Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



lulaedilma.jpg

 

Imagem de aqui 

 

Reza a lenda que o ditado tem origem na antiga Roma, Pompeia, a bela e jovem Mulher do imperador Júlio César,  tinha um admirador chamado Clódio, um dia, para conseguir ludibriar a vigilância e chegar perto de Pompeia, Clódio disfarçou-se de mulher para entrar no palácio e chegar perto da sua admirada, aparentemente antes de conseguir os seus propósitos foi descoberto, levado a tribunal, julgado e absolvido.

 

Durante o processo Júlio César em público sempre apoiou a sua mulher, defendendo a sua inocência, mas em privado repudiou-a. Quando questionado sobre o motivo do repudio apesar da absolvição, ele terá dito:

 

"À mulher de César não lhe basta ser honesta, tem de parecer honesta"

 

A semana Passada Lula da Silva foi levado a tribunal para investigação num alegado envolvimento no Caso Lava Jacto e será suspeito de corrupção e favorecimentos. Após o interrogatório e ante a perspectiva da possível prisão preventiva, Dilma Russef terá sugerido a hipótese de nomear Lula membro do governo de forma a forçar a mudança de jurisdição do tribunal que investiga o caso para um tribunal superior federal,  o que na prática se traduz quase em imunidade. Hoje ficamos a saber que Lula terá aceite entrar para o governo.

 

Não faço ideia se Lula será inocente ou não, mas convenhamos que ao aceitar este cargo no mínimo fica mal na fotografia, à distância e lendo as noticias nos vários  jornais, a ideia que passa é que ele só entra para o governo para fugir à investigação e usufruir do privilégio de ser investigado por um tribunal que será mais amigável.

 

Já dizia a minha avó, "Quem não deve não teme", se realmente Lula está inocente porque precisa destes estratagemas para fugir à investigação? Eu percebo que Dilma esteja solidária com o seu antecessor e correligionário,  e até que lhe dê apoio moral, mas qual a imagem que fica de uma presidente da República quando ela sugere dar guarida desta forma a alguém que está a ser investigado por corrupção?

 

Pelos vistos nem Lula nem Dilma conhecem o ditado sobre a mulher de César,

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:34

O que quer realmente o Paulo Morais?

por Jorge Soares, em 09.04.15

paulo morais.jpg

 

Imagem de aqui

 

O senhor da fotografia acima chama-se Paulo Morais, é do PSD e foi vereador na Câmara do Porto, a frase acima tornou-o conhecido e há muita gente que o tem como o paladino da luta anti-corrupção em Portugal.

 

Lembro-me de na altura em que ele proferiu aquela frase, ter escrito um post (este post) sobre o assunto em que basicamente dizia que se o senhor fosse sério não poderia ficar só por aquelas afirmações, estas  eram tão graves que só havia duas hipóteses: ou o senhor explicava melhor o que dizia e com nomes e apelidos fazia as correspondentes denuncias na Procuradoria, ou então, teriam que ser os deputados sérios a obrigar  o senhor a pedir desculpa.... isto foi em 2011 e passado este tempo todo, nem uma coisa nem outra... cada um que tire as suas conclusões.

 

Entretanto hoje ficamos a saber quais eram as verdadeiras intenções de Paulo Morais, o suposto paladino da luta (virtual, porque de real não vimos nada) contra a corrupção, parece que estava a preparar o terreno e a semear para agora em época de eleições presidenciais vir colher os frutos.

 

O engraçado é que a julgar por coisas que tenho lido e ouvido hoje, parece que a sementeira começa a dar resultados, pelos vistos há muita gente que acredita mesmo que o senhor é diferente e que aquelas palavras todas vão dar em alguma coisa.... gostava de perceber porque é que de 2011 até hoje não deram em nada.

 

As pessoas tem a memória curta, já ninguém se lembra do fenómeno Fernando Nobre, que jurava  a pés juntos que o seu único interesse  era ser presidente da república, que depois afinal podia ser candidato a deputado pelo PSD se o deixassem ser presidente da assembleia e que no fim concluiu que ser deputado não era tacho suficiente para ele, ajudar o país sim, mas só se o cargo for o suficientemente importante.

 

Não há nada pior para a democracia que senhores destes que usam a demagogia para chegar ao povo e através dela tentar chegar ao poder. 

 

Jorge Soares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:05

socrates2.png

 

Imagem do Sapo

 

Confesso que achava que isto iria ter um desfecho diferente, principalmente porque durante os dois últimos dias tenho estado a ouvir muita gente e a maioria dos juristas que ouvi achavam que os crimes de que se falavam e as circunstâncias em que José Sócrates fora detido, não justificariam a medida mais dura.

