Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Carteiro é uma profissão em extinção

por Jorge Soares, em 11.12.13

Carteiro

Imagem do El País

 

A noticia é do El país, no Canadá a empresa pública dos correios, os CTT lá do sitio, vai acabar com a entrega de cartas a domicilio às pessoas, à semelhança do que já acontece actualmente em algumas zonas rurais e nos subúrbios das grandes cidades canadienses. A partir de 2019 quem quiser receber cartas vai ter que ter um apartado postal.

 

A medida permitirá reduzir entre 6 e 8 mil  o número de empregados e uma poupança anual de 500 milhões de dólares. Está previsto também um aumento de preços de 35% no correio normal.

 

Para além disto, o plano contempla também o encerramento de centenas de estações de correios que serão substituídas por franquicias em centros comerciais e grandes superfícies... onde é que eu já ouvi isto?

 

Não me lembro quando foi a última vez que recebi uma carta em papel, para além de toneladas de papel em publicidade, a única correspondência que recebemos cá em casa são: contas, facturas, avisos bancários, avisos das finanças ... Há pouco dei por mim a pensar que tudo isto era facilmente substituível por correio electrónico, aliás, em alguns casos só não o foi ainda por mera preguiça de minha parte, porque as empresas que me prestam o serviço até já fazem o envio por mail. Já para não falar da quantidade de vezes em que as cartas se vão amontoando no escritório durante semanas e por abrir... e já não seria a primeira vez que muitas vão assim mesmo, fechadas, directamente para a lareira.

 

Entendo que a entrega de correio continua a ser importante, há muita gente que não tem computadores e muito menos correio electrónico, mas pensando friamente, cá em casa  e na grande maioria das casas que conheço, o serviço dispensava-se perfeitamente. 

 

Em Portugal não será de certeza nos próximos cinco anos, talvez demore mais 15 ou 20 anos, mas eu pessoalmente não tenho dúvidas nenhumas, o que está a acontecer agora no Canadá irá acontecer de certeza noutros países e mais cedo que tarde, irá acontecer por cá. A compra de selos e a entrega de correio em mão irá passar a ser um serviço de luxo e a profissão de carteiro será mais uma daquelas que passará à história. Não há como lutar contra o progresso.

 

Progresso que segundo a amazom, poderá passar pelo seguinte, vejam só:

 

 

 

 

Jorge Soares

publicado às 22:15

Quero o livro de reclamações!

por Jorge Soares, em 17.07.08

Reclamar

 

O dia correu bem, a escritura foi mesmo hoje, o construtor apareceu. com mais de meia hora de atraso, mas apareceu..e finalmente estou na minha casa com as minhas coisas.

 

Mas o dia começou bem, levantei-me cedo, dormi em Lisboa e queria estar em Setúbal às nove para passar pelos CTT a pedir a transferência de morada na correspondência dirigida à antiga casa. 

Chegamos, tirei a senha, era o numero 22,..estavam a atender o  8 . eram 9 horas, a escritura era às 10..... devia dar. Reparei que havia três balcões a funcionar. Reparei mal, porque na realidade para atendimento geral era um, dos outros dois, um era para atender os certificados de aforro, o outro...bom, o outro era para as pessoas que entravam directamente.

 

Passados 10 minutos estavam a atender  o numero 10, e eu comecei a reparar no que acontecia no ultimo balcão, as pessoas entravam, iam aos apartados, retiravam a correspondência, umas iam-se embora as outras iam para esse terceiro balcão, eram atendidas, davam dois dedos de conversa...e iam embora....enquanto havia dezenas de pessoas que tiravam senha e esperavam.

 

Numa altura em que a conversa versava sobre o salário do primeiro ministro e namorada, decidi que já estava bom.

 

-Desculpe, a conversa está engraçada, mas reparei que o senhor não tirou senha!

-Pois não, mas não tinha que tirar...e já me vou embora - e pirou-se de fininho.

-Desculpe, mas porque é que estas pessoas não tiram senha? - Perguntei à funcionária.

-Porque não tem que tirar!

-Não?, e porquê?

-Porque as pessoas dos apartados não tem que tirar senha.

-Desculpe lá, mas se é assim, isso devia estar escrito bem claro, porque tem dezenas de pessoas à espera, e estes senhores entram, ficam na conversa consigo, e o resto espera.

-Isto é um serviço pago! - diz alguém.

-Pois, e as restantes pessoas não pagam?.... quero o livro de reclamações!

 

Entretanto as restantes pessoas que estavam na conversa decidiram interceder, pela funcionária..claro.

 

Lá veio o livro de reclamações, e vejam lá, a partir daquele momento a senhora começou a pedir senha.... aos indignados senhores que vinham dos apartados.

 

Acho que as regras devem estar sempre claramente afixadas, se há pessoas que não tem que tirar senha, isso deve estar escrito em local visível para que os restantes utentes não se sintam enganados, mas o facto de depois da reclamação ter sido pedida a senha ....diz tudo.

 

35  minutos depois de lá ter chegado, fui finalmente atendido e cheguei a horas à escritura.

 

Jorge

PS:Imagem retirada da internet

 

 

publicado às 21:38


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D