Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Viagem de sonho...eu?

por Jorge Soares, em 02.03.09

Macau, Ruinas de São FranciscoAnda por aí um novo desafio, um desafio que fala de viagens, de viagens de sonho, a Mariana do Hoje escrevo eu, além de que deixou aqui algumas sugestões que de certeza fazem parte da galeria de sonhos de muita gente, achou que eu, como sou um gajo que gosta de viagens, era a pessoa ideal para levar com o desafio..... 

 

Com o ambiente de crise que por aí vai, sonhar é mesmo o que nos resta,....e já que estamos numa de sonhar... vamos lá sonhar em grande .... certo Mariana?

 

Como sabem, ando meio avesso a prémios e desafios, li o post da Mariana no Google Reader, estava a meio de um trabalho chato e enfadonho para um projecto que até começou por ter uma promessa de viagem e tudo...mas lá está, a crise! Dei por mim alguns minutos depois a pensar na vida..e vai de aí, decidi partilhar os meus pensamentos com todos.

 

Quem leu este post, sabe que não sou muito dado a sonhos, tento viver..e já me dou por feliz, além disso, com 40 anos acho que me posso dar por feliz, já conheci uma boa parte do mundo, vejamos, Por ordem cronológica:

 

-VenezuelaNova Iorque

-Malta

-Toda a Espanha

-Paris

-Zurique

-Praga

-O Norte de Itália

-Helsinkia, Finlândia

-Uma parte de França e de novo Paris

-Hong Kong e Macau

-Nova Iorque e uma boa parte da Costa Leste Americana

-Todo Portugal incluindo Açores e Madeira

 

Não está assim tão mau, imagino que a muita gente conhecerá muito mais.... mas.... Não, não alimento sonhos de grandes viagens... nem sequer consigo dizer que há um lugar especial onde gostaria de ir... quer dizer, gostava de voltar a Nova Iorque esta vez acompanhado da minha meia laranja...mas é mais por ela que por mim....

 

Mentira, tenho uma viagem de sonho, uma viagem que alimenta o meu sonho e o da minha família...pode até ser uma viagem curta...ou uma viagem larga e ao meio do atlântico, quem sabe a Cabo Verde...a viagem que espero com ansiedade, em que irei buscar finalmente a minha filha...... a viagem em que finalmente adoptarei a minha filha........ essa é sem duvida a viagem dos meus sonhos.

 

E já sabem, estão todos desafiados..... sirvam-se, contem lá onde querem ir

 

Jorge

PS:Imagens minhas

 

publicado às 21:29

Prémio

http://www.20minutos.es/data/img/2006/04/06/399847.jpg

 

 

Sabem aqueles dias em que por mais que tentemos as coisas não saem?...as letras teimam e em lugar de frases com jeito e sentido só formam palavras que juntas não dizem nada?... bom, hoje é um desses dias, não sei bem porquê, mas as ideias vão e vem e no fim...todos aqueles temas que dariam uns fantásticos posts...hoje parecem-me simplesmente parvoíces. É claro que qualquer bom escritor transforma uma parvoíce qualquer num post com centenas de comentários.....deixo isso para eles.... hoje, vou falar de blogs.

 

Estou a dever posts com agradecimentos e encaminhamentos de prémios e desafios a muita gente, assim de repente lembro-me de:

 

 

A  Inês do Assim me encontro,

A Fátima do Estou estupefacta

A Pessoinha do Riscos e Rabiscos

A Paola do Ponto de Admiração

A Caracolinho do Simplesmente meu

A Sónia do Os livros que ninguém quis dar a ler

A Dona Flor do A Alma da Flor e do Florbytes

A Smootha do Lua Secreta

A Mieepe do Mieepe Koud

A Xana do Blue Eyes

O Taz de A quinta do taz

O Carlos do Um breve olhar

 

Tenho a certeza que me esqueci de alguém..... se assim for, por favor avisem... que eu faço o update do post... não quero ninguém chateado. Deixo a todos o meu enorme agradecimento e  carinho, porque para além de mais, são blogs que leio todos os dias com um enorme prazer. Já há algum tempo que decidi que não vou entrar em correntes, nem em selos, mas é com um enorme orgulho que vejo que as pessoas se lembram de mim, isso significa que algo fica do que aqui vou escrevendo, ... e que algo de tudo isto faz sentido. 