 

Certo é que a medida foi mesmo prisão preventiva, não sou jurista, não percebo nada de leis, acredito que se o juiz ditou esta medida foi porque há indícios suficientes para tal e não porque o arguido se chama Sócrates, ou porque foi primeiro ministro, ou porque é socialista. Espero sim que se se provarem os factos, caia sobre ele o peso da lei.

 

Há quem diga que tudo isto é um desprestigio para o país, não concordo, bem pelo contrário, é a prova que há independência entre as instituições e que estas funcionam apesar do nome ou do prestigio dos acusados. Se é verdade que há muita gente por esse mundo fora que está de olhos em nós devido a este caso, estarão neste momento a pensar que afinal, somos capazes de investigar e de levar a tribunal quem prevarica, sem importar nomes ou tendências políticas, se isso não é um sinal de desenvolvimento, não sei o que será.

 

Quanto à frase muitas vezes repetida nos últimos dias "A partir de agora nada será igual na política e/ou na justiça", não tenho tanta certeza, é verdade que é a primeira vez que se leva um ex primeiro ministro à prisão, mas uma andorinha não faz a primavera e apesar dos ventos de mudança dos últimos dias, continua a haver muita gente a viver na impunidade... ver para crer.

 

Sobre o futuro do partido socialista.. se o CDS sobreviveu aos submarinos, se o PSD sobreviveu sem grandes sobressaltos ao BPN, porque não irá o PS sobreviver sem grandes mossas a isto?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40

O que tem de mal os vistos Gold?

por Jorge Soares, em 16.11.14

Miguel Macedo.jpg

 

Imagem do Público

 

Aplauda-se a atitude de Miguel Macedo, ao contrário do que tantas vezes acontece neste país, por uma vez a culpa não morre solteira e há alguém que assume a sua responsabilidade política. A maioria dos detidos estavam à frente de organismos que estão na dependência directa do ministério da administração interna e independentemente da sua ligação ou não ao caso, e há noticias que o ligam a uma das empresas investigadas, a verdade é que existe uma clara responsabilidade política e louve-se a honestidade de a assumir.

 

Há pouco a minha meia laranja perguntava-me se eu sou a favor ou contra os vistos Gold, eu sou a favor, acho que é uma forma como outra qualquer de atrair investimento para o país, acho tão válido como isentar de impostos durante uma série de anos as empresas que criam um determinado número de empregos.

 

As últimas noticias falam de mais de mil milhões de Euros que entraram no país até agora, dinheiro que permitiu a sobrevivência de empresas de imobiliário, de empresas de construção civil e que permitiu a alguns bancos respirar...

 

É claro que no meio de tudo isto há coisas que falharam, pelos vistos alguns destes vistos não foram atribuídos da forma mais clara, tal como alguns dos negócios não terão sido feitos da melhor maneira...louve-se a capacidade do estado em detectar que assim foi e em levar ao banco dos réus quem prevaricou.

 

Mas isto que dizer que o programa é mau e que se deve acabar com ele? Quanto a mim não, eu não tenho nada contra quem cá quer investir, nem tenho nada contra quem ajuda a reanimar a economia, o estado tem que saber separar o trigo do joio, tem que saber avaliar a proveniência do dinheiro que é investido e tem que saber evitar a corrupção, mas isso não é só neste caso, é em todos os casos.

 

Percebo que alguma oposição se tente agarrar a tudo para criticar o governo, mas sinceramente, não consigo perceber como é que não se consegue ver que há coisas positivas e que este é um dos poucos programas que serviu mesmo para ajudar a economia.

 

E não, eu não gosto do Paulo Portas nem do CDS/PP.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

Os vistos suspeitos

por Jorge Soares, em 13.11.14

vistosgold.jpg

 

Imagem de aqui

 

Foram uma das bandeiras de sucesso de Paulo Portas ainda antes da sua fase irrevogável, em época de crise foram a bóia de salvação para muitas imobiliárias,  fizeram disparar os preços dos apartamentos de luxo e com a entrada de dinheiro fresco, permitiram respirar melhor a alguns dos bancos. 

 

Os vistos gold não são evidentemente um invento português, há muitos outros países que vendem a autorização de residência em troca de dinheiro ou investimento, para Portugal foi sem dúvida um caso de sucesso, venderam-se muitas casas de luxo, criaram-se alguns empregos e os bancos respiraram melhor com todo o movimento de dinheiro que se gerou.

 

Infelizmente não há bela sem senão e é certo e sabido que onde há dinheiro há sempre interesses obscuros e é muitas vezes terreno fértil para a corrupção e a troca de favores. 

