Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



a12.jpg

 

Imagem do Expresso

 

Passo na A12 todos os dias desde 1998 quando esta foi inaugurada, normalmente até à entrada da Ponte Vasco da Gama não há grande trânsito, hoje não foi a excepção. Passei lá por volta das oito da manhã, como em muitos outros dias entre o pinhal novo e o Montijo havia nevoeiro, na zona do Pinhal Novo, onde uma hora mais tarde se daria o choque em cadeia em que morreu uma pessoa e outras 14 ficaram feridas, a visibilidade seria talvez de 20 ou 30 metros.

 

Por norma sou uma pessoa que cumpro os limites, muito mais quando as condições não ajudam, esta manhã dei por mim a olhar para o velocímetro, ver que ia entre os 110 e os 120 e achar que ia com velocidade a mais, para o nevoeiro que estava... mas a julgar pela quantidade de carros que me ultrapassava, devia ser o único que pensava assim.

 

Não concordo quando se diz que os portugueses somos maus condutores, acho sim que há muita gente que principalmente nas auto-estradas abusa muito na velocidade e, talvez porque temos um clima amigo,  temos uma enorme dificuldade em adaptar a nossa condução ao estado da estrada e às condições atmosféricas.

 

Hoje estava nevoeiro, quando chove não é muito diferente, eu ia perto dos 120 e a julgar pela forma como passavam por mim, a maior parte dos outros carros ia de certeza muito acima dessa velocidade. Isto já para não falar dos muitos carros e até camiões que iam sem as luzes de nevoeiro ligadas.

 

O que aconteceu hoje na A12, para além de ser resultado do nevoeiro e da falta de visibilidade é também resultado da falta de bom senso e responsabilidade da maioria dos condutores, com 30 metros de visibilidade e velocidades altas, qualquer imprevisto ou até um carro ou camião numa velocidade mais lenta, termina quase de certeza em desastre e na A12, só não acontece mais vezes porque não está assim tantas vezes nevoeiro e o transito normalmente não é muito.

 

Mais que saber-se conduzir falta civismo e educação nas estradas portuguesas, todos nos achamos excelentes condutores e que mal entramos no carro ficamos acima da lei leis de trânsito e limites de velocidade parece que é algo que raramente nos diz respeito, infelizmente muitas vezes estas atitudes terminam de forma abrupta e grave como aconteceu hoje

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:03

Podemos confiar nos construtores de automóveis?

por Jorge Soares, em 28.09.15

teste.jpeg

 

Imagem de aqui 

 

O escândalo começou pela Volkswagen e pelas suas várias marcas, mas este agitar de águas já começou a salpicar outros construtores, hoje já se fala da BMW, Opel, Mercedes, Peugeot...  e já há quem diga que não vai haver inocentes.

 

Todos ficamos escandalizados com este caso das emissões dos gases de escape, mas se nos pusermos a pensar, o que é que isto tem de novo? Antes de comprar um carro, para além do preço uma das coisas à que a maioria está atenta é aos consumos, pensem lá, alguma vez conseguiram fazer as médias que vem escritas nos folhetos publicitários? Eu não, mesmo sendo eu um daqueles condutores que raramente excede os limites de velocidade... 

 

Em todos os carros que já tive, e já foram alguns de pelo menos 4 marcas, as médias andam sempre pelo menos um litro acima do que era anunciado. Se nos pusermos a pensar isto é claramente publicidade enganosa, mas alguma vez alguém se queixou? No melhor dos casos diziam logo que a culpa era do pé pesado do consutor, não era de certeza das condições ideiais em que eles testam os consumos.

 

Há uns anos o meu irmão comprou um carro novo, por acaso era Volkswagen, com menos de 3000 kms os pneus da frente estavam gastos por dentro, o carro vinha com a direcção desalinhada, eles alinharam e aceitaram que o carro tinha vindo assim da fábrica, mas negavam-se a trocar os pneus... segundo eles era material de desgaste, e não trocam material de desgaste, mesmo que a culpa seja deles.. depois de muita discussão e de ameaças, lá aceitaram pagar... metade do valor dos pneus.

 

Porque é que a Volkswagen inventou este software para aldrabar o mundo? Porque os dispositivos anti-poluição tem efeitos na potência e nos consumos do carro, e a malta gosta de carros potentes e que gastem o menos possível, ou seja, se não aldrabam nos níveis de poluição, aldrabam na potência e nos consumos.... mas aldrabam sempre.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:50

Alguém conhece uma bruxa de confiança?

por Jorge Soares, em 22.04.14

 

Bruxa

Imagem de aqui

Azar é uma palavra sem sentido,

nada pode acontecer sem uma causa

Voltaire

 

 

Quem me costuma ler sabe que para além de ateu sou um céptico convicto, não há deus, não há destino e sorte e azar são só  palavras que servem para explicar os acasos da vida... desde que tenho uso de razão que vivo de acordo com estes princípios e nunca vi motivos para os trocar por outros.

