Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



papafrancisco.jpg

 

Imagem de aqui

 

“Um mundo onde as mulheres são marginalizadas é um mundo estéril, porque as mulheres não somente trazem a vida, mas transmitem a capacidade de ver mais além, elas veem mais além."

 

Papa Francisco após o Angelus no dia 8 de Março de 2015, dia internacional da mulher.

 

Acho que não há grandes dúvidas para ninguém que ao longo da sua história a  igreja sempre marginalizou o papel da mulher, relegando-a para um papel secundário, longe da hierarquia e longe do poder.

 

Será que o Papa Francisco com toda a humildade e proximidade que o caracteriza tem a noção do alcance das suas palavras? Terá ele a noção que apesar de faltar ainda uma boa parte do caminho, o resto do mundo está muito mais próximo de reconhecer a importância do papel da mulher na sociedade e que a igreja é uma das últimas instituições que tarda em reconhecer esse papel?

 

Estará Francisco consciente de que a igreja é cada vez mais uma instituição estéril?

 

Jorge Soares

publicado às 23:01

GNR suspenso por fazer stripp

 

Imagem do DN 

 

A GNR decidiu esta segunda-feira suspender um dos seus militares depois de ter descoberto que este protagonizou um striptease num clube nocturno, sábado passado, numa festa dedicada ao dia da mulher. Em causa, está o facto de o cabo ter usado a farda da corporação, assim como o restante equipamento que lhe estava distribuído durante a performance.

 

Estão frescas na nossa memória as imagens da manifestação de sexta feira passada em que milhares de policias e GNRS se manifestaram em frente ao parlamento... sabemos que a vida está complicada para todos, incluindo para quem faz parte das diversas forças de segurança ... tão difíceis que há sempre  quem nestas alturas arranje um segundo emprego... este é stripper nas horas vagas.

 

É claro que o facto de o senhor ter ido fazer strip na discoteca que fica ao lado do posto em que trabalha não mostra lá grande esperteza, mas pronto, a vida está difícil e há que aproveitar o que aparece.... é claro que o detalhe da farda, das algemas e demais adereços oficiais, era dispensável, se calhar tinha sido inteligente ter trocado a farda com um qualquer PSP stripper... dava menos nas vistas.

 

A noticia apareceu-me a meio do dia no Facebook, comentada como não podia deixar de ser por dezenas de mulheres... e havia comentários para todos os gostos, a maioria dizia que o homem se devia era dedicar ao strip e esquecer a GNR, parece que tem jeito para a coisa, ... o comentário que me chamou mais a atenção  foi o seguinte:

 

- Mas não são eles que pagam a farda?

 

Boa pergunta não é?

 

Por certo, não foram as únicas fotografias de festas com strippers para festejar o dia da mulher que me apareceram no facebook, e as outras não eram de Oliveira de Azeméis... agora já fiquei a perceber para que serve o dia da mulher.

 

Jorge Soares

 

PS:Estive a reler e quero esclarecer algo, eu acho mal que ele tenha usado a farda de serviço para fazer strip, ainda que não seja a farda e sim quem a usa que mereça o respeito por representar a lei.... mas a pergunta não deixa de ser boa.

publicado às 22:18

Qual o objectivo do dia internacional da mulher?

por Jorge Soares, em 08.03.13

Dia internacional da mulher

 

-O que é que se festeja no dia internacional da Mulher?

-Há muitos anos umas mulheres morreram queimadas numa greve nos Estados Unidos

 

A conversa foi cá em casa e envolveu duas das três mulheres que cá moram, não consegui evitar intervir e esclarecer:

 

-Não é nada disso, o dia Internacional da mulher foi instituído para chamar a atenção para a enorme desigualdade de géneros que existia a meio da década de 70 do século passado.

 

Na realidade ninguém tem a certeza que tenha acontecido mesmo nos Estados Unidos uma greve em que centenas de mulheres terminaram por morrer queimadas dentro da fábrica em que trabalhavam, mas por incrível que pareça, há muito mais gente a associar o dia 8 de março a este facto que ao verdadeiro motivo da sua instituição.

 

O dia internacional da mulher está no calendário porque durante muito tempo o papel da mulher na sociedade era menosprezado pelo homem, durante séculos a mulher estava condenada a ter um papel secundário que a remetia para a cozinha e os fundos da casa. Durante a revolução industrial a mulher foi incorporada na mão de obra activa nas grandes fábricas, mas quase sempre em condições insalubres com jornadas de trabalho intermináveis e salários de miséria.

 

Hoje em dia a mulher tem um papel muito mais activo na nossa sociedade, mas falta ainda um longo caminho por percorrer para uma igualdade plena de direitos e sobretudo para uma efectiva protecção das mulheres contra a violência doméstica e de género... 

 

Que o dia das mulheres seja todos os dias e não uma vez por ano....

 

Jorge Soares

publicado às 20:47

19 mulheres por dia foram vítimas de violência doméstica

 

"De acordo com as Estatísticas/Relatório Anual 2011, elaboradas pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), 19 mulheres por dia foram vítimas de violência doméstica em Portugal, no ano passado. No total foram registados 15.724 crimes de violência doméstica contra as mulheres.