 

 
Vou ser sincero, nunca percebi muito bem o objectivo dos prémios e selos que pululam pela blogosfera, é claro que é sempre bom saber que alguém acha que o meu blog é de Ouro, ou que eu sei comentar, ou que..., mas eu termino sempre por ter muitas dificuldades em nomear 5, ou 6, quando leio 15 ou 20..e se os leio é porque os acho todos bons.... depois terminamos sempre por ser injustos, ou por deixar alguém triste.....e para quê?
 
Imagino que a primeira pessoa que inventou um selo para blogs, o fez porque achou que era uma excelente forma de ter links....e na verdade funciona, se eu for ali ao Technorati vejo que uma grande parte dos links vem de prémios e desafios...mas vem de pessoas que por norma já tem o link no blog....lá se foi a utilidade... de modo que eu recebo de todo o coração todos os prémios que me dão... são sinal de carinho e amizade...mas peço desde já desculpa..não os vou passar.
 
Quanto aos desafios, bom.... aqueles que realmente sirvam para que as pessoas me conheçam, aqueles que de verdade puxem pela minha imaginação, esses vou fazer.... no dia em que me mandarem abrir um livro na página X e ler a linha Y....e pá, desculpem lá.... mas é para ignorar...  não.
 
Ia falar sobre as tags... mas fica para outro dia... digo é que as utilizem, porque principalmente no caso dos blogs do SAPO as tags são uma excelente ferramenta para a arrumação dos blogs e se bem utilizadas, para trazerem leitores... que é o que todos queremos... ou não?
 
E para quem não tinha nada a dizer neste dia.... já falei de mais.
 
De novo o meu muito obrigado a todos os que se lembram de mim..e em especial aos que gastam uns segundos das suas vidas a ler as parvoíces que eu para aqui despejo.
 
Tenho dito
 
Jorge
PS:Era engraçado que o corrector ortográfico do SAPO funcionasse de vez em quando, não acham?
 

 

 

publicado às 21:50

Desafio:De que são feitos os meus sonhos

por Jorge Soares, em 30.11.08

Adopção

 

Esta semana a Mieepe e a Estupefacta lançaram-me o desafio dos sonhos, a ideia é escrevermos uma lista com 8 sonhos.... já aqui falei de que são feitos os meus sonhos

 

Dificilmente eu poderia escrever uma lista com 8 sonhos, eu não sou assim, mas desde Janeiro, quando escrevi o post que vou copiar aqui, até agora, evoluí algo....já consigo ter dois sonhos:

 

1-Que os meus filhos tenham a mana com que sonham o mais rapidamente possível

 

2-Que os serviços de adopção deste país alguma vez funcionem como deve ser, para que não existam crianças com um natal muito triste e pais que sonham onde estarão os filhos que povoam os seus sonhos.

 

Sim, eu sei, estou a pedir muito, estou a pedir demais... mas é disso que são feitos os sonhos, de coisas difíceis. O resto, o que falta para os outros 8 desejos, está aqui:

 

 

Ontem em conversa que tive com a minha meia laranja ela disse que se lembrava que antes de nos casarmos eu tinha o sonho de ter uma casa com jardim, três filhos e um Jipe.... não sei se por esta ordem ou não. Lembro-me de algures na minha vida ter querido um Jipe...mas essa memória é posterior ao meu casamento e a ter filhos, não me lembro de sonhar com uma vivenda com jardim e de ter querido três filhos... o que não quer dizer que não seja verdade.... diga-se de passagem, que dadas as circunstâncias.... neste momento sonhar com a vivenda está indexado a sonhar com o euromilhões... eu jogo!...