 

Tudo isto é muito bonito, mas juro que por vezes me pergunto se não estarei completamente errado, principalmente quando os diversos acasos teimam em se juntar todos para o mesmo lado que só por acaso, é o mais chato... o último mês foi claramente uma destas ocasiões e juro que a estas alturas já me pergunto se tanto acaso junto já não será azar. Vejamos:

 

13 de Março - Numa rotunda à saída de Setúbal, um senhor com uma carrinha resolveu cortar a direito e invadiu a faixa de rodagem onde por mero acaso ia a circular a minha meia laranja, o resultado foi chapa batida e um prejuízo evidente no carro, que por acaso até já estava quase vendido.

 

Também por acaso o senhor só parou uns cinquenta metros mais à frente e porque viu que ia a ser seguido, já vamos perceber porquê, e claro, não assumiu responsabilidade nenhuma, só não se foi embora sem sequer esperar a GNR nem agrediu a P. porque foi impedido.

 

Dois ou três dias depois, estava eu a fazer uma receita complicada quando despejei para dentro do copo da Bimby uma boa quantidade de azeite, não reparei que a parte inferior não estava fechada e o azeite foi parar directamente ao motor.. que literalmente se afogou... a reparação ficou em 200 Euros.

 

Na semana a seguir, quando já eu tinha começado as minhas discussões com a companhia de seguros ZURICH, a do senhor que bateu no carro, uma manhã cheguei ao meu carro e reparei que este estava aberto, durante a noite tinham voado o computador portátil e o GPS... 

 

Com isto tudo estávamos no inicio de Abril e não havia maneira de eu saber quando iria ter o carro, que até já estava vendido, reparado, a esta altura do campeonato no call center da Zurich já não me podiam ouvir... mas não me servia de nada, eles estavam a estudar o assunto e eu só tinha que esperar.

 

Entretanto meteram-se as férias da Páscoa e rumamos ao Alentejo.

 

A 13 de Abril, estava eu em Vila Nova de Milfontes, entrei para o meu carro, não reparei que entre o eu entrar e o arrancar, alguém estacionou do outro lado da rua, quando dei por mim já tinha batido, os estragos eram evidentes e de certeza caros.

 

Finalmente durante a semana passada a Zurich tinha uma decisão, como as descrições do acidente não coincidiam e o segurado deles só tinha parado muito longe do local (o crime compensa), não conseguiam atribuir a culpa, eles só assumem 50%... e ainda por cima, enviaram-me uma carta onde dizem que vão pagar o valor... sem o IVA!!!! (viva a fuga aos impostos)

 

Agora digam-me lá, independentemente do que diga o Voltaire, isto é ou não azar a mais para uma pessoa só?

 

Alguém conhece uma bruxa de jeito? (de preferência como a da fotografia) .. es que you no creo em brujas, pero empiezo a pensar que, de que vuelan, vuelan!

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:08

Centro hospitalar do Alto Ave

Imagem de aqui 

 

A noticia é da RTP e pode ser vista aqui (espero que alguém a coloque no Youtube) e bem que podia servir de exemplo ao resto do país.

 

O Centro Hospitalar do alto Ave é constituído pelos hospitais de Guimarães e Fafe e hoje foi noticia porque a sua administração decidiu vender em hasta Pública nove carros, entre os que se encontravam os atribuídos aos 5 administradores. Para além de vender os carros, os administradores decidiram abdicar das senhas de gasolina, do valor das portagens e da utilização dos telemóveis do hospital.

 

O valor obtido com a venda dos carros será utilizado na instituição de um prémio para trabalhos de investigação em boas práticas clínicas, assim como um outro prémio, ainda em estudo, para a comunidade. O dinheiro poupado nos gastos de administração, será utilizado na investigação hospitalar.


É evidente que estamos a falar de uma gota de água no meio de um enorme oceano que são as contas da saúde no nosso país, mas deveria servir de exemplo a muita gente, a começar pelos nossos governantes, Primeiro ministro, presidente da República, ministros, deputados, .... se toda esta gente seguisse este exemplo, esta pequena gota de água poderia tornar-se na onda que nos empurrasse para fora da situação em que estamos.

 

Infelizmente neste país só se seguem os maus exemplos.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:09

O triste fado da inveja nacional

por Jorge Soares, em 11.06.12

A inveja

 

Todo este barulho à volta do dinheiro que ganham os futebolistas e dos carros que eles compram, fez-me lembrar uma história que se passou comigo há uns anos atrás.

