Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O superior interesse de Cavaco Silva

por Jorge Soares, em 28.01.16

cavaco.jpeg

 

Imagem de HenriCartoon 

 

"O superior interesse da criança", não gosto desta expressão, por norma é utilizada não em defesa das crianças mas  por quem ficou sem argumentos para defender uma ideia ou uma acção.

 

Como não podia deixar de ser Cavaco Silva, num ultimo arrufo de poder, utilizou para justificar a razão do seu veto às alterações às lei da co-adopção e da interrupção voluntária da gravidez.

 

Diz o ainda presidente que os temas não foram suficientemente discutidos pela sociedade, vejamos:

 

- A lei do aborto passou por dois referendos antes de ser aprovada, devem haver poucas leis que foram objecto de tantas discussões neste país.

 

- A lei que regula a co-adopção, já passou pelo parlamento pelo menos três vezes, de cada uma das vezes foi assunto durante semanas na comunicação social,

 

Quantas das leis aprovadas unicamente pelos votos da coligação PSD/CDS passaram por Cavaco Silva sem sequer um comentário do Presidente da República e sem terem sido minimamente discutidas pela sociedade portuguesa? Quantas delas gostaríamos de ter discutido e que nos tivessem pedido a opinião? 

 

O veto de Cavaco Silva a estas leis não tem nada a ver com o superior interesse das crianças, tem sim a ver com o superior interesse do senhor em mostrar que ainda é ele quem manda. Quando é que no passado ele se interessou pelo que pensa a sociedade? 

 

Será que o superior interesse das crianças que já vivem com duas mães ou dois pais é continuar a viver sem que exista um vinculo legal às pessoas que que amam e que os amam?

 

Será que o superior interesse das crianças é continuar a viver institucionalizadas sem o calor e a protecção de uma família ou será ser adoptadas?

 

Será quem é contra esta lei realmente pensa no superior interesse das crianças ou só pensa nos seus prejuízos e preconceitos? Terá Cavaco Silva pensado realmente no que é melhor para as crianças ou simplesmente deixou-se levar por aquilo que ele acha que é a moral e os bons costumes por muito arcaicos e ultrapassados que estes possam estar?

 

As pessoas falam dos preconceitos e do que vão sofrer as crianças na escola e na sociedade, mas o que será mais lógico? Será educar e mudar mentalidades ou vetar leis que permitam o avanço da sociedade para uma melhor e mais aberta?

 

Se o mundo todo pensasse como Cavaco Silva de certeza que viveríamos na idade da pedra e as mulheres seriam arrastadas pelos cabelos pelos seus donos.

 

Espero sinceramente que  as leis sejam aprovadas na assembleia a tempo de o senhor ter que engolir mais uns sapos por ser obrigado a promulga-las.

 

Jorge Soares

 

PS:Para quem estiver interessado, O que é a co-adopção?

publicado às 21:56

Agora vamos empatar mais um bocadinho

por Jorge Soares, em 23.11.15

cavaco-cagarro-2-e1447706861311.jpg

 

Imagem de aqui

 

Antes das eleições o senhor já tinha tudo previsto e até já sabia perfeitamente o que ia fazer a seguir, lembram-se? Até achamos que o homem tinha ido à bruxa?. Pelos vistos a bruxa não era lá grande espingarda, porque passados quase dois meses o país ainda está à espera de saber quem vai governar a seguir.... 

 

Como a bruxa falhou completamente as previsões, e uma boa parte dos portugueses votamos ao lado do que seria desejável para o senhor e os seus interesses, ele decidiu ouvir meio país, mas mesmo assim não está contente e vai de aí resolveu fazer mais umas perguntas a António Costa.

 

Está visto que andamos numa de empatar, entretanto Passos Coelho vai fingindo que governa, os mercados sorriem e a Europa desespera porque quer lá o orçamento para poder dizer da sua justiça.