 

Sou uma pessoa que não cultiva expectativas, às vezes quando a R. diz que quer ser escritora, ou o N. policia, eu fico a pensar que não me lembro de alguma vez ter querido ser algo....acho que nunca tive tempo para isso.....estava ocupado a crescer entre os carinhos da minha mãe e o mau feitio do meu pai. Quando era adolescente era tão tímido que me lembro de sonhar com ter uma namorada, ou em querer ser o Mandrake e resolver tudo com um passe de magia. Não me lembro de sonhar com ser nada, desde o liceu que tentava conjugar os estudos com o trabalho, nunca sonhei ser engenheiro, que agora sou, nem o Matemático que não cheguei a ser porque claramente estava no curso errado na altura errada da minha vida.

 

Lembro-me de entre os 16 e os 20 anos escrever muito, muitos poemas, textos, cartas, não me resta um único desses escritos porque simplesmente nunca sonhei ser escritor.... ainda que agora tenha a leve esperança de voltar a conseguir escrever assim.... não, não sonho ser escritor.

 

Talvez não me lembre do sonho dos três filhos, porque foi tão difícil ter o primeiro que simplesmente se apagou o sonho. Lembro-me de uma tarde numa esplanada da Avenida de Roma, a P., então minha namorada, me ter falado do seu sonho de adoptar uma criança, a mim isso nunca me tinha passado pela mente, mas no dia em que decidimos ir à segurança social apresentar a candidatura, eu estava perfeitamente ciente de que aquele era o nosso projecto de vida.

 

Atingi aquela fase da minha vida em que vivo a vida dia a dia, sem esquecer que o futuro existe, mas sem fazer desse futuro uma obsessão, simplesmente vivo, tento ser feliz.

 

Se tenho sonhos?, claro, todos temos sonhos, mas não faço deles expectativas de vida, os sonhos vão aparecendo e desaparecendo à medida que vão sendo realizados ou não. Vão nascendo e morrendo todos os dias, e nós vamos vivendo com eles... ou apesar deles.

 

De que são feitos os meus sonhos?, são feitos de pequenos momentos, de pequenas coisas, da felicidade e dos sonhos dos meus filhos e da P., de ajudar os meus amigos, de conhecer pessoas, de ter amigos, de ler muitos livros.

 

Quanto ao desafio... bom, já sabem, são 8 sonhos,  sintam-se todos desafiados.

 

Jorge

PS:Imagem retirada da interne

PS2:Mieepe e Estupefacta, desculpem, mas os meus sonhos são assim.

 

publicado às 21:51

Desafio - alma de poeta

por Jorge Soares, em 03.11.08
Rui Veloso
 
A Nave lançou-me este desafio. É suposto colocar uma foto minha, escolher um artista e responder às perguntas com letras das musicas..... ando com alguma preguiça mental, o desafio veio mesmo a calhar.  Escolhi o Rui Veloso, um artista Português que admiro. Aqui Vai: 
 
1. És homem ou mulher?
          
Porque sou o cavaleiro andante
Que mora no teu livro de aventuras
Podes vir chorar no meu peito
As mágoas e as desventuras
 
2. Descreve-te:
 
Cansado do movimento
Que percorre a linha recta
Fui ficando mais atento 
Ao voo da borboleta 
Fui subindo em espiral 
Declarando-me estafeta
Entre o corpo do real 
E a veia do poeta
 
3. O que as pessoas acham de ti?
 
             O prometido é devido
 
4. Como descreves o teu último relacionamento?
 
Quanto vale o teu sorriso 
Teu siso
Juízo da vida
Essa coisa escondida
Que me faz viajar 
 
Quanto vale o teu consolo
Teu colo
Descolo prà lua
Essa coisa só tua
Para me azucrinar
 
5. Descreve o estado actual da tua relação com a tua  namorada ou pretendente:
 
Quanto vale a tua voz
Todos nós
Somos sós de paixão
Até ver o clarão
O mistério do dia
 
