Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Informática:Que computador portátil comprar?

por Jorge Soares, em 26.01.10

Notebooks e portáteis

 

Imagem da internet

 

Ando há uns tempos para comprar um portátil, o meu tem uns 5 anos, tem pouco espaço, é pesado e muitas vezes muito lento....  tenho ido adiando e entretanto outros valores se levantam.. como uma viagem à casa da cegonha, que no nosso caso mora em Cabo Verde... mas isso é outra história.

 

Estes dias uma colega chegou ao pé de mim meio furiosa, tinha comprado um portátil no dia anterior  e de tão deslumbrada com o bichinho pequenino e levezinho, na altura da compra nem reparou num pequeno detalhe....  não tinha leitor de CDs... ora, um pequeno detalhe... excepto quando queremos instalar software tipo o office.....

 

A maioria das pessoas nem repara, mas no mercado há laptops e notebooks, os notebooks são aqueles portáteis pequeninos, levezinhos e bem giros que ainda por cima anda na maior parte dos casos abaixo dos 400 Euros. Os laptops são os outros, os grandes que custam por norma mais de 500 Euros.

 

Mas a diferença não está só no preço, para manter os notebooks baratos, a industria definiu limites para os componentes, sendo que normalmente os processadores tem mais de um ano de vida, as placas gráficas tem menos resolução, levam menos memoria, não tem leitor de cd, etc...é claro que no fim, estas limitações são um preço a pagar muitas vezes demasiado alto, há uns tempos li um comparativo, um dos testes consistia em reproduzir vídeos do Youtube, quase nenhum conseguia reproduzir vídeos em alta definição, e havia alguns que tinham dificuldade nos vídeos normais.

 

Para além desta limitação, há o tamanho do monitor, normalmente abaixo das 13 polegadas. Voltando à minha amiga, dizia ela que era levezinho e portanto ela podia-o levar nas viagens,  .. quais viagens?... pois, lá muito de vez em quando ela faz uns passeios.

 

Comprar leve e barato (notebook)  está na moda quando se fala de computadores, quanto a mim só se justifica a compra de um destes pcs se a pessoa viaja realmente muitas vezes e o utiliza como segundo computador, caso contrario, para utilização diária e a menos que não queira aumentar drasticamente a conta do oculista, só com um monitor externo de tamanho normal e isto para quem não utiliza programas pesados. Se trabalha diariamente no computador, gosta de ver uns dvds, se como eu tem o Hobby da fotografia, nesse caso é melhor pensar em gastar mais duzentos ou 300 Euros e comprar um Portátil de tamanho mais normal e da ultima geração...  

 

Quanto a mim, vou instalar o linux aqui no meu velho amigo e dar-lhe uma segunda vida de velocidade, não troco o meu monitor de 15,4 por nada mais pequeno.... gosto de ver as minhas macros em tamanho grande.

 

Jorge Soares

 

publicado às 21:30

Magalhães avariados... a garantia é uma treta!

 

Como seria de esperar a telenovela das garantias dos Magalhães dos meus filhos tinha que ter mesmo novos capítulos.

 

 

Para quem não leu os capítulos anteriores, ambos os computadores estavam avariados, sendo que o do N., para além de um problema de disco, tinha uns pinos da bateria partidos, e os senhores da ATI Informática diziam que tinha que levar uma Board nova, reparação que não estava coberta pela garantia e que me custaria 80 Euros.

 

Depois de uma troca de emails, enviamos uma carta registada onde reclamávamos a resposta que nos foi dada e onde exigíamos a reparação dentro da garantia. O computador foi devolvido só com o disco reparado e nunca tivemos resposta à carta enviada. Entretanto recorremos à DECO, que supunha eu, é a Associação de defesa do Consumidor.

 

Esta semana recebemos a resposta deles, entre muitas outras coisas que não interessam para nada, diz o seguinte:

 

     "Nestes termos, e uma vez que existe contradição de factos insanável (????) em processo de mediação e dado que não dispomos de peritagens ou avaliações técnicas que permitam aferir a matéria em causa, vemo-nos forçados a preceder ao arquivamento do presente processo."

 

Eles enviam uma copia da resposta dos senhores da ATI Informática, onde diz exactamente o mesmo que já me tinha sido dito a mim, e que eu tinha enviado para eles. Ou seja, nem sei a que raio eles chamam um processo, é evidente que há contradição de factos, se não houvesse eu não tinha recorrido a eles.... certo?

