Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Não há quem defenda as crianças institucionalizadas

 

 

Hoje à hora do almoço o assunto do post de ontem era tema de conversa no refeitório, pelos visto muita gente viu a reportagem e havia quem estivesse preocupado, mas não era com as crianças e com o facto de terem sido sujeitas ao estudo, não, ninguém falou uma única vez das crianças ou da casa Pia, as pessoas estavam preocupadas porque maioria tem os dentes com chumbo e queriam saber se realmente aquilo faz mal ou não e se deviam ou não ir trocar as amálgamas.

 

Fiquei triste, no fundo a Rita Marrafa de Carvalho,  que é uma excelente jornalista, soube passar a mensagem, o mercúrio que uma grande parte da população tem nos dentes é prejudicial para a saúde.... mas o que para mim era a parte mais importante da reportagem, não há quem proteja as crianças institucionalizadas contra este tipo de coisas, não passou.... as pessoas olharam todas para o seu umbigo e esqueceram que há mais de uma centena de crianças que foram utilizadas de uma forma inconcebível. 

 

Alguém autorizou que dezenas de crianças institucionalizadas fossem objecto de um estudo médico, e desculpem lá mas não me parece que isso seja nem lógico nem admissível.


Não li evidentemente o resultado do estudo, porque não me interessa, há quem tenha lido e concluído que afinal o mercúrio não faz mal à saúde, eu estranho tal conclusão, mas acredito que seja isso o que está lá escrito. Mas  o que teria acontecido se as conclusões tivessem sido que o mercúrio era prejudicial para a saúde, que a longo prazo pode ser causa de cancro e de outras doenças, será que aquele senhor que foi responsável pelo estudo  e que na reportagem fez tudo para minimizar a questão, falaria da mesma forma? Se calhar não, mas a verdade é que o estudo já teria sido feito e as crianças sujeitas ao mercúrio.


Já agora, será que alguém se pergunta quantos outros estudos terão sido feitos na Casa Pia e nas centenas de instituições que há no país? Sim, porque se autorizaram este quem sabe a troco de quê, quem nos diz que não autorizaram outros?

E não, a desculpa de que as crianças não tinham tratamento dentário e assim ficaram a ter não pega, porque se não tinham era porque a Casa Pia não cumpria com a sua obrigação de o facultar... assim como não cumpria a sua obrigação de as proteger de estudos médicos e dos abusos por parte de funcionários e estranhos.

 

Foi por coisas como estas que há uns três anos atrás um grupo de pessoas decidimos criar a Missão Criança e é pela inércia e falta de interesse que a associação deverá morrer neste ou num dos próximos fins de semana, não porque não seja necessária, mas sim porque é muito complicado mudar a inércia das pessoas que só pensam em si, e os que nos propusemos fazer isso mudar, ou não tínhamos a vontade ou não tínhamos a capacidade... é triste, porque casos como este mostram que cada vez mais é necessário quem defenda e proteja as crianças deste país.

 

Jorge Soares

publicado às 22:42

Crianças da Casa Pia foram Cobaias em estudo

Imagem do Público 

 

 

Não vi a reportagem na RTP e infelizmente não está online, o que sei foi o que li no Público e no DN que é muito pouco, segundo o Publico, durante oito anos, 500 crianças da Casa Pia foram submetidas, sem saberem, a experiências que “nunca tinham sido feitas sequer em animais”. Experiências que visavam descobrir o efeito do mercúrio nos dentes.

 

Imagino que não seja novidade para ninguém que o Mercúrio é altamente tóxico e nocivo para a saúde de qualquer ser humano, muito mais para crianças entre os 8 e os dez anos, que são as que são referidas na reportagem.

 

Ainda segundo a notícia, tudo isto terá sido feito com conhecimento das autoridades... autoridades?, que autoridades?, quem na instituição ou no estado pode autorizar que se utilizem crianças institucionalizadas como cobaias? Convém saber quem e como se autoriza uma coisa destas... porque isto é inacreditável... completamente surreal.