Quanto vale o teu afecto
Directo
Alfabeto do ser
E depois sem querer
Ter o dom da alegria
 
Dá-me luta, dá-me alento
Qualquer coisa pra lembrar
 
6. Onde querias estar agora?
 
 Roendo uma laranja na falésia
Olhando o mundo azul à minha frente,
Ouvindo um rouxinol nas redondezas,
No calmo improviso do poente
 
Em baixo fogos trémulos nas tendas
Ao largo as águas brilham como prata
E a brisa vai contando velhas lendas
De portos e baías de piratas
 
7. O que pensas a respeito do amor?
 
Ontem as águas estavam serenas
Mantinham a distância certa
Éramos cúmplices apenas
Sem ter o coração alerta
 
Amiga era um sentimento
Sem fazer calor nem frio
Tudo entre nós era simples
Como as coisas em pousio
 
Foi qualquer gesto que fizeste 
Qualquer coisa que disseste 
Que mudou a situação 
 
8. Como é a tua vida?
 
 Sei quem canta no trabalho
E mexe no choro e no riso
Sei quem conhece um atalho
Para voltar ao paraíso
 
Há quem limpe chaminés 
Há quem limpe corações
 
9. O que pedirias se pudesses ter um só desejo?
 
Todo o tempo do mundo
para ti tenho todo o tempo do mundo
Todo o tempo do mundo 
 
10. Escreve uma frase sábia:
 
muito mais é o que nos une
que aquilo que nos separa
 
Bom, já está, é suposto passar o desafio..... bom, aqui está, sintam-se à vontade, é só pegar.
 
Valeu João!
 
Jorge
PS:A minha foto está ali no topo do blog.... aqui só podia ser o Rui Veloso

 

publicado às 22:00

Desafio e prémio

por Jorge Soares, em 04.10.08
A Pepita lançou-me um desafio... é engraçado, portanto aqui está.
 
Comida: Grelhados, peixe ou carne, mas grelhado.. please!
 
Clube: Porto
 
Estação do Ano: Primavera
 
Música: muita e todos os estilos
 
Animal preferido: Gato
 
Escritor: Miguel Sousa Tavares, Isabel Allende, Gabriel Garcia Marquez, Mário Vargas Llosa, João Aguiar e ultimamente Anita Shreve.... mas se o livro for bom... pode ser qualquer um.
 
Vinho: Os da península de Setúbal e os verdes.
 
Árvore: Castanheiro
 
Filme: 9 semanas e meia
 
Monumento:O mundo é um monumento... gosto dele
 
País: Portugal
 
Cidade: Setúbal, Caracas, Aveiro, Praga, Helsinkia, Paris, Ribadesella, A Corunha....etc,etc...
 
Livro: A tia Julia e o escrevedor, a Casa dos espiritos, A Voz dos Deuses.
 
Perfume: às vezes
 
Fruto: Pêssego
 
Flor: Silvestres
 
Cor: Azul
 
Peça de roupa: t´shirt + jeans
 
Programa TV:  Todos as série de investigação criminal... JAG
 
Carro: Qualquer um desde que seja Toyota!
 
Maior qualidade: amigo do meu amigo
 
Maior Defeito: Alguém diga!
 
Nome Feminino: Raquel
 
Nome Masculino: Nuno
 
Sonho para a Vida: viver até ver os meus filhos encaminhados na vida (Boa Pepita!)

  

 

A Gaja com o nome do blog mais original da blogosfera, digam lá que Perfume das palavras não é o nome certo para um blog?.... e a minha amiga que é a unica flor com  Alma amargurada que conheço, deixaram-me este prémio:

 

 Prémio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bom, como sempre a malta toda que está ali na lista da esquerda, está nomeada e desafiada.... façam favor

 

Jorge

publicado às 22:22

Andamos sempre a falar mal de tudo, do país, das pessoas, dos políticos..... bom, eu hoje vou falar bem..... há coisas que às vezes funcionam bem neste pais.