 

Um dos meus colegas de outra área descobriu vá lá a saber-se como, o valor do meu salário, um dia em que estávamos em amena cavaqueira à hora do almoço saiu-se com uma boca parva que tinha a ver com os gajos da informática que ganhavam o dobro dele... não me imutei virei-me para ele e perguntei:

 

- Tu sabes qual é a diferença entre o que tu fazes e o que eu faço?

- Isso não sei, mas sei que ganhas bem mais que eu!

- A diferença é que eu posso sentar-me no teu lugar e em meia duzia de dias consigo sem problema nenhum fazer tudo o que tu fazes, tu bem que te podes sentar no meu lugar e estar lá o tempo que quiseres, sem passares uns anos a queimar as pestanas na faculdade, duvido muito que consigas fazer 10% do que eu faço.

 

Embrulhou e alguém mudou de assunto.

 

Se calhar é defeito e explica muitas coisas, mas se há algo que não me faz perder um segundo do meu tempo é aquilo que os outros ganham ou deixam de ganhar, se é ganho com o fruto do seu trabalho e se esse trabalho é honesto, a mim não me diz respeito... não tenho nada a ver com isso e não tenho inveja nenhuma, nem do salário, nem do que as pessoas fazem com ele.

 

Há uns tempos atrás veio da Venezuela para a Galp um expert em refinação de produtos petrolíferos, veio ganhar 10 vezes mais que qualquer outro engenheiro português, meio ano depois tinha revolucionado a forma como se tratavam as ramas dos combustíveis e a empresa conseguia extrair quase o dobro do rendimento do petróleo que entrava na refinação, será que alguém acha que ele veio ganhar a mais?

 

Sobre o que ganham os futebolistas, se lhes pagam isso é porque há quem ache que o merecem, a vida é feita de escolhas, com a  idade em que o Cristiano Ronaldo escolheu sair de casa e vir para Lisboa sozinho, longe da família e dos amigos, eu escolhi ir trabalhar e estudar, ele achou que o seu futuro era a dar pontapés na bola e tinha razão, eu achei que o meu futuro estava no trabalho e nos livros... não tive o sucesso dele... mas tenho a certeza que a jogar à bola também não ia lá.

 

O mesmo se aplica à forma como cada um utiliza o seu dinheiro, o Cristiano Ronaldo ia para o estágio num Lamborghini de 300 mil euros... e depois? Acham mesmo que o rapaz deveria ter comprado um Fiat punto só para não despertar a inveja de quem também quer mas não conseguiu lá chegar? Mas afinal o dinheiro serve para quê? Se o dinheiro é dele, se ele gosta de carros, porque raio é que não os pode comprar e utilizar, só se for para não estar sujeito às bocas parvas...  

 

Fado da inveja

Ai esta inveja
que faz da vida um fado
viver a paz dos outros
como fosse nosso pecado.

Ai esta inveja
escondida numa varanda
parece sorte fingida
à espreita de quem abranda.

Ai esta inveja
que faz tanto amigos
torna as melhores pessoas
nos nossos piores inimigos.

Ai esta inveja
parece grande doença
Ai esta inveja
Malfadada sentença
Ai esta inveja
Onde esta gente rasteja

Inveja dos que nem vivem
Só para ver outros caírem.

 

Não sei o autor

Retirado de aqui

 

 

Jorge Soares

 

PS:Diz a minha meia laranja, eu não ouvi, que hoje e a propósito do post sobre a derrota com a Alemanha, eu fui citado na rádio pelo senhor Pedro Rolo Duarte... agora morram de inveja {#emotions_dlg.lol}

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:48

BMW destruído por Angélico Vieira

  .. uma morreu; outra, uma jovem de 17 anos, está também nos Cuidados Intensivos do Santo António, igualmente com “prognóstico muito reservado”; o terceiro sofreu apenas ferimentos ligeiros. ... curiosamente a noticia é sobre um quarto acidentado,  tem 28 anos e estará com prognóstico reservado..  eufemismo para entre a vida e a morte. Faltou dizer que o terceiro, o que sofreu apenas ferimentos ligeiros era o único que ia com cinto de segurança .... segurança, a palavra mágica que lhe poderá ter salvo a vida.

 

Foi este fim de semana, numa longa recta de uma auto-estrada com 3 faixas, com piso e marcações novas, o carro era um topo de gama de mais de 100000 Euros. Normalmente a culpa é da estrada ou do governo que não as constrói com qualidade, do parque automóvel de baixo valor e envelhecido... das leis que não são adequadas... tudo desculpas que não se aplicam neste caso... então? aqui a culpa será de quem?

 

Todos os anos morrem nas estradas portuguesas mais de 800 pessoas, 800 vidas  que se perdem, mais que em muitas das guerras e revoluções que se fazem por esse mundo fora. Dizem as estatísticas que a grande maioria dos acidentes é causada por jovens, jovens que deixam muitas famílias, muitas mães, muitos pais, muitos filhos em sofrimento...e tudo isto porquê?