 

Hoje o dia acordou com a noticia que da detenção do chefe do SEF, Manuel Jarmela Palos, que segundo ouvi era o alto funcionário público há mais tempo no lugar, com ele terão caído também 10 outros altos cargos do ministério da justiça e de outros ministérios, entre eles o presidente do Instituto dos Registos e Notariado (IRN), António Figueiredo.

 

Sou dos que acha que em comparação com outros países, Portugal nem será dos mais corruptos, mas se é verdade que a corrupção não é generalizada, está visto que está instalado ao mais alto nível.. podendo inclusivamente a investigação chegar até um dos ministros do actual governo.

 

Espero que a ministra da justiça tenha razão e não fique nada nem ninguém por investigar, que não haja mesmo impunidades.

 

Os vistos gold representaram até agora um ingresso de mais de 1400 milhões de Euros no país, dinheiro de que estamos bem necessitados, mas não pode valer tudo.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:59

pabloiglesias.jpg

 

Imagem de aqui

 

O senhor ali da fotografia chama-se Pablo Iglesias e se em Espanha as eleições legislativas fossem hoje, havia uma enorme probabilidade de que ele e o Podemos, o partido do qual é líder, chegassem ao poder.

 

Fundado em Janeiro de este ano, Podemos é um partido de esquerda cujos membros se definem a si mesmos como:

 

«uma ferramenta ao serviço da cidadania, que tem o objectivo do protagonismo popular e da recuperação do deficit democrático que vivemos. E assim o temos demonstrado, criando uma estrutura aberta, viva e cambiante, isto é, DEMOCRÁTICA e CIDADÃ onde todo o mundo possa participar.

Una nova forma de fazer política é possível, ¡PODEMOS!»

 

Em apenas quatro meses, de Janeiro até às europeias de Maio, Pablo Iglesias levou o Podemos até muito perto dos 8% e à eleição de 5 deputados.

 

Esta semana, após uma operação policial que levou à prisão por suspeitas de corrupção, dezenas de autarcas do PP e de outros partidos, construtores civis e directores de empresas que prestam serviços ao estado, as  sondagens dão mais de 30% ao novo partido, bastante à frente dos tradicionais PSOE e PP, partidos que tem governado o país nos últimos 40 anos.

 

Tal como em Portugal, em Espanha os políticos e os partidos tradicionais tem a sua imagem desgastada, os espanhóis estão fartos dos políticos tradicionais, nos últimos meses tem-se sucedido os escândalos que deixam uma boa parte dos políticos do PP e do PSOE enterrados na lama dos compadrios, dos favores e da corrupção. 

 

Uma boa parte das simpatias colhidas pelo Podemos nestas últimas sondagens terá a ver com a operação policial da semana passada, mas acho que já ninguém dúvida que os espanhóis estão fartos da politica e dos políticos de sempre, resta ver o que acontecerá daqui até às próprias eleições e a forma como reagirão os velhos partidos à esquerda e à direita, mas restam poucas dúvidas que Pablo Iglesias e o Podemos terão uma palavra a dizer no futuro de Espanha.

 

E por cá, haverá um Pablo Iglesias qualquer capaz de criar um Podemos?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:19

A realidade de muitos países

por Jorge Soares, em 24.10.13


Neste vídeo as crianças fazem uma representação do dia a dia no México... mas é uma realidade parecida à de muitos outros países.




Jorge

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40

Dom Januário Torgal Ferreira e a corruopção

 

D. Januário Torgal Ferreira compara "alguns" ministros a "diabinhos negros" 

 

"Há jogos atrás da cortina, habilidades e corrupção. Este Governo é profundamente corrupto nestas atitudes a que estamos a assistir", as palavras são de Januário Torgal Ferreira, bispo e capelão das forças armadas.

 

Curiosamente a primeira vez que ouvi falar do assunto alguém associou as palavras ao governo de Sócrates e não ao de Passos Coelho, independentemente da imagem que se tenha da igreja católica e das pessoas que a formam, e a imagem que eu tenho é mesmo péssima, é difícil entender que alguém com a visibilidade que este senhor tem, venha para a praça pública dizer coisas como estas.

 

Porque uma coisa é dizer que estes senhores governam mal, e todos sabemos que isso é verdade, que aplicam a austeridade de forma cega, que o fazem, ou que estão a levar o país por um caminho que dificilmente nos tirará da atoladouro em que caímos, outra coisa muito diferente é dizer, "este governo é profundamente corrupto".

 

Acusar um politico de não saber governar ou de governar em prol dos interesses do seu partido é muito diferente de o acusar de ser corrupto.