 

Como vamos iniciar o processo de adopção, no Sábado fomos à loja do cidadão para tratar do registo criminal, entretanto a P. já tinha pedido as certidões de casamento e de nascimento pela internet. Loja do cidadão em Setúbal, costuma ser sinónimo de filas e de montanhas de gente, chegamos lá por volta das 10 e eu já estava preparado para sair de lá directo para o almoço.

 

Chegamos e após perguntar onde era o estaminé do Registo Criminal, primeira surpresa, uma simples secretaria com uma pessoa, nem senha se tirava e havia uma fila de 3 pessoas... que verifiquei que estavam lá para tirar fotocopias....a pessoa encarregue de emitir o registo criminal tira as fotocopias de quem necessita..... OK.

 

2 ou 3 minutos à espera de fotocopias frente e verso de BI e de folhas de passaporte..e estamos a ser atendidos... mais 5 minutos e temos os registos criminais na mão. Entretanto a P. lembra-se que não tinha recebido confirmação nenhuma das certidões pedidas via net, e decide perguntar à solicita menina..  -eu não lhe posso dizer, mas de certeza que a minha colega das certidões lhe responde...  Lá vamos nós para o sitio, tiro a senha e milagre, somos os próximos, mais dois minutos e estamos a ser atendidos... ela também não consegue ver, mas pelas duvidas, tiram-se outras... que estarão prontas na Terça.... em 15 minutos tínhamos tratado de tudo..... e não é que hoje chegaram as certidões pedidas via net?

 

Definitivamente há coisas que funcionam.

 

O desafio da S@rit@.

 

A amiga S@rit@, do blog A vidinha da S@rit@ lançou-me um desafio, o desafio das seis palavras, seis palavras que nos definam..... uma breve biografia com seis palavras....... não é fácil.... principalmente porque essas coisas ditas por nós ficam mal, deveriam ser os outros a dizer... principalmente porque me arrisco a que chegue alguém e me desminta.

 

 

Então eu sou:

 

Amigo, muito amigo dos meus amigos.

 

amigo

 

 

Sincero, por vezes sincero demais... mas eu sou assim mesmo

 

Sincero


Romântico (esta é arriscada!)

 

Romantico

 

 

 

Frontal, muito frontal, o que por vezes é um problema a sério...... mas durmo sempre descansado e não guardo rancores a ninguém.

 

Frontalidade


Preguiçoso... por vezes sou

 

preguiça

 

Sentimental.... muito sentimental......

 

Sentimento

 

Falta aqui a parte do mau feitio... que há quem diga que eu tenho.... mas acho que isso está no sincero e frontal.... que é o que costumam catalogar como mau feitio.

 

Bom, podem criticar e desmentir à vontade..... e claro, todos os blogues que estão ali na lista do lado.... estão nomeados.

 

Jorge

PS:Imagens retiradas da internet

publicado às 21:46

A lenda da Serra da Estrela

por Jorge Soares, em 01.06.08

Serra da estrela

 

Tenho pendente um desafio da minha amiga Sofia, do Sorriso de lua, escrever um texto sobre a Serra da Estrela... desafio dificil... e ainda não é hoje... desculpa amiga.

 

Entretanto, descobri que existe uma lenda que explica a origem do nome da serra..... lenda que vou copiar aqui...sem prejuizo de continuar a dever o texto ....

 

Era uma vez um jovem pastor que vivia numa longínqua aldeia. Por único amigo tinha um cachorrinho, que nas longas noites de solidão se deitava a seus pés sem esperar nenhum gesto, nenhuma palavra. Sofria este pastor de uma estranha inquietação: cismava alcançar uma Serra enorme que via muito ao longe, as terras que existiam para lá da muralha rochosa que constituía o seu horizonte desde que nascera. E muitas noites passava em claro, meditando nesse seu desejo infindável.

Certa noite em que se julgava acordado, sonhou que uma estrela descia até a si e lhe segredava que o guiaria até ao objecto dos seus desejos. 

