Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Agora vamos empatar mais um bocadinho

por Jorge Soares, em 23.11.15

cavaco-cagarro-2-e1447706861311.jpg

 

Imagem de aqui

 

Antes das eleições o senhor já tinha tudo previsto e até já sabia perfeitamente o que ia fazer a seguir, lembram-se? Até achamos que o homem tinha ido à bruxa?. Pelos vistos a bruxa não era lá grande espingarda, porque passados quase dois meses o país ainda está à espera de saber quem vai governar a seguir.... 

 

Como a bruxa falhou completamente as previsões, e uma boa parte dos portugueses votamos ao lado do que seria desejável para o senhor e os seus interesses, ele decidiu ouvir meio país, mas mesmo assim não está contente e vai de aí resolveu fazer mais umas perguntas a António Costa.

 

Está visto que andamos numa de empatar, entretanto Passos Coelho vai fingindo que governa, os mercados sorriem e a Europa desespera porque quer lá o orçamento para poder dizer da sua justiça.

 

Podemos levar isto na brincadeira, mas a mim parece-me uma falta de respeito para com o país e os portugueses, Cavaco Silva pode estar amuado com o resultado das eleições e com o facto de não poder fazer a vontade ao PSD e manter Passos Coelho e Portas no governo, mas o presidente da república está lá para cumprir o seu papel, não para brincar aos governos e ao poder.

 

Se calhar dava mais jeito poder dissolver a assembleia e marcar eleições, pelos vistos há  quem ache que a seguir o PSD ganhava de caras, se calhar tinham uma surpresa, nunca vamos mesmo ter a certeza, a verdade é que não dá, e há uma maioria que mostrou condições para governar, o senhor tem é que aceitar e respeitar a vontade da assembleia da república.

 

Hoje decidiu fazer mais perguntas a quem mostrou condições para governar, só gostava de lhe poder perguntar porque é que não as fez a quem, como se viu, não as tinha?

 

Pode-se dar posse a um governo do PSD sem maioria no parlamento, mas tem que se fazer perguntas a um do PS que apresentou provas de que as tem... está visto que temos um senhor muito democrático....mesmo

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:33

cavaco.jpg

 

Imagem do Facebook 

 

Hoje Cavaco foi igual a si próprio, primeiro ele, depois o partido dele, depois os políticos ao lado dele e no fim, se ainda for preciso, o país.

 

Acho que para além de uma ténue esperança de que a lucidez pudesse aparecer por milagre, ninguém tinha duvidas que Passos Coelho e o PSD seriam indigitados para o governo, é este o presidente da República que elegemos, logo, é este o que temos.

 

De resto tudo foi como era esperado, até o discurso no que não poderia faltar o apelo à tradição, ninguém explicou ao senhor que até em política a tradição já não é o que era e que ao contrário do que ele tentou mostrar, não é a tradição que faz com que os governos se aguentem sem uma maioria de deputados.

 

De resto o discurso dele não esteve longe do que ouvi estes dias a alguns conhecidos quando finalmente quem votou no PSD deixou a vergonha e se começou a assumir.

 

Parece que agora a esperança radica em que alguns deputados eleitos pelo PS irão ir em contra da disciplina de voto e votando em consciência, resta saber na consciência de quem, irão votar em contra do PS e a favor do programa de governo.

 

Ao contrário do que Cavaco tentou explicar no seu discurso, a decisão dele não é a favor da estabilidade, é precisamente o contrário, com esta decisão o mais certo é o país passar os próximos meses sem orçamento e com um governo de gestão, gostava de perceber onde está a estabilidade no meio de tudo isto e o que irão achar os mercados e a união europeia.

 

Num país normal após o chumbo do programa de governo Passos Coelho apresentava a demissão e Cavaco chamava Costa a formar governo.... mas depois do que ouvimos hoje, o mais certo é Passos Coelho demitir-se e a seguir Cavaco chamar Paulo Portas ou quem sabe quem,  a formar governo, nunca António Costa, não vá ele trazer consigo aqueles senhores que comem criancinhas ao pequeno almoço.

 

Só gostava de perceber para que raio é que o Presidente da República ouviu os partidos e o que estes lhe disseram, afinal ele é que dita as regras...

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:48

E se a esquerda chegar mesmo a acordo?

por Jorge Soares, em 08.10.15

cavacoecoelho.jpg

 

Imagem do Expresso

 

E se o homem que nunca se engana nem tem dúvidas desta vez se enganou?

 

Imaginemos que quando finalmente António Costa for recebido em Belém, chega com a novidade que tem um compromisso com Bloco de Esquerda e Partido comunista para votar contra o programa de governo do PSD/CDS e a garantia que nem o orçamento nem  nenhuma das medidas de Passos Coelho e Portas irão passar no parlamento?