 

É para isto que serve uma associação de defesa do consumidor? para chegar com o processo ao exacto ponto onde eu o tinha deixado e depois arquivar? Nem uma pergunta, nem um contraditório, um pedido de esclarecimento?, nada?....  se eles não tem técnicos quem faz aqueles artigos fantásticos com os comparativos das revistas?... ou só servem mesmo para isso, para fazer vender revistas e captar associados?

 

Entretanto o computador da R. foi reparar e evidentemente o teclado não está na garantia, e lá se foram mais 30 Euros..... mas afinal que porra está na garantia destes computadores?

 

É claro que posso sempre contratar um advogado e ir para tribunal... mas quantos 80 Euros me vai custar isso?.. é por estas e por outras que estes senhores fazem o que lhes apetece. Entretanto recebi um mail de alguém que está exactamente com o mesmo problema na bateria que nós, e que recebeu a mesma resposta... e o mesmo orçamento... já lhe disse que não vale a pena falar com a DECO.. o melhor mesmo é ligar o computador directamente à corrente..sempre poupa o dinheiro dos selos a enviar cartas de reclamação.

 

 

Jorge Soares

 

publicado às 21:49

Magalhães, então e a garantia?

por Jorge Soares, em 01.07.09

Magalães avariado... tenho dois

 

 

Lembram-se de aquela noticia em que o Hugo Chavez atirava um Magalhães para o chão e dizia que era à prova de crianças, que nem assim ele avariava?, bom, ou as minhas crianças são piores que o Chavez, ou aquele Magalhães era de um lote diferente dos dois que vieram cá para casa.... que estão os dois avariados.

 

Primeiro foi o da R. as teclas começaram a ficar soltas, até que uma saltou mesmo, depois foi o do N. de um momento para o outro a bateria simplesmente deixou de funcionar e passado pouco tempo, o computador deixou mesmo de funcionar.

 

Convém dizer que ambas as crianças utilizavam há bastante tempo o computador cá de casa, que já tem uns 4 ou 5 anos e continua vivo, inteiro e a funcionar, não estamos a falar de crianças que dão um trato desumano à coisa, .. o que acontece é que a qualidade dos pequenos portáteis, feitos ou não a pensar na utilização por crianças pequenas, deixa muito a desejar.

 

Convém também explicar que ambos os computadores tem menos de 4 meses de utilização, e que estão bem dentro do período de garantia.

 

No computador vem um numero de assistência para onde podemos ligar em caso de emergência, bom, eu juro que tentei, várias vezes, mas invariavelmente chegamos a uma voz de menina que nos diz: "O tempo de espera é superior a 10 minutos tente mais tarde", e isto acontece ao meio dia, às seis da tarde ou às 10 da noite, aconteceu as 3 ou 4 vezes que tentamos.

 

Feito isto, indagamos na escola e lá nos disseram o que fazer. Primeira contrariedade, para enviar o brinquedo para reparação, tem que ir na caixa... mas quem raio é que guarda uma caixa de computador durante 2 anos? Por mero acaso, uma das caixas tinha ficado esquecida na arrecadação, pelo que lá enviamos o computador do N, que era o que não funcionava mesmo.... mas foi mero acaso, e não sei o que faria se não tivesse encontrado a caixa... mas em frente.

 

Passados uns 10 dias, recebemos um SMS com um aviso para irmos ao Site da empresa atinformática para vermos a proposta de reparação.... Proposta de reparação????!!! mas o computador não estava na garantia?... mau!

 

Lá fomos ao site, e para nosso espanto, diz o seguinte:

 

Substituição da HD -- Garantia

Pino de bateria Partido  - Avaria fora da garantia

Proposta de substituição de motherboard, 81 Euros.

 

Que eu saiba aquela bateria só saiu do sitio uma vez...se tem um pino partido, é porque vinha com defeito.. e para que raio querem substituir a morherboard se o pino partido é da bateria?

 

E acham eles que eu vou pagar 80 Euros por reparar um computador que custou 50... é claro que já entreguei o caso à DECO... e vamos ver quem paga o quê...

 

O pior é que eu preciso de resolver isto, porque preciso da caixa para enviar o outro a reparar.

 

Bom, mas sobre computadores feitos a pensar em crianças, estamos conversados....e já sabem, se ainda não deitaram a caixa fora... guardem-na bem!

 

Jorge Soares

 

 

publicado às 21:24


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D