Acordou o pastor mais inquieto e angustiado que nunca, e procurou no céu a verdade do que sonhara. Lá estavam todas as estrelas iguais a si mesmas, imutáveis e eternas aparentemente. Mas estava também uma que lhe pareceu diferente, a mais sua. Passavam-se os dias e o desejo do pastor aumentava, fazia doer-lhe o corpo, ardia-lhe febril na cabeça. De noite, todas as noites, procurava no céu a sua estrela diferente. E em sonhos ela aparecia-lhe muitas vezes desafiando-o, desafiando-lhe sempre a vontade. Mas a vontade por vezes é tão difícil!!

Uma noite, num ímpeto, decidiu-se. Arrumou tudo o que tinha e era nada, chamou o cão e partiu. Ao passar pela aldeia o cão ladrou e os velhos souberam que ele ia partir. Abanaram a cabeça ante a loucura do que assim partia à procura da fome, do frio, da morte. Mas o pastor levava consigo toda a riqueza que tinha: a fé, a vida e uma estrela.

E o pastor caminhou tantos anos que o cão envelheceu e não aguentou a caminhada. Morreu uma noite, nos caminhos, e foi enterrado à beira da estrada que fora de ambos. Só com a sua estrela, agora, o pastor continuou a caminhar, sempre com a serra adiante, e à medida que caminhava a serra ia sempre ali, no mesmo sítio e à mesma distância. Passou todas as fomes e frios que os velhos lhe tinham vaticinado.

Atravessou rios, galgou campos verdes e campos ressequidos, caminhou sobre rochedos escarpados, passou dentro de cidades cheias de muros e gente, mas a montanha dos seus desejos nunca a baniu do coração. Por fim, já velho alcançou a muralha escarpada que desde a infância o chamava. Subiu até ao mais alto da serra e ali pôde então largar o desejo do seu coração, agora em paz e sem desejo.

O horizonte era vasto, tão vasto e maravilhoso, a impressão de liberdade tão avassaladora que o pastor, sem falar, gritava dentro de si um hino de louvor que mais parecia o vento uivando por entre os penhascos rochosos de silêncio.

Instalou-se o velho pastor e a sua estrela com ele, no céu.

O rei do mundo, porém, ouviu falar naquele velho pastor e na sua estrela fantástica. Mandou emissários à serra: todas as riquezas do mundo daria ao pastor em troca da sua pequena estrela.

O pastor ouviu com atenção o que lhe mandava dizer o rei. Depois, olhou em volta. Tudo eram pedras e rochedos. Uma côdea de pão negro e uma gamela de leite as suas refeições. A sua distracção a paisagem "infindamente" igual e diferente do mundo lá em cima. A sua única amiga, a estrela.

Suavemente, como quem sabe o segredo das palavras e o valor de todos os bens possíveis, virou-se para os emissários do rei do mundo e rejeitou todos os tesouros da terra, escolhendo a pequenez da sua estrela.

Passaram os anos e o velho morreu. Enterraram-no debaixo de uma fraga e nessa noite, estranhamente, a estrela brilhou com uma luz mais intensa. Os pastores da serra notaram essa diferença porque a reconheciam também entre as outras, pelo que o velho lhes contava em certas noites.

 E desde então a serra passou a chamar-se, para sempre Serra da Estrela".

 

Retirado de:http://sweet.ua.pt/~deus/seia/lendaserra.html

Jorge

PS:imagem da Sofia... que irá inspirar um texto!

 

 

publicado às 00:09

O fim do caminho

por Jorge Soares, em 29.05.08

Existem muitos desafios a circular pela blogosfera, neste momento tenho 2 ou três em atraso, mas este é um desafio diferente, o desafio do Finúrias que ele tem no seu blog Ministério da Soltura. O desafio está lá para quem o queira apanhar, mas a mim ele chegou-me por email. No email vinham três fotografias, eu deveria escolher uma e fazer um texto para a imagem.