 

Era evidente para todos nós que o homem não precisava de ir à bruxa para saber o que iria fazer no dia 5 de Outubro, ele ia tentar colocar o PSD no governo, se calhar iria tentar mesmo que o PSD não tivesse mais votos que o PS.

 

Convidar Passos Coelho para formar governo sem ouvir todos os partidos com assento parlamentar é uma falta de respeito não só pela constituição como pelo povo Português e uma irresponsabilidade que pode colocar o país numa situação de ingovernabilidade caso se dê mesmo o acordo entre o PS e os restantes partidos.

 

Não me parece que seja muito provável o entendimento entre os três partidos de esquerda, mas o facto de haver vontade de dialogar já é meio caminho andado, resta saber o que vai acontecer se esse acordo chegar mesmo a Belém, irá Cavaco engolir os sapos todos e voltar com a palavra pedindo a Costa que forme governo ou, teimoso como sempre foi, irá fazer o país passar por largos meses de desgoverno?

 

O que vale é que já só faltam uns meses para que o senhor volte para Boliqueime.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:53

Vocês não vêem que o homem vai à bruxa?

por Jorge Soares, em 01.10.15

cavaco.jpg

 

Imagem de aqui

 

"Quanto ao dia 5, eu estou com muita tranquilidade, sei muito bem aquilo que irei fazer e todos sabem que eu sou totalmente insensível a quaisquer pressões, venham elas de onde vierem. Decidirei nos termos dos meus poderes constitucionais e colocando sempre em primeiro em primeiro lugar o superior interesse nacional"

Ando há uns dias a pensar fazer um post sobre possíveis cenários a seguir a umas eleições em que quase de certeza absoluta não vai haver maioria e em que não vai haver CDS para se coligar... Achava eu que seria um tema interessante pela quantidade de coisas que deixa no ar.... erro meu, pelos vistos há quem já saiba perfeitamente o que vai acontecer e até o que irá fazer no dia a seguir...

 

Num cenário de incertezas como o que temos, parece que o presidente da República não tem nenhumas, ele sabe muito bem o que vai fazer no dia 5.. .e todos sabemos do passado, que ele é homem que nunca se engana nem tem dúvidas,  ora, como é que ele pode ter tantas certezas?.... Mas não se está mesmo a ver que o homem foi à bruxa?

 

Não sei se será uma das que lê as cartas do Tarot, as borras do café, os búzios ou numa bola de cristal, mas de certeza que o homem foi à bruxa, e deve ser uma bruxa mesmo à séria, porque mesmo com tantas sondagens que nos impingem todos os dias com a vitória da Paf, não estou a ver como pode haver tanta certeza do que vai acontecer.

 

É a bruxa pá, não se está mesmo a ver que só pode ser a bruxa?

 

Jorge Soares

PS: Yo no creo en brujas, pero de que vuelan, vuelan!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:03

Músico de rua multado por não ter licença

 

Imagem do Facebook

 

A noticia anda a circular há uns dias nas redes sociais, há uns dias Guilherme Águas Rodrigues músico violoncelista, estava a tocar na rua para tentar arredondar a vida quando foi surpreendido pelo senhor da fotografia que para seu espanto e o do resto do mundo, o multou em cerca de 39 Euros porque não tinha licença de músico de rua.

 

Ao Guilherme não lhe tinha passado pela cabeça que para se tocar na rua fosse necessária uma licença, mas é .. e pelos vistos não a ter é um crime que se paga caro.

 

Fico na duvida que outras profissões também precisam de licença, será que os arrumadores de carros que insistem em que estaciones onde eles dizem mesmo quando estás num parque de estacionamento pago e há muitos outros lugares livres também precisam de licença? não devem precisar já que nunca vi nenhum policia a incomodar arrumadores... E será que os vendedores de artigos falsificados que insistem em chatear quem em Setúbal espera o barco para Tróia, tem licença?

 

Hoje a noticia foi a saída limpa, e é claro que meio mundo está muito feliz por isso, de Cavaco a Barroso passando pelos partidos da maioria, todos  enaltecem o bom trabalho do governo... gostava de ver as televisões irem entrevistar o Guilherme e perguntar-lhe o que pensa ele da saída limpa, ou se isso significa algo para ele... 

 

O que importa a saída limpa se o desemprego jovem continua a aumentar? O que interessa se a saída é limpa ou não se os jovens como o Guilherme tem que emigrar para poderem sonhar com um futuro minimamente decente? O que interessa se a saída é limpa se ficamos desde já  a saber que uma vez mais o nosso presente de natal será um aumento de impostos e a redução do poder de compra?