 

O Angélico é só mais uma cara da irresponsabilidade com que a grande maioria dos portugueses se comporta na estrada, sentamo-nos ao volante e passamos de cidadãos de brandos costumes a bestas encartadas ... donos do mundo e da estrada..

Se somos multados não é porque não cumprimos as leis, é porque o estado faz leis estúpidas e a autoridade anda na caça à multa... a culpa nunca é nossa. E é algo transversal a toda a sociedade, não importa o grau de instrução, a idade ou o poder económico, sentamo-nos ao volante e viramos combatentes numa guerra sem quartel... uma guerra em que nunca há vitórias, só derrotas...  800 vidas ceifadas de modo estúpido por ano ... porque nos achamos donos do mundo e acima das leis.

 

A Suspeita chama-lhe guerra civil eu prefiro chamar-lhe o genocídio da estupidez tuga .... 

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:28

Onde comprar os chips para as SCUTS?

por Jorge Soares, em 14.06.10

Onde comprar os chips para as SCUTS

 

Desde que neste post perguntei se deveríamos ou não pagar as SCUTS, tenho tido o blog invadido por gente que cà chega à procura de informação sobre onde comprar os benditos chips. Chips estes  que afinal serão identificadores parecidos com os da Via Verde  e que permitirão circular pelas autoestradas que antes eram SCUts ( vias sem custo para os utilizadores) e que supostamente a partir de 1 de Julho serão pagas.

 

Hoje finalmente fez-se luz, segundo as ultimas noticias,aquiaqui e aqui, os benditos aparelhos poderão ser encomendados nas lojas da Via Verde e  dos CTT.... para além de um site da internet que haverá de aparecer um destes dias.

 

Se é um dos felizardos que mora perto das scuts que não foram contempladas por esta lei, Algarve (Via do Infante), da Beira Litoral e alta, da Beira Interior e Interior Norte, saiba que segundo esta notícia do Público, o governo se prepara para as passar a cobrar também.

 

Mas eu não me apressaria, é que segundo esta noticia do JN, os partidos de oposição preparam-se para no dia 24 de Junho revogar a lei que foi hoje publicada em diário da Republica....  a ver vamos se esta vez o PSD está no governo ou na oposição.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:42

Devemos pagar portagens nas SCUTS?

por Jorge Soares, em 28.05.10

Portagens nas SCUTS

 

Imagem do Ionline

 

Ora aqui está um tema polémico, à priori não tenho uma opinião definitiva  sobre o assunto, se por um lado entendo que estamos a falar de vias que não têm grandes alternativas, por outro o país está cheio de exemplos de outros lugares onde não há grandes alternativas e em que é necessário pagar portagens.

 

Eu moro em Setúbal e trabalho em Loures, todos os dias para ir trabalhar eu tenho que atravessar o Tejo e todos os dias tenho que pagar portagens, sendo que não tenho absolutamente nenhuma alternativa. Nunca ninguém colocou em causa o pagamento das portagens nas pontes sobre o Tejo. Qual é a alternativa para o pessoal que utiliza a A8 e se desloca das Caldas para Lisboa?

 

Esta semana falamos sobre isto cá em casa, a questão é "Porque é que nós temos de pagar a A2, a A12 e as pontes para irmos trabalhar e os turistas no Algarve não têm que pagar a via do infante?" ou o pessoal de Aveiro a A29 para ir ao Porto?. ou....

 

É claro que podemos pensar que se deveria formar um movimento para acabar com as portagens nas pontes... mas para mim é claro que não há dinheiro para tal coisa, sem as empresas que gerem as pontes e sem o dinheiro das portagens simplesmente não haveria Vasco da Gama, o Estado não tem capacidade financeira para tal, assim como não tem capacidade financeira para continuar a pagar as Scuts ..

 

Nem é uma questão de os meus impostos estarem a pagar algo que eu não utilizo, é mais uma questão de eles serem necessários para muitas outras coisas, é uma questão de não haver dinheiro, nem para isto nem para muitas outras coisas..e de estar na altura de se começarem a fazer escolhas.

 

Entretanto, li uma noticia no Ionline que diz o seguinte:

 

Identificador obrigatório nos automóveis a partir de 1 de Julho

A mim quer-me parecer que o estado não faz ideia do numero de carros que há a circular em Portugal e isto só pode ser uma anedota, estamos no fim de Maio e ninguém faz a mínima ideia de que é que se está a falar, deve ser inicio de Julho de 2011.. e  mesmo assim tenho a minhas dúvidas.

 

Estive a reler o que escrevi.. afinal sempre tenho opinião... acho que todos devemos pagar.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:54


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D