 

Já aqui defendi, neste post, que no caso da pedofilia faltou apurar os responsáveis da instituição que permitiram que dezenas de crianças fossem usadas e abusadas dentro e fora da instituição durante anos, recuso-me a acreditar que ninguém dos responsáveis sequer ouviu falar do que se estava a passar. Agora ante mais este caso na mesma instituição, reafirmo, deverão ser encontrados os responsáveis, estas coisas não podem simplesmente ficar impunes... é de crianças que estamos a falar.

 

A sensação de que ficamos de tudo isto é que as crianças institucionalizadas, as crianças que estão ao cuidado do estado e de outras instituições em que este delega as suas responsabilidades, são os parentes pobres da nossa sociedade, já não basta o abandono a que foram votados pelas suas famílias para que o próprio estado as descure e até utilize desta forma.

 

Espero sinceramente que tudo isto não caia no esquecimento, espero que se apurem dentro e fora da instituição os responsáveis por mais este absurdo.

 

Update, podem ver aqui o vídeo da reportagem, colocado online pelos responsáveis do Aventar

 

Jorge Soares

publicado às 21:32

Caso Casa Pia,.. mentira?, tenham dó!

 

A noticia é de ontem, mas como não poderia deixar de ser, hoje é a noticia do dia... já ninguém se lembra das eleições, dos números de eleitor perdidos, da abstenção ou dos cortes dos ordenados , hoje a noticia é o Bibi e o seu desmentido do desmentido do desmentido....

 

Tenho estado a ler as diversas opiniões sobre o assunto que tem aparecido na blogosfera, como seria de esperar, a maioria das pessoas culpa a pobre justiça que temos de mais esta telenovela... Eu não consigo ver as coisas assim, a justiça funciona muitas vezes mal, neste caso especifico foi lenta e até desumana, mas não tem culpa nenhuma que este senhor, ou alguém por ele, tenha uma imaginação tão fértil... esteja ele a imaginar agora, ou tenha estado a imaginar durante todo o julgamento.

 

Eu ontem não queria crer no que estava a ouvir, então ele foi obrigado a mentir porque lhe deram um copo de água que fez com que inventasse aquela historia toda... A nossa Policia Judiciária deve ser fantástica, conseguiu inventar uma droga para colocar num copo de água cujo efeito durou anos... e não só afectou o Carlos Silvino, como a todos os jovens abusados e a centenas de testemunhas que foram chamadas a depor e corroboraram grande parte das coisas.... muito à frente mesmo... tenham dó... mas alguém acha isto possível?

 

Também é verdade que mentira ou não, os condenados continuam em liberdade e a gozar a vida cá fora... que importa se isto é mentira ou verdade?... curiosamente, ou não, o único que está preso é o que agora diz que é tudo mentira....

 

Update: Como muito bem diz O José nos comentários, ao contrário do que eu achava, o Carlos Silvino também não está preso.

 

Jorge Soares

publicado às 22:07

Francisco Guerra

 

Imagem do JN

 

Há dias em que faltam as palavras, estive a ouvir com atenção a entrevista de Judite de Sousa a Francisco Guerra, depois de todo o circo montado após a leitura das sentenças do caso Casa Pia, depois de todo o barulho feito principalmente por Carlos Cruz com a cumplicidade de todos os canais de televisão, faltava-nos a todos uma parte, faltava ouvir as vitimas, sentir que são humanos como nós.. e esta foi uma entrevista brutal.

 

Haverá quem questione a veracidade de tudo o que ele disse, sempre houve, mesmo após os réus terem sido declarados culpados e condenados, muita gente recusou acreditar.. principalmente porque o senhor televisão está no imaginário de toda uma geração... bom, hoje deu para perceber que o mesmo senhor está no imaginário de algumas pessoas de uma forma muito diferente.