 

Podemos levar isto na brincadeira, mas a mim parece-me uma falta de respeito para com o país e os portugueses, Cavaco Silva pode estar amuado com o resultado das eleições e com o facto de não poder fazer a vontade ao PSD e manter Passos Coelho e Portas no governo, mas o presidente da república está lá para cumprir o seu papel, não para brincar aos governos e ao poder.

 

Se calhar dava mais jeito poder dissolver a assembleia e marcar eleições, pelos vistos há  quem ache que a seguir o PSD ganhava de caras, se calhar tinham uma surpresa, nunca vamos mesmo ter a certeza, a verdade é que não dá, e há uma maioria que mostrou condições para governar, o senhor tem é que aceitar e respeitar a vontade da assembleia da república.

 

Hoje decidiu fazer mais perguntas a quem mostrou condições para governar, só gostava de lhe poder perguntar porque é que não as fez a quem, como se viu, não as tinha?

 

Pode-se dar posse a um governo do PSD sem maioria no parlamento, mas tem que se fazer perguntas a um do PS que apresentou provas de que as tem... está visto que temos um senhor muito democrático....mesmo

 

Jorge Soares

publicado às 21:33

Vocês não vêem que o homem vai à bruxa?

por Jorge Soares, em 01.10.15

cavaco.jpg

 

Imagem de aqui

 

"Quanto ao dia 5, eu estou com muita tranquilidade, sei muito bem aquilo que irei fazer e todos sabem que eu sou totalmente insensível a quaisquer pressões, venham elas de onde vierem. Decidirei nos termos dos meus poderes constitucionais e colocando sempre em primeiro em primeiro lugar o superior interesse nacional"

Ando há uns dias a pensar fazer um post sobre possíveis cenários a seguir a umas eleições em que quase de certeza absoluta não vai haver maioria e em que não vai haver CDS para se coligar... Achava eu que seria um tema interessante pela quantidade de coisas que deixa no ar.... erro meu, pelos vistos há quem já saiba perfeitamente o que vai acontecer e até o que irá fazer no dia a seguir...

 

Num cenário de incertezas como o que temos, parece que o presidente da República não tem nenhumas, ele sabe muito bem o que vai fazer no dia 5.. .e todos sabemos do passado, que ele é homem que nunca se engana nem tem dúvidas,  ora, como é que ele pode ter tantas certezas?.... Mas não se está mesmo a ver que o homem foi à bruxa?

 

Não sei se será uma das que lê as cartas do Tarot, as borras do café, os búzios ou numa bola de cristal, mas de certeza que o homem foi à bruxa, e deve ser uma bruxa mesmo à séria, porque mesmo com tantas sondagens que nos impingem todos os dias com a vitória da Paf, não estou a ver como pode haver tanta certeza do que vai acontecer.

 

É a bruxa pá, não se está mesmo a ver que só pode ser a bruxa?

 

Jorge Soares

PS: Yo no creo en brujas, pero de que vuelan, vuelan!

publicado às 23:03

O que significa o cravo vermelho?

por Jorge Soares, em 26.04.15

cavaco.jpg

 

Imagem do Público

 

Reza a história que no dia 25 de Abril de 1974 a revolução estragou o negócio à vendedora de cravos do Rossio, esta vendo que estes iam murchar, decidiu oferecer um a cada militar dos que estavam a fazer a revolução e que por ali passavam... e foi assim que o 25 de Abril ficou conhecido para o mundo como a revolução dos cravos.

 

Na sexta ao almoço chamou-me a atenção ver que Cavaco Silva fazia o seu último discurso como presidente da república nas cerimónias do 25 de Abril sem  um cravo na lapela e comentei o facto com a família.

 

Fiquei mais ou  menos chocado quando a R. que ainda por cima adora história e tira sempre excelentes notas nessa disciplina me perguntou:

 

-O que é que significa o cravo vermelho?

 

Considero o gesto de Cavaco Silva quase uma afronta, não só a quem fez a revolução que nos devolveu a todos a liberdade de pensar e de termos opinião, como a todo o povo português. Mas confesso que me assusta mais a forma como nos últimos 40 anos temos tratado o assunto.

