Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Às vezes somos um país tão à frente

por Jorge Soares, em 06.11.18

bohemian.PNG

 

Imagem retirada do Twitter

 

Definitivamente vivem-se momentos estranhos no Brasil, o twitt da imagem é sobre o que se está a passar nos cinemas deste país nas sessões do filme Bohemian Rapssody de que falei no post de sexta, pelo que tenho lido não é um acto isolado (ver aqui), em muitas sessões o filme é vaiado e os actores são insultados quando o público se apercebe das cenas gays, que diga-se de passagem são bem soft e insinuam muito mais do que mostram.

 

A orientação sexual de Freddie Mercury é conhecida pelo menos desde a sua morte, pelos vistos o público brasileiro não tinha essa noção e só conhecia o génio musical do líder dos Queen.

 

Nestas alturas percebemos porque é que 56% votou em alguém como Bolsonaro... e para eles nós é que somos os atrasados.

 

Prevejo tempos conturbados para quem no Brasil  tem mente aberta e já saiu das trevas da idade média.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:57

formiga.jpg

Imagem do Facebook

 

Disclaimer: Por favor não entendam os meus posts como um incentivo ao voto em Bolsonaro ou contra o Bolsonaro, na minha situação actual eu nunca votaria nele ou em alguém que esteja sequer próximo das ideias dele... Entre alguém que eu sei que quase de certeza me vai cortar a liberdade de pensar e de dizer o que quero e alguém que quase de certeza vai governar mal e manter a situação actual, eu optaria sempre pelo segundo, pelo menos neste caso eu sei que passado algum tempo vou poder escolher outro, com o primeiro já não tenho a certeza que isso aconteça.

 

A imagem acima é uma das muitas que anda a circular nas redes sociais e que pretende simbolizar o porquê é errado votar em Bolsonaro.  Mas será que é assim tão simples? Será que as pessoas só votam nele porque não gostam do PT? Sinceramente não acredito, o texto abaixo foi escrito por mim no post do dia 05.03.2013 (Aqui), dia em que morreu Hugo Chavez.

 

Eu vivi 10 anos em Caracas na era pré Hugo Chavez, eu vivi na Venezuela quando por cada litro de leite que se comprava, o estado pagava três à empresa produtora, por cada bilhete de autocarro o estado pagava três à empresa de transportes, era uma economia subsidiada em que não havia inflação e era tudo baratíssimo.

 

Por outro lado, era um estado em que a corrupção era lei, não se pagavam multas, não se pagavam impostos e não se fazia absolutamente nada, desde tirar o bilhete de identidade a fazer qualquer negócio, sem untar as mãos a alguém.

 

Esta situação manteve-se assim durante muitos anos até que um dia o baixo preço de petróleo, a corrupção generalizada e a situação mundial fizeram com que as reservas do estado não fossem suficientes para continuar a manter uma economia artificial e então foi o caos. Sem os subsídios do estado o povo teve que passar a pagar os verdadeiros preços pelas coisas e a inflação galopante levou o pouco que restava da economia.

 

Isto durou 15 anos até que o povo se fartou, decidiu deixar de apostar nos mesmos de sempre e optou por mudar, foi aí que apareceu alguém que soube falar ao povo, aos pobres que são a maioria da população. Nessa altura eu já não vivia lá, mas se vivesse, de certeza que votaria nele, porque simplesmente o país não podia continuar a ser governado pelos mesmos de sempre, os que o tinham levado  até aquela situação.

 

Hugo Chavez era um demagogo, um homem sem qualquer sentido de estado, e não foi capaz de tirar o país do enorme buraco donde ele se encontra, mas a verdade é que ele foi eleito em 5 ou 6 eleições, ganhou dois referendos e sempre com percentagens acima de 70% dos votos.

 

Façam o exercício de trocar Hugo Chavez por Bolsonaro, e a Venezuela pelo Brasil .... e talvez não seja preciso muito esforço para se perceber o resultado das sondagens e o que se vai passar no próximo Domingo.

 

A diferença é que Bolsonaro é um ex-militar que está na extrema direita e Hugo Chavez era um militar que  (supostamente) estava na extrema esquerda, de resto o discurso não é assim tão diferente e quase de certeza que se esperarmos o tempo suficiente, o resultado também não será muito diferente. Não há milagres, políticos ignorantes só podem levar a resultados desastrosos.

 

No outro dia alguém (não me lembro mesmo quem) dizia o seguinte algures no Facebook:

Quando a situação económica é má, as pessoas apoiam cegamente qualquer diabo que apareça mascarado de Messias e a própria liberdade torna-se irrelevante. Sempre assim foi e sempre assim será.

 

Só espero, pelo bem do povo do Brasil, que a seguir a Bolsonaro não apareça um Nicolás Maduro qualquer, que é um senhor que não está nem à direita nem à esquerda, só lá está  mesmo pelo poder e pelos benefícios do mesmo.

 

Jorge Soares

 

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:35

Fake News

por Jorge Soares, em 24.10.18

Imagem retirada de aqui

A imagem acima anda a circular há umas semanas nas redes sociais, lembro-me que me apareceu no Facebook um ou dois dias depois da primeira volta das eleições no Brasil. Na altura estava inserida numa noticia que dizia que apoiantes de Bolsonaro tinham agredido uma jovem lésbica e a tinham marcado desta forma. Estive quase a voltar ao blog nesse dia para falar do assunto, não foi na altura, é hoje. 

 

Hoje a noticia do Globo diz que a jovem se auto-mutilou e inventou toda a história.  Tenho o Globo como um jornal sério, mas para ser sincero, já não sei no que acreditar. Há outras noticias (Ver aqui) sobre o nazismo e o aparecimento de suásticas no Brasil, mas será que serão reais ou só mais um produto da gigantesca fábrica de noticias falsas em que degenerou o país nos últimos tempos? 

 

E será que tudo aquilo que lemos e ouvimos sobre o Bolsonaro é verdade? E o que se diz sobre Lula e o PT? Podemos acreditar em quê? 

 

Vivemos numa época em que a maioria das pessoas usa as redes sociais para se manter informado, já vi passar pelo Facebook desde a maior das barbaridades, até noticias com 4 ou 5 anos que são apresentadas e comentadas  por quem as partilha, como sendo a maior das actualidades.

 

Naquela semana de Agosto em que Portugal chegou aos 45 Graus, alguém foi buscar uma noticia de Abril em que se dizia que na semana a seguir ia nevar, era uma noticia que tinha sido real em Abril, ninguém via a data mas todo o mundo comentava como se aquilo fosse mesmo acontecer em Agosto.

 

As pessoas acreditam simplesmente no que lhes aparece à frente, na maior parte dos casos só lêem o cabeçalho e nunca entram na noticia, mas todo o mundo comenta como se fosse um especialista e claro, não podem deixar de partilhar.

 

Há muito que deixei de acreditar em sondagens, desde a vez em que participei numa e que percebi como é que se leva as pessoas a escolher o candidato que interessa a quem a pediu. Mas quando nos perguntamos como é que o Bolsonaro pode ter quase 60% das intenções de votos, talvez uma parte da resposta esteja neste tipo de comportamentos. ... Uma parte, do resto falo noutro dia.

 

Jorge Soares

Related Posts with Thumbnails

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com


Posts mais comentados





Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D