 

A entrevista de hoje mostrou que as vitimas são seres humanos, pessoas de carne e osso como todos nós, foram crianças com vidas complicadas, muitas delas sem famílias, sem uma vida fora da Casa Pia.. crianças que foram entregues a uma instituição que era suposto dar-lhes apoio e protecção. Esta instituição falhou completamente, não só não soube proteger as crianças, não soube ser o lar, a família que elas necessitavam, como de certa forma contribuiu para que fossem abusadas e violentadas como seres humanos da pior forma possível.

 

Hoje ouvimos Francisco Guerra dizer que teme pelas crianças que continuam entregues à Casa Pia, porque mal assente a poeira tudo irá recomeçar e haverá mais vitimas.. porque por lá pouco ou nada mudou. Eu continuo à espera que  os responsáveis da Casa Pia assumam as suas responsabilidades, eu não acredito que estas coisas tenham acontecido durante anos, que crianças fossem levadas para Elvas, que estivessem fora da instituição horas, até dias, sem que ninguém se questionasse sobre o que se estava a passar. Não acredito que estas coisas tenham acontecido a dezenas de jovens da instituição sem que ninguém tenha suspeitado... e muitas dessas pessoas continuam lá, até quando?

 

Podem ver a entrevista no site da RTP aqui

 

Jorge Soares

publicado às 23:14

Casa Pia será caso único?

 

Imagem do Ionline

 

A noticia no ionline falava da hipótese de vir a ser o estado a pagar as indemnizações a que foi condenado o Carlos Silvino (Bibi) , na verdade quando lemos as letras pequenas percebemos que não é o estado e sim a Instituição Casa Pia quem deverá assumir as despesas, dá-se o caso que esta instituição é propriedade do estado e no fim será ele, ou seja, todos nós, quem terminará por pagar.

 

Passaram 8 anos desde o início deste processo, ninguém sabe quantos anos terão passado desde o início dos abusos, sabemos sim que o assunto era conhecido dentro da instituição e até da tentativa de alguns dos jovens de chamar a atenção para ele numa visita do então presidente da República Ramalho Eanes. Durante estes 8 anos que durou o processo, para além dos nomes dos agora condenados, foram lançadas acusações e suspeitas sobre muitíssima mais gente e a acreditar nas insinuações de Carlos Cruz, muitos mais nomes irão aparecer.

 

No meio de tudo isto há algo que não entendo, se as vítimas estavam ao cuidado da Casa Pia, se eram levadas para os locais dos abusos por um funcionário da instituição e segundo consta, muitas vezes numa viatura da instituição, a que se deve que a instituição nunca tenha sido acusada ou responsabilizada?

 

Durante todos estes anos passou muita gente pela Casa Pia, funcionários, professores, gestores, subdirectores, directores, será possível que todos tenham passado por lá sem verem aquilo que era evidente? As crianças estavam entregues à guarda da instituição, ninguém reparava nas ausências dos jovens?  Ninguém reparou nos sinais? Ninguém viu? Ninguém ouviu? Eram todos cegos, surdos e mudos?

 

Todos ouvimos as palavras emocionadas de Catalina Pestana na passada Sexta Feira, não estava Catalina Pestana na instituição na altura em que os jovens eram levados para Elvas? Em que eram levados e abusado por um funcionário e por um dos subdirectores da instituição? Não ouvia os boatos?  Não conhecia os jovens? O que fez nessa altura para evitar ou denunciar a situação?

 

Quanto a mim, a Casa Pia era a família destes jovens, era responsável pela sua formação, educação e o seu bem estar, terá falhado claramente em várias destas  responsabilidades, qualquer família que não cuida dos seus filhos é julgada e penalizada por isso, porque não foi a Casa Pia julgada e responsabilizada por tudo isto?