 

É verdade que o facto de a minha filha não saber identificar o símbolo da revolução, também é culpa minha, é em casa que devemos transmitir os princípios, mas este não deveria ser um assunto que se dá na escola? Ela teve história até ao nono ano,  sempre foi uma excelente aluna nessa disciplina e a verdade é que esse capítulo tão importante da nossa história, quase lhe passou ao lado, porque raramente falaram disso nas aulas e quando o fizeram foi sempre ao de leve.

 

A mim o gesto de Cavaco Silva não me estranha, sempre olhei para ele como o menos democrático de todos os políticos que nos governaram nos últimos 40 anos, por ele e por mais alguns como ele, essa parte da nossa história era simplesmente apagada... assim como o tem sido nas aulas de história que foram dadas aos nossos filhos nos últimos 40 anos.

 

O cravo é o símbolo de uma revolução pacífica que devolveu a democracia ao país após muitos anos de fascismo e de falta de liberdade, não deveria ser um símbolo político, devia ser transversal e servir para que no futuro ninguém esqueça porque é que essa revolução foi feita... há quem queira que essa parte da nossa história seja esquecida....  talvez porque um povo ignorante da sua história é mais fácil de subjugar e de enganar.

 

Jorge soares

publicado às 22:41

Cavaco Silva falou ao País

Imagem do Público

 

"O Banco de Portugal tem sido peremptório e categórico a afirmar que os portugueses podem confiar no Banco Espírito Santo dado que as folgas de capital são mais que suficientes para cumprir a exposição que o banco tem à parte não financeira, mesmo na situação mais adversa"

 

Cavaco Silva à TSF no dia 21 de Julho de 2014

 

A noticia da TSF inclui a gravação das palavras de Cavaco Silva, o Banco de Portugal pelos vistos não era capaz de cumprir o seu papel de vigilância e ignorava tudo o que se passava, mas hoje sabemos que Cavaco Silva, Passos Coelho e o governo sabiam que havia no GES um buraco de mais de sete mil milhões de Euros.

 

Nem Cavaco, nem Passos Coelho, nem ninguém do governo, negou as informações contidas na carta de Ricardo Salgado à comissão de inquérito, ou seja, ainda que tacitamente, todos admitem que tinham conhecimento da verdadeira situação do grupo Espírito Santo.

 

Agora podem vir brincar com as palavras e dizer que se basearam nas informações do Banco de Portugal, mas a verdade é que não há como negar nem o que está nas carta de Salgado nem o que se pode ouvir nas gravações de então e o que se ouve é o Presidente da República a dizer que os portugueses podem confiar no BES.... hoje o BES é o banco mau e está à vista no que os portugueses podem confiar... uma coisa é certa, a julgar por este caso, não será de certeza em Cavaco e no governo que podemos confiar....

 

Todos nós ouvimos estes senhores e alguns outros com responsabilidades já seja no governo ou no Banco de Portugal dizer que o BES tinha fundos mais que suficientes para cobrir o buraco, também os ouvimos dizer que havia interessados com dinheiro para investir no banco, depois foi o que se viu e quem sabe quanto irá tudo isto custar ao país.

 

Não percebo porque é que quem naquela altura falava tanto e com tanta certeza bem do BES, agora se nega a esclarecer as duvidas de quem está mandatado pela assembleia da república e pelos portugueses para investigar o que se passou. O presidente da república e o primeiro ministro não estão acima da lei e tem o dever de esclarecer os portugueses

 

Como português eu exijo que estes senhores vão à comissão e expliquem porque é que não avisaram o país e o Banco de Portugal o que se estava a passar, ou as reuniões de que fala o Salgado eram só reuniões de amigos? Salgado era um amigo de Passos Coelho que pedia uma ajuda de sete mil milhões à Caixa Geral de depósitos? O Facto do GES necessitar de tanto dinheiro não seria um sinal de alarme para o que aí vinha?