 

O que interessa se a saída é limpa ou não se a cultura neste país chegou ao ponto que os músicos nem na rua podem tocar? A sério que há quem ache que este programa foi um sucesso e que há motivos para festejar?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:25

Cavaco Silva

 

Imagem do Público 

 

Enquanto na Grécia se anuncia o regresso aos mercados sem mais programas de ajuda, na Espanha se anuncia o fim do programa de ajuda aos bancos e na Irlanda um défice superior a sete por cento não é motivo para mais ajudas, por cá, o Presidente da República na sua mensagem de ano novo veio anunciar ao país a preparação de um programa cautelar.

 

Cavaco não é membro do governo, mas ao ouvir o senhor falar à pouco, fiquei com a certeza que as decisões já estão tomadas e já ninguém nos livra do programa cautelar e de mais visitas dos senhores da Troika.

 

Alguém me explica porque é que na Grécia, um país com uma economia em ruínas, com uma dívida superior a 150% do PIB, com um desemprego superior a 27%,  acha que pode voltar aos mercados sem mais ajudas nem programas cautelares e nós que supostamente já saímos da recessão, com uma economia a crescer e com o desemprego a diminuir, vamos precisar de mais ajudas e programas?

 

Sou só eu que acho que há aqui qualquer coisas que não bate certo? Será que nos andam a enganar e as coisas não são como as tem pintado, ou será que nem os senhores do governo acreditam nas suas próprias políticas e já sabem que não saímos da crise tão depressa?

 

Do resto da mensagem pouco mais há a dizer, Cavaco veio anunciar ao país o fim da crise e a importância do orçamento de estado para a volta aos mercados, o que pelos vistos é muito mais importante que o facto de este estar ou não de acordo com a constituição que o senhor jurou fazer cumprir... do envio para fiscalização ele não falou, pelo que presumimos que isso não ira acontecer.

 

De resto voltou à conversa do compromisso de salvação nacional, o que só mostra que o senhor não aprendeu nada com o que se passou a meio do ano passado... 

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:56

Mandela

 

Imagem de Artigo 21 

 

É um capricho da história que a morte de Nelson Mandela encontre no poder em Portugal o mesmo partido que governava naquela altura quando alguém decidiu votar contra a moção das Nações Unidas que  pedia a sua libertação.

 

Hoje o governo de Passos Coelho declarou três dias de luto nacional pela morte de Madiba, Cavaco Silva é hoje presidente da Republica, na altura era primeiro ministro e responsável pelo governo,  já expressou o seu pesar em nome de todos os portugueses, era bom que o senhor ou algum dos então responsáveis, nos esclarecesse os motivos pelos que nos fez passar a vergonha de sermos um dos três países que votaram contra a liberdade e a favor de quem prendia, discriminava e oprimia.

 

Mandela ficará para sempre como um símbolo da luta pelos oprimidos, um homem que  da luta contra a discriminação, a segregação e o racismo uma forma de vida, o seu lugar na história será de certeza absoluta eterno.

 

O que aconteceu naquela votação é uma vergonha para o país, e era bom que todos fossemos esclarecidos, quem e porquê tomou a decisão de votar contra? Em nome ou a pedido de quem?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:58

Rui Machete

 

Imagem do Público

 

E vai mais um, depois do Relvas, da ministra do Swaps, dos inúmeros senhores que teimam em limpar dos seus currículos as passagens pelo BPN, depois das muitas histórias das acções da SLN, agora este senhor decidiu que em nome da diplomacia tudo é válido, até acabar com a separação de poderes e até fazer tábua rasa sobre as decisões dos juízes.

 

Ante a indignação de meio país, a procuradora geral já veio dizer que com ela ninguém falou, resta saber se o senhor ministro tem outras fontes na PGR ou se simplesmente achou que ninguém ia dar pelas palavras dele e por tanto podia dizer uma ou outra mentira em nome da diplomacia.

 

Não faço ideia a que processos se estaria o senhor a referir, nem se referem coisas muito ou pouco graves, mas não me parece que os processos que correm nos nossos tribunais contra cidadãos de qualquer país possam estar de alguma forma nos temas abordados pelo ministro dos negócios estrangeiros e muito menos podem de alguma forma ser objecto de algum pedido de desculpa.

 

Hoje Cavaco Silva veio dizer que "ninguém está acima da lei nem há cidadãos de primeira e de segunda", ficamos então à espera que ele tome alguma medida com respeito a quem faz da mentira uma forma de governo, já que esperar que algum destes senhores se demita, é pura ilusão.