 

Existem em Portugal mais de 10000 jovens institucionalizados, entre Cats e lares existem quase mil instituições de acolhimento em Portugal, alguém acredita que a Casa Pia é caso único? Em quantas mais instituições haverá jovens a serem abusados, ou maltratados? Na passada Sexta Feira na Antena 1 Eduardo Sá chamava a atenção para o facto de neste caso só haverem rapazes abusados, e mostrando a sua incredulidade sobre a não existência de raparigas abusadas. O que faz o estado Português para garantir que as instituições cumpram o seu papel de guarda dos jovens?  Para garantir que não há mais casos como este nas centenas de instituições deste país? Para garantir que não há mais cegos, surdos e mudos? O que fazemos todos nós?

 

Jorge Soares

publicado às 22:18

Carlos Cruz e a besta da justiça

 

Imagem de Henricartoon

 

Eu não terei visto o 123 Português mais que uma ou duas  vezes, não tenho memórias do Carlos Cruz a mandar os concorrentes abrir as portas da sorte ou do azar, nunca tive uma bota botilde que me parece era o símbolo do azar no programa, mas que pelos vistos mesmo assim era um brinquedo muito popular e que muita gente ainda guarda. Deve ser por isso que ao contrário da Cocó, e de muita mais  gente  na Blogosfera e no Facebook, a mim não me custa nada acreditar que ele é tão culpado como os outros.

 

Curiosamente li e ouvi bastante gente a duvidar do veredicto que condena o ex-apresentador de televisão, mas não ouvi praticamente ninguém colocar em causa a culpabilidade dos restantes arguidos. Sendo que mais que uma pessoa quando questionei o porquê dessa diferença de avaliação, me referiu que ele tem não tem cara de pedófilo e os restantes têm.... fiquei a pensar: 1º - que raio será uma cara de pedófilo? 2º - Como será um país em que a justiça funcione de acordo com a cara dos acusados? Entretanto é engraçado verificar como há muita gente que não acredita na justiça e nos seus veredictos, mas acredita piamente no que está escrito no site do senhor como se o que ele diz fosse lei e a verdade absoluta.

 

Carlos Cruz é uma figura Pública, alguém que a maioria dos portugueses se acostumou a ver entrar pela casa dentro, mas como qualquer figura pública, tem vida para além dos ecrans de televisão. Parece que em Portugal se olha para estas figuras como se fossem deuses, ora, como já vimos bastantes vezes tanto em Portugal como nos outros países, eles não são deuses, são humanos como todos nós, e como tal, tem virtudes e defeitos...

 

De resto, desde a passada sexta feira que Carlos Cruz, que recordo neste momento é um criminoso condenado, tem aproveitado muito bem essa sua condição de figura pública e com a conivência dos vários canais de televisão, tem disparado acusações a torto e a direito contra os tribunais, os juízes, os procuradores, as vítimas, etc.

 

Custa-me entender como é que alguém que acaba de ser condenado, consegue tanto tempo de Antena gratuito e o aproveita para fazer acusações e difamações contra tribunais e juízes sem que alguém saia a terreiro a recordar que estes factos no nosso país constituem um crime grave.

 

É muito triste a sina da nossa justiça, que primeiro é má porque é lenta e não funciona de forma a fazer condenar os culpados e depois é má porque funciona e conseguiu condenar os culpados.... presa por ter cão e por não ter.

 

Jorge Soares

publicado às 20:47

Culpados!

por Jorge Soares, em 03.09.10

Culpados

 

Imagem do Público

 

 

Provados crimes praticados pelos sete arguidos

 

Quando se dá algo por provado... não há volta a dar pois não?..

 

Não sei para o resto do mundo, mas para mim chega, culpados, agora venha a sentença, uma sentença que sirva de exemplo para esta e para todas as futuras gerações, porque o crime deles não tem desculpa possível nem atenuantes de nenhum tipo....

 

Jorge Soares

publicado às 13:45


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D