 

Jorge Soares

Update, entretanto alguém colocou online o vídeo onde se pode ver o presidente da república dizer que está tudo bem com o BES... cada um que tire as suas conclusões

 

publicado às 22:44

Músico de rua multado por não ter licença

 

Imagem do Facebook

 

A noticia anda a circular há uns dias nas redes sociais, há uns dias Guilherme Águas Rodrigues músico violoncelista, estava a tocar na rua para tentar arredondar a vida quando foi surpreendido pelo senhor da fotografia que para seu espanto e o do resto do mundo, o multou em cerca de 39 Euros porque não tinha licença de músico de rua.

 

Ao Guilherme não lhe tinha passado pela cabeça que para se tocar na rua fosse necessária uma licença, mas é .. e pelos vistos não a ter é um crime que se paga caro.

 

Fico na duvida que outras profissões também precisam de licença, será que os arrumadores de carros que insistem em que estaciones onde eles dizem mesmo quando estás num parque de estacionamento pago e há muitos outros lugares livres também precisam de licença? não devem precisar já que nunca vi nenhum policia a incomodar arrumadores... E será que os vendedores de artigos falsificados que insistem em chatear quem em Setúbal espera o barco para Tróia, tem licença?

 

Hoje a noticia foi a saída limpa, e é claro que meio mundo está muito feliz por isso, de Cavaco a Barroso passando pelos partidos da maioria, todos  enaltecem o bom trabalho do governo... gostava de ver as televisões irem entrevistar o Guilherme e perguntar-lhe o que pensa ele da saída limpa, ou se isso significa algo para ele... 

 

O que importa a saída limpa se o desemprego jovem continua a aumentar? O que interessa se a saída é limpa ou não se os jovens como o Guilherme tem que emigrar para poderem sonhar com um futuro minimamente decente? O que interessa se a saída é limpa se ficamos desde já  a saber que uma vez mais o nosso presente de natal será um aumento de impostos e a redução do poder de compra?

 

O que interessa se a saída é limpa ou não se a cultura neste país chegou ao ponto que os músicos nem na rua podem tocar? A sério que há quem ache que este programa foi um sucesso e que há motivos para festejar?

 

Jorge Soares

publicado às 22:25

A propósito das eleições europeias

por Jorge Soares, em 20.03.14

Eleições Europeias

Imagem de aqui

 

A propósito doe discurso de Cavaco Silva de ontem, dos apelos à união e ao voto e da importância destas eleições para a Europa e o País vieram-me à memória algumas coisas.

 

As Europeias são as únicas eleições a que me lembro de ter faltado, aliás, não me lembro nem quando nem em quem votei a última vez que lá fui... 

 

Considero-me uma pessoa informada, mas para além do saudoso Miguel Portas , Ana Gomes e Rui Tavares, não me recordo de intervenções ou tomadas de posição de algum outro Eurodeputado português, e tenho uma enorme dificuldade em perceber qual o posicionamento político de cada um dos nossos partidos dentro da assembleia europeia.

 

Imagino que com a campanha eleitoral virão ideias, propostas e esclarecimentos, mas lá está, não me lembro de nas últimas eleições europeias ter ficado esclarecido... nem me lembro se fui votar ou não.

 

Outra coisa de que me lembrei foi de ter visto o seguinte vídeo sobre a forma como vivem os eurodeputados,  que é por demais esclarecedor:

 

Portanto senhores deputados, candidatos e partidos, se por acaso por aqui passarem e quiserem convencer este indeciso, esforcem-se mais, das últimas vezes as coisas não correram lá muito bem.
Jorge Soares

publicado às 23:32

Mandela

 

Imagem de Artigo 21 

 

É um capricho da história que a morte de Nelson Mandela encontre no poder em Portugal o mesmo partido que governava naquela altura quando alguém decidiu votar contra a moção das Nações Unidas que  pedia a sua libertação.

