Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Bacalhau fresco

Imagem do Público 

 

Um dos pratos que costuma haver no refeitório onde almoço é peixe à Braz, um prato com o aspecto exacto do bacalhau à Braz mas que é confeccionado com outro peixe qualquer. Por vezes também há cogumelos à Braz, ou vegetais à Braz... é uma maneira diferente de comer batata palha... ideal para que não gosta de bacalhau... 

 

Parece que alguém copiou a ideia, em vez de à Braz fez com natas, colocou numa embalagem, congelou e pôs à venda no Jumbo... só que na embalagem estava escrito Bacalhau com natas, não peixe com natas.

 

Hoje era noticia no DN, o bacalhau com natas com marca branca do Jumbo era afinal, peixe Caracol com natas... não percebo como é que não se tinham lembrado de analisar os preparados congelados de bacalhau, se há quem venda cavalo ou porco por vaca, era mais que evidente que haveria quem vendesse peixe com sal por bacalhau...

 

Na mesma reportagem do DN dizia também que temos um dos melhores sistemas de fiscalização do mundo... pois, deve ser por isso que quem encontrou o peixe caracol foi o DN e não a fiscalização.

 

Já agora, alguém sabe quais foram as  multas aplicadas a quem vendia carne de Cavalo em vez de vaca? Ou porque é que continuamos a ver carne picada aos montes nas montras dos talhos das grandes superfícies mesmo depois daquela história dos nitrofuranos e contaminações fecais na carne picada dos talhos? Ou porque que é que talhos e grandes superfícies não são obrigadas a ter a máquina de picar a carne à vista dos clientes?

 

Há uns tempos compramos carne numa grande superficie e mandamos picar, a funcionaria pesou a carne,  pegou nela e foi para dentro das instalações, demorou imenso tempo... no dia a seguir uma parte da carne estava com a cor e o aspecto do fiambre... porquê?

 

Não era interessante que as autoridades publicassem as coimas que são aplicadas a quem comete estas fraudes contra a economia e a saúde pública?.. O que será que vai acontecer ao Jumbo depois desta historia do peixe caracol em lugar do bacalhau? Eu não consigo deixar de pensar que a ideia de impunidade em que fica tudo isto é um incentivo para quem quer fazer dinheiro à custa do bolso e mesmo da saúde dos portugueses.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:20

Lasanha a cavalo da globalização

por Jorge Soares, em 21.02.13

Lasanha de Cavalo

Imagem do Público

 

A questão não era se a carne de cavalo ia aparecer, a questão era quando e onde é que apareceria. O facto de ter demorado tanto tempo, mais de um mês depois do primeiro caso na Inglaterra, só mostra como andamos sempre atrás dos outros... e não, não me refiro à chegada da carne de cavalo aos nossos supermercados, refiro-me ao facto de sermos dos últimos a dar pela coisa... que de certeza que a carne chegou cá ao mesmo tempo, se calhar antes,  dos outros países...  

 

A história da carne dos cavalos que morreram na Roménia e terminaram nos pratos da Europa toda é um exemplo quase perfeito do que é a globalização.

 

Os primeiros exemplares apreendidos eram comercializados nos supermercados ingleses com a marca de de uma multinacional sueca, que contratou uma empresa francesa para cozinhar carne que comprou a uma empresa do Luxemburgo, que a importou através de duas empresas, uma francesa e outra do Chipre, que por sua vez compraram a carne num matadouro Romeno. Era carne de cavalo, nem quero imaginar como será o percurso da carne de vaca que quase de certeza vem da América do Sul.

 

As autoridades insistem em que não é um problema de saúde pública, será que alguma vez entraram no matadouro Romeno? Ou fazem alguma ideia da origem dos animais que por lá se matam?...  Se calhar não era má ideia adoptar-se para os produtos alimentares algumas das normas que se utilizam para os produtos farmacêuticos.. afinal a saúde da que se fala é a mesma, não?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:46


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D