Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



La mariposa volotea

por Jorge Soares, em 16.08.13

Mariposa

 

 Imagem minha do Momentos e Olhares

 

LA mariposa volotea
y arde —con el sol— a veces.

Mancha volante y llamarada,
ahora se queda parada
sobre una hoja que la mece.

Me decían: —No tienes nada.
No estás enfermo. Te parece.

Yo tampoco decía nada.
Y pasó el tiempo de las mieses.

Hoy una mano de congoja
llena de otoño el horizonte.
Y hasta de mi alma caen hojas.

Me decían: —No tienes nada.
No estás enfermo. Te parece.

Era la hora de las espigas.
El sol, ahora,
convalece.

Todo se va en la vida, amigos.
Se va o perece.

Se va la mano que te induce.
Se va o perece.

Se va la rosa que desates.
También la boca que te bese.

El agua, la sombra y el vaso.
Se va o perece.

Pasó la hora de las espigas.
El sol, ahora, convalece.

Su lengua tibia me rodea.
También me dice: —Te parece.

La mariposa volotea,
revolotea,
y desaparece.

 

Algures perto do mar nas Astúrias

Agosto de 2012

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:05

A veia do poeta

por Jorge Soares, em 15.08.11

A veia do poeta.. o voo das borboletas

Imagem Minha do Momentos e Olhares

 

 

Cansado do movimento
Que percorre a linha recta
Fui ficando mais atento 
Ao voo da borboleta 
Fui subindo em espiral 
Declarando-me estafeta
Entre o corpo do real 
E a veia do poeta

Mas ela não se detecta 
À vista desarmada
E o sangue que lá corre
Em torrente delicada 
É a lágrima perpétua
Sai da ponta da caneta
Vai ao fim da via láctea 
E cai no fundo da gaveta

Ai de quem nunca guardou
Um pouco da sua alma
Numa folha secreta
Ai de quem nunca guardou
Um pouco da sua alma
No fundo duma gaveta
Ai de quem nunca injectou
Um pouco da sua mágoa 
Na veia do poeta

 

Rui Veloso

 

 

Borboletas no jardim...

Setúbal, Outubro de 2008

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:25

Sentimental

por Jorge Soares, em 24.06.11

Borboleta

 

Imagem Minha do Momentos e Olhares

 

Tenho tanto sentimento 
Que é freqüente persuadir-me 
De que sou sentimental, 
Mas reconheço, ao medir-me, 
Que tudo isso é pensamento, 
Que não senti afinal. 

Temos, todos que vivemos, 
Uma vida que é vivida 
E outra vida que é pensada, 
E a única vida que temos 
É essa que é dividida 
Entre a verdadeira e a errada. 

Qual porém é a verdadeira 
E qual errada, ninguém 
Nos saberá explicar; 
E vivemos de maneira 
Que a vida que a gente tem 
É a que tem que pensar.


Fernando Pessoa


Acreditem ou não, a fotografia está na posição certa, aquela vegetação verde do lado esquerdo é musgo no pé de um carvalho... tive a tentação de rodar a imagem, colocar a flor de pé... mas a natureza é como é, não como nós a queremos ver. A Borboleta é uma Melanargia lachesis ou borboleta Mármore


Praia Fluvial de Poço Corga, Rio Pêra
Castanheira de Pêra
Junho de 2011
Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:04

O florir do encontro casual

por Jorge Soares, em 21.04.11


Borboleta na folha de palma

 

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

O Florir

 

O florir do encontro casual

Dos que hão sempre de ficar estranhos...

 

O único olhar sem interesse recebido no acaso

Da estrangeira rápida ...

 

O olhar de interesse da criança trazida pela mão

Da mãe distraída...

 

As palavras de episódio trocadas

Com o viajante episódico Na episódica viagem ...

 

Grandes mágoas de todas as coisas serem bocados...

Caminho sem fim...

 

 

Álvaro de Campos

 

Borboleta numa folha de palma

Setúbal, Abril de 2010

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:11

Se às Vezes Digo que as Flores Sorriem .....

por Jorge Soares, em 28.11.10

 

Se às Vezes Digo que as Flores Sorriem

 

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Se às Vezes Digo que as Flores Sorriem

 

Se às vezes digo que as flores sorriem 
E se eu disser que os rios cantam, 
Não é porque eu julgue que há sorrisos nas flores 
E cantos no correr dos rios... 
É porque assim faço mais sentir aos homens falsos 
A existência verdadeiramente real das flores e dos rios. 
Porque escrevo para eles me lerem sacrifico-me às vezes 
À sua estupidez de sentidos... 
Não concordo comigo mas absolvo-me, 
Porque só sou essa cousa séria, um intérprete da Natureza, 
Porque há homens que não percebem a sua linguagem, 
Por ela não ser linguagem nenhuma. 

Alberto Caeiro, in "O Guardador de Rebanhos - Poema XXXI"
Heterónimo de Fernando Pessoa

 

Parque de Campismo de Montargil

Junho de 2010

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46

Borboleta Zebra

 

Iphiclides feisthamelii (Duponchel, 1832).
Espécie diurna, comum em Portugal..
Pertence à família Papilionidae Papilioninae Graphiini.
Os seus vernáculos são: "Zebra", "Papilio raiado" ou "Papilio zebrado".

 

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

 

Por vezes sobram as palavras, a natureza é sempre fantástica.. basta saber olhar-

 

Setúbal, Setembro de 2010

Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:35

O florir do encontro casual

por Jorge Soares, em 18.08.10

Borboleta na folha de palma

 

Imagem minha do Momentos e olhares

 

O Florir

 

O florir do encontro casual

Dos que hão sempre de ficar estranhos...

 

O único olhar sem interesse recebido no acaso

Da estrangeira rápida ...

 

O olhar de interesse da criança trazida pela mão

Da mãe distraída...

 

As palavras de episódio trocadas

Com o viajante episódico Na episódica viagem ...

 

Grandes mágoas de todas as coisas serem bocados...

Caminho sem fim...

 

 

Álvaro de Campos

 

Borboleta numa folha de palma

Setúbal, Abril de 2010

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:54

A pequena borboleta

por Jorge Soares, em 07.07.10

Borboleta no pampilho

 

Borboleta no pampilho

 

Por vezes a natureza surpreende-nos completamente, eu andava à cata de insectos pelo sopé da Arrábida, perdida no meio de um mar de flores amarelas havia uma pequena borboleta de asas fechadas... era muito pequenina mesmo, peguei na máquina e foquei.. tirei várias fotografias tentando mexer-me o mínimo possível.. de repente abriu as asas.. e foi como se a tivessem trocado... era uma nova borboleta.. fantástica.

 

Adoro a Primavera.

 

Podem ver mais fotografias dela no meu picasa

 

Setúbal, Junho de 2010

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:55

Coisas pequenas.... belas!

por Jorge Soares, em 09.05.10

Hoje não me apetece pensar muito.. deixo a palavra às imagens.

 

O mundo é feito de coisas pequenas, coisas belas e pequenas

 

 

 

 

 

Imagems do Momentos e olhares

 

A natureza é maravilhosa... mesmo....

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:13


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D