 

Feita a acusação, agora exige-se que o senhor concretize,  que explique com factos e nomes de que corrupção está ele a falar, a corrupção é um crime, está penada por lei e é do país e dos impostos de todos nós que estamos a falar.

 

Dom Januário, estamos à espera, diga lá se faz favor os nomes dos corruptos que a malta quer justiça e limpeza no governo.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:11

Os alunos souberam o que ia sair no exame via SMS

Imagem do Público

 

Já lá vão muitos anos desde que em Caracas fiz os exames nacionais do secundário, na altura não havia telemóveis nem SMS's, mas havia fotocópias e lembro-me perfeitamente que no dia anterior ao exame de matemática um dos meus colegas chegou à escola com um monte de folhas que ele garantia que lhe tinham sido dadas pelo primo de uma amiga que para o conseguir tinha dormido com alguém do ministério da educação.

 

Num país em que tudo funcionava com esquemas e corrupção a história não era assim tão estranha... passamos o dia a resolver o teste, foi um excelente treino para o dia seguinte, mas não, aquele não era o exame.. convenhamos que como esquema para levar miúdas para a cama não está nada mal.

 

Hoje ao ler no público que alguém denunciou que no norte do país  Dezenas de alunos terão sabido o que ia sair no exame de Português lembrei-me desta história, mas também me lembrei de outra coisa.

 

O ano passado no teste de Português saiu o poema Na casa defronte de mim, de Álvaro de Campos, um dos heterónimos de Fernando Pessoa, poema que eu utilizei para acompanhar uma das minhas fotografias, esta, no Momentos e Olhares. Nesse dia o post teve milhares de visitas, coisa que eu achei muito estranho até que ao fim do dia sairam as noticias sobre o teste de Português. Na altura fui verificar os logs do blog, as visitas a este post específico começaram logo a seguir à meia noite e foram aumentando durante a madrugada, sendo que na hora em que o teste é retirado dos envelopes selados, já a coisa ia em algumas centenas.

 

Ora, é suposto os exames serem guardados pela GNR e pela PSP e serem entregues por elementos destas instituições de segurança directamente nas salas, alguém me explica como é que por volta da meia noite já eu tinha visitas no blog à procura do poema que estava no exame? E se "durante o tempo em que o teste está a ser respondido, os professores vigilantes de cada sala não podem sair nem ter meios de comunicação na sua posse (telemóveis ou computadores com acesso à internet, por exemplo)", como é que durante a manhã as visitas já iam em milhares? Resta saber se o ano passado a coisa também foi através de SMS ou se terá sido outro o método.

 

Gostei muito de viver em Caracas, muito do que sou, muito do meu pensar e sentir vem dali, mas estas coisas deixam-me seriamente preocupado... é que não me estou a ver a ser governado por um Hugo Chavez qualquer.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:31

Ribeiro Cristovãomontou cilada a árbitro?

 

Imagem do Público 

 

Levamos anos a ouvir o choradinho do Sporting, a culpa dos desaires da equipa não é da politica de contratações, não é do desaproveitamento de uma das melhores escolas de formação do país, nem da falta de paciência com os treinadores... não, para os dirigentes do Sporting, a culpa é quase sempre dos árbitros.

 

Hoje descobriu-se que afinal, se calhar eles até sabem do que falam. A meio do dia a notícia era que a Policia Judiciária fazia buscas em Alvalade e que um dos vice presidentes do Sporting era constituido arguido por tentativa de incriminação do árbitro José Cardinal

 

É claro que desde que saiu a noticia do depósito dos dois mil Euros, havia muita gente a falar de fruta e de apitos dourados, quem está na mó de baixo não perde uma oportunidade como esta para tentar lançar mais areia para os olhos e mais umas achas para a fogueira, O Porto e Pinto da Costa tem as costas largas. Hoje já há muitos que engoliram as palavras e saíram de fininho com o rabo entre as pernas... é bom que sirva de lição a quem só conhece os argumentos do insulto e da acusação para justificar as derrotas... quem sabe o que se descobrirá amanhã.

 

Independentemente da cor clubista de cada um e das análises mais ou menos parciais que se possam fazer,  isto é muito triste e muito mau para o futebol português, Pereira Cristovão é vice presidente do Sporting, não é um funcionário ou adepto anónimo qualquer, o clube não pode simplesmente lavar as mãos e fingir que não se passou nada, o que se passou é muito grave.

 

Todas estas coisas só servem para aumentar a desconfiança e o descrédito na liga e no nosso futebol em geral, já não bastavam os salários em atraso, as polémicas dia sim dia também, agora temos um dos maiores clubes do país metido numa embrulhada destas.

 

É mau, muito mau.

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:06


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D