 

É um desafio diferente, um desafio aliciante, tão aliciante que sou capaz de lá voltar.

 

A imagem é esta que coloco aqui em baixo, eu olhei para ela e vi solidão e vida, se calhar noutra altura, noutra hora, com outro estado de espírito poderia ter visto outra coisa, Paz, silêncio, ou calma, o instrumento musical, e de certeza que o texto seria completamente diferente, porque na realidade, o que escrevemos tem muito  a ver com o nosso estado de espírito e pouco  com o que está na imagem.

 

Solidão

 

O fim do caminho

 

É o fim do caminho, um longo e penoso caminho, e agora estou só, mas nem sempre foi assim, já tive uma vida, uma família, amigos, já fui criança inocente e rebelde, já fui jovem impetuoso e inconsequente, já fui irmão, pai, tio, já fui amigo, inimigo, ladrão de beijos e sentimentos honestos.. e desonestos, já fui marido, amante, já trai e fui traído, ... porque eu vivi!

 

Agora estou só... não, não é verdade, comigo estão as recordações, as vivências, as pessoas, os anos bons e os maus, as dores, as ilusões, as paixões, os amores, os desamores, os enganos, as verdades inconsequentes, as mentiras duras, a dor.... Sim, a dor... no fim, resta a dor.. a dor de aquilo que apesar de tudo, podíamos ter vivido e não vivemos.

 

Resta a solidão...... e os fantasmas que fomos acumulando ao longo do caminho...... e a certeza que ante esta solidão.. não serei o fantasma de ninguém!

 

Jorge Soares

PS:Passem por lá, e peçam ao Finúrias para participar no desafio..

 

publicado às 21:36

O desafio da vergonha... Receita

por Jorge Soares, em 26.05.08

Vergonha

 

O desafio da vergonha

 

A amiga Leuviah, no seu blog Simplesmente meu.... deixou-me este desafio.... que confesso, para mim é dos mais complicados que há, porque eu sou uma daquelas pessoas que passou de ser completamente tímido até ao fim da adolescência, para alguém que tem a lata quase toda.... um desavergonhado.... e às vezes dou-me mal!. Aliás, este blog é um livro aberto.....

 

Coisas que tenho vergonha de contar.

 

1-Já disse aqui uma vez,.... mas continuo a ter vergonha, eu que tenho um blog que se chama O que é o jantar, eu que coloco aqui muitas receitas, que presumo de saber cozinhar, de ter mão para os sabores... eu.... eu não consigo cozinhar um simples esparguete cozido.... sai sempre mal, ou duro, ou mole, ou colado..ou.... bom, está dito.

 

2-Apesar da minha lata toda, apesar de presumir que digo o que penso e quando deve ser,...bom, eu sou o exemplo típico daquela piada que diz que os homens não querem perguntar direcções... é verdade, eu digo sempre à P. para perguntar ela.... nem sei porquê... mas é assim.... o que vale é que tenho genes de pombo correio e por norma vou dar directo aos sítios... :-)

 

3-Eu tenho pavor a cobras... parece mentira, mas é verdade, os meus filhos gozam comigo, eles vão sempre ver e até tenho umas fotografias em que eles tem uma cobra na mão...é claro que eu não estava lá!... tá dito

 

4-Sou uma pessoa paciente... tenho imensa paciência... mas há pessoas que me tiram do sério.... dois ou três colegas de trabalho com os que termino a discutir sempre.... depois fico a pensar que não deveria ter sido assim, que devia ter sido diplomático, que não devia ter deixado as coisas irem naquele sentido.... mas é mais forte que eu......

 

5-Dito isto... não me consigo lembrar de mais nada.... sou mesmo um desavergonhado... devo ter montes de defeitos... mas não me envergonho do que sou.... devia ter vergonha.

 

Bom, desafio todas as pessoas que estão ali na lista dos blogues que costumo cuscar..... todas mesmo... bom, pelo menos aquelas que passam por cá!

