidades criminais de quem com uma gestão e decisões fraudulentas, levou o banco a esta situação, mas também as responsabilidades de quem deveria supervisionar e evitar que isto chegasse a este ponto e que pelos vistos esteve a olhar para outro lado durante anos. 

 

Como é que com tudo o que está a aparecer agora, o BES conseguiu passar com boa nota nos testes a que foi submetido há bem pouco tempo?

 

Depois do que aconteceu com o BPN e agora com o BES, a questão que se coloca e que seria bom que alguém respondesse é: Para que serve o Banco de Portugal?

 

Jorge Soares

publicado às 23:49

Quanto tempo dura o BES?

por Jorge Soares, em 01.08.14

Bes

 

 

Imagem do Henricartoon 

 

Há uns 15 dias o Banco de Portugal assegurava que não havia problema nenhum com o BES, o problema era só mesmo com o GES, uns dias depois já diziam que afinal poderia haver algum problema mas que o banco tinha dinheiro mais que suficiente para tapar o buraco, com a entrada dos novos gestores a mensagem passou a ser que se esse dinheiro não chegasse haveria gente com vontade de investir no banco para tapar o buraco.

 

No inicio desta semana o buraco chegou aos 3500 milhões, hoje já se fala da intervenção do estado e já há quem diga que os mais de seis mil milhões que restam do acordo com a Troika não vão ser suficientes, começo a ter medo do que virá a seguir... será que o BES dura até ao fim da semana que vem?

 

Comparado com o BES o BPN era muito pequeno e é difícil saber onde está o fundo do buraco financeiro que restou depois da nacionalização, não sou economista e tenho algumas dificuldades em imaginar quais seriam, para o país e para todos nós, as consequências da falência do segundo maior banco do país.

 

Há quem aposte que a nacionalização vá acontecer brevemente, há quem grite a todo pulmão que o estado não deve meter as mãos nas asneiras dos privados e que deverão ser estes a pagar os prejuízos. Eu acho que deixar o banco falir está fora de questão, para além de que teria sempre que ser o estado a cobrir os depósitos até cem mil euros, as consequências na economia seriam de tal forma graves que teríamos de certeza a troika de volta antes do natal.

 

Com tudo isto, já seja pela nacionalização ou pela falência, o BES já era, resta saber quanto tempo demorará a ser tomada a decisão e ditada a sentença.

 

Jorge Soares

publicado às 23:33

Ricardo Salgado e a Justiça à Portuguesa

por Jorge Soares, em 24.07.14

Ricardo Salgado

 

 

Imagem do Público 

 

A  detenção de Ricardo Salgado foi noticia em pelo menos dois dos principais jornais espanhóis online e imagino que terá tido eco em muitas outras publicações pelo mundo inteiro. Não é todos os dias que ouvimos falar da detenção de um banqueiro e muito menos de um que até chegou a ser convidado a comparecer em conselhos de ministros.

 

Não sou dos que acham que todos os banqueiros são ladrões, os bancos existem porque o mundo precisa deles, são um negócio e os negócios existem para servir quem deles precisa e para dar lucro a quem teve a capacidade de os montar. É claro que os bancos e quem os dirige tiveram a sua quota parte de culpa na crise, tal como a tiveram os políticos e até todos nós que os elegemos.

 

Ricardo Salgado era até há uns dias atrás uma figura poderosa, havia (há?) muita gente a depender dele ou pelo menos do dinheiro que estava ao seu alcance, da politica ao futebol passando pela industria, muito poucos dos poderosos deste país não tinham ligações mais ou menos próximas ao BES e/ou à família Espírito Santo.

 

Hoje o senhor foi detido, interrogado durante horas e teve que pagar a módica quantia de 3 milhões de Euros para poder preparar a sua defesa em liberdade. Curiosamente a sua detenção estará relacionada com o caso Monte Branco, caso pelo qual já tinha sido investigado e na altura ilibado.

 

Imagino que o descalabro do grupo Espírito Santo terá deixado à vista muito lixo que estava escondido debaixo dos tapetes financeiros, mas ficamos sempre a  pensar, o que terá mudado desde a altura em que se concluiu que o senhor era inocente até agora?

 

Poderão ter mudado muitas coisas, mas uma é evidente, Ricardo salgado deixou de ser "o gajo que manda nisto tudo", o banqueiro que até aparecia nos conselhos de ministros, no momento em que se percebeu que o GES era um gigante com pés de barro Ricardo Salgado passou a ser um cidadão comum e até passou a poder ser preso.

 

Eu sei que entre outros Daniel Oliveira já fez esta pergunta, é uma pergunta que nos fazemos todos, com os mesmos indícios que se conhecem agora, Ricardo Salgado teria sido detido e sujeito a uma caução de 3 milhões de Euros há dois ou três meses atrás? Eu quero na justiça portuguesa e portanto quero acreditar que sim.... mas também sei que sou muitas vezes sou lírico.

 

Esperemos é que a justiça à portuguesa não apareça de novo e a montanha não dê em mais um rato do tamanho do que deu com os senhores do BPN.

 

Jorge Soares

publicado às 23:35


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D