Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As mulheres e a psicologia dos ramos de flores

por Jorge Soares, em 15.02.12

Rosas no dia dos namorados

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

Ouvido à hora do almoço:

 

- Ontem quando fui comprar o ramo de flores para a minha namorada, estava lá um tipo a comprar três ramos!

- Assim é que é, um para a Mãe, um para a filha e outro para a mulher! - Diz a menina da direita

- Nãaa, um para cada uma das amantes! - Diz a menina da esquerda!

 

Após um silêncio mais ou menos constrangedor, o rapaz acrescenta:

 

-Nesse caso as amantes ficam caras, porque eu paguei 10 Euros e ele pagou 55.

 

A psicologia feminina é mesmo estranha... digo eu.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:58

Quantos filhos querias ter?

por Jorge Soares, em 06.10.09

 

Quantos filhos querias ter?

Imagem da internet

 

 

No outro dia, depois de uma  conversa que entrou pela  noite dentro, que começou por Virus informáticos, passou por fotografia e por não sei quantas coisas mais, dei por mim a pensar no estranha que pode ser a vida.

 

A dado ponto a coisa foi assim:

 

Amiga says:qtos filhos querias?

Jorge says:

nunca pensei nisso

Amiga says:

nã ooo

Amiga: says:

então?

Amiga: says:

vá confessa-te

Jorge says:

não... tu não leste aquele meu post sobre os sonhos?

Jorge says:

eu não faço essas contas

Amiga: says:

devo ter lido 

Jorge says:

aquele em que eu falava do jipe e da casa com jardim

Amiga: says:

sim

Jorge says:

é o que eu dizia lá

Jorge says:

isto vai dar um belo post

Amiga: says:

ai valha-me a santa

Jorge says:

amiga.. eu não faço essas contas

Amiga:. says:

olha que eu estou a falr com a tua orelha amigo

Amiga: says:

não com o teu blog

Jorge says:

nunca fiz..a minha vida nunca durou o tempo suficiente na idade dos sonhos

 
É claro que a conversa continuou, falamos de muitas coisas, mas no fim não pude deixar de olhar para mim e sentir-me estranho, acho que assim como nunca tive jeito para sonhar, também nunca consegui ser pessoa de grandes planos. Nunca na vida pensei em quantos filhos queria ter... nem em se queria ter filhos ou não, simplesmente aconteceu, assim como nunca tinha pensado em ter um blog... até que um dia criei um. 
 
Há várias formas de ir pela vida, nunca fui um sonhador, talvez porque nunca tive muito tempo para isso, ou porque nunca achei que tivesse direito a sonhar. Comigo as coisas simplesmente acontecem... ou não. Imagino que pessoas como eu nunca farão o mundo avançar mais rapidamente, afinal é o sonho que comanda a vida....... eu não sei sonhar... limito-me a fazer com que a vida aconteça...
 
Felizmente, para além de tudo sou uma pessoa de sorte...e a vida encarregou-se de me juntar a alguém que sonha por mim e por ela.... depois, basta empurrar.. que a vida corre.
 
Entretanto a minha amiga também deve ter ficado a pensar no assunto, porque quando ontem voltei a ligar o computador depois de um fim de semana sem olhar  para ele, tinha a seguinte mensagem:
 
"Jorge um homem que não sonha porque se bem os pensa logo os realiza e por isso não perde tempo com sonhos ou fantasias."
 
 
Nem tanto ao mar nem tanto à terra...mas digam-me lá, sou mesmo só eu que nunca pensei em quantos filhos queria ter?
 

Jorge Soares

 

PS:Nunca tinha pensado no assunto.. mas agora que perguntas.... ganhasse eu o euromilhões.... e enfeitaria a minha casa com muitas fotografias como a que preside a este post... um arco-íris de filhos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:56

No parto:Sozinha ou acompanhada

por Jorge Soares, em 09.03.09

Nasceu!

 

Este fim de semana uma conversa com a minha meia laranja deixou-me a pensar, hoje enquanto ouvia o A viagem da Cegonha (por certo... a miúda já nasceu, parabéns aos pais e á Sónia pelo excelente Programa) lembrei-me da conversa e de um dia, vai fazer quase 10 anos ... um dia muito especial.

 

A R. nasceu quase com 41 semanas, A P. estava óptima, não parecia nada estar no fim do tempo, até que o médico decidiu dar um prazo, se não nascer até ao dia x... nós fazemos com que nasça. Na noite anterior fomos ao cinema...vimos Noiva em Fuga, lembro-me de passar o filme às gargalhadas, eu e o resto das pessoas..mas nem assim a miúda quis vir cá para fora... no dia a seguir lá estávamos no hospital às 9 da manhã... feitos os preparativos... lá foi passando o tempo, almoço, lanche, jantar....  foi um dia muito longo, que passamos  ambos numa sala de partos gelada. Por volta das 9 da noite, quando o médico decidiu ir jantar e nós já estávamos a ver que a coisa não era naquele dia... lá a miúda se decidiu a nascer. Evidentemente eu estive ali o tempo todo, antes, durante e depois do nascimento.. que ainda foram umas duas horas mais.

 

Lembro-me de me terem vindo as lágrimas aos olhos quando olhei para aquela coisa rosada e pequenina que foi rapidamente levada para não sei onde...  e de não sair dali... de ao lado da P. ... nem me passa pela cabeça que pudesse ser de outra forma.

 

Mas eu ia falar da conversa do fim de semana, dizia a P. que tem um colega que tem terror a agulhas e a sangue...e é evidente que nem pensar em acompanhar a mulher nos partos. Por acaso é uma conversa que já ouvi várias vezes, homens que não querem lá estar, mulheres que não querem os homens lá, mulheres que preferem ter lá a mãe, mulheres que não querem lá ninguém... uma vez ouvi  uma mulher que dizia que não queria lá o marido porque os homens depois de verem um filho nascer deixam de ter interesse sexual pela mulher....  há de tudo.

 

Eu vi a minha filha nascer, e para mim é um momento marcante, um momento que estará comigo para sempre.... além de que motivo nenhum do mundo faria com que eu deixasse a P. sozinha naquele momento...

 

E vocês?, o que acham?, as mulheres preferiam lá ter a mãe que o marido?..ou não ter lá ninguém naquele momento?...e os homens?, trocavam aquele momento por alguma outra coisa?

 

Jorge

PS:Imagem retirada de aqui:http://papoilas.do.sapo.pt/cegonha3.gif

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:29


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D