 

Salada de frango com fiambre e batata palha

 

Há bastante tempo que não coloco uma receita, não significa isso que eu não tenha cozinhado, nada disso, eu continuo a cozinhar, não sou é lá muito inovador e portanto vou repeti ndo as receitas, é verdade que vou variando algumas coisas, mas nem sempre saem coisas dignas de colocar aqui.

 

Hoje é segunda feira, dia de treino, e portanto não cozinhei, mas tenho desde a semana passada pendente de colocar aqui uma receita de uma deliciosa salada. Foi mais um daqueles dias de O que é o jantar.

 

Cheguei, e a vontade era pouca, mas como sempre, a conversa terminou num:

 

-Vê lá o que é que há no frigorifico e faz qualquer coisa.

 

Tinha ouvido falar de uma salada de frango com batata palha, até tínhamos comprado a batata e tudo....depois descobri que no frigorifico havia restos de frango no churrasco, era mais ou menos um quarto d efrango.... não era muito, mas como havia fiambre....

 

 

Ingredientes para 4 pessoas

 

1/4 de Frango desfiado

100 grs Fiambre

1 pacote pequeno de batata palha

Alface

2 Cenouras raladas

1 lata Milho pequena

 

Maionese

Ketchup

 

Desfie o frango, corte o fiambre em cubos, junte a alface, a cenoura,o milho e a batata palha.

 

Eu fiz um molho rosa para temperar, junte a maionese e o ketchup num recipiente e misture bem até ficar cor de rosa... mas podem temperar com o que quiserem.

 

Estava uma delicia.

 

Jorge

PS:Imagem retirada da internet

PS2:Eu gosto de gatos!

 

 

publicado às 22:16

Fui desafiado.... again!

por Jorge Soares, em 15.05.08

Só porque me apetece é um dos blogues que costumo visitar, um blog descontraído, com boa musica, e vistas bonitas.... um sitio donde gosto de ir..... e que aconselho!
 

Hoje tinha lá um desafio, diz  que tenho que revelar 6 aspectos peculiares sobre a minha pessoa..... hummm 6 aspectos peculiares...... 6? vamos lá ver.
 

Então é assim:
 

1 - Não consigo comer absolutamente nada logo a seguir a levantar-me... eu levanto-me às 7...e o meu pequeno almoço à às 10... antes disso... só um café e às 8... é que só de pensar em comida antes disso... enjoo
 

2-Eu gosto de chuva.... sim, chuva, gosto de dias de chuva, sempre, em qualquer altura, detesto dias frios de inverno, mas se estiver a chover, eu gosto.... é verão, a malta quer ir à praia... fica toda chateada porque está a chover.... eu não fico!
 

3-Não consigo dormir sem ser deitado numa cama... bom, por vezes no meu maple... mas raramente, dormir em viagens?, em aviões?, no carro?, nunca, nem quando fazia directas e depois vinha de autocarro para Lisboa, nunca... estão a ver o que foi ir 11 horas de Paris a Hong kong!
 

4-Tenho pavor a cobras..... não consigo olhar para elas nem na televisão, quando aparecem mudo de canal... só de escrever a palavra já estou arrepiado!
 

5-Sou a pessoa que come mais rápido que conheço, ainda os outros estão a terminar a sopa, já eu terminei a sobremesa.... eu como rápido..... dizia a minha avó, que quem não é para comer não é para trabalhar!
 

6-Posso dormir duas horas, se me levantar à hora normal ando bem o dia todo, se dormir 10 horas e me levantar duas horas antes da hora normal.... ando o dia todo a cair para o lado
 

Bom, já está... não sou lá muito peculiar.... pois não?
 

Bom, eu não passo desafios..... é a 7 peculiaridade..... mas é assim, não passo... melhor, passo a todos, quem quiser  pegue...

 

Ando numa de musica portuguesa.... GNR - A Pronúncia do Norte

 

 

Jorge

PS:Hoje não há PS

publicado às 22:59


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D