Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



E quando é que isto prescreve?

por Jorge Soares, em 30.05.12

José Eduardo Simões condenado a prisão efectiva?

Imagem do Público 

 

Caso raro neste país em que raramente algo se consegue provar e muitas vezes quem denuncia as situações termina condenado, o senhor ali da fotografia foi condenado em primeira instancia com pena suspensa e em segunda instancia a uma pena de prisão efectiva pelo crime de corrupção.

 

Atendendo a que o senhor para além de politico é dirigente de um clube de futebol, dois mundos em que à primeira vista as negociatas e a impunidade vão sempre de braço dado, então o caso é mesmo raro. Mas é mesmo verdade, o presidente da Académica de Coimbra, foi condenado a seis anos de prisão pelo crime de na qualidade de director do urbanismo ter favorecido promotores imobiliários a troco de dinheiro para o clube de futebol.

 

A questão que agora se coloca é: será que o senhor alguma vez vai preso? Aceitam-se apostas... quando é que este crime prescreve mesmo?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17

Duarte Lima fica preso

Imagem do Público

 

Haverá que esperar pelo dia de amanhã para se perceber por quanto tempo ficará o senhor detido, mas na minha cabeça pairam muitas dúvidas: Será que sem o caso do Brasil, com sangue a rodos,  imagens chocantes e provas mais ou menos contundentes, teria havido este desenvolvimento no Caso BPN?

 

Assim de repente parece que a justiça portuguesa anda a reboque do que acontece do outro lado do atlântico, é claro que tudo isto pode ser só uma enorme coincidência e tudo se passaria  da mesma forma com ou sem mortes no Brasil..... mas que parece estranho, parece.

 

E já agora que estamos com a mão na massa... ou neste caso num arguido, não se fazia um esforcinho e se apanhavam mais uns dois ou três?.. ou este sozinho é suspeito de ter levado os não sei quantos mil milhões que eu e todos os portugueses estamos a pagar com os aumentos de impostos?...então e cade os outros? não há mais suspeitos?

 

Jorge Soares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:03

Obama anuncia a morte de Osama Bin Laden

Imagem do Público

 

 

justiçar Conjugar 
(justiça + -ar)

v. tr.
1. Punir com pena de morte.
2. Aplicar a pena de morte a.
3. Demandar (em juízo).
4. Aplicar a justiça. ≠ injustiçar



Aos poucos e de forma tímida a polémica sobre a morte de Ossama Bin Laden e a forma como esta aconteceu, vai tomando conta da blogosfera. Alguém que de uma forma ou outra foi responsável pela morte de mais de 5000 pessoas não merece mais que a morte, acho que isso será consensual para qualquer ocidental e nem se questiona. Ossama  Bin Laden não só é responsável por essas mortes como soube escolher os alvos de forma a atingir o maior número de povos e culturas possíveis. Haveria no mundo um lugar onde  num tão pequeno espaço estivessem representados tantos credos, raças e religiões como no Word Trade center?

 

Mas independentemente do que se possa pensar e/ou sentir, há uma diferença entre justiça e vingança, por norma a justiça serve para fazer pagar os culpados pelos seus crimes, é administrada pelos tribunais e deseja-se que exista alguma diferença entre o juiz e os carrascos. A vingança poderá muitas vezes chegar através da justiça mas dificilmente a pode substituir.

 

Entre o  “Se pudéssemos, tínhamo-lo trazido vivo” dito por John Brennan no  Público e o "O objectivo da operação era matar Bin Laden" dito por fontes da Casa Branca no Sol estará algures a verdade, justiça ou vingança?

 

Quanto a mim era mil vezes preferível que tivesse sido aprisionado e tal como os responsáveis dos genocídios nos Balcãs e muito antes disso os Nazis, entregue a um tribunal internacional para ser julgado, condenado e morto. Não consigo deixar de pensar que a forma como morreu e como depois o corpo foi lançado ao mar vai contribuir para além de dar azo a muitos mitos e teorias da conspiração, criar um mártir que durante muito tempo alimentará o ódio e o desejo de mais vingança por parte dos seus seguidores.

 

A sua morte foi aclamada e festejada por muita gente, como se por si só resolvesse o que quer que fosse, como dizia a Suspeita no seu post desta tarde, não deixa de ser irónico que esta morte tenha sido ordenada e anunciada como se de um grande feito se tratasse,  por um prémio Nobel da Paz. Haverá quem diga que a paz também se faz com mortes... pois eu temo que neste caso esta morte trará mais mortes, muitas mais mortes... e pouca paz.

 

Jorge Soares

 

PS:Eu achava que aquilo de colherem as amostras e passados poucos minutos termos o resultado dos testes do ADN era mesmo só no CSI, mas afinal parece que é mesmo verdade.... resta saber com que é que eles terão comparado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:02


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D