Num momento em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, a APAV assinala que a mulher continua a ser a principal vítima de todos os tipos de crime, com 80% dos crimes praticados contra o sexo feminino. O autor do crime é predominantemente do sexo masculino (78%).

 

Traçando o perfil da vítima de crime, com base nos dados recolhidos pela APAV, verifica-se que: a vítima é mulher; tem entre os 35 e os 40 anos ou mais de 65 anos; é portuguesa; é casada; tem a sua família nuclear com filhos; trabalha por conta de outrem e reside nas grandes cidades.


Na área da violência doméstica verificaram-se mais 505 factos criminosos ao nível dos maus tratos físicos, relativamente a 2010; mais 427 factos nos maus tratos psíquicos; mais 55 factos criminosos no homicídio tentado e mais 5 mortes por homicídio consumado do que em 2010.

 

A APAV tem tido um papel determinante ao nível do apoio directo à vítima de crime, mas também na prevenção do crime, anterior à vitimação. Essa resposta tem-se traduzido na qualificação dos profissionais que prestam apoio às vítimas de crime, e na sensibilização do público em geral para essas temáticas.

 

Ao longo de 2011 a APAV realizou 421 acções de sensibilização sobre os temas da violência no namoro, violência doméstica e violência nas escolas, que envolveram 19.624 participantes.

 

Fonte APAV 

 

O dia da mulher foi instituído porque durante muito tempo o papel da mulher na sociedade era menosprezado pelo homem, durante séculos a mulher estava condenada a ter um papel secundário que a remetia para a cozinha e os fundos da casa. Durante a revolução industrial a mulher foi incorporada na mão de obra activa nas grandes fábricas, mas quase sempre em condições insalubres com jornadas de trabalho intermináveis e salários de miséria.

 

Hoje em dia a mulher tem um papel muito mais activo na nossa sociedade, mas falta ainda um longo caminho por percorrer para uma igualdade plena de direitos e sobretudo para uma efectiva protecção das mulheres contra a violência doméstica e de género... 

 

Que o dia das mulheres seja todos os dias e não uma vez por ano....

 

Jorge Soares

publicado às 21:39

Ainda o dia internacional da mulher

por Jorge Soares, em 09.03.10

 

A fazer pela vida

 

Imagem minha do Momentos e Olhares

 

 

Ontem e a propósito do dia da mulher, a conversa no messenger com uma amiga da blogosfera, foi mais ou menos assim:

 

Jorge says:

há mesmo quem festeje não é?

Amiga says:

 aqui os restaurantes estão à pinha

Jorge says:

 não consigo perceber

Amiga says:

 nem eu..grrrrrrr

 acho uma palhaçada

Jorge says:

 é mesmo

 porque amanhã volta tudo ao normal

 e ninguém mais se lembra

Amiga says:

 é um dia em que as mulheres aproveitam para se soltarem

 aquelas que vivem presas

 e quando mete sTripers masculinos,,,ui ui

Jorge says:

 lol

 mas isso não há o tempo todo?

Amiga says:

 mas hoje para aquelas que raramente saiem é uma maravilha

 em situações normais nunca iriam

Jorge says:

 estranho este mundo, em que as pessoas precisam de ter dias para se soltarem

 hummm..belo tem para um post

 

Já disse aqui que sou contra os dias, contra este e contra a maioria, porque na maioria dos casos as pessoas além de que não fazem ideia do que está na sua origem, terminam por desvirtuar o seu significado e estes convertem-se em mais um dia de incentivo ao consumo.

 

O dia da mulher foi instituído porque durante muito tempo o papel da mulher na sociedade era menosprezado pelo homem, durante séculos a mulher estava condenada a ter um papel secundário que a remetia para a cozinha e os fundos da casa. Durante a revolução industrial a mulher foi incorporada na mão de obra activa nas grandes fábricas, mas quase sempre em condições insalubres com jornadas de trabalho intermináveis e salários de miséria.

 

Estas condições levaram a que no inicio do século XX nos Estados Unidos surgisse um movimento de protesto que levou a que o primeiro dia da Mulher fosse festejado a 28 de Fevereiro de 1908. Em 1910 celebrou-se a primeira conferência internacional da mulher e foi determinada a existência do dia internacional da mulher. Mas é só em 1975 que o dia é oficializado pela ONU e passa  a ser festejado a 8 de Março.

 

Eu entendo que as  mulheres queiram ter o seu dia, sou totalmente contra qualquer tipo de discriminação e tenho consciência de que ainda há muito por fazer até que seja atingida uma verdadeira  igualdade. Agora pergunto, durante o dia de ontem aconteceu alguma iniciativa que contribua para a diminuição destas desigualdades? O dia contribuiu em algo para melhorar as mentalidades?, Alguém fez algo para lutar contra um dos piores flagelos da nossa sociedade actual que tira a vida a dezenas de mulheres todos os anos, a violência doméstica? Alguém pensou sequer no assunto? 

 

Como bem diz a minha amiga,  este dia está convertido em mais um dia para o consumo...e é pena, porque há tanto por fazer... mesmo.

 

Jorge Soares

publicado às 21:37


Ó pra mim!

foto do autor



Queres falar comigo?

Mail: jfreitas.soares@gmail.com






Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D