 

Senhor presidente da República, estamos à espera.... (sim, eu sei, é melhor esperar sentado)

 

Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:18

A montanha pariu um Portas

por Jorge Soares, em 21.07.13

Presidente mantém governo

Imagem do Público

 

E no fim, voltamos ao inicio, afinal andamos três semanas às voltinhas, com conversas da treta, negociações de chacha, para nada, o Senhor presidente na hora das decisões escolhe sempre o mal menor... esquecendo que há 10 dias tinha dito que este governo não tinha condições para levar o país a bom porto... esquece também que o mal menor não deixa de ser um mal.

 

Cavaco decidiu manter o governo em funções até ao fim da legislatura, resta saber qual governo, o de antes da renuncia de portas? Outro qualquer formado por PSD e CDS? O que Passos Coelho lhe apresentou com Portas a Vice ministro e que ele não aceitou?

 

Neste ultimo caso, Paulo Portas saiu como único vencedor de tudo isto, foi ele que causou a crise ao demitir-se irrevogavelmente, no fim será empossado como vice ministro, terá muito mais poderes e controlará a pasta da economia.

 

Cavaco diz que é necessário que o governo aplique políticas de incentivo à economia e ao crescimento do emprego, que no fundo era o que dizia portas na sua carta de renuncia, mas não terá sido isso que pediu o PS e que levou ao fracasso das negociações?

 

Será que era mesmo preciso estarmos quase três semanas à nora para isto? Era mesmo necessário criar desconfiança nos mercados, fazer aumentar os juros e termos o país político parado durante três semanas? Quanto custou tudo isto ao país?

 

Três semanas, muita conversa, muita treta e no fim, a montanha pariu um Portas

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:07

Um país entalado ...

por Jorge Soares, em 15.07.13

Os verdes vão apresentar uma moção de censura

Imagem do Público 

 

Estive três dias longe do mundo, longe do blog, da internet, da televisão, dos jornais, três dias de descanso na natureza. Voltei ontem ao fim do dia para perceber que nem fui para longe o suficiente nem foi o tempo suficiente. Voltei e tudo continua igual, continuamos a ser um país entalado, com partidos políticos entalados, um governo entalado e com o aspecto de o principal culpado, o Presidente da República, vir a ser o maior entalado, porque em lugar de resolver a crise, aumentou-a, entalando-nos a todos.

 

A maior novidade do dia é saber que um dos entalados não está nas reuniões para negociar, está lá para dialogar... isso explica que ao mesmo tempo que aceita o dialogo com PSD e CDS, o PS se apresse a esclarecer que vai votar a favor  na moção de censura ao governo a apresentar pelo partido ecologista Os Verdes. Na minha terra chama-se a isto ter um olho no burro e outro no cigano.. 

 

Acho que não é difícil entender a posição do PS, eles são contra a política do governo, apesar das promessas do primeiro dia, eles não conseguiram dizer que não a Cavaco e aceitaram entrar no diálogo, mas tal como a maioria do país, não acreditam muito na possibilidade de um acordo de salvação nacional, pelo que o melhor é jhogar pelo seguro.. não vá a ser que as eleições sejam mesmo em Setembro... 

 

Quanto ao CDS, o senhor irrevogável  já cantava de galo, dizem as más linguas que até já andava à procura de um poiso condigno das suas novas funções, agora está entalado, se não houver acordo ele vai ficar com o estigma da culpa, se houver acordo, num suposto governo a três dificilmente será chefe de fila, e mais tarde ou mais cedo terá que pagar as favas mesmo dentro do seu partido.

 

Quanto ao PSD, eu continuo a achar que se Passos Coelho tivesse dignidade, no momento a seguir à declaração em que o presidente da República disse que este governo já não conseguia governar o país, tinha-se demitido. Não consigo entender como é que alguém que nem sequer consegue impor os seus ministros, ele foi três vezes a Belém apresentar soluções que nunca foram aceites, pode continuar como chefe (?) de um governo imposto por outras pessoas. 

 

Supostamente as negociações, ou o diálogo, ou lá o que é que se está a a passar entre PS,CDS e PSD, vai durar até sexta feira, será mais uma semana em que a Europa, o FMI, A Troika e os mercados estarão pasmados a olhar para o que por cá se passa. Entretanto os juros da nossa dívida vão aumentando tal como a desconfiança de que alguma vez nos consigamos governar... e tudo isto para quê? Para nada, porque no fim o diálogo dará nisso, em nada, resta saber é quando é que Cavaco aceitará isso e fará finalmente o que devia ter feito à muito, convocar eleições... 

 

Esperemos é que o povo esteja a atento e não goste de ser entalado.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:44


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D