 

Hoje o governo de Passos Coelho declarou três dias de luto nacional pela morte de Madiba, Cavaco Silva é hoje presidente da Republica, na altura era primeiro ministro e responsável pelo governo,  já expressou o seu pesar em nome de todos os portugueses, era bom que o senhor ou algum dos então responsáveis, nos esclarecesse os motivos pelos que nos fez passar a vergonha de sermos um dos três países que votaram contra a liberdade e a favor de quem prendia, discriminava e oprimia.

 

Mandela ficará para sempre como um símbolo da luta pelos oprimidos, um homem que  da luta contra a discriminação, a segregação e o racismo uma forma de vida, o seu lugar na história será de certeza absoluta eterno.

 

O que aconteceu naquela votação é uma vergonha para o país, e era bom que todos fossemos esclarecidos, quem e porquê tomou a decisão de votar contra? Em nome ou a pedido de quem?

 

Jorge Soares

publicado às 15:58

Paulo Portas e a Ministra das Finanças

Imagem do Público

 

Enquanto na Suécia Cavaco Silva fala ao mundo de um país maravilhoso e em forte crescimento que existirá algures na imaginação dele, e acusa de masoquismo quem diz que a dívida pública não é sustentável e que é necessário repensar a austeridade, por cá Paulo Portas e  Maria Luís Albuquerque anunciam que afinal as medidas extraordinárias começam a tornar-se definitivas.


Em 2014 continuaremos, pelo menos quem continuar a ter emprego, a pagar a taxa extraordinária de 3,5 %. Gostava de perceber como se consegue obter crescimento se a população mal ganha para chegar ao fim do mês... isso deve ser no mesmo país extraordinário que existe na imaginação de Cavaco Silva... no pais real, no país onde eu vivo, não me parece que isso vá acontecer.

 

Mas Cavaco tem razão numa coisa... somos mesmo masoquistas, afinal as eleições vão passando e quem nos levou e nos mantém nesta situação continua sempre a ter a maioria dos votos e a gerir os nossos destinos... só podemos ser mesmo masoquistas.

 

Jorge Soares

publicado às 21:45

Evidentemente, não há acordo!

por Jorge Soares, em 19.07.13

António José Seguro

Imagem do Público

 

Evidentemente não há acordo, não me parece que seja novidade nenhuma, se nem Portas que suportou a maioria queria ficar associado a estas políticas, como é que alguém pode pretender que depois destes dois anos de oposição, depois de moções de censura ao governo e às suas políticas, alguém podia acreditar que o PS pudesse assinar qualquer acordo que implicasse manter as políticas de austeridade a que estamos sujeitos?

 

Acho que era mais que evidente para todo mundo, menos para uma pessoa, que tudo isto não passava de show off, de não ficar mal na fotografia, não havia a menor hipótese de alguma vez haver um acordo entre PSD e PS.

 

Resta saber o que irá agora fazer Cavaco Silva, como ele mesmo afirmou hoje, a nossa constituição não suporta governos de iniciativa presidencial, um governo nomeado pelo presidente nunca terá a aprovação da assembleia da república.

 

Não me atrevo sequer a vaticinar o que irá acontecer a seguir, o que deveria acontecer era a convocação de eleições, principalmente depois de o Presidente da República ter afirmado que este governo já não tinha condições de seguir à frente do país... mas não sei se Cavaco atirará a toalha assim tão facilmente, está visto que para ele os interesses do PSD estão sempre em primeiro lugar e não me parece que ele esteja disposto a deixar cair o seu partido.

 

Pedir ao PSD que forme outro governo é uma hipótese que lhe passará certamente pela cabeça, mas depois daquela carta de demissão irrevogável, não me parece que Paulo Portas vá apoiar uma nova maioria..e dadas as circunstâncias, não estou a ver a menor hipótese de que alguém aceite governar em minoria.

 

Certo certo é que andamos há semanas nisto, a empatar tempo e energias para nada, está visto que a única saída que faz sentido é a convocação de eleições e que seja o povo a eleger o seu futuro... não sei o que estamos à espera para avançar.

 

 

Jorge Soares

publicado às 22:38


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D